Baixaria e acusações: derrota certa

0

A partir de hoje, 19, começa o horário eleitoral gratuito nas emissoras de rádio e TV.  Ao contrário do que se pensa, boa parte do eleitorado assiste e ouve o horário eleitoral. Muitos candidatos esquecem que estão entrando na casa do eleitor sem pedir licença e usam o espaço nobre para não apresentar propostas, mas denegrir a imagem do adversário, ou seja, com baixarias.

 

O horário eleitoral é um espaço para que o candidato possa se apresentar ao eleitor e, principalmente mostrar o que pode realizar por sua cidade. É preciso respeitar o telespectador e o ouvinte. Além das propostas mirabolantes que surgem todo ano eleitoral o candidato não pode baixar o nível.

 

Como bem diz o marqueteiro Duda Mendonça: o candidato deve falar de si.  De suas idéias, dos seus projetos. É isso que o eleitor gosta e espera dele. E é assim que ele ganha pontos. Candidato que gasta seu tempo na televisão e no rádio só acusando, criticado e metendo o pau nos outros é mal visto, mal aceito e dificilmente chega à vitória.

 

Duda Mendonça alerta sempre aos candidatos: Você que gosta de gastar todo o seu tempo metendo o pau nos seus adversários e criticando todos os serviços públicos, falando coisas que todo mundo já sabe, use melhor seu tempo no rádio, na TV e mesmo nos seus discursos e nas suas entrevistas. Fale de você, dos seus projetos, das suas idéias. Assim, você está, além de consolidando seu voto naquele eleitor que já gosta de você, transformando também seu eleitorado num verdadeiro exército de cabos eleitorais, municiados cada vez mais de informações para saírem prontamente em sua defesa em qualquer discussão.


Pra ficar claro, não está se dizendo que uma crítica, bem fundamentada, aqui e ali, não seja necessária. Não é isso. Está se referindo a ataques constantes, baixaria, acusações pessoais e desrespeito.  Quem faz isso perde mesmo: perde a razão, perde a eleição e ainda perde o respeito de seu eleitor.

 

Episódio em Lagarto: querem mudar a verdade

Pouco importa para este espaço quem ganhará as eleições em Lagarto, se Valmir Monteiro, Lila Fraga ou Luiza Ribeiro. Porém, um fato ocorrido ontem, 18, está sendo distorcido por alguns que fazem a mídia sergipana. A equipe que trabalha para o candidato Walmir Monteiro, do PSC, estava na cidade colhendo depoimentos de populares quando encontrou no final da tarde do domingo, na pastelaria Vivência, o candidato Lila Fraga, do PSDB. A equipe fez os questionamentos sobre a cidade e ele desceu a lenha na administração atual, da qual faz parte como vice-prefeito.

 

Entrevista dura…

Ontem, 18, ao tomar café da manhã num restaurante anexo a uma pousada viu a equipe e foi informado que a mesma trabalha para Walmir. Chamou a turma e provocou o maior reboliço no hotel para tentar subtrair a fita e acabou com queixa na delegacia. A entrevista não foi na casa dele como tenta passar alguns da mídia sergipana. A entrevista foi numa pastelaria. E mais: amanhã, 20, este espaço vai publicar a entrevista de Lila Fraga. Fica difícil de entender como ele, apoiado e aliado do atual prefeito, Zezé Rocha, faz tantas criticas  a administração. Nem o candidato adversário, Valmir Monteiro daria uma entrevista tão dura…

 

Aquele esquema de Pirambu

Aliás só para lembrar: alguns da mídia, que participavam do esquema de Pirambu, tentam manipular a verdade. Quem lembra que uma determinada empresa de um “profissional” da comunicação ganhou tanto dinheiro de Pirambu e ainda está sendo investigado pelo MP porque apresentou uma certidão federal falsa. Coisa feia…Será que algum parlamentar terá coragem de discursar em plenário para denunciar o “profissional”…

 

Por falar em Pirambu

Por falar em Pirambu, recentemente o MP abriu processo para apurar denuncias de que o atual prefeito teria nomeado cinco cargos comissionados e acertado receber quase todo o dinheiro.

 

Injustiça, Déda, Augusto e Salgado

Em 2006, o vereador Duílio Ribeiro (PSB), foi um dos grandes apoiadores da campanha de Marcelo Déda ao governo, inclusive enfrentando a máquina da prefeita de Salgado, Janete Barbosa (PMDB), uma “joãoalvisista” de carteirinha. Agora, na campanha municipal, Janete, que tem o vice do PT, anda espalhando plotagens em veículos com as fotos dela, de Lula e Marcelo Déda, como se fosse “companheira” desde que nasceu. A incoerência é tão grande,  que o maior incentivador da sua campanha em Salgado é o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM), vice-líder da oposição na Assembléia. Aliás, se Déda quiser ir a algum comício em Salgado, vai ter ao seu lado Augusto Bezerra, para constrangimento geral. Espera-se que, a exemplo de outros municípios, o governador fique isento em relação ao candidato majoritário.

 

Lula esqueceu de Aracaju

Deu na FSP, de hoje, 19: Lula deve ir no máximo a 15 cidades no 1º turno – O presidente Lula deve destinar atenção no primeiro turno a no máximo 15 municípios estratégicos. Lula disse a subordinados que fazia questão de visitar São Paulo (Marta Suplicy) e São Bernardo do Campo (Luiz Marinho). Ele pode passar por Campinas, Diadema e Santo André e estuda participação em outros 10 municípios: Ananindeua (PA), Campina Grande (PB), Duque de Caxias (RJ), João Pessoa (PB), Natal (RN), Santarém (PA), Serra (ES), São Carlos (SP), Vitória (ES) e Teresina (PI).”

 

MP tem que intervir em concurso de General Maynard I

Atenção MP! Com certeza já deve ter recebido a denuncia. Em General Maynard, um ato de imoralidade e de desrespeito com centenas de concursados. excelentíssimo prefeito da cidade publicou no último domingo, 17, uma adição ao edital do concurso da Prefeitura. A adição trata-se de dois pontos importantíssimos para realização do concurso:  1º a data limite de inscrição que era ontem passou a ser dia 20; 2º a quantidade de vagas antes oferecidas foi reduzida a 20% do inicial oferecido.

 

MP tem que intervir em concurso de General Maynard II

Só para exemplificar o cargo de servente (que tinha o absurdo valor de inscrição de R$30,00)  que no primeiro edital tinham 70 vagas com a modificação foi para 16 vagas!!! Tudo isso apesar de imoral seria até justificável baseando-se no primeiro edital e justificando um super dimensionamento do quadro funcional. Mas o que deixa transparecer de forma muito clara é que foram oferecidas muitas vagas no intuito de arrecadar mais inscrições e depois que todo mundo já estava escrito torna-se público a real necessidade no quantitativo funcional!! Só um pequeno detalhe para arrematar: o depósito do valor de inscrição está sendo feito em uma conta da prefeitura e não direto a empresa realizadora do concurso como de praxe!!! Com a palavra o Ministério Público.

 

140 projetos de lei do Executivo

Sobre a informação republicada ontem neste espaço de um artigo do jornalista Ivan Valença (que o Governo Marcelo Déda não gosta de colocar os Deputados Estaduais para trabalhar), pesquisando o próprio site da Assembléia um dado curioso: Desde que assumiu, até o presente momento, já encaminhou à Assembléia Legislativa aproximadamente 140 Projetos de Lei. Para se ter uma idéia, apenas na convocação extraordinária foram mais de 20, e no último mês de maio, em decorrência do aumento do servidor público estadual, foram 12. O governo deve encaminhar ainda este semestre outros projetos a AL.

 

Jettons regularizados

Outro dado curioso: o Governo  regulou a questão dos jettons por Decreto, Porém ninguém viu comentário algum de Augusto Bezerra ou de Venâncio Fonseca. Sabe a razão? Bem simples: é que o Governo fez economia, na medida em que reduziu o jetton de R$ 3.000,00 para R$ 2.400,00, e não permitiu que se elevasse o jetton de Conselho que eventualmente esteja pagando abaixo desse valor.

 

Gilmar cobra providências sobre representação

O deputado estadual Gilmar Carvalho (PSB) voltou a cobrar do Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal, os encaminhamentos que foram dados pelos dois órgãos a uma representação protocolada por ele. A representação denuncia possíveis irregularidades nas obras de prolongamento do bairro Jardins, em Aracaju. “Trata-se de uma obra que agride a legislação ambiental e está na esfera da Procuradoria da República porque ali existem terrenos de Marinha. Continuo aguardando, até porque confio nos procuradores federais e nos promotores de Justiça. Afinal de contas, será que eu menti na representação que protocolei?”, questiona Carvalho.

 

Concurso da prefeitura de Estância

Diversos concursados da Prefeitura de Estância foram convocados, já entregaram os documentos exigidos e fizeram os seus respectivos exames de saúde. Porém, a posse e a nomeação até o momento, nada. O que falta?

 

Carreata com veículos de Aracaju

Em Itaporanga, no último sábado, foi realizada uma carreata do candidato a prefeito pelo PSC, César Mandarino, com vários veículos de Aracaju. Populares estranharam que o deputado federal Jackson Barreto estava na carreata de César Mandarino, deixando de lado o único vereador que trabalhou para ele na eleição passada, o César de Bebé. Em vários municípios Jackson Barreto está do lado oposto ao grupo aliado do governo estadual e já se fala nos bastidores que ele pode estar pensando em rachar o grupo visando às eleições de 2010.

 

TJ considera greve da saúde ilegal

O Desembargador Netônio Machado concluiu ontem, dia 18, que a greve dos servidores da rede estadual de saúde é ilegal e fixou multa no valor de R$ 1 mil, por dia, que deve ser paga pelo Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde (Sintasa), caso a paralisação persista.  “Da análise feita, concluo revelar-se na deflagração dessa greve um injustificável açodamento do SINTASA ao conduzir a categoria que representa para uma greve sem causa legítima, ao menos por enquanto.  Olvida o sindicato que, dadas as nefastas conseqüências que uma greve nos serviços públicos essenciais produzem para a população, notadamente a constituída dos cidadãos mais carentes, a prudência recomenda só se recorrer a esse extremo quando exauridas todas as perspectivas de negociação (art. 3º da Lei 7.783/89). No caso dos processos ora examinados o que se observa é: primeiro, o processo de negociação entre as partes estava iniciando-se, formalmente; segundo, o Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde, está aberto para o diálogo, conforme ata de fls. 64/65 do Proc. nº 0007/2008, já tendo sido agendadas novas reuniões para os dias 04 e 11 deste mês de agosto, receptividade também revelada no ofício nº 2331/2008 (fls. 16/17, Proc: 0007/2008), reportado no ofício 2501/2008 (fls. 51/52) do processo 0008/2008.

Com estes argumentos, considero ilegítima a greve de que tratam estes processos.  Fixo a multa de R$ 1.000,00 por dia em que perdurar a greve, iniciando a partir da ciência desta decisão, multa essa a ser paga pelo SINTASA, sem prejuízo das sanções administrativas aplicáveis aos servidores grevistas.

 

Reunião do Fórum Estadual de Turismo

O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e da Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), realizaram a 10ª Reunião do Fórum Estadual de Turismo de Sergipe, na quarta-feira, 20, às 8 horas, na Sala Jardins do Hotel Parque dos Coqueiros, na qual serão divulgadas diversas ações e estratégias de Capacitação Profissional, Infra-estrutura e Marketing Turísticos de Sergipe. Na oportunidade, com a presença de membros do trade sergipano e autoridades de governo, serão lançados os portais online do Turismo Sergipano, serão assinados convênios para capacitação de trabalhadores e anunciadas ações de promoção turística em todo o Brasil e Exterior.

 

Assembléia dos professores de Pacatuba

Está confirmada para a próxima quinta-feira, 21, assembléia geral dos professores da rede municipal de Pacatuba. A categoria está em greve desde o último dia 07 de julho, por conta do corte nos salários referentes a maio e junho deste ano. Primeiro, eles cruzaram os braços no dia 30 de abril reivindicando negociações salariais, mas diante de acordo no Ministério Público Estadual, a categoria retornou às atividades em junho. Como o prefeito Luis Carlos Santos não assumiu os compromissos, eles decidiram retornar à greve. O SINTESE impetrou ação em prol dos professores daquele município e o prefeito já foi notificado da decisão judicial, divulgada no dia 23 de julho concedendo aos profissionais, o direito ao recebimento dos salários em atraso. Mesmo assim, o administrador municipal continua desrespeitando a categoria e a Justiça. Com isso, a situação do magistério no município é cada vez mais crítica, não somente pela questão salarial, mas devido à falta de condições de trabalho. Escolas sem muros, carteiras quebradas, estudantes bebendo água de cacimbas, alimentos guardados inadequadamente, são alguns exemplos do descaso do prefeito Luis Carlos Santos não apenas com os educadores, mas para com os estudantes e com o povo de Pacatuba, cada vez mais indignado com tanta insensibilidade com a coisa pública.

 

DO LEITOR

 

Nova pérola!

De um leitor: “Após divulgar que 91% da população aprova a administração do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), o site oficial de Mendonça Prado (DEM) saiu com uma nova pérola que reforça o compromisso do governo municipal com a inclusão social: “O candidato a prefeito dos Democratas disse que vai priorizar as ações nos bairros da cidade, muitas vezes esquecidos pela gestão atual, que tem se preocupado muito mais com os bairros pobres, esquecendo de levar infra-estrutura adequada e saneamento para os bairros mais carentes”. A coordenação de Marketing da campanha de Edvaldo agradece o elogio. A informação saiu na matéria de capa do site “Mendonça faz carreata no Augusto Franco”. O leitor enviou em anexo o print screen da página para confirmar a veracidade da informação.

 

A manipulação das pesquisas eleitorais

E-mail de Valéria Lima: “Os institutos de pesquisa acabam atuando, em períodos eleitorais, como verdadeiros termômetros da vontade popular. Como são feitas as amostragens? Qual a confiabilidade desses números? Por que uma pesquisa feita com 560 pessoas pode revelar o ânimo de 78.248 eleitores como é o caso da pesquisa realizada em Nossa Senhora do Socorro, onde apenas 560 eleitores foram ouvidos, tendo 13% desses como indecisos e 8% como votos brancos/nulos. É bom observar, que os institutos de pesquisas eleitorais são empresas privadas que vivem do lucro e a serviço de quem os contrata. O que nos leva à conclusão, que pesquisa eleitoral serve apenas para manipular nossa vontade política, de acordo com o poder de quem a contratou e tem como objetivo, nos ludibriar em nossa capacidade de votar em candidato de acordo com nossa ideologia política. Alguns veículos de comunicação tentam por meios escusos, manipular o resultado da pesquisa de intenção de voto. E essa  é apenas uma forma de influência que os políticos podem tentar fazer. Mudam-se os personagens, mas a política é a mesma. Todavia, a isenção das pesquisas não se reproduz em sua divulgação. Durante a apresentação dos resultados os institutos de pesquisa massageiam de maneira tendenciosa. Isso ocorre intencionalmente, porque há interesse por trás da divulgação desses dados, percebe uma relação entre órgãos de imprensa, os institutos e determinadas candidaturas”.

 

Intervenção em São Cristovão

De um leitor: “O povo sergipano não suporta mais tanta falta de desmando na cidade de São Cristovão, o povo deste município merece respeito será que o Governador Marcelo Deda não vai tomar nenhuma providência naquele município? Intervenção Já”.

 

Processo em Graccho Cardoso

Do leitor André Oliveira: “O candidato a vereador com o nome de Cassinho de Quixabeira, em Graccho Cardoso está com um processo na justiça com relação à comprovação de escolaridade, pois ele apresentou um diploma que supostamente seria falso, a justiça então coletou todas as provas e realmente constatou que o diploma não tinha validade nenhuma. Seu caso foi julgado nesse ultimo sábado e indeferiu a candidatura dele pelo motivo do diploma falso, só que ao mesmo tempo ele tem o direito de recorrer, pelo menos foi o que ele chegou dizendo e ainda fazendo festa. É incrível uma pessoa apresentar um documento falso a justiça e simplesmente descobri e pronto! Você pode recorrer, ou etc e tal. Mais recorrer ao quê? Se o diploma foi constatado falso, as provas estão com a justiça. Eu acredito que ele deveria ter a candidatura indeferida de uma vez e a policia federal tomar conhecimento do caso e resolver com as penas da lei, afinal as elas estão ai para serem cumpridas. Se já foi provado e uma sentença dada, ele vai recorrer ao quê. Eu juntamente com um grande numero de cidadãos graquense queremos saber o que vai acontecer nessa guerra entre a justiça e um candidato a vereador com um diploma falso, e se realmente as leis vão ser cumpridas de verdade”.

 

“Degradação moral”?…  I

Do leitor Dinho Santana ao comentar que: para o Ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, Celso de Melo; “A imposição de algemas transforma-se num ritual de degradação moral.”. Corroborado pelo nosso conterrâneo e presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, Cezar Britto, ao declarar que a súmula vinculante do STF: “É uma decisão histórica para a cidadania e que honra o Estado Democrático de Direito no Brasil.”, por disciplinar o uso de algemas. Transcrevo aqui nota da coluna de Cláudio Humberto de 17/08/2008 | 19:29 Uso de algema dá pretexto a advogados para tentar livrar seus clientes presos O delegado Luciano de Azevedo Salgado, da Polícia Federal, foi intimado a prestar esclarecimentos ao juiz Marcelo Aguiar Machado, da Justiça Federal, sobre o uso de algemas no cumprimento de 34 mandados de prisão na Operação Dupla Face, que investiga corrupção no Incra do Mato Grosso. A PF informou que seus agentes agiram de acordo com as normas da corporação. A operação cumpriu um total de 98 mandados judiciais, sendo 65 de busca e apreensão. O delegado é alvo de ação movida por advogados dos presos, que alegam a vigência da súmula vinculante nº 11, do Supremo Tribunal Federal, mas essa decisão só foi adotada após a Operação Dupla Face. Os advogados alegam o suposto “excesso” dos policiais para solicitar habeas corpus e o trancamento da ação, como prevê a decisão do STF. A súmula vinculante do STF determina que algemas só devem ser usadas em caso de resistência e ameaça de fuga ou perigo à integridade física do preso ou de outras pessoas, e os casos excepcionais devem ser justificados por escrito.

 

“Degradação moral”?…  II

Segue ele: “Não é função do Estado proteger o cidadão contra o mal que ele faz a si mesmo. Mas é dever inalienável do Estado protegê-lo contra o mal que terceiros possam causar a ele.” (Drauzio Varela ao comentar a Lei Seca); já um outro cidadão em e-mail repassado para mim, assim comenta sobre o mesmo assunto: “ quanto a intervenção do estado na liberdade de escolha, mas que também se estenda para armas, corrupção, suborno, tráfico, pirataria, pedofilia, tráfico de influência… Para os que roubam o dinheiro público, para quem destrói nossas cidades, para quem se apropria do bem público, rigor total para que os criminosos sintam o que senti e sentem um cidadão honesto, cujo crime é a necessidade de adaptar-se a legislação em que todos são culpados até que se prove o contrário.” Pois se no Brasil até para ser honesto, temos que dispor de um advogado para que com sua argumentação na defesas dos interesses de quem os contrata diga se o cliente está sofrendo um atentado contra sua liberdade individual.

 

“Degradação moral”?…  III

Conclui ele: A “Degradação moral e Estado de Direito”, portanto devemos deixar de blá-blá-blá nos penduricalhos, para defesa plena de uma organização social; na política, no executivo, no judiciário, no legislativo; a Lei funcionando para tudo e todos; ricos e pobres, onde o cidadão honesto tenha o espaço sem limites sem a contrapartida do crescimento da violência urbana, caos na saúde pública, trânsito e nem do vale tudo nas cidades e nos campos. Direitos Humanos como defende a OAB, só rende para maus advogados e seus clientes bandidos, “Degradação moral”, só é ritual para o cidadão honesto, pois o bandido, tá mais é querendo ver o mar pegar fogo para comer peixe frito ou mesmo beber tanto que ao fazer o teste deixará o bafômetro bêbado. Sentir-se marginal o marginal?…Se é da índole dele sempre aplicar um 171, numa sociedade de tão desorganizada; dá medalha de ouro ao hoje tido pela mídia, como “Crime Organizado”.

 

Liberdade ameaçada na DESO

De um membro da direção do Sindisan: “Com grande surpresa a atual direção da Deso, após a vitória da Chapa Atitude contraria as ações da Chapa de Jovaldo, comunicou na empresa que estão proibidos o Sindisan fazerem manifestações com os funcionários sindicalizados na empresa, até sendo comunicado de acordo coletivo. Mesmo que tenha algum funcionário participando, este será punido com uma suspensão, isso é um absurdo. Estamos num país democrático e não em uma ditadura, onde as expressões mesmo contrária tem o direito de ser dito e ouvido. Desta forma, a direção da Deso mostra que estão com receio da juventude que participam ativamente no sindicato?”

 

Frase do Dia

‘Eu sou um intelectual que não tem medo de ser amoroso, eu amo as gentes e amo o mundo. E é porque amo as pessoas e amo o mundo, que eu brigo para que a justiça social se implante antes da caridade”. Paulo Freire.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários