Articulações políticas

0

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), desembarca hoje, em Fortaleza, onde passa entre 10 a 15 dias, descansando em uma de suas praias afastadas do burburinho turístico. Desligou o telefone celular e, durante este período, vai tentar esquecer o cargo, tomar sua cervejinha bem gelada e comer mariscos frescos à beira mar. Esse é um período que o prefeito de Aracaju sempre escolheu para se retirar de todas as conversas que envolvem administração e, principalmente, política. Quando retornar a Sergipe, entre os dias 15 e 18 próximos, é que estará aberto para discutir todas as questões, inclusive a sucessão estadual, que já está borbulhando no caldeirão da política sergipana. Marcelo Déda, entretanto, deixa um recado para os seus aliados: vai conversar sobre tudo ao retornar a Aracaju, mas as articulações para a sucessão municipal só depois do carnaval, quando, realmente, têm início todas as atividades neste país. A primeira providência do prefeito, já nas discussões em torno do processo sucessório, será se reunir com a militância do Partido dos Trabalhadores e ouvir a posição de todos os seus membros, em relação ao pleito municipal deste ano. Segundo Marcelo Déda, “só a partir daí é que vou ouvir pessoalmente a posição de todos os partidos que formam a aliança de oposição no Estado”. Depois de tudo isso é que verá qual o projeto que deverá ser traçado para a disputa da Prefeitura de Aracaju. Durante a conversa que teve com Plenário, através de telefone, quando ainda se encontrava no Rio de Janeiro, Marcelo Déda em nenhum momento se referiu a disputar a reeleição. Vai se comportar como sempre fez o PT – pelos menos antigamente – na escolha do nome que disputará a Prefeitura. Evidente que se trata de um mero protocolo, até porque a legenda não preparou mais ninguém. O ritual petista para candidatura à Prefeitura continuará. Depois de conversar com os aliados, onde, evidentemente, discutirá a indicação do companheiro de chapa, inclusive se manterá Edvaldo Nogueira (PCdoB), o prefeito Marcelo Déda retornará às bases partidárias para dizer se aceita ou não ser candidato à reeleição. Depois dessa decisão, Déda viaja a Brasília e manterá contato com o presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, José Genoino, com o ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu e, finalmente, com o compadre Luiz Inácio Lula da Silva. Déda lembrou que isso normalmente aconteceu durante as decisões de candidaturas: “sempre ouvir Lula, antes mesmo dele ser o presidente da República”, explicou. Marcelo Déda, entretanto, já avisou que se for candidato à reeleição este ano, vai exigir prioridade do partido para a campanha. Afinal, reconhece que não pode surfar nas ondas do já ganhou. Sabe que toda eleição conta uma história diferente e os resultados são imprevisíveis. No momento, o bloco de partidos que faz oposição ao Governo do Estado está absolutamente unido em torno do nome do prefeito de Aracaju. É que não existe outro que possa substituí-lo, com a mesma performance eleitoral, em caso da necessidade dele ocupar um Ministério em Brasília. Essa força que Marcelo Déda acumulou, durante esse período, principalmente pela influência que tem junto ao presidente, o fez uma liderança de decisão única, capaz de levar o partido a ter chapa puro sangue para disputar as eleições, já que há indicativos fortes da sua candidatura ao Governo do Estado em 2006, o que provocará sua desincompatibilização 16 meses depois de reassumir o mandato. Não há dúvidas que Déda será o nome, porque qualquer outra terá grande dificuldade de fazer o PT continuar no comando de Aracaju. DESESPERO O exército suspendeu a distribuição de água no sertão, por falta de recursos. A situação é de desespero na região. A população não tem o que beber e o que comer. O Governo Federal comunicou que terminou o período do contrato e que haverá necessidade de se fazer outro. ENOQUE O prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, disse que a omissão do Governo do Estado também é grande e lembrou que o governador João Alves Filho garantiu que isso não aconteceria. Enoque diz que o sertanejo não pode passar por isso, “porque a maioria chama o governador de João da Água”. AGILIZAR Frei Enoque disse, ainda, que a preocupação agora é agilizar Brasília, para que os recursos cheguem e o exército reinicie a distribuição de água. Enoque já conversou com o chefe da Defesa Civil, Adalberto Figueiredo. Quer que o Governo do Estado pague a distribuição da água, durante esses quatro ou cinco dias. REUNIÃO O Diretório Regional do PL reuniu-se, ontem, em Nossa Senhora da Glória, para fazer avaliação política de alguns municípios. Discutiu que a candidata à prefeitura, em Poço Redondo, será a vice-prefeita Edileusa ou a médica Iviane. Ainda está em fase de definição… CANDIDATURA O deputado federal Heleno Silva (PL) revelou que o partido está trabalhando pela candidatura de frei Enoque a prefeito de Canindé, mas está aguardando decisão da justiça. Segundo Heleno, frei Enoque aceita disputar a Prefeitura se o grupo da oposição estiver coeso em torno dele. ENCONTRO O deputado João Fontes (sem partido) e o senador José Almeida Lima (PDT) terão encontro hoje, em Aracaju, para tratar sobre política. Vão analisar sobre a ampliação de um grupo de esquerda para fazer oposição ao Governo Lula, como já propôs o ex-governador Leonel Brizola. PALHAÇOS O superintendente da Polícia Federal, Kércio Pinto, disse ontem que os policiais federais não “são palhaços para tentar prender Antônio Francisco e alguém avisa-lo das diligências”. Kércio acha que todo o trabalho foi em vão e disse que alguém está ajudando a Antônio Francisco, comunicando a ação da Polícia: “sei que o pessoal do delegado João Eloy não é”, reconheceu. FLORO Quanto à prisão do fugitivo Floro Calheiros, Kércio Pinto disse que a responsabilidade e competência são da Secretaria de Segurança. “A Polícia Federal fez o seu papel e prendeu Floro. Soltaram! Agora a PF não tem mais recursos para fazer diligências”, disse. ADIADO Foi adiado o encontro que membros do PPS e PMDB teriam ontem para discutir a aliança que devem formalizar para as eleições municipais de outubro. Será na próxima semana. Os dois partidos pretendem fechar, de imediato, uma pré-aliança em torno do nome de Susana Azevedo para a Prefeitura de Aracaju. TELEFONEMA Ao por os pés no Rio de Janeiro, onde passou o reveillon, a deputada Susana Azevedo recebeu telefonema da governadora em exercício, Marília Mandarino (PPS). Durante 40 minutos, Marilia revelou que recebeu telefonema de João Alves Filho, da Europa, pedindo que a deputada não falasse de Pedrinho Valadares (PFL), para que o bloco se mantenha unido. TOBIAS O deputado estadual Augusto Bezerra discutiu, com vereadores de Tobias Barreto, a candidatura já definida do médico João Pacífico (PMDB), à Prefeitura daquela cidade. Segundo Augusto, a candidatura será em composição com o PFL. A reunião ocorreu na praia do Saco, puxada a cerveja e mariscos. EUROPA Augusto Bezerra já está de malas arrumadas para viajar a Roma, onde se encontra com o governador João Alves Filho, que tem reunião da Fida. Depois o grupo segue para Madri, onde discute investimentos turísticos, e de lá para Washington, onde haverá encontro com o presidente do BID, Enrique Iglesias. FOTOGRAFIA Uma fotografia do embaixador do Brasil em Roma, Itamar Franco, recebendo título de cidadão sergipano, será levada pelo deputado Augusto Bezerra. A viagem de Augusto é uma iniciativa do governador em prestigiar a Assembléia, levando um parlamentar para viagens ao exterior. Quem se comportar bem, recebe o presente… Notas CANINDÉ A prefeita Rosa Maria Fernandes Feitosa (PMDB) é candidata à reeleição, mas até agora não se tem qualquer nome para uma composição política na chapa. Seus aliados entendem que é muito cedo para falar no assunto e acham que sucessão só deve ser tratada depois do carnaval, quando se negociam aliança. Em Canindé, o comentário é que o ex-prefeito Genivaldo Galindo está influenciando na sucessão do presídio de São Cristóvão, onde se encontra. Ele integra o grupo: o nome do vice sairá de sua vontade. SOCORRO A participação do deputado federal Jackson Barreto (PTB) vai pesar muito na decisão sobre o nome do grupo político, que disputará a cobiçada Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro. Até o momento há um nome em evidência, a do deputado Adelson Barreto, que é de interesse do parlamentar. Essa preferência é porque o PTB conseguiria colocar na Assembléia Legislativa uma de sua ex-aliada, a professora Marieta Falcão (PMN), caso Adelson chegue a eleger-se. Marieta evita lembrar essa amizade. MUDANÇAS Continuam firmes as especulações em torno da reforma administrativa que o governador João Alves Filho (PFL) fará no Governo, depois de ter o projeto aprovado pela Assembléia Legislativa. Um dos seus assessores disse que o secretário de Segurança, Luiz Mendonça, continuará intocável. Os comentários insistem que o médico Marcos Prado seja afastado da Educação e que, para lá, vai José Alves Neto, atualmente na Erradicação da Pobreza. Nicodemos Falcão já estaria fora de cogitações. Não é simpático à cúpula. É fogo Alguns e-mails foram enviados, ontem, ao repórter pela estréia da coluna Plenário neste jornal, com as mesmas características. Tarcísio Cunha, de Brasília, traz votos de sucesso e a certeza de “sua isenção no trato da notícia, validada sempre por meu velho amigo”. Edson Júnior diz que confia “em sua retidão com a verdade e seu profissionalismo. Espero que você mantenha aquilo que é nosso maior patrimônio: a liberdade”. Aelma Santana deseja sucesso nesse novo desafio, “conquistado com a sua competência profissional”. Parabeniza, também, o Correio de Sergipe. Marcos Luduvice e Aída Brandão, do jornal O Povão, também parabenizam pela estréia neste jornal e desejam muito sucesso. O secretário chefe da Casa Civil, Flávio Conceição, já retornou de sua viagem e está assoberbado de trabalho no Palácio dos Despachos. O prefeito de Pirambu, André Moura (PFL) tem participado de todos os festejos em Japaratuba. É pré-candidato à Prefeitura daquela cidade. O prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, está muito irritado porque ainda não foi deferido o seu pedido de transferência de domicílio. O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, disse que só o Partido dos Trabalhadores tomará a decisão a respeito do candidato para sucede-lo. O ator Alexandre Frota é sócio do deputado Fabiano Oliveira (PTB) no bloco Nana Banana, puxado por Chicletes com Banana. A informação foi dada pelo próprio Alexandre Frota, através da televisão, quando falou bem do Pré-Caju. Frota agora é ator de filme pornô. Depois de serem beneficiadas pela redução do IPI do carro zero, as montadoras começaram a reajustar os preços de tabela de seus automóveis. A redução do IPI – que deveria ser extinta em novembro – foi prorrogado até 29 de fevereiro. Em contrapartida as montadoras se comprometeram a manter o nível de emprego até lá. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários