Atentos contra a Dengue em busca de saúde e civilidade

0

Devemos continuar atentos para combater a dengue, que é transmitida através da picada da fêmea contaminada do Aedes aegypti. Não devemos baixar a guarda contra esta luta, vamos continuar cuidando de nossas casas e conscientizando as pessoas para cuidarem também, pois o bem-estar de um depende do bem-estar do outro e se não eliminarmos a água parada e o ajuntamento de lixo causaremos danos a todos.

 

Atualmente em Sergipe, há um registro de  551 casos suspeitos, com 46 casos confirmados, o que representa 8,34% dos casos suspeitos, segundo o último boletim enviado pelo Núcleo de Endemias da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que corresponde ao período de janeiro aos primeiros dias de junho de 2010.


Na última quinta-feira, dia 17, a SES organizou panfletagem para alertar  a população sergipana sobre a dengue, distribuindo panfletos educativos nos terminais de integração de ônibus de Aracaju.


No sábado, dia 19, haverá uma caminhada pelas ruas do centro da capital no intuito de mobilizar os aracajuanos com relação aos cuidados necessários para a prevenção da dengue. O povo irá sair em caminhada da Pça. General Valadão que fica em frente à secretaria, indo em direção ao mercado municipal.


São atos louváveis de conscientização e cuidados que dissiparam o ano epidêmico de 2008, com 34.803 casos notificados e 25.706 confirmados. Em 2009, foram 3.628 casos suspeitos e 595 confirmados.

 


 

v  Quem é o Aedes Aegypti ?

É um mosquito transmissor da Dengue e mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. Somente o mosquito fêmea é quem se alimenta de sangue.

A dengue é transmitida através da picada de uma fêmea contaminada do Aedes aegypti, pois o macho se alimenta apenas de seiva de plantas. Um único mosquito desses em toda a sua vida (45 dias em média) pode contaminar até 300 pessoas.

Mosquito Aedes aegypti
A fêmea coloca os ovos em condições adequadas (lugar quente e úmido) e em 48 horas o embrião se desenvolve. É importante lembrar que os ovos que carregam esse embrião podem suportar até um ano a seca e serem transportados por longas distâncias, grudados nas bordas dos recipientes. Essa é uma das razões para a difícil erradicação do mosquito. Para passar da fase do ovo até a fase adulta, o Aedes demora em média dez dias.
Os mosquitos acasalam no primeiro ou no segundo dia após se tornarem adultos. Depois deste acasalamento, as fêmeas passam a se alimentar de sangue, que possui as proteínas necessárias para o desenvolvimento dos ovos.

A fêmea do Aedes voa até mil metros de distância de seus ovos. Com isso, os pesquisadores descobriram que a capacidade do mosquito é maior do que os especialistas acreditavam. Até então, eles sabiam que o mosquito só se distanciava cem metros.

 

v  O que é a Dengue?

A dengue é uma doença febril aguda causada por um vírus de evolução benigna, na maioria dos casos, e seu principal vetor é o mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais.

O vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A infecção por um deles dá proteção permanente para o mesmo sorotipo e imunidade parcial e temporária contra os outros três.

Existem duas formas de dengue: a clássica e a hemorrágica. A dengue clássica apresenta-se geralmente com febre, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos, mas raramente mata. A dengue hemorrágica é a forma mais severa da doença, pois além dos sintomas citados, é possível ocorrer sangramento, ocasionalmente choque e conseqüências como a morte.

 

v  Como a dengue é transmitida?

 A dengue não é transmitida de pessoa para pessoa. Seu principal vetor é o mosquito Aedes aegypti que, após um período de 10 a 14 dias, contados depois de picar alguém contaminado, pode transportar o vírus da dengue durante toda a sua vida. O ciclo de transmissão ocorre do seguinte modo: a fêmea do mosquito deposita seus ovos em recipientes com água. Ao saírem dos ovos, as larvas vivem na água por cerca de uma semana. Após este período, transformam-se em mosquitos adultos, prontos para picar as pessoas. O Aedes aegypti procria em velocidade prodigiosa e o mosquito adulto vive em média 45 dias.

A transmissão da doença raramente ocorre em temperaturas abaixo de 16° C, sendo que a mais propícia gira em torno de 30° a 32° C


SINTOMAS DA DENGUE CLÁSSICA

Após a picada do mosquito, os sintomas se manifestam a partir do terceiro dia. O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias. O intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É depois desse período que os sintomas aparecem:

·          Febre alta com início súbito

·          Forte dor de cabeça e nos olhos

·          Perda do paladar e apetite

·          Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax     e membros superiores

·          Náuseas e vômitos

·          Tonturas

·          Extremo cansaço

·           Moleza e dor no corpo

·          Muitas dores nos ossos e articulações



DENGUE HEMORRÁGICA


Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta: Dores abdominais fortes e contínuas, vômitos persistentes, pele pálida, fria e úmida, sangramento pelo nariz, boca e gengivas, manchas vermelhas na pele, sonolência, agitação e confusão mental, sede excessiva e boca seca, pulso rápido e fraco, dificuldade respiratória e perda de consciência.


Na dengue hemorrágica o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas. De acordo com estatísticas do Ministério da Saúde, cerca de 5% das pessoas com dengue hemorrágica morrem. O objetivo do Ministério é que esse número seja reduzido a menos de 1%.


v  Como tratar a dengue?


A reidratação oral é uma medida importante e deve ser realizada durante todo o período de duração da doença e, principalmente, da febre. O tratamento da dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sangüínea. A pessoa deve manter-se em repouso, beber muito líquido (inclusive soro caseiro) e só usar MEDICAMENTOS PRESCRITOS PELO MÉDICO, para aliviar as dores e a febre.

 

CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA EVITAR A PROLIFERAÇÃO DA DENGUE:

·         Procure no seu quintal qualquer objeto que acumule água ou lixo e elimine

·         Use telas nas janelas

·         Use mosquiteiro

·         Coloque repelente

·         Faça uso de inseticidas e repelentes elétricos

·         Evite lugares que tenham mosquitos

·         Converse e conscientize o seu visinho para que faça o mesmo

SAIBA MAIS:

·         Guarde garrafas e baldes vazios de cabeça para baixo

·         Entregue pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou guarde em local coberto

·         Deixe a tampa de vasos sanitários sempre fechada

·         Lave bem o suporte de garrafões de água mineral na hora da troca

·          Evite acumular lixo e entulho

·         Verifique se todos os ralos da casa estão desentupidos e, se não estiver usando, deixe-os fechados

·         Lave a vasilha de água de seus animais, pelo menos uma vez por semana, com
bucha, sabão e água corrente

·         Mantenha a caixa d”água fechada

·         Remova folhas e tudo que impede a água de correr por calhas de água de chuva

·          Coloque areia nos pratinhos de vasos de planta ou xaxins. Evite plantas que acumulam água, como bromélias

·         Jogue todo objeto que acumula água no lixo, a exemplo de latas, copos descartáveis, tampas de garrafas, casca de ovo, plástico de cigarro

·         Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana. Se não for usar, o ideal é cobrir

No site da Secretaria da Saúde do nosso Estado, ( www.ses.se.gov.br) encontramos orientações para o combate à dengue e também neste site: www.saude.gov.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais