Bom senso PSB/SE. Cuidado com Dudu Ditador

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

A lucidez e a prudência parecem que voltaram a frequentar o PSB de Sergipe. Ontem, 09, o presidente estadual, deputado federal, Valadares Filho, em nota, anunciou que a reunião agendada para sexta-feira, onde definiria a posição do partido nas eleições deste ano, foi adiada para o período das convenções. A proposta do presidente será levada nos próximos dias para o Diretório Regional.

Na última segunda-feira, 07, no artigo com o título “PSB/SE é o risco da precipitação”, o blog alertou que o quadro eleitoral está aberto e o partido correria o risco de tomar uma decisão e depois ter de recuar, não só por conta do quadro eleitoral em Sergipe, mas também em nível nacional.

Na política quem sabe jogar xadrez sai na frente. Por exemplo, ontem, 09, uma liderança importante do PSC, garantiu ao titular deste espaço que o PSDB e o PPS já estão fechados com a candidatura de Eduardo Amorim. A estratégia montada foi não divulgar agora para que possam aglutinar mais partidos em torno deles e, de última hora, levá-los também para apoiar o PSC. Ou seja, é um jogo de xadrez, e quem souber mexer melhor as pedras no início, leva uma grande vantagem.

A decisão do PSB/SE em não definir nada agora pode não agradar a Eduardo Campos,ou melhor, o Dudu Ditador,  que vem impondo em diversos Estados decisões estapafúrdias pensando apenas na candidatura dele empacada a presidência da República.

Dudu Ditador não quer saber o que é melhor para o PSB. Quer saber o que é melhor para o projeto dele. E como todos os ditadores ele deve sumir em breve no limbo da história.

Jackson é informado que vão aprovar empréstimo da Caixa e “engavetar” ProRedes
A Comissão de Constituição e Justiça da AL,será presidida hoje pelo deputado Augusto Bezerra por conta de uma viagem do deputado Venâncio Fonseca. Ontem, 09, à noite, a informação é que ao invés de colocar para aprovação na comissão o ProRedes, apenas o da Caixa, liberando R$ 128 milhões para esgotamento sanitário em algumas cidades será aprecidado. O ProRedes ficaria engavetado, até segunda ordem. O governo está se mobilizando para reverter a situação ainda na manhã de hoje.

AL: Com ausência de Angélica, Zé Franco não senta na cadeira da presidente
Um fato curioso levantado por jornalistas que frequentam as sessões da Assembleia Legislativa. Embora vice-presidente, o deputado Zé Franco, mesmo na ausência da presidência não conduz as sessões. Deixa para o primeiro secretário Adelson Barreto. Fica lá embaixo acompanhando tudo. Será que ele só quer sentar para não levantar mais?

Universalização do Simples na tribuna da Câmara em Brasília
Na manhã  de ontem, 09, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), Alexandre Porto, participou, a convite do Deputado Federal Laércio Oliveira, da Comissão Geral que aconteceu no Plenário da Câmara dos Deputados em Brasília. A Comissão tratou exclusivamente do PLC 221, que trata sobre a reformulação do Simples Nacional.

Pontos
Na oportunidade, o presidente Alexandre Porto usou a tribuna da Câmara onde reafirmou o apoio a todos os pontos do projeto e defendeu que a universalização do Simples, uma das principais bandeiras do projeto, fosse plena, e que além de contemplar novas atividades, elimine também os Subtetos Estaduais. “Uma empresa do simples em Sergipe, Ministro Afif, só pode faturar até 1,8 milhão enquanto que em São Paulo pode faturar 3,6 milhões. Temos q eliminar os subtetos que provoca uma injustiça com as MPEs de Estados menores, justamente aquelas que precisam de mais apoio", declarou Porto.

História da Imprensa em Sergipe
Depois do falecimento do historiador e jornalista Luiz Antônio Barreto , Sergipe precisa reencontrar pessoas capazes de levar à frente um trabalho que é árduo e minucioso de resgate de sua história em diversas áreas. Aliás, a história da imprensa em Sergipe precisa urgentemente de um historiador que possa escrevê-la com todas as letras. Com todo respeito o livro de Acrísio Torres foi apenas um resumo. É preciso ir emergir mais profundamente em todo o contexto histórico da imprensa sergipana.

-Agremiações culturais na imprensa estudantil em SE
Um dos estudiosos que vêm se destacando nos últimos anos em Sergipe é o baiano radicado em Aracaju, GilFrancisco. A contribuição dele já é vasta em pouco tempo. A mais recente, é o livro que está para ser avaliado no conselho da Segrase com o título “Agremiações culturais de jovens intelectuais na imprensa estudantil”, citando entre outros, o Grêmio Clodomir Silva (Atheneu) & Mensagem dos Novos de Sergipe, fruto de pesquisas em jornais produzidos por estudantes de Sergipe nas décadas de 30, 40 e 50. No blog de hoje tem um texto dele: Gilberto Freyre um gênio precoce.

Fábio Reis elogia Jackson Barreto em discurso
O deputado federal Fábio Reis (PMDB) elogiou o governador Jackson Barreto durante discurso proferido na Câmara dos Deputados, na tarde desta quarta-feira (9). “Quero louvar a atitude do governador Jackson Barreto que solicitou, ao ministro da Defesa, Celso Amorim, que o 28º Batalhão de Caçadores seja incluso entre as instalações militares que serão investigadas por abusos cometidos durante a ditadura”.

Operação
O parlamentar lembra que esta operação marcou a vida de muitos cidadãos, deixando inclusive sequelas físicas e psicológicas. “Perseguição política, tortura, violência e sofrimento”, disse ele, sobre as lembranças que ficaram na vida de quem vivenciou o período.

Justiça
“Eis aqui um momento histórico para o povo sergipano”, enfatizou o parlamentar. “É a oportunidade de ver a Justiça sendo feita e de ver a verdadeira e completa história ser apresentada à sociedade”, completou.“Como bem disse o governador, este é o dever que temos com a memória dos que deram sua vida pela construção da democracia que vivemos hoje e a responsabilidade que temos as futuras gerações”, completou.

Antônio Neto e amigos de Canindé
Em uma reunião amistosa de rotina, o pré-candidato a deputado federal Antônio Neto (PP) esteve conversando bastante com os amigos Kaká e Orlandinho Andrade de Canindé, com a participação especial de Seu Orlando. E em sua rede social, Neto destacou o momento com um “excelente papo com amigos queridos e leais”, contrapondo as especulações contrárias, e ineficazes, sobre a relação deles.

PCdoB assume pasta da Cidadania e Direitos Humanos
O professor Antonio Bittencourt Júnior, que foi secretário municipal da Educação em Aracaju e é suplente de vereador assumiu ontem, 09, aSecretárias de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania. Ele é presidente do diretório Municipal do PCdoB em Aracaju. Com a nomeação, o PCdoB, incorpora-se de uma vez ao governo Jackson Barreto.

Areia Branca: empréstimos consignados não repassado a Caixa
Lideranças de oposição em Areia Branca levarão para o Ministério Público documentos que alguns servidores efetivos da Prefeitura estão recebendo do Serasa por conta com dívidas na Caixa Econômica Federal. Os servidores que contrariam empréstimos têm o devido desconto, mas a prefeitura não repassou. É algo grave.

PSTU quer ocupação das ruas durante Copa do Mundo
Hoje, 10, irá ao ar programa semestral do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) em rede nacional de televisão e rádio. No horário de Brasília, o programa vai ao ar às 20h30 na televisão. Um pouco mais cedo, às 20h, será veiculado nas rádios.

Mobilizações
Após as grandes mobilizações que ocorreram no país em junho do ano passado, o PSTU vai dizer que os governos não fizeram nada para mudar a realidade da saúde, educação, transporte e moradia no Brasil. “O que é mais importante? Os milhões de brasileiros que vão às ruas pedindo mudanças no país ou meia dúzia de banqueiros e grandes empresários?”, denunciará Zé Maria, Presidente Nacional do PSTU e pré-candidato à Presidência da República.

Vera Lúcia
O programa contará ainda com a presença de Vera Lúcia, mulher negra e nordestina que irá denunciar os alarmantes índices de violência motivados pelo machismo, racismo e a homofobia. “Presidenta, é preciso defender a vida dos trabalhadores. É preciso parar de dar dinheiro para a FIFA e investir no combate à violência contra as mulheres, negros e homossexuais”.

PT e PSDB
No programa, o PSTU afirmará que os governos do PSDB nunca fizeram nada pelas trabalhadoras e que com o PT não tem sido diferente. “O PT investiu em 10 anos apenas R$0,26 por mulher no combate à violência. Enquanto R$11 mil foram gastos com cada cadeira dos estádios da Copa”, argumenta Vera Lúcia, presidente estadual do PSTU/SE e pré-candidata à deputada federal.

Feiras livres
O vereador Emmanuel Nascimento (PT) denunciou que as feiras de Aracaju estão em péssimas condições. Bancas sujas e enferrujadas, lonas furadas, chão sujo e alimentos armazenados de forma irregular foram uma das questões citadas pelo parlamentar.

Apelo
Emmanuel fez um apelo ao prefeito ao João Alves Filho quanto ao problema das feiras, ele disse que apesar do problema não ter começado nessa gestão, a dificuldade ainda permanece a mesma. "As feiras são uma vergonha, e estão assim há algum tempo, isso não é de agora. Quem está sendo beneficiado pelas feiras são os donos de bancas, eles estão enriquecendo e o povo está sofrendo nas feiras. É preciso que a Vigilância Sanitária haja nesses locais”, frisou.

17ª edição do Sermão do Monte
O vereador Valdir Santos (PTdoB) utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para convidar a população aracajuana para prestigiar a 17ª edição do Sermão do Monte. O evento é promovido pela Igreja do Evangelho Quadrangular e acontecerá nos dias 18 e 19 de abril, a partir das 18h na praça de eventos da Orla de Atalaia.

Presenças
O Sermão do Monte contará com a apresentação dos artistas Fernanda Brum, Eli Soares, Lucas Abreu, Laressa Abreu e culto com o pastor Luiz Antônio. Além de ter o louvor do Ministério Quadrangular, o corredor dos milagres e o espetáculo ‘Paixão de Cristo’.        

Defensores públicos
Na manhã de  ontem, 09, o Ministério Público do Estado de Sergipe ajuizou uma Ação Civil Pública com pedido de liminar em face do Estado de Sergipe para fazer cessar ou, ao menos, reduzir de forma significativa o enorme déficit no número de Defensores Públicos no Estado de Sergipe, fato que vem causando graves lesões a direitos fundamentais de grande parte da sociedade sergipana, especialmente da população mais carente.

30 dias
O Parquet requereu ao Estado de Sergipe que nomeie, no prazo de 30 dias, tantos candidatos aprovados no último concurso quantos bastem para o preenchimento do número de vagas atualmente existentes e também que seja determinada a criação de mais 104 cargos de Defensor Público do Estado de Sergipe, número que correspondente ao déficit (demonstrado em estudo) desta unidade federativa.

Praça da Mangabeira
No próximo sábado o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, inaugura a praça e a pavimentação com rede de esgoto de todo povoado Mangabeira, que é famoso pela encenação da Paixão de Cristo, feita por moradores locais, na quinta-feira da Semana Santa, um evento religioso que tem mais de 20 anos de tradição. Os recursos para construção da praça-teatro foram conquistados na gestão da então prefeita Maria Mendonça, quando a obra foi iniciada, passando os quatros anos da administração de Luciano Bispo paralisada.

Teatro a céu aberto
A praça foi totalmente projetada para, além de oferecer lazer e mais beleza ao povoado, se tornar um verdadeiro teatro a

Praça tem teatro a céu aberto em povoado de Itabaiana.

céu aberto. Cinco palcos foram erguidos, sendo um com arquibancada em forma de arena que tem capacidade de acomodar até duas mil pessoas sentadas.

Sonho realizado
O prefeito Valmir de Francisquinho, em entrevistas concedidas a emissoras de rádio locais, tem chegado a se emocionar ao falar da obra na Mangabeira. “Estive vereador durante 20 anos. E estou na vida pública há muito tempo. Sempre ouvi promessas de gestores em relação à Praça da Mangabeira, geralmente quando acompanhavam a encenação da Paixão de Cristo. Maria Mendonça iniciou e nós estamos entregando. E que Deus abençoe a todos os moradores da Mangabeira, que hoje podem dizer: eu vivo em um lugar melhor, bonito e bem cuidado.

Dia “D” contra o HPV hoje em Pirambu
Hoje, 10, o dia “D” da Campanha de Vacinação Contra o HPV. A Prefeitura Municipal de Pirambu, através da Secretaria Municipal de Saúde, convida todas as adolescentes entre 11 e 13 anos, a comparecerem amanhã, a partir das 08 horas, na Clinica de Saúde da Família para tomar a vacina. A vacina contra o vírus HPV tem como objetivo a prevenção do câncer do colo do útero.

Doses
De acordo com a Secretaria de Saúde do Município de Pirambu, a primeira dose está sendo ofertada agora em março e a segunda no período de 1º a 12 de setembro. Após as duas doses, a menina somente tomará a terceira dose após cinco anos. A vacinação terá como meta prevenir contra o câncer de colo de útero de 80% das 5,2 milhões de meninas que formam o público-alvo da campanha.no colo do útero deve ser feito rotineiramente por todas as mulheres.

Detran/SE tem novo diretor-presidente
Desde a última segunda-feira, dia 7, o Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe – Detran/SE – possui novo diretor-presidente. O administrador José Humberto Costa, que exercia o cargo de diretor chefe de gabinete da presidência da autarquia, assume o lugar de Bosco Costa. Humberto possui vasta experiência no serviço público, nas esferas municipal e estadual.

Ações
Durante os três anos da diretoria anterior, Humberto acompanhou de perto a rotina do órgão, participando ativamente da implantação do portal de autoatendimento, totens e agendamento dos serviços do Detran. Além disso, participou da negociação com os servidores da autarquia durante as greves, dedicando-se à implantação da Gratificação por Atividade de Trânsito – GAT – e do auxílio-alimentação, que está em via de pagamento.

Pastas
Humberto Costa passou por diversos órgãos e foi  ainda diretor geral, da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, secretário de Estado das Cidades e da Integração Municipal e secretário Especial da Articulação Política e das Relações Institucionais.

Empresas de ônibus abrem vagas para motoristas
O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) informa que as empresas de ônibus estão com vagas abertas para motoristas profissionais categoria D e E. A partir desta segunda-feira, 14, os currículos podem ser entregues em, horário comercial, à porta do Sest Senat (Avenida Presidente Tancredo Neves, s/n° 5.657, Jabotiana, Aracaju, SE) onde será feita a seleção.

Agenda
10 de abril, quinta-feira. Hoje é o dia da engenharia. Obras do aeroporto de Viracopos serão entregues incompletas para a Copa. Luz sobe em São Paulo e Minas Gerais; governo tenta segurar reajustes maiores. Seis centrais sindicais fazem marcha no centro de São Paulo. O objetivo é pressionar governo e Congresso a negociar direitos. Quebra na safra de cana vai paralisar usinas. Comissão aponta 17 centros clandestinos de tortura usados no país na ditadura. Morre após briga em São Paulo um dos criadores do “rolezinho”.

Curtas
DÓLAR FECHA PELA PRIMEIRA VEZ DESDE OUTUBRO ABAIXO DE R$ 2,20. /// GILBERTO CARVALHO NEGA PARTICIPAÇÃO EM “FÁBRICA DE DOSSIÊS”. /// BANCOS PODERÃO FECHAR MAIS CEDO EM DIAS DE JOGO DO BRASIL. /// ALCKMIN DECLARA QUE RACIONAMENTO DE ÁGUA NÃO ESTÁ DESCARTADO. /// MEC TRAÇA META DE 10 MIL ESCOLAS COM ENSINO INOVADOR. /// JÚLIO DELGADO (PSB-MG) É O RELATOR ESCOLHIDO PARA O PROCESSO DE CASSAÇÃO DO MANDATO DE ANDRÉ VARGAS. /// SENADO ADIA DECISÃO SOBRE CPI DA PETROBRAS.

ESPORTE  – O  ESPAÇO DO ALCEU –  por Alceu Monteiro

Copa do Brasil

Sergipe
O campeão estadual, após vencer o primeiro jogo para o Náutico, por 1 a zero, foi derrotado pelo mesmo placar, ontem à noite, na Arena Pernambuco. Na cobrança de penalidades, o Sergipe deixou de converter três. Vitória do time pernambucano, por 3 X 1.

Lagarto
Jogando no Presidente Médici, em Itabaiana, o Lagarto foi derrotado pelo Santa Cruz, pelo escore de 1 a zero. Ainda haverá a segunda partida entre o Lagarto e o Santa Cruz.

Flamengo decepciona
Perante um grande público, no Maracanã, o Flamengo perdeu por 3 a 2 para o León, do México. Com este resultado, o rubro-negro carioca foi eliminado da Copa Libertadores da América.

Atlético Madrid derruba o Barcelona
No Estádio Vicente Calderón, em Madrid, o Atlético derrotou o poderoso Barcelona, por 1 X 0. O Barça foi eliminado da Europa Champions League.

PELO TWITTER

www.twitter.com/alanbarretoso   Não se arrepender do que fez é uma coisa, agora, repetir tudo outra vez é burrice!

www.twitter.com/silviosantospt Vou começar a "limpar" dos meus seguidores esses "indignados seletivos". Vão ser "porretas" no raio que o parta.

www.twitter.com/Valdeterod  Outro tiro no pé para o PSC&Cia, será pressionar @joaoalvesfilho a aceitar aliança ameaçando lançar Adelson Barreto contra Maria do Carmo.

www.twitter.com/revinhogama R$ 59,90 um ovo de Páscoa? o que vem dentro dele? A Taça da Copa do Mundo?

www.twitter.com/ThalesBrandao  Sair da zona de conforto é algo que incomoda. Pensar dói! :o)

www.twitter.com/zehdeabreu  Mulher no governo é bom demais: Dilma pira os políticos todos, de todos os partidos, nao tem wisquinho depois do expediente!

ARTIGO

Gilberto Freyre um gênio precoce

GILFRANCISCO: jornalista, professor da Faculdade São Luís de França e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe. E-mail:http://gilfrancisco.santos@gmail.com

Sociólogo, antropólogo, historiador e mesmo poeta, se diz sim e não a um só tempo, foi o único intelectual em sua época a ver o Brasil com todas as suas mazelas, com segregação feroz. Soube ler o Brasil, falar dele de dentro da alma de seu povo. Considerava-se pós-marxista e não antimarxista; pós-moderno; acatólico e não anticatólico; inacadêmico e não antiacadêmico.  Gilberto Freyre (1900-1987) escreveu livros dos mais reveladores sobre a alma brasileira, mais especificamente a nordestina no período colonial. É considerado o maior estudioso da sociedade patriarcal e do regionalismo nordestino, está completando 114 anos de nascimento.

    
Gilberto de Mello Freyre nasceu no Recife em 15 de março de 1900, filho do professor Alfredo Freyre e de D. Francisca de Mello Freyre. Realizou seus primeiros estudos com professores particulares. Aos 9 anos teve a primeira namorada (Dulce); Seus primeiros entusiasmos literários foram por Swift (Viagens de Gulliwer), Defoe (Robinson Crusoe) e Tolstói (Guerra e Paz); Aos 11 escrevera em Boa Viagem os primeiros versos: "Jangada Triste" Aos 13 foi redator do jornal colegial O Lábaro. Na mesma época, iniciou-se no desenho com o pintor Teles Junior, tendo completado os estudos secundários no colégio Americano Gilreath, do Recife, aos dezessete anos, logo seguiu para os Estados Unidos, onde obteve, na Universidade de Baylor (Waco. Texas), o grau de bacharel em Artes Liberais. Antes de retornar ao Brasil em 1923, viaja pela Europa frequentando cursos, visitando museus e bibliotecas. Ao chegar, inicia uma intensa atividade intelectual cuja sede era o Recife de Manuel Bandeira e Ascenso Ferreira, não obstante viagens ao Rio de Janeiro, Bahia e outras partes do país. Organiza o livro comemorativo do primeiro centenário do Diário de Pernambuco, em 1925, e o  I Congresso Brasileiro de Regionalismo, em fevereiro de 1926, primeiro do gênero, em toda a América, "um movimento de reabilitação de valores regionais e tradicionais desta parte do Brasil".

De 1930 a 1932, demora-se na Europa num exílio voluntário causado pela Revolução. Ao retornar, publica em 1933 Casa-Grande & Senzala, obra que abre novos rumos aos estudos sociológicos em geral e não apenas ao estudo da formação histórica do Brasil, sob um critério rigidamente sociológico, como também sob o ponto de vista da sua ecologia cultural, organiza no Recife o I Congresso de Estudos Afro-Brasileiros e firma um círculo do influência bastante vasto, atingindo poetas, ficcionistas, artistas plásticos, economistas, sociológicos, etc. Em 1986, foi eleito por aclamação para a Academia Pernambucana de Letras, ocupando a cadeira n. 23, que tem como patrono Phaelante da Câmara. Faleceu no Recife em 18 de julho de 1987, aos oitenta e sete anos.

Obras – O escritor Gilberto Freyre publicou mais de uma centena de livros e quase dois mil artigos, espalhados em jornais, periódicos e apresentações do mundo inteiro. Casa-Grande & Senzala, obra de interpretação sociológica, em que o autor sustenta que a economia do açúcar, ao consolidar-se no século XVII, deu origem a uma civilização característica. A casa-grande – diz ele – "completada pela senzala, representa todo um sistema econômico, social e político de produção (monocultura latifundiária), de trabalho (a escravidão), de transporte (o carro de boi, o banguê, a rede, o cavalo), de religião (o catolicismo de família, com capelão subordinado ao paterfamílias, culto dos mortos, etc), vida sexual e o de família (o patriarcalismo poligamo), de higiene do  corpo e da casa (o tigre, a touceira de bananeira, o banho de rio, o banho de gamela, o banho de assento, o lava-pés), de política (o compadrismo)". Essa obra contribuiu para desmoralizar as teorias do racismo científico predominantes na época, ao valorizar a mestiçagem e o mestiço, onde defende a tese da extinção da raça negra gradativamente através da miscigenação, ou seja, do branqueamento da raça negra.

Juntamente com o marxista Caio Prado Jr. e o liberal Sérgio Buarque de Holanda, a obra de Gilberto Freyre renovou as teorias a respeito do Brasil, lançando os fundamentos para a renovação das concepções que alguns setores da elite oligárquica e latifundiária tinham do Brasil e seu povo. Embora contestada pelos marxistas e, a partir dos anos 50, pelos acadêmicos  Florestan Fernandes, Roger Bastide, Fernando Henrique Cardoso e Otávio Ianni, Casa-Grande & Senzala é importante documento que registra o pensamento de alguns setores da elite nordestina e, principalmente, fornece subsídios importantes para a história desse setor da elite latifundiária brasileira.

O livro teve a sua 1ª. edição em 1933, publicada pelo poeta e editor Augusto Schmith e foi reeditada em 1936 e 1938. A 3ª. edição do livro foi publicada à revelia do autor, e este, de imediato, moveu um processo judicial contra o editor, que perdeu o direito de publicação a partir de 1943. Dai por diante, o livro passou a ser editado pela Livraria José Olympio Editora até a 25ª. Edição (1987 e pela Record a partir da 26a. (1989) até a 46a. (2002). A 27a. edição contém 50 desenhos de Tomás Santa Rosa, ilustrações a cores de Cícero Dias e bico-de-pena de Poty. Em 2003 os direitos de publicação passaram para a Editora Global. Desde 1942 que a obra é traduzida para vários idiomas: italiano, espanhol, inglês, francês, alemão, polonês, romeno, japonês e húngaro.  Publicado em 1939, Açúcar (Algumas Receitas de doces e bolos dos engenhos do Nordeste), cuja 2a. edição, revista e aumentada, Açúcar (Em torno da etnografia da história e da sociologia do doce no Nordeste canavieiro do Brasil), saiu em 1969 pelo Instituto do Açúcar e do Álcool. O livro trás numerosas receitas raras de doces e bolos da região e, para efeitos de comparação, algumas de outras áreas brasileiras e outras, algumas de Góia (Índia Portuguesa). Com a sensibilidade cultural que concilia a arte com a ciência, Gilberto nos leva em sócio-antropológico passeio ao que chamou de "geografia do doce", onde o senso documental está aliada a uma minuciosa e rica visão do que foi a civilização do açúcar no trópico brasileiro ou seja como escreveu o próprio Gilberto Freyre "sem açúcar não se compreende o homem do Nordeste".

Em 1961 publica a pesquisa O Escravo nos anúncios de jornais Brasileiros do século XIX, mas devido a repercussão sai a 2ª. edição em 1979 pela Companhia Editora Nacional em convênio com o Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, na coleção Brasiliana volume 370, revista e aumentada. "Anúncios de compra, venda e aluguel de escravos, em que sempre figuram as palavras mucama, moleque, bonita peça, rapaz pardinho, rapariga de casa de família (as mulheres livres anunciavam-se como senhoras a fim de melhor se diferenciarem das escravas)… anúncios de negros fugidos acompanhados em muitos jornais da conhecida vinheta do negro descalço com a trouxa ao ombro, nos quais os escravos são descritos muitas vezes pelos sinais de castigos que sofrem…" Assim se refere Joaquim Nabuco (1849-1910), no seu O Abolicionismo, redigido em 1883 como peça de propaganda política da luta pela abolição no Brasil, àqueles anúncios sobre escravos em jornais brasileiros. A sociologia da antropologia inaugurada por Gilberto Freyre com a publicação deste livro inovador, bem se harmoniza com sua idéia de que, para a biografia, ou para a autobiografia, total ou sintética, do Homem brasileiro, devem concorrer informes de caráter descritivo, ou interpretativo, não só de grandes homens, e figuras superiores, de bultos heróicos, como de gente comum, e, até, obscura, mas, também ela, significativamente brasileira. A iniciativa de surpreender, em tais anúncios, vestígios, ou ainda, dessas contribuições e dessas influências, marca um dos pioneirismos do autor de Casa Grande & Senzala, dentro de sua tendência geral de reabilitar, ou revalorizar, a presença negro-africana na formação e na cultura do Brasil.

Em 1966 Gilberto Freyre proferiu na Universidade de Brasília uma série de palestras sobre Futurologia, assunto que ele foi o primeiro a abordar no Brasil. A reunião dessas conferências do eminente professor-visitante em livro foi publicado dois anos depois com o título de Como e porque sou e não sou sociólogo, pela própria editora da universidade, livro fundamental para a compreensão do pensamento freyreano. Gilberto Freyre inicia se Prefácio ao autor, dizendo: "Não sou nem pretendo ser sociólogo puro. Mais do que sociólogo creio ser antropólogo. Também me considero um tanto historiador e, até, um pouco pensador.

Freyre em Sergipe – O sociólogo Gilberto Freyre esteve em Aracaju em 1940 quando participou  do Segundo Congresso de Neurologia, Psiquiatria e Higiene Mental do Nordeste Brasileiro, realizando no dia 20 no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe a conferência Sociologia, Psicologia e Psiquiatria:

"A Sociedade quis dar uma demonstração ao seu apreço a Sergipe, convidando uma ilustre figura de Pernambuco, o Sr. Gilberto Freyre, para fazer uma conferência sobre Psiquiatria Social e Sociológica". (Diário Oficial do Estado de Sergipe, 15, outubro de 1940)

Gilberto Freyre mostra-se surpreso com a Biblioteca do Estado de Sergipe

"Nenhuma voz das que se hão pronunciado sobre as nossas coisas, e, entre estas, a Biblioteca Pública – agora instalada condignamente, num prédio que chama a atenção de quem olha a cidade – é mais autorizada ou imparcial do que a do escritor sociólogo, professor Gilberto Freyre, nosso hóspede por ocasião do Segundo Congresso de Psiquiatria do nordeste.
Muita gente tem a impressão de que o elogio à Biblioteca é feito por gentileza ao governo. Outras pessoas ficam de fora e supõem que é tudo fachada. Outras, ainda, acham natural que assim seja, que não ha motivo para admiração (…)
Uma das minhas tristezas de brasileiro é a que me vem do meu Estado em que quase sempre encontro as bibliotecas e os arquivos do nosso país.
Daí meu espanto diante a Biblioteca de Sergipe, que acabo de visitar.
Quando eu disser aos meus amigos dos Estados Unidos – onde as bibliotecas são maravilhosas de organização – que pedi um livro na Biblioteca de Sergipe e esse livro me veio as mãos em menos de um minuto, eles próprios se espantarão.
Há aqui uma tradição rara de eficiência que o atual diretor desta casa – Alfredo Pinto, conserva administrativamente viva". (Diário Oficial do Estado de Sergipe, 23 de novembro,1940)

       ***
"Em companhia do bacharel José Calasans Brandão, professor de História Geral da Escola Normal – Rui Barbosa honrou-nos ontem à tarde com sua visita, o brilhante escritor e sociólogo patrício, Gilberto Freyre, que veio tomar parte nos trabalhos do 2. Congresso de Neurologia, Psiquiatria e Higiene Mental do Nordeste Brasileiro, ora reunido em nossa capital.
O chefe de Expediente desta Imprensa, jornalista Armando Barreto, percorreu as dependências deste jornal, mostrando aos ilustres visitantes, as nossas modernas instalações, as quais causaram aos mesmos a melhor impressão". (Diário Oficial do Estado de Sergipe, 24, outubro de 1940)

     ***

"De automóvel, via Bahia, regressou, ontem o professor Gilberto Freyre, que, aqui, esteve tomando parte no 2º. Congresso de Neurologia, Psiquiatria e Higiene Mental do Nordeste”. (Diário Oficial do Estado de Sergipe, 25, outubro de 1940)

ARTIGO

A oportunidade e necessidade de aumentar o auxílio-moradia em Sergipe*

Para amenizar a situação das famílias despejadas ou em removidas de áreas em situação de risco, especialmente trabalhadores informais que viviam em ocupações urbanas irregulares, o Estado lhes oferta auxílio-moradia no valor de até trezentos reais, com base na Lei 7.150/2011. O benefício, para pagamento de “aluguéis transitórios”, é para ser recebido enquanto se espera a aquisição de imóvel em programa habitacional.
De um lado, desde 2011 o valor do auxílio-moradia continua o mesmo. De outro, por dados do IBGE, o Índice de Preços ao Consumidor demonstrou elevação dos preços numa média de 6,08% ao ano, de 2011 a 2013. Nesse mesmo tempo, os preços relacionados à habitação aumentaram numa média anual de 5,65%. Não precisaria sequer de números para tal demonstração, pois é muito evidente que trezentos reais é um valor insuficiente para pagar o aluguel de uma moradia digna.
O valor do aluguel aumenta e sem dúvidas, o prejuízo recai sobre os beneficiários, os quais tem que comprometer parte de sua diminuta renda (no máximo, meio salário mínimo per capita) para custear a moradia, o resultado são despejos frequentes por atraso e situação de moradia em vilas sem o mínimo suficiente de higiene, banheiros coletivos e falta de privacidade as famílias. Como solução imediata para tal problema, há duas alternativas já delineadas.
Para resolver de maneira satisfatória a questão, é providencial o Projeto de Lei 282/2013, apresentado pelo Deputado Estadual João Daniel (PT) à Assembleia Legislativa de Sergipe, pois visa aumentar o valor do auxílio-moradia. O que impede esse avanço é o desinteresse dos deputados estaduais, especialmente da bancada oposicionista, em por em pauta o projeto.
Para diminuir os suplícios dos beneficiários – ainda que com a necessidade de avançar mais –, pode o governo do Estado, desde já, atualizar o valor do benefício, conforme determina o artigo 2°, §2°, Lei 7.150/2011. Considere-se que, de 2011 a 2013, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), disposto na lei, aponta um aumento anual médio de 6,14%, o qual deveria corresponder ao acréscimo anual do auxílio. O caminho está livre para o Governador Jackson Barreto. O fundamento legal existe.
No dia 26 os movimentos unificados organizaram o ato que tinha como uma das pautas o aumento do auxilio. Os beneficiários, muitos deles organizados em movimentos sociais – como o MOTU –, necessitam da prestação estatal para suprir suas carências. Seja pelo Poder Legislativo, seja pelo Executivo, o que se pede são providências para que a luta por moradia seja menos tormentosa. O mais imprescindível é ver projetos serem concluídos, a exemplo da ocupação “1° de maio”, conquistado com muita luta e que o movimento sonha ver saindo do papel.

Ousar lutar, ousar vencer!

*Dalva Angélica, da Direção Estadual do MOTU (Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos)
*Thiago Santana, advogado e membro da Consulta Popular/SE.

DO LEITOR

Invasão criminosa do meu Facebook
Do comunicólogo Ribeiro Filho: “Quero deixar claro que não dei nenhuma permissão para o site SOS língua Preta, que pelo conteúdo das publicações pertence ao grupo político dos irmãos Amorim e do radialista Gilmar Carvalho, publicar propaganda política em minha página no facebook. Esse site tem feito publicações na minha página como se eu tivesse autorizado e concordasse com as opiniões emitidas nos seus memes. Fiz várias denúncias no facebook para que o servidor retirasse o acesso desses crackers do grupo político citado e até agora não consegui impedir essas publicações. Outro dia estranhei que um amigo meu, o Jairo Júnior tivesse me perguntado se eu estava fazendo propaganda político-partidária para o grupo dos Amorins, agora entendo porque a sua dúvida Jairo. Quero alertar a todos usuários desse site de relacionamento para essas possíveis invasões de suas páginas por esse e outros bandos políticos com fins eleitoreiros. Pronto está denunciado…”

Cartão do Banese
De um cliente do Banese: “Anote essa:   meu cartão Banese (servidor público) venceu em 31 de março.   Não percebi e quando fui usá-lo já estava bloqueado.  Procurei minha  .  agência Distrito Industrial e para minha surpresa o funcionário do banco me informa que já enviou pelos correios desde 15 dias antes.    E agora: me recomendam não procurar os correios, pois não tenho o código de remessa e o pior,  não tem outro cartão.  Daí tenho que fazer saques com aqueles famosos cheques apulsos (avulsos)”.

O Patinho feio do funcionalismo público
De um servidor devidamente identificado: Após longos anos de espera, eis que, finalmente, foi aprovado PCCV, no entanto, o que deveria ser um acontecimento de grandes comemorações e inesquecível para o conjunto dos servidores públicos do Estado, o que ocorreu, de fato, foi uma ducha de água fria na esperança de grande parte dos servidores, que sonhavam com um plano que lhes devolvessem o respeito e a dignidade, afinal foram anos a fio lutando por esse dia.
Em verdade, com a aprovação do PCCV, nos termos concebidos, perderam-se todos os pudores e sacramentou, de vez, a existência de profissões consideradas nobres para o Estado, a exemplo de gestores, defensores públicos, procuradores, arquitetos, engenheiros,  médicos e outras de 5ª categoria formada pela Raia Miúda, que se tornou uma espécie de patinho feio da Pública Administração Estadual.
O que nos estarrece é a convicção que tudo foi feito de forma deliberada e ao bel prazer, pois como explicar, que dentro da mesma esfera de poder, planos com tabelas de vencimentos tão diferenciadas? Como asseverar que o Plano representou grande avanço se penaliza os mais antigos que permanecerão com os mesmos vencimentos? Como explicar que o multirreferido plano tenha passado sete anos para ser elaborado e  tenham concedido aos deputados menos de três dias para sua análise e aprovação juntamente com todos os outros planos?
Acrescente-se a tais questionamentos, o fato de o Presidente do SINTRASE, que, em tese, é o porta voz todos os sindicalizados, não ter possibilitado aos servidores discutir os termos do PCCV, como ocorreu como as demais categorias, daí terem conseguido valer, senão tudo, mas grande parte de suas solicitações,  merecendo, inclusive, nosso aplauso e admiração.
Em suma, a nossa revelia, armaram o circo e excluíram a Raia Miúda de participar da pauta do espetáculo, dando a entender, claramente, que nosso lugar, como servidores públicos, é o borralho e, com isso, ficamos à deriva como uma massa sobrante de qualquer benefício. Em outras palavras, cassaram não só a nossa voz, mas, também o direito de sermos reconhecidos como pessoas valorosas como servidores.
Portanto, já que somos desimportantes para no universo do funcionalismo público, cabe somente a gente reverter essa situação e estratégias não faltarão, afinal, como bem diz o maior poeta luso: Quando Deus Quer, o homem sonha e a obra nasce”. E como não querer que os injustiçados e os vilipendiados procurem lutar por seus direitos e dias melhores?

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun   

Frases do Dia
“Atitude é uma pequena coisa que faz uma grande diferença.” Clarice Lispector.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários