Atraso de salários

0

O governo estadual vai atrasar o pagamento de parte considerável dos salários dos servidores agora em novembro. Essa é a primeira vez em muitas décadas que o Executivo sergipano não honra no dia acertado a folha de pessoal em sua totalidade. Alegando falta de dinheiro em caixa, a Secretaria da Fazenda deixou para pagar só em dezembro a parcela referente à diferença de reposição salariais, os adiantamentos de férias, do décimo terceiro e as gratificações especiais. Para os servidores, todas essas rubricas fazem parte do vencimento mensal e, para muitos, representam bem mais do que o salário básico. Se elas não aparecem no contracheque caracteriza atraso de pagamento, fato que trará sérios prejuízos aos servidores, principalmente neste período que antecede as festas natalinas. Uma lástima!

Fuja de lá

É voz corrente em Aracaju que a cobrança de estacionamento pelos shopping’s Riomar e Jardins afronta os consumidores. O prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PC do B), disse que a medida é um desrespeito aos aracajuanos e sugeriu que as pessoas deixem de ir aos dois centros de compras. Não duvidem se, a qualquer momento, o Riomar e o Jardins começarem a cobrar também pelo acesso aos banheiros. Vão ser gananciosos assim no inferno…

Remanejamento

Do jornalista Eugênio Nascimento no blog Primeira Mão: Embora o governador Marcelo Déda (PT) afirme que não existe definição de mudanças no comando do Banese, Sedetec e Secretaria da Fazenda, são fortes os comentários nesse sentido. Os prefeitos Edvaldo Nogueira (Aracaju), Ivan Leite (Estância), o deputado estadual Zezinho Guimarães e o empresário Juliano, da Fasouto, são nomes lembrados para a Sedetec, hoje ocupada por Saumíneo Nascimento.

Muito cacique

Achando pouco o fato de Sergipe ter dois governadores em franco revezamento, Marcelo Déda (PT) ainda criou um ‘Núcleo de Governança’, que vai auxiliá-lo a tomar decisões. Até parece que o petista não confia nas sugestões dos demais secretários. A continuar assim, qualquer hora dessa o governo institui o cargo de rainha da Inglaterra, que reina, mas não governa.

Agenda cheia

O governador de plantão, Jackson Barreto (PMDB), foi visitado ontem pela nova superintendente do Banco do Brasil em Sergipe, Lúcia Helena Cuevas. Aliás, o peemedebista não tem feito outra coisa que não seja receber visitas de cortesia, inaugurar obras e representar o governo em solenidades diversas. Haja fôlego!

Voltou atrás

Assustado com a saraivada de críticas, o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) voltou atrás em sua decisão anterior de não implantar a decoração natalina em Aracaju. No último dia 21, ele disse ao Portal Infonet que apenas o parque da Sementeira seria decorado. Ontem, porém, Nogueira reuniu a imprensa para dizer o contrário e também garantiu que a Prefeitura fará o Réveillon na Orla de Atalaia. Ótimo!

Negando

A presidente da Assembleia, deputada Angélica Guimarães (PSC), desmentiu que um deputado está recebendo o salário em cheque. A denúncia foi feita pelo radialista George Magalhães na rádio Mega/FM, que solicitou à seccional da OAB para investigar o caso. Segundo Angélica, há muito tempo o Legislativo sergipano não usa cheques, pois todos os pagamentos, inclusive os salários, são feitos através de crédito bancário.

Segurança

O Banco do Estado de Sergipe começará a implantar portas giratórias em todas as suas agências a partir do próximo mês. Já em dezembro, as portas serão instaladas em 31 agências, e em janeiro de 2013 todas as 61 unidades do banco, na capital e no interior, passarão a contar com esses novos equipamentos. Já era sem tempo.

Autógrafo

O desembargador Edson Ulisses de Melo vai lançar, na próxima quinta-feira, o livro “Reflexões cidadãs”. Será às 19h, no Museu da Gente Sergipana. O autor não cobrará nada pela obra, porém os participantes da noite de autógrafo podem contribuir financeiramente para ajudar o Natal das crianças e adolescentes mantidas em entidades de acolhimento institucional.

Do baú político

Os mais idosos ainda se lembram do “Tô Doidão”, aquele relógio de quatro faces, em cima de um pedestal de ferro, que havia na Praça Fausto Cardoso, em frente ao Palácio Olímpio Campos. O “bobo” foi comprado em 1925 pelo intendente de Aracaju, Hunald Santaflor Cardoso, irmão do presidente de Sergipe, Graccho Cardoso. Conta a pesquisadora Ana Maria Fonseca Medina que, entre as muitas obras realizadas por Santaflor, destacou-se a reforma daquela praça. Para embelezá-la ainda mais, ele adquiriu no Rio de Janeiro, por intermédio da Relojoaria Safira, o relógio de fabricação alemã, uma novidade para a época. O também pesquisador Luiz Antônio Barreto escreveu que, posteriormente, a peça foi substituída por uma mais nova, mais bonita, que jamais funcionou satisfatoriamente, sendo, por isto, apelidada de “Tô Doidão”. Na segunda metade do século passado, um carro desgovernado acertou o relógio em cheio, deixando-o empenado e com os ponteiros tortos. Algum tempo depois, a Prefeitura mandou removê-lo para consertá-lo, porém isso jamais aconteceu.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais