Assembléia: nada muda

0

Em 17 de outubro do ano passado, esta coluna publicou o artigo “Assembléia: o que pode mudar”, sobre a possibilidade de mudança no quadro eleito para Assembléia Legislativa em virtudes das representações existentes contra os deputados eleitos Augusto Bezerra (PFL), André Moura (PSC) e César Mandarino (PSC).Todos os três da coligação formada pelo PFL/PSC/PP e PSDB. A coluna não entrou no mérito das representações e sim mostrou – através dos números concretos – o que poderia mudar na Assembléia Legislativa caso os três deputados eleitos venham a perder seus mandatos. Como o procurador regional eleitoral, Eduardo Pellela, anunciou que vai pedir a anulação dos votos de André Moura – que teve o diploma cassado na semana passada – a coluna vai mostrar mais uma vez, que tirando ou não os votos de André, a coligação comandada pelo então PFL continua com 13 deputados, para acabar com as especulações sem nenhuma base consistente, apenas no “achismo”. Primeiro o quadro como ficou a eleição de primeiro de outubro e como ficará se os votos de André forem retirados da legenda. 

 

Resultado oficial do TRE para deputado estadual 

Abaixo o resultado oficial do TRE. A coligação 1, formada pelo PT/PSB/PMDB/PL/PCdoB fez oito deputados estaduais. A coligação 2, formada pelo PV e PTdoB, fez três deputados estaduais. Já a coligação 3, formada pelo PFL/PSC/PP e PSDB fez 13 deputados. Veja que as três coligações fizeram os últimos deputados na sobra das legendas.


Legenda: Votos válidos/bagas = 1.016.697/24 = 42.362

22ª Vaga: Divide o número de votos pela quantidade de eleitos mais uma vaga que está em disputa, a coligação que obter maior sobra fica com a vaga.

Coligação 1- 313.705 / 8 = 39.213,13.
Coligação 2- 125.865 / 3 = 41.955,00. *
Coligação 3- 518.855 / 13 = 39.911,00.

 A 22ª vaga ficou com a coligação 2
———————————————

23ª Vaga: Divide o número de votos pela quantidade de eleitos mais uma vaga que está em disputa. A coligação que obter maior sobra fica com a vaga.

 Coligação 1- 313.705 / 8 = 39.213,13.
Coligação 2- 125.865 / 4 = 31.466,25.
Coligação 3- 518.855 / 13 = 39.911,00. *

 * A 23ª vaga ficou com a coligação 3.
———————————————

24ª Vaga: Divide o número de votos pela quantidade de eleitos mais uma vaga que está em disputa, a coligação que obter maior sobra fica com a vaga.

 Coligação 1- 313.705 / 8 = 39.213,13. *
Coligação 2- 125.865 / 4 = 31.466,25
Coligação 3- 518.855 / 14 = 37.061,00.

 * A 24ª VAGA  ficou com a coligação 1. 

 

Resultado excluindo o deputado eleito André Moura 

Neste caso, se André Moura perdesse o mandato, mesmo com a retirada dos votos obtidos por ele, 38.778 (o mais votado), a coligação PFL/PSC/PP e PSDB manteria a décima terceira vaga. Veja no quadro abaixo que a legenda passaria dos 42.362 para 40.746, mesmo assim a coligação ficaria com 480.077 votos válidos o suficiente para manter os 13 deputados eleitos. Ou seja, neste caso também, apenas a primeira suplente, Gorete Reis seria a beneficiada.


Legenda: votos válidos/vagas = 977.919/24 = 40.746,62

22ª Vaga: Divide o número de votos pela quantidade de eleitos mais uma vaga que está em disputa, a coligação que obeter maior sobra fica com a vaga.

COLIGAÇÃO 1- 313.705 / 8 = 39.213,13.
COLIGAÇÃO 2- 125.865 / 4 = 31.466,25.
COLIGAÇÃO 3- 480.077 / 12 = 40.006,41. *

 * A 22ª Vaga ficou com a coligação  3.
——————————————–

23ª Vaga: Divide o número de votos pela quantidade de eleitos mais uma vaga que está em disputa, a coligação que obter maior sobra fica com a vaga.

 COLIGAÇÃO 1- 313.705 / 8 = 39.213,13. *
COLIGAÇÃO 2- 125.865 / 4 = 31.466,25.
COLIGAÇÃO 3- 480.077 / 13 = 36.929,00.

 * A 23ª Vaga ficou com a coligação 1.
——————————————-

24ª Vaga: Divide o número de votos pela quantidade de eleitos mais uma vaga que está em disputa, a coligação que obter maior sobra fica com a vaga.

 Coligação 1- 313.705 / 9 = 34.856,00
Coligação 2- 125.865 / 4 = 31.466,25
Coligação 3- 480.077 / 13 = 36.929,00. *

 * A 24ª Vaga ficou a com a coligação 3.

 Obs: a coluna não vai publicar os quadros com a exclusão de dois ou três deputados como foi calculado na época, colocando Augusto Bezerra e César Mandarino que respondia processos. O leitor que desejar é só procurar em “anteriores”, no final desta coluna, no dia 17 de outubro do ano passado. Além de ler todos os cálculos vai comprovar que este espaço saiu na frente, para variar.

 

Comentários sobre o discurso de André Moura 

Este jornalista não estava na AL, ontem, 19, quando do discurso de André Moura sobre a cassação pelo TRE. Porém, um servidor enviou a seguinte avaliação: “As galerias da Assembléia Legislativa ficaram lotadas de populares, políticos e amigos do deputado cassado André Moura (PSC), ontem, durante o discurso de despedida do parlamentar. Também pudera. Veículos oficiais da Prefeitura de Pirambu, a exemplo do ônibus escolar placa branca HZW 0135, atravessaram a ponte Construtor João Alves transportando dezenas de pessoas  para ocupar os espaços na Assembléia. Além disso, o ex-prefeito da Barra dos Coqueiros, Gilson dos Anjos, deu uma força enorme ao amigo cassado, arrastando outras dezenas de pessoas para prestigiarem o discurso derradeiro do herdeiro político dos Moura. Comentário de um experiente jornalista político após o encerramento do discurso de André Moura, que durou mais de duas horas: “Nunca vi um velório tão demorado aqui na Assembléia”.

 

Auditoria em obra de esgotos vai feder 

Com certeza uma auditoria nas obras de esgotos vai feder pra “dedeu”. Uma simples avaliação de qualquer leigo na área sobre o nível de eficiência no funcionamento do sistema implantado vai mostrar o tamanho do descaso. Há não se pode esquecer ainda que se for para passar a limpo de verdade não se pode esquecer dos contratos das famosas consultorias e ai se inclui as firmas de “projetos”, que abocanharam rios de dinheiro em Sergipe. Isso vai feder mais que os canais da Anízio Azevedo, do Tramandaí e do Jardins. Um leitor alertou ontem que um engenheiro não deseja a auditoria porque está “atolado no esgoto dos contatos de uma empresa multinacional e outra de médio porte de Sergipe. 

 

Tubos enterrados e patrimônio 

Tem que jure de “pé junto” que uma auditoria na Deso pode desenterrar tubos de esgotos que não foram comprados e ainda bens de um que não tinha quase nada antes. Este jornalista jura que não acredita, mas que a rede de esgoto fede, isso todo mundo sabe… 

 

TV Atalaia divulga gravação de Albano, Flávio e Antônio Manoel 

No capitulo de ontem da novela “Navalha afiada”, a TV Atalaia veiculou a gravação de uma conversa entre Flávio Conceição e Albano de um lado, e do outro Antônio Manoel de Carvalho Dantas que estava em São Paulo. A conversa foi veiculada por Gilmar Carvalho na última segunda-feira, 18. Na conversa Albano cobra de Antônio Manoel se Pinna (presidente do TC) tinha nomeado uma pessoa. Em dado momento Antônio Manoel diz: “Flávio é o nosso líder (TC)”, e ironizam o voto d conselheiro Carlos Alberto contra a suspensão da auditoria pela Deso. Ao final falam de uma rádio, que segundo informou a TV Atalaia, pertence ao genro de Antônio Manoel, em Jeremoabo (BA). 

 

Flávio Conceição não é o único Top da Operação Navalha 

Para ninguém esquecer: no dia 17 de maio, foram presos em Sergipe, pela PF, o conselheiro Flávio Conceição, o ex-deputado Ivan Paixão e o empresário João Alves Neto, filho do ex-governador João Alves e da senadora Maria do Carmo. As gravações da PF, publicadas no Jornal da Cidade mostraram que o empresário operava com desenvoltura com Flávio Conceição na parceria com o dono da Gautama, Zuleido Veras. O diálogo cita valores e tudo mais. Então, caro leitor, Flávio Conceição deve perder o cargo no TC, mas ele não é o único “Top”  João Alves Neto será denunciado pelo STJ por formação de quadrilha e corrupção ativa e passiva. A sociedade sergipana acompanha espantada e constrangida com os últimos atos do empresário. 

 

Vitor Mandarino aparece em conversa de Zuleido 

Do radialista Evenilson Santana: “Sempre que possível, tenho lido sua coluna na internet e, inclusive, valorizado-a, através de um programa que apresento no interior, na Milenius FM – 90.3 MHz(Itaporanga D”juda e mais de 20 municípios).Sobre a “Navalha no interior” divulgada em sua última coluna, “Emissoras do interior na sua grande maioria caladas”, preciso discordar. Desde ontem temos divulgado trechos inéditos(não divulgados em veículo algum). Hoje, mais uma vez, assim o fizemos. O trecho apresenta a conversa entre Zuleido e Ricardo(Gautama). O alvo, de novo, é a Deso. Eles conversam sobre a possibilidade do recebimento de dois milhões e trezentos mil reais, através da Companhia. Inicialmente, Ricardo(Finaceiro da Gautama) diz que Renato(Ex-diretor da Deso) não conseguiu falar com Víctor porque este estava em reunião. Depois, em um dos trechos, Ricardo diz: “… não, não, porque eu dependo ainda das certidões…” e Zuleido retruca: “não, certidão eu resolvo com Flávio do mesmo jeito… não tem problema…” Zuleido consider uma falha no processo desta liberação e chega ao ponto de dizer: “… apesar da cagada que eles fizeram, mas sexta-feira tá resolvido…”Amanhã, das 12h às 14h reprisaremos esta e apresentaremos outra inédita…Grande abraço! e parabéns pelo trabalho” 

 

Navalha: Procurador investigará dois deputados 

Na Folha de São Paulo de hoje, 20: “O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, disse que abriu investigações internas para apurar as suspeitas de envolvimento dos deputados Maurício Quintella (PR-AL) e Olavo Calheiros (PMDB-AL) em esquema de fraudes em licitações para obras públicas, alvo da Operação Navalha. “Recebi o relatório [da PF] e mandei abrir dois procedimentos administrativos”, disse Antonio Fernando. Somente ele pode tomar a iniciativa de investigar parlamentares federais, por causa do foro privilegiado”. 

 

Capital do Agreste também discorda de nota 

Dos radialistas da rádio Capital do Agreste, de Itabaiana: “Discordamos do leitor que enviou e-mail dizendo que as rádios do interior não estão dando destaque a “Operação Navalha”. Aqui em Itabaiana podemos pelo menos falar por nossa emissora, que constantemente passa as informações contidas na imprensa sergipana e nacional. Inclusive em nossos programas jornalísticos sempre utilizamos como fonte de pesquisa a sua coluna tão bem informada e conceituada. Seus editoriais por sinal são divulgados muitas vezes por nossos profissionais. Acreditamos que o leitor em questão não acompanhe a nossa emissora. Agradecemos o espaço e continuaremos mantendo essa parceria tão salutar para a boa informação”. 

 

Indignação de um leitor com as gravações da PF 

De um leitor: “Toda noite após intensa luta para ganhar o pão de cada dia honestamente, fico indignado ao assistir os telejornais exibirem trechos de conversas do Sr. Flávio Conceição, sinto-me envergonhado de ser sergipano. Pois é muito revoltante ver pessoas muito bem pagas para zelar pelo dinheiro publico, fazendo trambiques sem nenhum pudor, usando seus espaços e materiais de trabalho que são bancados com nosso dinheiro para montar um verdadeiro escritório de negociações obscuras. Sinto-me muito envergonhado de em nossa terra famosa por seu povo pacato e hospitaleiro, ter pessoas com o QI tão avançado para o crime.O que serve de consolo é a esperança de ver a justiça punir rigorosamente esse bando de parasitas que vivem, ou melhor, vegetam pelos espaços públicos onde há algumas migalhas de dinheiro para que eles possam negociar o que ainda lhe resta de dignidade”.  

 

Recuperado veículo depois de seis meses 

Depois de um trabalho investigativo o governo do Estado conseguiu recuperar um importante veículo que estava com um militar. A devida apuração foi aberta, mas o que se sabe é que o veículo estava com placas trocadas e foi preciso muita pressão para que o mesmo fosse devolvido. 

 

Brado teatral do senador Almeida Lima 

Em artigo postado no dia de ontem no Observatório da Imprensa, o jornalista Luiz Weis, analisando a contribuição da mídia para o desmoronamento do castelo de cartas levantado pela tropa de choque de Renan no Conselho de Ética, afirmou que “os jornais não fizeram mais do que escancarar a cínica cumplicidade da cupinchada amiga de Renan”. Como exemplo citou “o brado teatral do senador Almeida Lima, ex-tucano e hoje companheiro de PMDB”. Mostrando que Almeida conseguiu classificar Renan como “vítima” sem enrubecer a face, ou seja, “sem ficar com o rostinho vermelho”. Pegou mal associar o nome do senador num parágrafo onde descreveu o cinismo, a cumplicidade, a cupinchada e a falta de vergonha. 

 

Marcos Ramos consegue unificar diálogo 

O secretário de saúde de Aracaju, Marcos Ramos, que tomou posse ontem, 19, já conseguiu dois tentos sem usar a caneta. O primeiro foi a confiança dos médicos servidores municipais de Aracaju que decidiram em assembléia na sede do Sindimed suspender a paralisação que começaria hoje, 20. Eles consideraram a mudança na Secretaria Municipal de Saúde (SMS) uma conquista do movimento e decidiram conceder um prazo para que o novo secretário de saúde possa responder às reivindicações da classe. O outro tento, foi mais político, unificou a linguagem de Edvaldo Nogueira e Rogério Carvalho (que esteve presente na posse). O prefeito enalteceu o trabalho de Rogério Carvalho que deve realizar nos próximos dias algumas parcerias com a Prefeitura de Aracaju. 

 

Dados sobre nota publicada sobre o Sesi em 16/06 

De um funcionário do Sesi: “Sobre a atleta que viajou para a Bulgária, quem lhe informou faltou com a verdade dos fatos ou a desconhece totalmente. A atleta é funcionária da Santista Textil – Socorro, foi campeã na modalidade Tênis de Mesa no ano de 2006 vencedora nas três fases(estadual, regional e nacional) dos Jogos do SESI, competição realizada todos os anos pela instituição que visam promover a inclusão social através do esporte  para o trabalhador da indústria brasileira ; a mesma não é treinada por professor do quadro do SESI; foi convidada pelo Departamento Nacional do SESI para compor a delegação brasileira para os Jogos Mundial do Trabalhador realizados a cada dois anos, e este ano na Bulgária; a atleta sergipana é a única representante do Nordeste na competição juntamente com uma colega do Acre e outra de Santa Catarina; que não existe vaga para técnico ou professor de modalidade individual na composição da delegação a não ser que a empresa assumisse todas as despesas; que o Superintendente foi como acompanhante da atleta não só como presidente do Comitê Nordeste SESI como também por exercer a Superintendência da única DR do nordeste que teve representante nos referidos Jogos”. 

 

Frase do Dia 

Um velho índio descreveu certa vez em seus conflitos internos: “Dentro de mim existem dois cachorros, um deles é cruel e mau, o outro é muito bom e dócil. Os dois estão sempre brigando…” Quando então lhe perguntaram qual dos cachorros ganharia a briga, o sábio índio parou, refletiu e respondeu: “Aquele que eu alimentar” – Autor desconhecido.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários