Atacar à imprensa, caminho suicida

0

O presidente de honra do PTB em Sergipe, Edivan Amorim, conseguiu em uma entrevista na emissora de rádio dele (rede Ilha) desconstruir em algumas horas todo o trabalho (bem feito, por sinal) das inserções veiculadas esta semana onde ele falou em nome do partido e deixou como gancho principal a palavra dada.

Na entrevista ao radialista Gilmar Carvalho, Edivan Amorim, não foi o mesmo das entrevistas anteriores. Se antes jogava como um mestre no tabuleiro de xadrez, deixou transparecer que está diante de um jogo difícil, onde prevê que pode levar o xeque mate a qualquer momento e resolveu realizar uma jogada fatal, como isca para o adversário. Incitou as divergências entre o PT e o DEM, fez juras de amor ao ex-sogro,  hoje prefeito de Aracaju, João Alves (DEM) e passou a impressão que tem trânsito livre no PSB por conta da amizade com Eduardo Campos.

Não tem outra explicação para a mudança de estilo de Edivan: está sentindo-se à beira do isolamento político. Sempre calmo e com uma fala mansa que deixa seus adversários irritados com sua frieza,  Edivan partiu para um ataque que, com certeza, sua assessoria de imprensa, comandada por Chiquinho Ferreira e agora com o apoio do marqueteiro Theotônio Neto, não aconselhou: atacou à imprensa, sem eira, nem beira e sem citar nomes.

Edivan Amorim disse que “O leitor precisa fazer a sua avaliação, quando lê jornal ou site ou blog ou ouve rádio ou vê TV, pois metade da mídia sergipana está vendida …há esposa de jornalista trabalhando em gabinete de autoridade do governo recebendo salários de R$ 12 mil por mês …essas matérias de política vistas nos dois jornais são altamente financiadas com o dinheiro público. Jornalistas, não todos, mas a minoria recebe dinheiro do poder público, esposa, filho, nora, para comprar a caneta…”, cutucou e citou apenas um nome, o site 247 que segundo ele “é um veículo extremamente petista, de propriedade de José Dirceu e que a soma dos três números é 13”.

Com certeza absoluta estas declarações de Edivan não têm o aval de Chiquinho Ferreira e Theotônio Neto.  Esta história remete a um grande líder nacional que despencando nas intenções de voto resolveu atribuir a culpa a imprensa.

Outra declaração infeliz de Edivan, foi quando disse que estava ali para impedir a tentativa de fazer a ditadura em Sergipe, nos jornais, nos rádios e nos blogs. O engraçado é que quando a rede Ilha tinha a audiência absoluta ele não achava isso. Aliás, quem teve uma ação ditatorial foi ele quando tentou, através da Justiça que quatro jovens deixassem de postar pelo twitter a declaração que não votam em Amorim. Algo que estava sem repercussão ganhou projeção por conta da ação judicial de Edivan.

O presidente do PTB precisa reavaliar suas declarações. Ele sabe que brigar com boa parte da imprensa é uma atitude suicida.  Como responsável por uma rede de rádio com diversas emissoras, Edivan sabe que precisa respeitar e tolerar os pensamentos e as opiniões contrárias. Isso não é ditadura, muito menos financiamento público. É a essência da democracia: o contraditório.

Seria melhor que ele tivesse anunciado que o Proinveste será lido e aprovado na próxima semana. Para acabar com qualquer tipo de boato que estão protelando, que querem empurrar com a barriga, chegando até a falar na vaga do TCE que está sob judice.

Afinal o acordo foi selado entre todas as lideranças. E como bem disse Edivan nas boas inserções produzidas pelo PTB ”…compromisso é pra ser cumprido e palavra dada não volta atrás".

Convenção Estadual do PSDB neste domingo
Será realizada no próximo domingo, 14, a partir das 9h, na sede estadual do PSDB Sergipe (Rua Duque de Caxias, 326, Bairro São José), em Aracaju, a Convenção Estadual do Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB/SE. A partir do início da convenção, será eleita a direção executiva estadual do PSDB/SE.

Presenças
A convenção liderada pelo atual presidente Estadual, Roberto Góes, contará com a presença dos prefeitos eleitos pelo partido, Lila Fraga (Lagarto), Gracinha (Itaporanga), Robson Hora (Itabaianinha), Paulo César Soutelo (Santa Luzia do Itanhy), do vice-prefeito de Aracaju e atual secretário estadual do partido, José Carlos Machado, e também de todas as lideranças do PSDB em Sergipe.

Encontro PSB
O XIII Encontro Estadual do PSB realizado na última sexta-feira no auditório da AEASE, em Aracaju, reuniu dezenas de filiados do partido e lideranças expressivas de outras siglas a exemplo do governador Marcelo Déda (PT), o vice, Jackson Barreto (PMDB), o presidente do PT, deputado Rogério Carvalho, o ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), prefeitos, vereadores e representantes de diversas siglas.

Encontros regionais
Ao discursar rapidamente no encontro, o governador Déda fez um relato da aliança histórica com o PSB em Sergipe e disse que entende a candidatura de Eduardo Campos a presidente da República porque faz parte do processo democrático. O presidente estadual do PSB, deputado Valadares Filho, fez um relato das eleições 2012 e disse que a direção está preparando diversos encontros em todas as regiões do Estado para fortalecer a sigla e preparar os filiados.

Valadares: faremos de tudo para ficar com Déda e Jackson
O senador Valadares fez um relato histórico do PSB em Sergipe ao lado das lideranças que hoje estão no governo estadual. “Aliança não é feita em cima de interesses fisiológicos, econômicos ou financeiros”, disse. Afirmando que qualquer que seja o quadro nacional fará de tudo para manter o partido ao lado de Déda e de Jackson Barreto.

Ribeirópolis: Novo prefeito faz auditoria nas contas da ex-prefeita
Não se fala em outra coisa em Ribeirópolis. Desde a última segunda-feira a Prefeitura foi fechada com a desculpa que o atual prefeito, João Francisco, o João de Nega (PSB), está fazendo uma auditoria nas contas da administração anterior. Detalhe: João de Nega foi eleito com a ajuda da ex-prefeita Uita Barreto (PSB). O blog vai cobrar a divulgação desta auditoria e pedir o apoio do Ministério Público Estadual. Aí tem…

Problemas Hospital Militar
A deputada estadual Maria Mendonça concedeu entrevista na manhã da última sexta-feira na Rádio Capital do Agreste, no programa Espaço Aberto do radialista  Eduardo Abril. Maria fez um breve relato de suas atividades parlamentares destacando a visita feita ao Hospital da Polícia Militar. Segundo a deputada a comissão de saúde da Assembleia Legislativa ficou chocada com o que viu no hospital e que os problemas são graves e passa por gestão para o bom funcionamento e atendimento ao público.

Projeto para Vítimas de AVC
Um dos principais pontos da entrevista foi quando a deputada falou do projeto de sua autoria que trata das pessoas acometidas pelo AVC – Programa de Apoio às Vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) no estado de Sergipe. O objetivo é que os pacientes tenham assegurado o acesso a exames, medicamentos, assistência, informação, orientação, reabilitação e reintegração.

Mortes
Segundo a deputada, dados da Organização Mundial de Saúde (OMC) revelam que a cada cinco minutos morre uma pessoa no país em decorrência de AVC. Por ano, os óbitos chegam a 100 mil. Em todo o mundo, a cinco milhões. Outra preocupação é quanto às sequelas, que são graves para 50% dos pacientes. Já o retorno ao trabalho só ocorre em 30% dos casos.

Proposta precisa de maioria absoluta
O projeto aprovado pelos deputados em seu artigo 3º foi vetado pelo governo, alegando inconstitucionalidade, mas, nas comissões o veto foi derrubado e o projeto foi mantido na sua essência e será votado em plenário necessitando maioria absoluta para a derrubada do veto.

Reabilitação
"O artigo 3º é a essência do projeto. Sem ele, não há razão da sua eficácia. Pois, além de prestar assistência aos pacientes, o programa terá por finalidade reabilitar e reintegrar os pacientes, que, em alguns casos, ficam com sequelas após o derrame cerebral. É uma situação que merece a atenção do sistema público", frisou a deputada Maria Mendonça.

Prefeito
Por fim, Maria aproveitou a entrevista para enaltecer o trabalho que vem sendo realizado pelo Prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, que determinou a limpeza de todos os tanques públicos dos diversos povoados do município, além de resgatar a autoestima do servidor público e do povo itabaianense.

Demissão: São Cristóvão corta 20% dos CCs e Funções Gratificadas
Desde inicio de sua gestão, a prefeita Rivanda Batalha assegura que tem encontrado sérias dificuldades para colocar o município dentro do limite prudencial de gastos com pessoal, buscando respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
Não conseguindo obter respostas em relação ao fiel cumprimento do artigo 169 e lei complementares da Constituição Federal, que determina este percentual limite, a prefeita decidiu que irá cortar cerca de 20% das nomeações dos cargos em comissão – CCs – além das Funções Gratificadas.

Redução
Com a medida, ela espera obter uma redução com o pagamento da folha, que já ultrapassa o limite prudencial de 54% da receita líquida, apesar de desagradar politicamente partidários, aliados e não aliados."Infelizmente teremos que reduzir os gastos, cortando na própria carne os nossos CCs e funções gratificadas até que possamos recuperar nossas finanças e voltar a estabelecer a normalidade no serviço público", diz ela.

Evitar Demissões
Rivanda Batalha disse que essas medidas iniciais visam também assegurar a empregabilidade dos servidores públicos, estáveis e não estáveis, já que para cumprir a lei e não ultrapassar o limite prudencial é possível a demissão de funcionários públicos, "fato que faremos tudo para evitar esta situação".

Acima do LRF
O receio da prefeita tem fundamento. É que ao iniciar o procedimento de aplicação da lei do artigo 169 relativamente às despesas com pessoal, estando acima dos limites da LRF, os gestores devem seguir as seguintes providencias: redução de até 20% dos CCs e Funções Gratificadas; corte dos servidores públicos não efetivos e, por último, corte dos servidores efetivos.

Instituto Banese é reconhecido como Utilidade Pública Federal
Após 4 anos de sua fundação, o Instituto Banese tem se consolidado como um importante instrumento na realização de ações culturais e no apoio e desenvolvimento de projetos de responsabilidade social. É uma associação sem fins lucrativos, vinculada ao Banese, e que tem desenvolvido, através do Museu da Gente Sergipana, um significativo trabalho de inclusão e fomento cultural, além do fortalecimento da sergipanidade.

Conquista
O Instituto Banese possui o reconhecimento como Utilidade Pública Municipal, Estadual e acaba de receber o título de Utilidade Pública Federal – publicado no Diário Oficial da União do dia 03/04/2013, Seção I, Página 63. Trata-se de uma importante conquista e reconhecimento para o Instituto Banese, que a cada dia amplia e diversifica suas ações.

Comunidade do sertão sergipano comemora a chegada da água e da moradia
Mais de 2 milhões já foram investidos nos assentamentos do povoado Araras, em Gracho Cardoso, em ações dos governos federal e estadual que se complementam na busca da qualidade de vida da população rural.Dentro do sertão sergipano, neste assentamento Araras adquirido no período entre final de 2007 e início 2008, na primeira gestão do governador Marcelo Déda, está o exemplo para ser seguido e mostrado para todo o Brasil.

Trabalho e determinação
“Os assentados comemoraram a inauguração da rede de distribuição de água e a assinatura de contrato para construção das casas, mas não é apenas isso, aqui com a presença efetiva dos governos federal e estadual em ações que se complementam, somadas ao trabalho e à determinação dos agricultores, estamos mostrando que é possível criar alternativas de convivência com a seca, possibilitando condições positivas para o homem do campo”, disse na tarde de ontem, em Graccho Cardoso, o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, José Macedo Sobral.

Pagamento em dia
Ele completou dizendo que “ a prova de que o assentamento está dando certo é que os agricultores estão com o pagamento em dia junto aos agentes financeiros, estão tirando o sustento e fazendo a manutenção e desenvolvimento de suas propriedades”.

Renda Irlandesa produzida no município é referência em qualidade
“É mais uma conquista da nossa associação. Essa indicação é uma referência ao nosso trabalho, que possui uma qualidade perfeita. O Selo é uma garantia para o consumidor que adquirir nossas rendas irlandesas, ele terá em mãos excelentes produtos. Isso nos motiva a trabalhar ainda mais com dedicação e carinho, além de ser um resgate da tradição e cultura de um povo”, destaca Elizabeth Raimundo dos Santos, presidente da Asderen – Associação para o Desenvolvimento da Renda Irlandesa de Divina Pastora.

Certificado
O depoimento de Elizabeth Raimundo é fruto do certificado de IG – Indicação Geográfica, emitido pelo INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial. A entrega aconteceu no Museu da Gente Sergipana na noite de quinta feira. Além de várias integrantes da Asderen, que possui mais de 70 associadas, estavam presentes o vice-governador Jackson Barreto, diretores do Sebrae Emanoel Sobral e Marcelo Barreto, secretária de cultura Eloisa Galdino, prefeito de Divina Pastora Silvio Mauricio Mendonça, autoridades e sergipanos ligados a cultura.

Comunicação Ambiental
Jornalistas e comunicadores de todo o país terão a oportunidade de se atualizar sobre os dilemas socioambientais contemporâneos e a pauta jornalística pós-Rio + 20 durante o 2º Encontro Interdisciplinar de Comunicação Ambiental (EICA), que reunirá professores, pesquisadores, profissionais e estudantes de 27 a 29 de maio, na Universidade Federal de Sergipe (UFS). A proposta do evento é discutir e propor caminhos para os problemas que envolvem a relação sociedade-natureza na atualidade e oportunizar qualificação para os profissionais de comunicação.

Comunicação Ambiental II
O Encontro será iniciado com a conferência “Natureza, economia verde e justiça ambiental: dilemas contemporâneos”, a cargo do economista, pesquisador e ex-ministro de Energia e Minas do Equador, Alberto Acosta. Ao longo da programação, ocorrerão quatro mesas temáticas, com a participação de pesquisadores, jornalistas e ambientalistas de diversas regiões do país e da América Latina. Os temas em debate são: Políticas ambientais pós-Rio+20: qual deve ser a agenda?; Cinema ambiental e ecocrítica: abrindo os olhos do presente para garantir o futuro; Redes-bioma: desafios à organização e à comunicação em rede pós-Rio+20; A pauta ambiental pós-Rio+20: desafios aos jornalistas e aos meios de comunicação.

Comunicação Ambiental III
A comunicação ambiental é um campo de estudos e práticas que vem se consolidando nos últimos anos, a partir da percepção crescente de que nossa compreensão sobre a natureza e nosso comportamento em relação ao meio ambiente depende não apenas das ciências que buscam explicações, como também do debate público, das representações na mídia e das mais diversas intervenções discursivas envolvendo meios de comunicação.

Comunicação Ambiental VI
O aumento da demanda de informação e comunicação sobre meio ambiente está diretamente relacionado às mudanças nas percepções sobre o mundo natural e às novas relações sociedade-natureza que configuram o dilema ambiental contemporâneo. Limites, escassez, degradação, esgotamento, riscos, mudanças climáticas, efeito estufa, sustentabilidade, “economia verde”, “tecnologias limpas”, ecodesign, ecocrítica, ecofeminismo são alguns termos que passaram a integrar o vocabulário corrente das conversas, do debate público, das práticas e estudos. Mas ainda há muitas perguntas sem respostas e outras tantas indagações a serem feitas.Programação: http://licaufs.blogspot.com.br/p/programacao.html
Outras informações: http://licaufs.blogspot.com.br/  Email: eica2013.ufs@gmail.com  Facebook: https://www.facebook.com/eica.ufs
Twitter: @eicaufs

ASEOPP alerta para algumas condições dos componentes d o PMCMV

No último dia 05, membros da Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas (ASEOPP), participaram de reunião no Banco do Brasil (BB). A reunião foi proposta pela Associação para conhecer as novas modalidades e linhas de crédito do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV): O Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU) e o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

Recursos para habitações em área urbana
O PNHU tem o objetivo de repassar recursos para a construção de empreendimentos habitacionais localizados em área urbana para beneficiar pessoas com renda familiar mensal correspondente aos perfis do MCMV. Já PNHR o usa recursos do Orçamento Geral da União (OGU) para financiar a aquisição de material de construção para a construção, conclusão, reforma, ou ampliação de unidade habitacional em área rural. O programa tem o objetivo de beneficiar produtores rurais familiares com Renda Bruta Anual Familiar de até R$ 60 mil. Ambos devem atender às exigências do PMCMV.

Entidades Organizadoras
No Caso do PNHR, além te atender às exigências do PMCMV, aqueles que desejam se beneficiar, devem contar com o apoio das  Entidades Organizadoras (EO), que serão responsáveis por representar e organizar grupos de beneficiários, além de promover o empreendimento. Podem atuar como EO pessoas jurídicas de natureza pública ou privada, sem fins lucrativos, cooperativas, associações, sindicatos, companhias de habitação, prefeituras, etc.

Preocupações
Diante das regras dos componentes, os membros da ASEOPP alertam para o fato de que entidades inidôneas sejam beneficiadas atuando como Entidades Organizadoras. Existe o risco de que se não forem devidamente fiscalizadas, algumas hajam de má fé e não usem os recursos de acordo com o que está previsto no programa.

Modalidades de construção
Outro problema visto pela Associação são as modalidades de construção que o programa oferece: Autoconstrução Assistida (o beneficiário pode construir por conta própria, contratar uma construtora, engenheiros, e mestre de obras), Mutirão de Auto Ajuda Assistida (os beneficiários produzem reciprocamente as unidades habitacionais com o auxílio de assistência técnica), Autogestão com Administração Direta (a Entidade Organizadora é responsável pela execução das obras, e utiliza mão de obra do seu quadro de funcionários ou vinculados a ela), e Empreitada Global (Uma construtora é contratada para a execução da obra ou do serviço por preço certo e total, e a empresa contratada gere o empreendimento, administrando todos os recursos humanos, financeiros e materiais).

Condições de trabalho
Para o vice-presidente da ASEOPP, Francisco Costa, o que preocupa são as condições de trabalho em algumas modalidades, visto que se não houver devida fiscalização, entidades sem comprometimento com o trabalhador podem se aproveitar das modalidades para camuflar funcionários e usar mão de obra sem atender às exigências determinadas pelo Ministério do Trabalho, as quais todas as construtoras são obrigadas a cumprir. Como por exemplo, uso de equipamentos de proteção individual (EPI), deixar de recolher os encargos obrigatórios, entre outras irregularidades.

Carlos Lacerda
O político carioca Carlos Lacerda, ex-governador da Guanabara e deputado federal pela UDN, foi um dos maiores tribunos de sua época. Certa feita, quando o Rio de Janeiro ainda era Distrito Federal, a capital do país, o presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzili, concedeu-lhe a palavra, e o representante do DF, deputado Bocaiúva Cunha, agindo rapidamente, gritou, ao microfone, sob os risos do plenário: – “Lá vem o purgante!”. Lacerda, num piscar de olhos, respondeu: – “Os senhores acabaram de ouvir o efeito…” (Muito mais risos seguiram-se, até dos adversários).

Churchill
Quando o grande estadista inglês fez 80 anos, um repórter de menos de 30 foi fotografá-lo e disse: – “Sir WINSTON, espero fotografá-lo novamente nos seus 90 anos…” – Resposta de Churchill: “- “Por que não? Você me parece bastante saudável.”

Paulo Bernardo
O Ministro das Comunicações está sendo alvo de pesadas críticas de setores do PT e de outros partidos políticos da base aliada. A razão é que o comandante da pasta que controla as comunicações no país teria mudado de posição quanto ao projeto que estabelece nova regulamentação relativa aos principais meios de comunicação social do país, dentre os quais o rádio e a televisão (aberta e a cabo), além de beneficiar as grandes operadoras de telefonia.

A Voz do Brasil
Volta à tona a polêmica sobre o noticiário oficial do governo federal, criado na década de 30, por Getúlio Vargas. As emissoras de rádio sentem-se prejudicadas, vez que o horário de sua transmissão – 19 às 20 horas, de segunda a sexta-feira, é considerado nobre e, portanto, poderia representar aumento considerável no seu faturamento. Recentemente, caiu a liminar que fora concedida à Rádio Transamérica, de São Paulo, que dispensava a referida emissora da retransmissão de A VOZ DO BRASIL. No seu início, o programa chamava-se A HORA DO BRASIL. Em seu formato atual, o programa, transmitido em rede nacional obrigatória, apresenta as principais notícias: 1. Do Poder Executivo. 2. Do Poder Legislativo. 3. Do Poder Judiciário. 4. Do TCU – Tribunal de Contas União.

Futebol
SUGESTÃO – Este blog apresenta uma sugestão ao dinâmico presidente Roberto Silva, da ACDS – Associação dos Cronistas Desportivos de Sergipe. A realização, pela entidade que congrega os cronistas esportivos sergipanos, de um recadastramento social. Há anos que uma providência desse tipo não é tomada. Com a efetivação da medida, antes das próximas eleições, teríamos mais transparência e a certeza de que somente os que são realmente cronistas estarão participando do pleito. A partir de então, a Associação voltaria a ter um corpo social estruturado e os associados voltariam a recolher, mensalmente, o valor da mensalidade. Aliás, a ACDS é um caso raríssimo de entidade que não cobra mensalidade dos seus sócios. As únicas fontes de renda são a participação, da ordem de 0,5 por cento das arrecadações dos jogos de futebol profissional e a taxa pelo fornecimento das carteirinhas de identificação da ACDS e da ABRACE (a entidade nacional). Esperamos que o operoso presidente acate essas sugestões, sendo que a segunda é consequência imediata da primeira.

Futebol II
CAMPEONATO SERGIPANO – A décima terceira rodada será aberta hoje com uma partida super-importante, reunindo Socorrense e Confiança, às 16 horas, no Estádio Wellington Elias, em Nossa Senhora do Socorro. Como o campeonato aproxima-se da reta final da fase de classificação, o interesse pelos jogos aumenta. Os quatro principais candidatos ao cruzamento olímpico são: Sergipe, Socorrense, Confiança e River Plate. /// Amanhã, domingo, teremos as seguintes partidas: Sergipe X Boca Júnior – Batistão – Aracaju. Itabaiana X Lagarto – Presidente Médici – Itabaiana. Estanciano X América – Augusto Franco – Estância e Olímpico X River Plate – Brejeirão – Tobias Barreto. /// LIGA DOS CAMPEÕES DA EUROPA – Jogos semifinais: Bayern Munich X Barcelona e Borússia Dortmund X Real Madrid. /// Palmeiras classifica-se para as oitavas de final da Libertadores. /// O Santos vai renovar acordo para ceder ingressos às torcidas organizadas. /// Mas informa que suspenderá o convênio na ocorrência de qualquer ato de violência nos estádios. /// Romário prossegue em sua luta para derrubar Marin da CBF. /// Decreto do governo federal para dar nova regulamentação à Lei Pelé criou novo benefício para o Comitê Olímpico e para o Comitê Paraolímpico Brasileiro. ///  A Arena Grêmio já passou para as mãos da OAS – a construtora. /// COPA DO BRASIL – Confiança tem chance de passar para a segunda etapa da Copa do Brasil. Equipe proletária está motivada e seus torcedores nela acreditam, após a vitória de 1 a 0 sobre o Guarani de Campinas.

CURTAS 
RÚSSIA PEDE QUE CORÉIA DO NORTE DIMINUA A TENSÃO NA PENÍNSULA /// DILMA ANUNCIA 2 BI E 400 MILHÕES DE REAIS EM OBRAS DE MOBILIDADE PARA O RIO GRANDE DO SUL /// NO PARANÁ, DEFESA DE MÉDICA PEDE EXUMAÇÃO DE CORPOS DOS MORTOS EM UTI ///  “METRÔ É A ÚNICA FORMA RACIONAL DE TRANSPORTE PÚBLICO”. – AFIRMA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA ///  NOS ESTADOS UNIDOS, ADVOGADOS NÃO CONSEGUEM EMPREGO E PROCESSAM UNIVERSIDADES ///  POPULAÇÃO CONTINUA PROTESTANDO CONTRA O AUMENTO DAS PASSAGENS DE ÔNIBUS ///  ASSALTOS A BANCOS PROSSEGUEM. SINDICATO DOS BANCÁRIOS INTENSIFICA CAMPANHA CONTRA INSEGURANÇA NAS AGÊNCIAS ///  UFS VAI PROMOVER, EM MAIO, ENCONTRO DE COMUNICAÇÃO AMBIENTAL ///  FECHAMENTO DOS LIXÕES PREVISTO PARA A PRÓXIMA TERÇA-FEIRA ///  POLÍCIA PRENDE QUADRILHA QUE ASSALTOU O BANCO ITAÚ.

CURTAS II
DÓLAR FECHA EM QUEDA, A R$ 1,96, COM EXPECTATIVA DE ALTA DA SELIC /// MP PEDE INFORMAÇÕES À CEF SOBRE EMPRÉSTIMO À ARENA CORINTHIANS ///FORTE TREMOR, DE MAGNITUDE 6, ATINGE O JAPÃO /// BANCO CENTRAL PODE ELEVAR JUROS PARA COMBATER INFLAÇÃO, AFIRMA GUIDO MANTEGA /// POLÍCIA FEDERAL ABRE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR PARTICIPAÇÃO DE LULA NO “MENSALÃO”.

Memória – Aconteceu há 66 anos – (1947)
NO BRASIL
Janeiro – Eleições são realizadas nos Estados e nos Municípios para: governadores, prefeitos, deputados estaduais e vereadores.
Março    –  ADHEMAR DE BARROS toma posse como governador de São Paulo.
Maio      –   O PCB – Partido Comunista do Brasil tem seu registro cancelado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
Outubro –   Fundação do MASP – Museu de Arte de São Paulo.
Continua na presidência o general EURICO GASPAR DUTRA, cujo mandato vai até 1951. O governo também decreta o fechamento da CGT – Confederação Geral dos Trabalhadores. Outro fato importante ocorrido em 1947: Sob pressão dos Estados Unidos, o Brasil rompe relações com a União Soviética.
EM SERGIPE
A aliança formada pelo PSD e pelo PR elege para governador do Estado o engenheiro José Rollemberg Lieite. A coligação vitoriosa elegeu, também, a grande maioria dos prefeitos e vereadores. Dois setores representaram o ponto forte do governo José Leite: educação e construção de estradas. 218 escolas foram instaladas, principalmente no meio rural, enquanto que a malha rodoviária estadual foi ampliada em 206 km. Com a volta da democracia, eram intensas as disputas entre os partidos PSD e UDN. O PR e o PTB também eram agremiações políticas importantes.

PELO TWITTER

www.twitter.com/Gilbertotv  Quando vejo uma jovem perplexa com alguém que escreveu "mais" no lugar de "mas", Penso:  O que essa jovem dona da verdade sabe da vida?

www.twitter.com/sergioalves1  A vida é, antes de tudo, uma questão de equilíbrio. É preciso pensar antes de agir e falar. Ninguém vive só.

www.twitter.com/zalberto  A diversidade elimina a monotonia, enquanto que a unicidade gera harmônia.

www.twitter.com/eugeniadeda   Tenho sempre um pé atrás em relação a quem gosta de chocar por chocar. Prefiro a discrição dos tímidos ao vexame despropositado.

ARTIGO
A lei de cada um  Martha Medeiros*

Wesley Ramos é um menino de 11 anos que mora nos arredores de Sorocaba, SP, e que foi homenageado semana passada pela prefeitura da sua cidade por ter devolvido uma bolsa à dona e tudo o que nela havia, documentos e dinheiro inclusive. Foram concedidas honrarias públicas para o menino honesto.
A cada vez que isso é destacado no jornal, me sinto uma extraterrestre. Viver num país onde os atos que deveriam ser corriqueiros viram manchete é um sintoma da nossa deterioração moral. No jornalismo, existe uma máxima que diz que notícia não é um cachorro morder uma pessoa, e sim uma pessoa morder um cachorro. Wesley, que devolveu o que não era seu, mordeu um cachorro.
O comum tornou-se incomum porque nos habituamos a tomar atitudes desconectadas da ordem social. Na hora de bravatear, somos todos imaculados, os reis do gogó, que salivam de prazer ao apontar as falhas dos outros, mas, na hora de seguir a lei dos homens, refutamos a coletividade e tratamos de seguir nossa própria lei. E a lei de cada um é a lei de ninguém.
A estrada, o lugar mais superpovoado do verão, oferece um demonstrativo desse "cada um por si" que leva a catástrofes. A faixa amarela contínua serve para os outros, não para o super-herói do volante que enxerga mais longe e melhor do que os engenheiros de trânsito. Quantas doses de álcool se pode beber antes de dirigir? Para a lei geral estabelecida, nenhuma. Para a lei de cada um, o limite é decisão pessoal.
Choramos pelos mortos que ficam soterrados nas encostas por causa da chuva, mas dai-nos um terreninho em cima do morro e com vista pro mar, Senhor, e daremos um jeito de conseguir um alvará irregular.
A corrupção é generalizada. Na hora de espinafrar os Arrudas que surgem na tevê, somos todos anjos, mas quando surge uma oportunidade de facilitar o nosso lado, de encurtar caminhos, mesmo agindo incorretamente, não existe lei, não existe ética, existe apenas uma oportunidade que não se pode desperdiçar, coisa pequena, que mal há?
Honestidade e ética dependem unicamente do ponto de vista do cidadão: quando ele enxerga o outro fazendo mal, condena. Quando é ele que age mal, o mal deixa de existir, é apenas uma contingência. Essa miopia se corrige como?
Ninguém está imune a erros, mas seria um alívio se nossos erros se mantivessem na esfera particular. Quando agimos como cidadãos responsáveis pelo bem público, o erro de caso pensado deveria ser um crime. Aliás, é crime. Mas somos hipócritas demais e há muito que invertemos os princípios básicos da cidadania. Wesley foi homenageado por não ser mais um a inventar a sua própria lei, e sim por ainda acreditar na lei de todos.
*Fonte: Jornal "Zero Hora" nº. 16214, 13/1/2010.
Essa historia nos traz a reflexão.
Tão bom seria se tivéssemos muitos seres humanos como WESLEY, mesmo homens ditos autoridades, políticos, empresários, e comuns. Há se todos fossem assim, não teríamos tanta desgraça, violência, criminalidade, roubos e mais roubos, não estou falando dos roubos fúteis não, aqueles que encarceram muita gente, é também daqueles  que roubam  no atacado, e entra na sua casa pela TV dando uma de bom moço.
Temos que nos policiar, vigiar, e pedir sorte a DEUS, isso sim, só ele pode mudar, e quem sabe amanhã termos muitos, muitos, milhões de Wesley.
Transcrito por: Jose Raimundo de Sousa – Presidente do CCEP/SE

ARTIGO

A Arrogância que Precede a Queda   por  Thiago Reis

  Nos últimos dias, a política sergipana vem sendo palco de uma intensa disputa que até então estava restrita aos bastidores, mas que veio a público com o rompimento do silêncio do " líder político " Edivan Amorim, quando o mesmo resolveu conceder uma entrevista ao suplente de deputado, radialista e funcionário, Gilmar Carvalho. Gilmar, passou a semana divulgando em seu programa, que a entrevista de seu patrão, Edivan Amorim, seria " reveladora ". Mas o que se ouviu na tão aclamada entrevista, foi um desfile de arrogância, misturada a prepotência de quem se auto-intitula como "líder político".
  Edivan Amorim fez uso do espaço no qual ele manda e desmanda para numa tentativa frustrada, melhorar a desgastada imagem do grupo que lidera perante a sociedade sergipana, mas ao invés disso evidenciou o momento de instabilidade que o grupo tem enfrentado nos bastidores, sem espaço no governo de Marcelo Déda e sem qualquer participação na gestão do prefeito João Alves. Essa falta de espaço vem tirando o sono de Edivan, e se deve ao fato de o " Modus Operandi " adotado por ele ter sido rejeitado por Marcelo Déda e João Alves, que não são dados a política da barganha, onde um projeto de poder se sobrepõe ao interesse coletivo.
  Edivan faltou com a verdade quando disse que seu grupo em momento algum foi contra o Proinveste, quando quem pode acompanhar de perto a discussão sobre o projeto percebeu que a intenção era fazer do Proinveste uma moeda de troca, um meio de barganhar junto a Marcelo Déda, que no primeiro momento se mostrou irredutível, mas que percebendo a possibilidade de ver Sergipe não ser contemplado com a aprovação desse empréstimo, se viu obrigado a ceder aos caprichos de Edivan e Eduardo Amorim; foi irresponsável quando fez referências a imprensa sergipana, tentando reduzir a credibilidade de alguns sem ser específico. Que moral tem Edivan para questionar a independência dos meios de comunicação em Sergipe? Foi ele que interpelou judicialmente a mim e mais 3 jovens que vinham através do twitter fazendo uma LIVRE MANIFESTAÇÃO de opnião e exercendo um direito constitucional, nos colocando contrários a possibilidade de seu irmão Eduardo Amorim, vir a ser candidato ao governo em 2014. Edivan alegou que estávamos fazendo uma " campanha extemporânea negativa" quando nos colocávamos contra uma possível candidatura de Eduardo, mas esse delito não se configurou no entendimento do TRE e ele recorreu da decisão numa tentativa de cercear toda e qualquer crítica ou manifestação nossa, contra ou a favor do senador Eduardo Amorim. Será que Edivan esqueceu que o seu irmão é uma figura pública e que, portanto, está sujeito a críticas e não somente a elogios?
  A única intenção de Edivan é turvar o que está posto nas redes sociais, se colocando no foco do debate numa tentativa desesperada de " blindar " o senador Eduardo até 2014. Ele veio a público se sacrificando pelo seu projeto de poder e a ideia é concentrar as críticas sobre ele, deixando assim a figura de Eduardo de fora de qualquer embate para evitar um possível desgaste.
  Mas como de fato a arrogância precede a queda, todas as ilações ditas por Edivan Amorim e seus assessores servirão como lastro para evidenciar que o real interesse desse grupo é transformar o estado de Sergipe numa província de ordem e razão privada.
  E apesar de Edivan Amorim dizer que minha livre manifestação de opinião está a serviço de terceiros, o contradigo dizendo que ela não tem patrão e não está a venda, e que meu instinto entende sem precisar que me digam, que rótulos "imponentes" e "respeitáveis" não conferem caráter a quem não o tem.
  Continuo com o mesmo pensamento, de que por amor a Sergipe…EU NÃO VOTO EM AMORIM!
"A soberba nunca desce de onde sobe, mas cai sempre de onde subiu."

DO LEITOR

Carta de gerente expõe caos no Banco do Brasil
(http://www.spbancarios.com.br/Noticias.aspx?id=4231)
São Paulo – Nos dias 4 e 5 de abril, o presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, reuniu gerentes-gerais de agências e departamentos no World Trade Center em evento chamado de  Enlid (Encontro de Lideranças).
"Os diversos relatos dos gerentes são preocupantes. Segundo esses trabalhadores Bendine chegou a chorar na reunião, repetindo cena já ocorrida em eventos similares em outros estados. Isso nos leva a refletir se ele sofre de alguma doença”, questiona o diretor executivo do Sindicato Ernesto Izumi, acrescentado ainda que no Enlid, segundo relatos de participantes, houve disputa de torcidas que entoavam gritos de guerra para saber qual era a mais animada, além de gerente travestido de Super Sinergia, o qual era carregado por outros gerentes, além de fila para pedir autógrafo e aparecer na foto com Bendine.
Leia a carta de gerente geral de agência criticando o encontro e a atual gestão do BB: ”O Banco do Brasil está doente. Seus gerentes estão adoecidos pelo assédio moral da alta direção da empresa. Essa direção deve estar doente da cabeça. A presidenta Dilma tem de intervir imediatamente ou a empresa pública vai ser prejudicada pela queda de performance", diz Izumi.
Segundo o dirigente, enquanto a alta direção gastou recursos de hospedagem e transporte nos dois dias do encontro, nas agências e nos departamentos o que se vê são funcionários obrigados a fazer venda casada e tomando remédios tarja preta pela ameaça de corte de função, corte de gastos com vigilantes em prédios, redução das verbas para viagens a serviço, além da utilização de folgas obtidas para reduzir custos.
"Enquanto isso, no Planalto Central, o governo não vê que o banco está tendo sua imagem comprometida pela prática antissindical, assédio moral e outras ilegalidades da alta administração do BB. Já denunciamos isso em protestos", diz Ernesto.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun   

Frase do Dia
“Não é a riqueza nem a pompa, mas a tranquilidade e a ocupação que dão felicidade”. Thomas Jefferson, presidente estadunidense, nasceu em 13 de Abril de 1743 e morreu em 1826.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários