Bodega falida

0

O ajuntamento de mais de uma dezena de partidos nanicos não resultou em votos suficientes para eleger Eduardo Amorim (PSC) governador de Sergipe. Comandando as siglas, o dublê de político e empresário Edvan Amorim (PR) parecia mais o poderoso dono de um sortido armazém, onde as mercadorias expostas eram legendas de todas as cores e tendências para atender aos mais diferentes gostos. Abertas as urnas, comprovou-se que o grupamento partidário assemelha-se mais a uma bodega falida em beco escuro. Derrotados no desejo de tomar o comando político e administrativo de Sergipe, os irmãos Amorim devem fazer um balanço das mercadorias que restaram na fracassada birosca partidária, visando descartar aquelas com o prazo de validade vencida, ou seja, que não renderam os votos esperados por eles para derrotar o governador Jackson Barreto (PMDB).

Sangue novo

Os suplentes de vereador Bertulino Menezes (PSB) e Bigode do Santa Maria (PMDB) já encomendaram os ternos com os quais tomarão posse em janeiro na Câmara Municipal de Aracaju. Os dois ganharam dois anos de mandato graças às eleições dos vereadores Jony Marcos (PRB) e Robson Viana (PMDB), respectivamente, para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

Dilma vem

E quem estará amanhã em Aracaju é a candidata a presidente Dilma Rousseff (PT). Desembarca por volta das 15h e segue em carreata até o Espaço Emes, onde acontece um grande ato político em apoio à sua reeleição. A vinda a Sergipe foi confirmada ontem pela presidente ao governador reeleito Jackson Barreto (PMDB), durante reunião organizada por ela com lideranças aliadas de todo o país.

Não vem

O presidenciável Aécio Neves não deve visitar Sergipe agora no 2º turno. Tucanos sergipanos prometem fazer grandes mobilizações visando reverter o resultado do 1º turno, que foi favorável à petista Dilma Rousseff. Hoje, o candidato derrotado ao governo de Sergipe, senador Eduardo Amorim (PSC), se encontra com Aécio para anunciar seu engajamento na campanha.

Agradecido

O vereador e deputado estadual eleito Robson Viana (PMDB) usou a tribuna da Câmara de Aracaju para agradecer pela vitória nas urnas: “Agradeço a Deus, a minha família, aos servidores dessa Casa, ao povo sergipano e aracajuano com sua generosidade me elegendo o deputado estadual mais votado de Aracaju”, disse. Ele também destacou a vitória do vereador Jony Marcos (PRB), que conseguiu se eleger deputado federal.

Nova disputa

E os deputados estaduais eleitos já estão de olho na presidência da Assembleia. Entre os que desejam comandar a casa está o peemedebista Zezinho Guimarães. Ele foi o terceiro mais votado e o PMDB terá, a partir de janeiro, a maior bancada com quatro deputados. Além do mais, é o partido do governador Jackskon Barreto. Daqui até fevereiro, quando acontece a eleição para a Mesa Diretoria do Legislativo, muita água passará por sob a ponte.

Balcão de negócio

As eleições de domingo em Sergipe assemelharam-se a um balcão de negócio. Pelo menos é o que pensa o deputado estadual reeleito Francisco Gualberto (PT). Ele disse que nunca participou de um pleito tão complicado como o deste ano: “Assistimos a um verdadeiro comércio eleitoral espalhado por todos os cantos do estado”, afirmou. “Diante do que foi visto em termos de compra de votos, a sociedade precisa repensar urgentemente seu papel diante de um processo eleitoral”, sugeriu.

Volta ao batente

A deputada Angélica Guimarães (PSC) reassumiu ontem a presidência da Assembleia, após ter se afastado para tratamento de saúde. Aproveitou também para fazer a campanha do esposo Dr. Vanderbal, eleito deputado estadual com 32.794 votos. Segundo o deputado Gilmar Carvalho (PR), “nos próximos dias, Angélica fará discurso de despedida e renunciará ao mandato para assumir o cargo de conselheira do Tribunal de Contas de Sergipe”.

Derrota prevista

Veja o que publica o jornalista Eugênio Nascimento no blog Primeira Mão: “Na primeira quinzena de setembro, quando foram divulgadas pesquisas mostrando Jackson Barreto com vantagem de 11%, as principais lideranças do grupo que apoiou a candidatura de Eduardo Amorim (PSC) já sabiam que a derrotada nas urnas era iminente. Mas, para evitar a dispersão do grupo na reta final da campanha, apressou-se a divulgação de uma pesquisa mostrando Eduardo na frente”.

Justifique-se

O eleitor que não pôde votar no último domingo nem justificou a sua ausência no mesmo dia do pleito, tem até 4 de dezembro para apresentar justificativa ao juiz em qualquer cartório eleitoral. A ausência ao 1º turno não impede a votação no 2º turno. Portanto, quem não votou nem justificou a ausência ao pleito de domingo vai poder votar normalmente no 2º turno, que será realizado no próximo dia 26. E você, tá nessa?

Novo blá, blá, blá

O horário eleitoral gratuito no rádio e televisão para o 2º turno recomeça amanhã, no bloco noturno da TV. Serão 40 minutos, divididos entre os candidatos à Presidência da República e aos governos estaduais. Dilma e Aécio terão 10 minutos, cada um, no programa eleitoral. Os candidatos a governador terão direito a mais 10 minutos, cada um.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Gazeta Socialista, em 12 de julho de 1952

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais