Barril de pólvora

0

O que ocorreu em Manaus, onde rebelados assassinaram 56 presos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, pode se repetir em Sergipe. Tal como lá, também aqui as penitenciárias são verdadeiros barris de pólvora prestes a explodir. Há muito, o Governo e a Justiça sabem disso, porém quase nada fazem para melhorar o superlotado e infecto ambiente carcerário. Os oito presídios sergipanos – verdadeiras masmorras medievais – aboletam mais de 5 mil presos, dos quais cerca de 40% são provisórios, percentual que poderia ser infimamente menor se o Judiciário fosse mais ágil. Dizer que o governo acaba de inaugurar um cadeião em Estância, com espaço para 196 detentos, é muito pouco para suprir o exagerado defict de duas mil vagas no sistema prisional. Sem ter onde colocar mais desafortunados, a Secretaria de Justiça superlotou até as acanhadas enfermarias. A do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto, em São Cristóvão, virou alojamento improvisado para 57 reclusos, que disputam o pequeno espaço com tuberculosos e perigosos traficantes. Uma lástima! À sociedade resta torcer para que não ocorram fugas em massa ou incontroláveis rebeliões, deixando insustentável a nossa fragilíssima segurança pública e colocando em risco milhares de vidas inocentes. Deus nos proteja!

Abacaxi

O governador Jackson Barreto (PMDB) resolveu nomear o delegado de Polícia, Cristiano Barreto, para a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania. Ele substituirá Antônio Hora, demissionário desde dezembro passado. A transmissão de cargo está marcada para a próxima segunda-feira. Nem precisa dizer que o jovem delegado vai se deparar com um enorme abacaxi. Boa sorte!

Sem espionagem

A Secretaria de Comunicação de Aracaju nega que foi encontrada uma microcâmera funcionando no gabinete do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). “Não tem fundamento. Existem apenas câmeras de segurança do próprio circuito interno da Prefeitura”, informa a Secom.

Corda bamba

A coluna comeu mosca ao informar que seria ontem a visita do trapalhão ministro da Saúde, Ricardo Barros, a Aracaju. Na verdade, será nesta quinta-feira que o atabalhoado fará palestra para os novos prefeitos sergipanos. Aliás, o jornalista Ilimar Franco publica hoje, em O Globo, que Barros caiu em desgraça com o presidente Michel Temer (PMDB), pois, mesmo após as reações contrárias, quis bancar Tânia Araújo Jorge na Fiocruz. Levou o primeiro cartão amarelo. Homem, vôte!

Farinha pouca…

O jornal Estadão publica a seguinte nota: “Em sua página nas redes sociais, o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), celebra o repasse de R$ 183 mil do Fundo Nacional de Saúde para Japaratuba. Segundo postagem de sua equipe, a verba saiu dia 29 ‘graças ao trabalho do líder do governo Michel Temer na Câmara junto ao órgão ligado ao Ministério da Saúde’. No domingo, Lara Moura (PSC), mulher de André, tomou posse como prefeita de Japaratuba”. Como bem diz o adágio popular: Mateus, primeiros os meus!

Fuleiragem

Veja a que ponto chega a ousadia dos pichadores. Após ter seus rabiscos apagados várias vezes, o safado deu um xeque-mate no dono de um muro no bairro 13 de Julho, em Aracaju: “Eu pixo, você pinta. Vamo ver quem tem + tinta”. Pode?

Mãos ao alto

Não é fácil a vida do cidadão comum forçado a andar de ônibus. Segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores, de janeiro até dezembro de 2016, ocorreram 1.767 assaltos aos coletivos de Aracaju e Socorro. Por conta disso, muitos usuários estão evitando pegar este tipo de transporte após as 19h, pois é muito grande o risco de serem atacados pelos “malacas”. Alguém sabe cadê a Polícia?

Aposta acertada

“O governador Jackson Barreto (PMDB) acerta quando declara que o vice Belivaldo Chagas (PMDB) é a bola da vez”. A afirmação é do experiente deputado estadual Garibalde Mendonça (PMDB), ao falar sobre a sucessão em Sergipe. O parlamentar também arrisca uma explicação para as críticas da oposição ao novo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB): “Talvez seja o processo sucessório de 2018 já em pauta”. É, pode ser!

De férias

Com o título acima, o Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) anunciou que vai entrar de férias das redes sociais: ‘Hoje, em viagem de férias para Montividéu, onde passarei sete dias. Darei um stop no meu Twitter. Adversários sorridentes’. Parece uma estratégia. As críticas implacáveis e contínuas estão pegando mal para o senador, que condena tudo na administração de um prefeito com apenas cinco dias de mandato”. Cruz credo!

Alívio redobrado

Piadinha sem graça nas redes sociais: “Um cidadão chegou à Prefeitura de Aracaju e disse à recepcionista… Quero falar com o prefeito João Alves!…Meu senhor …O João Alves não é mais prefeito….O homem vai embora … Meia hora depois volta e fala… Quero falar com o prefeito João Alves… Meu senhor o João Alves não é mais prefeito… O homem vai embora… 15 minutos depois o homem volta… A recepcionista nem esperou ele falar e já foi dizendo… É a terceira vez que o senhor vem aqui procurando João Alves… Já disse que ele não é mais prefeito! O homem sorri e responde… Você não sabe o quanto é bom ouvir isto!”. Pode?

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Cruzada, em 14 de dezembro de 1968

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários