Brasil, ame-o ou deixe-o

0

"O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Agora ninguém segura este país. Brasil, ame-o ou deixe-o.  Preclaros leitores, depois que o golpe já estava consumado há alguns dias não se teve mais notícia de nenhuma nova operação da “Lava Jato” e tampouco o "diligente" Juiz Moro apareceu no noticiário como se fosse uma estrela de cinema.

O Moro que cumpriu até aqui o papel de  juiz, promotor e inquisidor (como se um rei absolutista fosse), que foi seletivo nas investigações e que  desrespeitou leis que jurou defender, vai retornar ao anonimato (uma estrela decadente), tendo prestado um grande serviço à Casa- Grande (lembrando aqui do grande sociólogo Gilberto Freyre). Moro que ignorou provas robustas contra próceres do PMDB, PSDB, PP e de outros partidos que formam essa grande associação (ou melhor, quadrilha) que se instalou no Palácio do Planalto a partir de ontem vai voltar à sua condição humana, despido de seu efêmero estado de divindade. Bem verdade que ele pode voltar à ribalta novamente, mas desde que seja para prender o ex-Presidente Lula, pois para o establishement golpista Lula não pode ser candidato a Presidente, se for candidato não pode ser eleito, se eleito não pode tomar posse, se tomar posse não pode governar.

Como bem diz Paulo Henrique Amorim sobre Moro: "se não for prova ou delação que envolva o PT nao vem ao caso e não vale. É 

Luto e Luta! Cadê você que combate a corrupção? A de Temer não vale. Não vale é hipocrisia. 

irrelevante". E o STF, que virou um Tribunal de sedição a dar contornos de legitimidade e verniz jurídico a esse golpe branco? Triste, muito triste! Quanto aos golpistas, basta ver a folha corrida da maioria dos "notáveis" Ministros (notáveis pelos processos de corrupção e tipos penais equivalentes a que respondem) que agora estão empoderados e urdem projetos imorais de poder. Romero Jucá, por exemplo, que será Ministro do Planejamento, está no lugar certo para planejar uma nova privataria e outros assaltos aos cofres públicos. Afinal, todo Al Capone precisa de um homem de confiança no planejamento das negociatas.

E o que dizer do pretenso líder do neo governo golpista André Moura? Hum! Esse dispensa apresentações, pois segundo o MP e o MPF o citado deputado é useiro e vezeiro em violar o Código Penal. André, como se sabe, é amigo íntimo e defensor do "in memorian" Eduardo Cunha, que a qualquer tempo pode ressuscitar para assombrar Temer e todos aqueles que lhe devem favores sombrios. O melhor para Temer e seus comparsas é não contrariar Dudu, pois ele é quem bem sabe a história da doação dos R$ 5 milhões da OAS e de outras diabruras praticadas pelo Frankstemer e seus asseclas?

É isso, o inferno é  aqui! Para os achacadores da nossa ainda debutante e frágil democracia a partir de agora estaremos todos bem. Viveremos em estado de graça. A capa da  revista Veja de todos os fins de semana será para fazer loas ao golpe e o noticiário político da Globo vai se resumir a pequenos escândalos da rataiada miúda do Congresso Nacional, pois as ratazanas de grande porte estarão livres, leves e soltas para cometerem os seus crimes continuados, brindando, obviamente, com um bom vinho Romanèe-Conti, rindo da cara do povo.

Como diria o elitista e já falecido colunista social Ibrahim Sued: "Sorry, periferia." O blog deseja sinceras exéquias a esse natimorto Governo Temer.

Michê. Formula popular de Michel
Está no Dicionário Houaiss: Michê. Ato de prostituir-se; quantia paga a quem se prostituiu; aquele ou aquela que se prostituiu. Forma popular de Michel.

Apoio de Jackson em Aracaju. Todos querem
Uma dos assessores do governador Jackson Barreto criticou ontem a comparação do governo dele como mediocridade do governo João Alves. O assessor explicou que o governo passa por dificuldades, mas mesmo assim todos querem o apoio de Jackson Barreto em Aracaju. A prova maior é agenda constante em Aracaju e o volume de obras. Na verdade, o blog quis comparar os dois governos com base em dados de pesquisas qualitativas, a palavra mediocridade pode ter sido forte demais.

Baixo São Francisco
Nesta sexta-feira, 13,  o governador Jackson Barreto entregará  investimentos em educação, segurança e infraestrutura no Baixo São Francisco.A agenda tem início às 10 horas em Brejo Grande, onde serão inaugurados o ginásio de esportes Dom José Brandão de Castro, o Centro Integrado de Segurança e o colégio estadual Dr. Luiz Garcia. Depois segue para Ilha das Flores onde inaugura outro Centro Integrado de Segurança e acaba em Neópolis onde inaugura pavimentações no povoado Alto Santo Antônio.

Marginais não deixam Seed construir muro em escola. Eles usam o espaço como rota de fuga
O blog recebeu uma denúncia grave pais de família e alunos da Escola Estadual Hamilton Alves, no conjunto Eduardo Gomes em

Marginais derrubaram o muro que estava sendo construido na escola.

 São Cristovão. A Seed está realizando uma obra que era o sonho da comunidade, construir um muro para integrar a escola a quadra que fica aberta. O problema é que marginais que utilizam o local como rota de fuga estão praticando vandalismo e destruíram o muro que estava sendo erguido.

Parceria Seed com a SSP

A única solução que os pais de alunos e estudantes entendem que pode resolver o problema, seria uma parceria da Seed com a SSP colocando uma equipe de plantão alguns dias no local. Só assim os funcionários da empresa que realiza a obra podem trabalhar tranquilos e erguer o muro com total segurança. Do contrário os marginais vão ganhar para a comunidade.

Cadê a SMTT? Carro da Emsurb estacionado em cima da Praça Hilton Lopes, nos mercados.
Parece que os carros da Emsurb tem autorização para estacionarem em cima dos espaços dos mercados destinados aos pedestres.

Belo exemplo da Emsurb. Até quando?

 No mês passado foi o carro do diretor de espaços públicos, Branca de Neve, no mercado do Augusto Franco. Ontem foi o veículo de placa OEQ- 0136, Estacionado em local proibido, praça Hilton Lopes ( entre o mercado Albano Franco e o mercado Thales Ferraz). Lamentável ninguém faz nada. Nem mesmos os chefes tomam as providências. E o cidadão comum…

Meio Ambiente explicou e Seed e Secult silenciaram. A administração não é impessoal?
A cobrança feita pelo blog, com base em denúncias de leitores sobre concursos de algumas secretarias do governo estadual, cuja premiação não foi entregue ou mesmo suspensos sem explicação, foi respondida apenas pela pasta do Meio Ambiente, que assumiu que realmente deve a premiação de 2015, para alguns vencedores. Já a Seed e a Secult silenciaram sobre os concursos de responsabilidade delas. O tal concurso foi da gestão anterior, mas pelo que me consta a administração é impessoal (ou deveria ser).

Visita a Yazaki em Socorro
A fábrica Yazaki, localizada no distrito industrial de Nossa Senhora do Socorro, recebeu a visita do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Chico Dantas, na última quarta-feira. Acompanhado do secretário executivo, Carlos Augusto Franco, ele foi pessoalmente levar o convite do governador Jackson Barreto à diretoria  do grupo para que participe da reunião que vai acontecer no Palácio de Despachos, no próximo dia 18, onde o Embaixador do Japão no Brasil, Susumu Hirano, será recepcionado pelo chefe do Executivo.

Produção
Em Sergipe há três anos, a Yazaki atua na produção de material elétrico e eletrônico (cabos, chicotes elétricos, entre outros) para atender as indústrias automobilísticas Ford, de Camaçari, na Bahia e Jipe, em Pernambuco. Atualmente a multinacional gera 2.200 empregos diretos no município de Nossa Senhora do Socorro, onde o secretário Chico Dantas foi recebido pelo diretor da empresa, Rudolf Fromm, pelo gerente de Recursos Humanos, Jorge Rodrigues e pelo gerente industrial da unidade, Cleverson Taques.

Empreendimento
O secretário Chico Dantas ficou muito satisfeito com a qualidade e grandeza do empreendimento que emprega mais de duas mil pessoas em Sergipe. “A Yazaki é uma grande indústria que movimenta a atividade econômica no Estado e com potencial ainda muito maior de crescimento. Estamos cumprindo uma determinação do governador Jackson Barreto e colocamos a Sedetec à disposição da diretoria da empresa para recebê-los e colaborar sempre que possível para a solução das demandas que forem necessárias ao bom andamento do grupe em Sergipe”, enfatizou.

Sepuma elogia empenho do prefeito
Foi aprovado na última terça-feira, 10, pela Câmara Municipal de Aracaju, o Estatuto do Servidor. O Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 2/2016 trata do regime jurídico dos servidores públicos do Município de Aracaju e foi elogiado pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aracaju (Sepuma), o economista Nivaldo Fernando Santos.

Desejo antigo
Para Nivaldo, a aprovação do Estatuto atende a um desejo antigo dos servidores municipais. “Estamos felizes com a aprovação desse Estatuto. São 28 anos esperando que essas mudanças fossem realizadas. Ao conseguir isso, posso dizer que a gestão do prefeito João Alves Filho é de muito avanço para nós”, diz o presidente que é servidor municipal há quase 30 anos.

Reformulação
“A Lei de 1988 precisava de uma reformulação e sempre apresentamos às nossas demandas. Discutimos com a secretária de Governo, Marlene Calumby, e com o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Igor Albuquerque, para que as mudanças fossem feitas de acordo com as necessidades do servidor e conseguimos esse avanço com o novo estatuto”, destaca Nivaldo.

Reivindicações atendidas
Entre as reivindicações dos servidores que foram atendidas pelo novo estatuto, a regulamentação do adicional penoso a algumas atividades laborais, a licença saúde, o desconto do adicional noturno, além de diversos pontos discutidos. “Conseguimos muita coisa através desse novo estatuto. O adicional penoso, por exemplo, que desde a criação da Lei Orgânica de 1990 não era regulamentado; a licença para o tratamento de saúde que causava uma série de embaraços aos servidores quando se dava o seu retorno; o adicional noturno que foi retirado e que será indenizado aos que foram prejudicados. Enfim, muitos avanços para os servidores”, afirma.

Aposentados
O vereador Augusto do Japãozinho (PRTB) apresentou Requerimento solicitando ao prefeito de Aracaju, João Alves, que o pagamento dos aposentados seja o primeiro no calendário de pagamento.O parlamentar justificou que os aposentados dedicaram mais de trinta e cinco anos de suas vidas ao serviço público e consequentemente aos munícipes aracajuanos, e com a idade avançada, necessitam comprar medicamentos que são fundamentais para a sobrevivência deles, concluiu o edil.

Visita Parque dos Falcões
Os alunos do 1º ano da Educação Infantil do Colégio do Salvador fizeram na terça-feira, 10 de maio, um passeio ecológico cheio de descobertas no Parque dos Falcões, no município de Itabaiana, distante 45 quilômetros da capital. A atividade integra uma das ações promovidas pelo Colégio para a turma que se formará no ABC em 2016.  Durante o passeio, a criançada se encantou pelos diversos tipos de aves de rapina, que são tratadas como animais de estimação pelo seu criador, José Percílio Mendonça Costa, mais conhecido como Tito. O Parque dos Falcões situa-se ao lado da Serra de Itabaiana.

Legião Urbana dia 20 de Maio em Aracaju
Com os remanescentes da formação primeira da banda,  Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, a Legião Urbana fará um show no

 próximo dia 20 em Aracaju, dentro da nova turnê “Legião Urbana XXX”, com a participação de vários outros músicos convidados. O show será na Arena de Eventos, na Coroa do Meio e terá o show de abertura com a banda sergipana Mary Joe. E ainda tem a eletrohouse do DJ Cello.  Ingressos Central do Ticket, no Shopping RioMar.

PELO TWITTER

www.twitter.com/Ju_Gomes_  O dia amanhece sombrio. Não sei se há  o que comemorar mais do que Temer. Deus nos proteja!

www.twitter.com/marcelorubens  Acabaram os intermediários. Fiesp chega à presidência

www.twitter.com/Charles_Baka  Para a mídia, a partir de hoje acabou a corrupção no Brasil. Então porque esse cheiro de enxofre no ar?

www.twitter.com/egirao  Dia histórico mundial, vemos uma presidente deposta saindo no meio do povo e um presidente posto entrando escondido pela porta dos fundos.

www.twitter.com/fpcoliveira  Temer pronto para atender os anseios da elite. E os trouxas que foram às ruas contra a corrupção foram palanque.

www.twitter.com/profsosa13  O governo anti corrupção tem o "Presidente" e 7 ministros citados na Lava Jato. E eles dizem que o "mar de lama" acabou.

www.twitter.com/braynerr  O impeachment foi imposto pela direita alucinada. Não é o melhor remédio para um país atormentado por crises institucionais e corrupção

DO LEITOR

Nota de Esclarecimento

Do leitor Messias Gonçalves:  "Cláudio, sou servidor público desde 1982, ainda na ativa, com previsão de aposentadoria para o dia 25 de dezembro de 2019. Portanto nada tenho a ver ainda com a instituição que administra a previdência social. Tenho compromisso e vínculo com o senhor governador Jackson Barreto. Esse mesmo que o sigo politicamente desde a eleição de Valadares para o governo, Lourival Baptista e Viana de Assis(in-memoria), para o senado. Lembra quando o senhor alertava para Viana, que procurasse casar a sua candidatura com a de Lourival? Eu já estava lá. Foram muitos embates no trabalho e nas rodas sociais. Foram frustrações e alegrias ao longo desses anos todos, até o seu coroamento, na condição de governador eleito democraticamente, resgatando os sonhos e anseios de gerações. Pois bem, governador, foi graças ao senhor, dando continuidade a iniciativa do saudoso Marcelo Déda, que finalmente, resgatou a dignidade e o respeito, para com os servidores públicos, quando finalmente, depois de embates com as categorias e sindicatos, deu início a implantação do tão almejado PCCV. Para registro, o regulamento que até então regia a vida funcional dos servidores, datava de 1977,com a participação maciça do hoje ex ministro Carlos Aires de Brito. E o que priorizou a essência do PCCV? Acabar com diversas gratificações e vantagens coletivas e individuais. E assim foi acordado e aprovado pela assembléia legislativa em comum acordo com as entidades representativas. Todos os percalços, foram divididos. Com os acompanhamentos dos seus auxiliares. Todos envolvidos diretamente. A partir de julho de 2014, foi assegurado as transposições da situação anterior para a nova realidade funcional, financeira e econômica. O que os servidores recebem hoje, garantindo nos contra cheque, desde aquele ano, fazem parte da realidade nas vidas dos servidores. Com isso, milhares contraíram empréstimos bancários, financiamento de veículos e imóveis, comprometendo boa parte dos atuais salários. E agora, para surpresa de algumas categorias, estão sendo NOTIFICADOS, informando que PERDERÃO boa parte dos seus atuais salários, e como consolo, alguns dias para apresentar um recurso, aonde todos já sabem antecipadamente as respostas. E senhor governador Jackson Barreto, mesmo querendo passar para a população sergipana, que não é o responsável pela provocação dessas maldades, é sim o seu órgão, subordinado a Vossa Excelência. E o mais absurdo é que em 2014, a PGE, gerou três PARECERES favoráveis ao que os servidores passaram a garantir, graças a sua benevolência, que parece que estão indo de encontro a sua história. Além de cerca de quinhentos servidores públicos da administração geral, há informações que também o PCCV exclusivo dos engenheiros, também acordado pelo senhor, junto com o deputado estadual Garibalde. E ainda quero alertar que pelas intenções, essas maldades num futuro próximo, poderá também atingir a briosa Polícia Militar e os Bombeiros Militares, quanto a um provável questionamento, já que quando vão para a reserva, são promovidos à uma patente superior, sem terem contribuído para essa nova patente. Para quem quer insistir que são inverdades, temos documentos que mostra quem vem provocando."

NOTA DE ESCLARECIMENTO – CRECI-SE

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (CRECI-SE) vem por meio desta esclarecer que, no âmbito da fiscalização – uma de suas principais funções – o combate ao exercício ilegal da profissão é diário, atuante e permanente. Este Conselho tem atuado de forma incisiva para garantir à sociedade mais segurança às negociações imobiliárias, promovendo a proteção e valorização dos profissionais devidamente registrados. Vale frisar, ainda, que a Fiscalização do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI) é solicitada por este Regional com frequência, de acordo com a disponibilidade daquele órgão, a fim de apoiar, através de uma operação especial, a atividade fiscalizatória no estado. Entretanto, este Conselho tem consciência da dificuldade em flagrar, na maioria dos casos, o “falso corretor” no momento da contravenção. Por este motivo, apesar das atividades realizadas rotineiramente pela equipe de agentes fiscais por toda a capital e no interior do estado, o CRECI-SE, assim como os demais CRECI’s, conta com a colaboração da sociedade e da própria categoria para que tais situações sejam reportadas ao setor de Fiscalização. Em relação à nota veiculada sobre o Conselho estar “sendo cobrado por corretores para uma fiscalização maior em algumas construtoras que estão vendendo imóveis por intermédio de funcionários sem a devida habilitação de corretor”, o CRECI-SE reforça que não recebeu qualquer tipo de denúncia relacionada aos casos em questão. Além disso, este Conselho não possui competência para fiscalizar construtoras de forma espontânea, ou seja, sem que haja uma denúncia específica. Desta forma, fica inviável acionar o Ministério Público ou tomar quaisquer outras medidas sem que haja identificação das prováveis construtoras que supostamente estão atuando da forma descrita. O CRECI-SE informa também que, a partir do momento em que forem recebidas as devidas denúncias, o setor de Fiscalização do órgão adotará as providências cabíveis o mais breve possível. As denúncias podem ser feitas de forma anônima através do telefone (79) 2106-6800.

Por  Assessoria de Comunicação

HOMENAGEM

Severino Bispo, mais um que se vai

E ontem, 12, o titular deste espaço foi surpreendido quando chegou a Aracaju no fim da tarde com a notícia da morte de Severino Bispo, dirigente do PT.  Severino Bispo era antes de tudo um homem sensato, cordial e um líder que conseguiu ser presidente do PT e medir forças com o grupo de Déda antes dele chegar a prefeitura em 2000 e no governo estadual. O titular deste espaço conheceu Severino quando do Sindicato dos Mineradores e investigava o famoso caso “Gaguinho” envolvendo um processo trabalhista daquele sindicato. Severino é mais um militante que vai cedo demais. Foi, mas de cabeça erguida. Cumpriu seu dever de cidadão com brilhantismo.

NOTA DE PESAR  – PT/SE

O Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores em Sergipe, Rogério Carvalho, comunica, com pesar, que faleceu na madrugada desta quinta-feira o companheiro e líder do agrupamento Movimento PT, SEVERINO BISPO.
 
O companheiro travava intensa luta pela vida após um infarto que derivou para um acidente vascular cerebral, provocando complicações e instabilidades em seu quadro de saúde.

Como era da sua natureza, Severino não se rendeu; resistiu, lutou e não abandonou a batalha; lutou com força, mas nesta madrugada foi se juntar aos nossos companheiros Professor Luiz Alberto, Marcelo Déda, José Eduardo Dutra, Oswaldo Vilela e tantos outros companheiros e companheiras que formam a história do nosso Partido dos Trabalhadores.

O corpo do nosso companheiro está sendo velado no OSAF da Rua Itaporanga e seu sepultamento ocorrerá à tarde.

Aos familiares, amigos, amigas, companheiros e companheiras de luta do nosso SEVERINO, nossas condolências e solidariedade por este difícil momento para todos nós.

SEVERINO BISPO, PRESENTE!

Rogério Carvalho
Presidente Estadual do PT em Sergipe

AMESE INFORMA –  Audiência MPE: empréstimos com venda embutida seguro

Ontem, 12, a Associação dos Militares do Estado de Sergipe – AMESE, representada pelo assessor jurídico, Márlio Damasceno, esteve presente a audiência pública realizada pelo Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Defesa do Consumidor que tem à frente a promotora Euza Missano, acerca de empréstimos com venda embutida de seguro.

Ao ser aberta a audiência foi dada a palavra ao representante da AMESE que informou que existem diversas reclamações de militares e seus familiares com relação a empréstimos que são feitos através do autoatendimento do Banese, onde é embutido um seguro, tanto em crédito parcelado quanto rotativo, fato que é vedado pelo Código de Defesa do Consumidor, caracterizando uma venda casada.

Outro falo levantado pelo Dr. Márlio Damasceno, foi a questão da tela de acesso nos terminais de autoatendimento do Banese, com apresentação de publicidade de empréstimos, que tem influenciado, principalmente os idosos, a tomarem empréstimos que não desejavam de forma equivocada. Para o assessor da AMESE, é perfeitamente possível ao banco utilizar a tela de descanso para fazer propaganda dos seus produtos, porém, após o cliente introduzir o cartão para realização de operações bancárias, não se pode fazer propaganda que leve o consumidor a erro e contrair empréstimo que não era desejo seu.

Após mediação por parte da promotora Euza Missano, o Banese se comprometeu de que no prazo de 45 (quarenta e cinco dias) vai retirar o seguro embutido no crédito parcelado e no crédito rotativo nos canais de autoatendimento, devendo somente cobrar pelo seguro, se essa for poção do consumidor na agência. No que pertine aos consumidores que já contraíram empréstimos estando embutido o valor do seguro, informa o banco que esses poderão, nas agências respectivas, fazer a repactuação, através de novo contrato de empréstimo, para que possa optar ou não pelo seguro. Em relação a tela inicial de acesso que aparece como apresentação de oferta de crédito, o Banese se comprometeu a avaliar essa forma de publicidade, para somente lançar a opção de empréstimo no seu menu principal, garantindo livre opção ao consumidor ou na possibilidade de protetor de tela, excluindo a ostensividade quando o consumidor introduz o cartão para iniciar os serviços bancários.

Ainda de acordo com o assessor jurídico da AMESE, cabe aos clientes saberem se é vantajoso ou não adquirir o seguro juntamente com o empréstimo. Caso os clientes que pagaram ou estão pagando o empréstimo, juntamente com o seguro e não desejariam ter contratado este, poderá acionar judicialmente o banco, para ser ressarcido do valor pagado indevidamente, corrigido.

A AMESE orienta os servidores públicos militares que estiverem nesta situação, a procurar a entidade para o ajuizamento da devida ação. Desta forma, a assessoria jurídica da AMESE mostra-se na vanguarda da defesa dos direitos dos militares sergipanos e da sociedade em geral.

NOTA DO PSOL

FORA TEMER: derrotar o golpe nas ruas

O Partido Socialismo e Liberdade, diante do afastamento da presidente Dilma Rousseff, aprovado pelo Senado Federal no dia de hoje, manifesta sua posição sobre os desdobramentos desta decisão:

1. Desde o primeiro momento nosso partido posicionou-se claramente contra o impeachment da presidente Dilma Roussef. E o fez compreendendo que não havia crime de responsabilidade comprovado nas acusações envolvendo as chamadas “pedaladas fiscais” ou os decretos que autorizaram a abertura de crédito extraordinário. Se assim o fosse, o impeachment teria de ser extensivo ao vice-presidente, uma vez que ele também foi responsável pela assinatura dos referidos decretos, tal como outros presidentes e quase todos os governadores em exercício;

2. Diferente de outros partidos que se manifestaram contrários ao impeachment, o PSOL deixou claro, desde o início, que não o fazia em defesa do governo Dilma. Nossa condição de partido de oposição de esquerda sempre nos colocou em frontal desacordo com as medidas aplicadas por este governo, em especial o famigerado ajuste fiscal que retirou direitos dos trabalhadores, promoveu cortes inaceitáveis no investimento público e aprofundou drasticamente a recessão. Não saímos às ruas em defesa de Dilma, mas em defesa da democracia e contra o retrocesso que representará um governo liderado por Temer e pela direita demo-tucana;

3. Defendendo a democracia, saímos às ruas com a frente Povo Sem Medo e outros setores para barrar o golpe. Na votação da admissibilidade do impeachment na Câmara dos Deputados, nossos deputados afirmaram a posição combativa e independente do PSOL, denunciando Eduardo Cunha e suas manobras contra a democracia. Estivemos do lado certo da história: daqueles que sabem que a crise econômica, social e política não se resolve com a simples substituição de governos;

4. Por essa razão, consideramos o governo de Michel Temer ilegítimo. Ele é ilegítimo por ser fruto de um arranjo conservador que não reflete os anseios da população expressos nas urnas e por ser o resultado de um processo sem qualquer amparo constitucional: um impeachment sem comprovado crime de responsabilidade, uma farsa, uma fraude;

5. As medidas anunciadas pelo governo Temer que implicarem em perda de conquistas e desrespeito aos direitos dos trabalhadores terão nosso mais veemente repúdio. Ademais, buscaremos fortalecer e ampliar a mobilização popular contra este governo ilegítimo. É hora de iniciar uma ampla campanha pelo “Fora Temer”, contra a subtração de direitos e pela devolução ao povo brasileiro da prerrogativa de decidir sobre seu destino;

6. Com a saída de Michel Temer, apoiaremos as medidas constitucionais previstas para devolver à soberania popular os rumos do país. A convocação de novas eleições presidenciais, como prevê a Constituição Federal no caso de queda de Temer, é a forma politicamente mais adequada para buscar a superação da crise política. Seguiremos lutando juntos das forças democráticas do país por uma ampla e profunda reforma do sistema político, pelo aprofundamento do combate à corrupção, sem seletividade, e pela mudança do atual modelo econômico. Esse é o nosso compromisso.

Executiva Nacional do PSOL

Bancada do PSOL na Câmara dos Deputados

ARTIGO

A dança das cadeiras   Dr. Emerson Ferreira*

Não é a corrupção o que de pior acontece na vida política nacional, mas sim a falta de renovação política, a tal dança das cadeiras, que fundamenta as mesmas velhas práticas políticas no Brasil. Em Sergipe, por exemplo, e mais especificamente em Aracaju, essa dança tem travado nosso desenvolvimento e comprometido o exercício mais amplo da cidadania.

Não se muda uma realidade mantendo as mesmas práticas, quer na vida privada, quer na pública. Os donos dos partidos políticos, na permanente disputa pelo poder, continuam promovendo negociatas entre si, de olho, por exemplo, no tempo de televisão a que as legendas têm direito durante o processo eleitoral. Por alguns segundos a mais de tempo de TV, para que seus marqueteiros possam induzir os eleitores a concederem-lhes o voto, loteiam a administração pública entre eles. Eleitos, nomeiam para gestores pessoas sem compromisso com o cidadão, e sim com os seus padrinhos políticos e a perpetuação destes no poder e, em muitos casos, com o enriquecimento ilícito deles.

Esses mesmos “donos dos partidos” também negociam, com alguns empresários desonestos, o financiamento de suas campanhas, especialmente para a compra de votos. Uma vez no poder, enviam para o legislativo projetos, medidas provisórias, licitações fraudulentas ou superfaturadas para a realização de obras e serviços públicos que beneficiem seus financiadores – e, claro, exigem receber parte do “doce” feito com o leite das tetas do poder conquistado. A maioria dos governadores e prefeitos, para tanto, ainda garante um pedaço do bolo para ser pilhado pelas chamadas bancadas de apoio – normalmente constituídas por parlamentares que adotam as mesmas práticas políticas. Não por acaso, em cidades como Aracaju, tais parlamentares recebem “mimos” de vinte, trinta, quarenta ou mais cargos para indicarem seus afilhados políticos. A valsa em torno das cadeiras fica, assim, assegurada a todos.

Em Aracaju, por conta mesmo de tal realidade, ouve-se, aos quatro cantos, o desejo do eleitor votar em algum nome diferente, um nome que não compactue com as velhas práticas políticas, práticas que carcomem nosso futuro enquanto cidade. Há um clamor do povo por renovação política, um povo que não aguenta mais os mais dos mesmos e que sofre as consequências das práticas da velha política e, por conseguinte, com os desmandos na gestão pública. Como bem afirma o filósofo Santo Agostinho, a indignação e a coragem são filhas da esperança. Certamente, o circo de horrores no qual se transformou o cenário da política brasileira tem gerado mais que indignação nas pessoas, tem gerado, também, a coragem necessária para mudar tal realidade. E ela virá através das urnas.

*Vereador de Aracaju.

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia

“Não existem famílias que não venham, a um só tempo, do trono e da lama.”  Pedro Nava, escritor e médico brasileiro, morreu em 13 de Maio de  1984 (n. 05 de Junho de 1903).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais