Bendita campanha

0

Até os primeiros dias de outubro, os candidatos a cargos eletivos seguem fazendo acusações de todos os tipos contra os adversários, distribuindo promessas irreais e tapinhas nas costas dos eleitores. A campanha eleitoral em curso também está ajudando a aquecer a economia local, pois partidos e candidatos gastam alguns milhões visando convencer que são os melhores. Por conta disso, foram gerados muitos empregos temporários, as gráficas estão faturando com a impressão de panfletos, ‘santinhos’, cartazes e banners, as agências de publicidade montaram equipes só para atender aos candidatos, os restaurantes e casas de fogos de artifício faturam mais, e até locadoras de veículos alugaram mais carros. Pensando por esse ângulo, a campanha está ajudando financeiramente a muita gente, porém os principais beneficiados serão os candidatos que melhor souberem conquistar o voto do eleitor.

Troca troca

O vereador aracajuano Emmanuel Nascimento (PT) desistiu da disputa para a Assembleia Legislativa e se tornou candidato a 1º suplente de senador na chapa encabeçada por Rogério Carvalho (PT). O petista substitui o médico Gilberto Santos, que teve a impugnação do registro confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral porque não se afastou a tempo da direção do Hospital de Cirurgia.

Político corrupto

Não gosto de promotor
Nem de Tribunal de Contas
Oficial de Justiça
Me procura e não me encontra
Gosto é de contador
Pois sempre me ajudou
A fechar todas as contas

Os versos acima são do cordelista Pedro Pinto.

Calote

Quando será que a Prefeitura de Aracaju vai pagar os cachês aos músicos que se apresentaram no Forró Caju? Já se passaram mais de 70 dias dos festejos juninos e a administração municipal ainda não sabe quando vai pagar o que deve. Sacanagem, né?

Apoio evangélico

Cerca de 50 pastores e diáconos participaram ontem de um café da manhã com os candidatos Jackson Barreto (PMDB) e Rogério Carvalho (PT). O encontro aconteceu no Hotel Mercure, em Aracaju, tendo os líderes evangélicos manifestado apoio aos dois candidatos majoritários. Nem precisa dizer que tanto Jackson quanto Rogério saíram do café satisfeitíssimos com o apoio recebido.

Novo apoio

E quem anda feliz da vida é o deputado estadual Gilmar Carvalho (SDD). Candidato à reeleição o “Cancão” não esconde a satisfação pelo apoio que recebeu do vice-prefeito de Santa Luzia do Itanhy, Edson Cruz (PSDB). O tucano explica que decidiu votar em Gilmar após avaliar, juntamente aliados políticos, o histórico do parlamentar.

Sukita

Com o título acima, o jornalista Diógenes Brayner publica hoje no Correio de Sergipe a seguinte nota: Candidato a deputado estadual, Manuel Messias Sukita (PSB), disse, domingo, que não está pedindo voto nem para Jackson Barreto e nem para Eduardo Amorim. “Estou recebendo apoio humano de assessores de Amorim, e apoio estratégico de assessores de Jackson”. Então, tá!

Tá confiante

O candidato a vice-governador Belivaldo Chagas (PSB) diz ter certeza que na hora de votar o eleitor sergipano vai distinguir quem fez e faz por Sergipe, “daqueles que apenas prometem”. Ele acredita ser esta uma eleição fácil de ser definida, “pois será a luta do bem contra o mal”. Segundo Belivaldo, o povo não quer mais a crítica pela crítica “como têm feito nossos adversários. É preciso apresentar soluções realistas para os problemas do Estado”, discursou.

Na encruzilhada

Veja o que publica hoje o amigo Eugênio Nascimento no blog Primeira Mão: “A coluna não vai revelar nomes, mas dispõe de informações de fontes confiáveis dando conta de que dezenas de candidatos a cargos eletivos andam recorrendo a pais e mães de santo, além de cartomancia, como forma de saber das possibilidades de serem eleitos. Todos eles saem bem das sessões, mas alguns resolvem marcar a concorrência promovendo despachos em esquinas das proximidades das casas daqueles que consideram inimigos”. Atotô Baluaê, atotô babá!

Mudança

O TRE transferiu o local da apuração e divulgação do resultado das eleições. Este ano a Central de Totalização funcionará na sede do próprio Tribunal. Para explicar detalhes sobre a apuração dos votos, técnicos do TRE se reúnem às 9h30 de amanhã com representantes da imprensa sergipana.

Crime hediondo

O deputado federal Mendonça Prado (DEM) apresentou um projeto de lei considerando como crime hediondo o homicídio praticado contra qualquer servidor público no exercício de suas atividades. “Uma das formas que temos de cercear a sensação de impunidade vigente é combater a violência contra os agentes estatais, pois são eles que atuam na vanguarda da proteção social”, argumenta Mendonça.

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju em 1º de novembro de 1873

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários