Bando de covardes

0

As ameaças de morte à deputada estadual Ana Lúcia (PT) e a outras oito lideranças que defendem os quilombolas do Baixo São Francisco partem de um bando de covardes. Esse tipo de gente não tem coragem para encarar seus desafetos olho no olho, não aceita as imposições da Lei e acha que a violência é o melhor caminho para resolver questões agrárias. Quem patrocina o crime de tocaia é um verme e por isso mesmo não pode continuar vivendo entre os cidadãos descentes. Cabe à Polícia investigar de onde partiram as ameaças para que a Justiça puna esses crápulas antes que eles perpetrem seus desejos infames. A sociedade sergipana precisa reagir com veemência contra esses mequetrefes antes que eles façam valer suas vontades através do gatilho assassino de um pistoleiro, como fizeram os que mandaram matar covardemente o ex-deputado estadual Joaldo Barbosa.

Beiço mole

Um exemplo de como os criminosos não respeitam ninguém foi o roubo de três cavalos manga-larga pertencentes ao juiz de São Cristóvão, Manoel da Costa Neto. No desejo de recuperar os “beiço mole”, o magistrado está oferecendo uma recompensa de R$ 1 mil a quem informar o paradeiro dos animais.

DEMolindo-se

A maior prova de que vai ocorrer uma debandada do DEM foi dada ontem pelo presidente do partido em Aracaju, vereador Juvêncio Oliveira. Criticado pelo colega Josenito Vitali, ele anunciou que vai entregar a presidência do DEM, primeiro passo para pular fora do barco demista. Assim como Juvêncio, dezenas de outros filiados ao partido liderado em Sergipe pelo ex-governador João Alves Filho aguardam apenas o momento oportuno para trocar de sigla. A coisa está feia!

Formalidade

Levantamento feito pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Sergipe (Sebrae/SE), com base nos dados da Receita Federal, revela que 444 empresários aderiram em fevereiro passado à economia formal. Somente nos dois primeiros meses deste ano, já foram formalizados 996 novos Empreendedores Individuais (EIs), o que já representa 19,92 % da meta estabelecida pela direção nacional da entidade para 2011, que é a de regularizar a situação de cinco mil pessoas.

Só depois

Vai ficar para depois do carnaval a votação pela Assembléia dos projetos de lei do Executivo que tratam sobre a reforma administrativa do Estado. As proposituras criando e fundindo Secretarias só chegaram ontem ao Parlamento e ainda não foram distribuídas com os deputados. Como hoje ocorre a última sessão plenária antes do Carnaval, os projetos vão aguardar que os deputados retornem da folia momesca para apreciá-los.

Casa dos sonhos

Vende-se uma confortável casa avarandada e com um quintal repleto de fruteiras diversas como limoeiro, cajueiro e pintangueira. O imóvel está localizado entre dois bares sortidos de bebidas quentes, cerveja geladérrima, uma grande variedade de tira-gostos deliciosos, clientela de alto nível, sem contar que o “pendura” é muito bem aceito. Outras informações podem ser obtidas na rua da Pinga, nº 51, bairro Cana Brava, ou no bar da esquina. Esta é a casa ideal para quem não quer dirigir depois de encher a cara.

Carros em alta

As vendas de veículos em Sergipe (automóveis, comerciais leves, motos) tiveram uma queda de 31,79% em janeiro passado quando se compara com o volume de carros comercializado em dezembro de 2010. De acordo com levantamento do Dieese, no primeiro mês deste ano foram vendidos no Estado 4.095 unidades. Quando se compara as vendas de janeiro com as realizadas no mesmo mês de 2010, verifica-se um crescimento 11,92%.

Sem influência

A deputada estadual Maria Mendonça (PSB) negou que tivesse orientado os vereadores de Itabaiana a votarem contra a liberação de mais de R$ 1 milhão para o município. A verba seria aplicada em investimentos na área da educação. O parlamentar aproveitou para fustigar o prefeito Luciano Bispo (PMDB), seu adversário político. “Quando era prefeita, equipei 35 escolas e, ao sair, deixei recursos para meu sucessor construir três unidades de ensino e reformar outras cinco. Até agora apenas duas escolas foram reformadas”.

Pé na forma

Tivessem treinado pênaltis, os jogadores do River Plate poderiam ter despachado o Botafogo da Copa do Brasil. O time sergipano jogou com o carioca de igual para igual, mas um gol duvidoso levou a disputa para a cobrança de pênaltis. Enquanto os botafoguenses marcaram as quatro penalidades máximas, os do River Plate esperdiçaram duas cobranças e ficaram fora da competição. Apesar disso, a equipe sergipana está de parabéns pela vitória conseguida no Batistão e pela boa performance ontem no Engenhão (RJ).

Do baú político

No início da década de 80, o Brasil ficou sabendo que em Sergipe existia a Igreja do Diabo, comandada pelo astrólogo cearense Luiz Howarth. Construído em forma de um caixão de defunto no município de Socorro, o templo de Lúcifer revoltou os católicos sergipanos, capitaneados pelo arcebispo metropolitano dom Luciano Cabral Duarte. Este procurou o governador Augusto Franco e pediu providências para acabar com o que chamava de uma vergonha para o Estado. Pressionado pelos religiosos, o governador mandou estudar a possibilidade de desapropriar a Igreja do Diabo. Informado que Augusto Franco pretendia antes da desapropriação reuni-lo com o arcebispo, Luiz Howarth mandou um recado pelo programa que mantinha na rádio Liberdade/AM. “Não vou discutir nada com o arcebispo, Se tiver que me reunir só o faço com o Papa deles”. Não houve o encontro anunciado e o governo desapropriou e demoliu a Igreja, para alegria das beatas e dos papa-hóstias.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais