Aracaju sem ônibus

0

Embora pague caro para ser transportado em verdadeiras latas velhas, os aracajuanos estão sendo prejudicados pela crise financeira da empresa VCA. Desde maio passado a concessionária não paga o tíquete alimentação, férias e horas extras dos motoristas e cobradores. Revoltados, estes profissionais cruzaram os braços e interditaram quarta-feira e ontem os terminais de integração, impedindo a circulação dos ônibus das outras empresas. É lastimável que, apesar do grave problema, a Prefeitura de Aracaju não tenha adotado ainda qualquer medida para barrar o caos estabelecido no sistema de transporte coletivo. Aliás, a única atitude tomada pela atual administração municipal foi reajustar o preço da tarifa.

Novo chefe

Desde ontem o PTB sergipano não pertence mais ao dublê de empresário e político Edvan Amorim. O novo chefe é o deputado federal Almeida Lima, que já registrou sua filiação no Tribunal Regional Eleitoral e informou que é o novo presidente da legenda no estado. Almeidinha pretende apoiar a candidatura do primo Jackson Barreto (PMDB) ao governo de Sergipe.

Adiada

O Sebrae Sergipe adiou temporariamente a realização da ‘Semana do Microempreendedor Individual’. O evento seria iniciado na próxima segunda-feira, na Praça General Valadão, centro de Aracaju. A decisão foi tomada devido à dificuldade de locomoção dos participantes por conta das manifestações que estão ocorrendo na capital.

Pneus furados

A Polícia prendeu 10 manifestantes acusados de praticarem baderna durante o ato realizado ontem à tarde em Aracaju. Segundo os policiais, eles teriam furado os pneus de um carro da TV Sergipe, afiliada da TV Globo, e depredado um ônibus na avenida Beira Mar. Desde o início das manifestações, equipes da emissora global têm sido agredidas por baderneiros.

Recepção

A Associação Comercial e Empresarial de Sergipe recepciona hoje com um almoço o
grupo da Amsia Motors, indústria automobilística proveniente do Oriente Médio que pretende se instalar no estado. Segundo o presidente da entidade, Alexandre Porto, será uma oportunidade para o grupo árabe discutir seu projeto de investimento com os empresários e jornalistas sergipanos.

Festa militar

A Polícia Militar de Sergipe realiza daqui a pouco a promoção de 20 oficiais e concede 17 medalhas Mérito Policial Militar e três Alferes Tiradentes. A solenidade vai acontecer no Centro de Convenções, em Aracaju, e será prestigiada pelo governador Jackson Barreto (PMDB).

Nova cirurgia

O secretário estadual da Fazenda, João Andrade, foi reoperado ontem no Hospital Sírio Libanês devido a aderências intestinais. Segundo o boletim médico, ele se encontra na UTI em bom estado geral, respirando sem aparelhos e estável. No dia 15 passado, Andrade submeteu-se a uma cirurgia de diverticulite em Aracaju e desde então está sendo substituído na Secretaria por Oliveira Júnior.

Déda

Com o título acima, a colega Rita Oliveira publica hoje no Jornal do Dia a seguinte nota: “Ontem completou um mês que o governador licenciado Marcelo Déda (PT) está internado no Hospital Sírio Libanês para conseguir se alimentar e recuperar a massa muscular. Nesse período ele se submeteu a 10 sessões de radioterapia. Não há previsão de alta”.

Má notícia

A partir da próxima segunda-feira, os móveis e três produtos da linha branca – fogão, tanquinho e geladeira – pagarão mais IPI. Também será revogado, em parte, o imposto reduzido para laminados, luminárias, painéis de madeira e papéis de parede. O IPI sobe de 2% para 3% no caso dos fogões, de 7,5% para 8,5% para geladeiras, de 3,5% para 4,5% para tanquinhos. Para móveis, painéis de madeira e laminados, a alíquota passa de 2,5% para 3%.

São Pedro

Festanças, fogueiras e muitos fogos marcam hoje a véspera do dia de São Pedro. Considerado o protetor das viúvas e dos pescadores, o santo é retratado na cultura popular como o guardião do Céu. No Candomblé, São Pedro corresponde a Xangô, o deus das trovoadas, raios, chuvas e tempestades.

Do baú político

De 1946 a 1947, Sergipe foi governado pelo interventor federal e coronel do Exército Antônio Freitas Brandão. Na divisão dos cargos entre as lideranças políticas locais, coube ao Partido Republicano indicar o Chefe de Polícia, tendo sido escolhido o jovem advogado Armando Rollemberg. Ao assumir, ele proibiu que se batesse em presos, decisão que foi cumprida quase à risca. Claro que aqui e acolá o sujeito levava um ‘sapeca iaiá’ daqueles. A novidade foi se espalhando e cruzou as divisas de Sergipe. Certo dia, estava Armando Rollemberg em seu gabinete, quando um policial entra para informá-lo sobre a prisão de quase uma dezena de ladrões, que vinham aterrorizando os sergipanos. Ele pede para falar com os marginais e começa perguntando sobre suas origens. Foi então que um deles disse serem da Paraíba: “Soubemos que aqui não se bate mais em preso e resolvemos mudar pra cá”. O chefe de Polícia manteve a ordem de não bater, porém, desde aquele dia, todo bandido de outro Estado era colocado no trem e liberado em Salvador, onde a Polícia descia a madeira sem dó nem piedade.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais