Brasília (DF): Mais do que Cidade do Poder

0
Vista da Torre de TV. Foto: Sílvio Oliveira

Há quem diga que Brasília não é uma cidade turística. O mito não tem vingado e cada vez mais a cidade se revela atraente, através das curvas, formas e traçados de Niemayer no Plano Piloto e nos parques e atrações construídos fora dele. Brasília é muito mais que a Cidade do Poder e reserva aos visitantes bons restaurantes, mirantes, parques e um belo pôr do sol emoldurado pelo cerrado brasileiro. Vale à pena conferi-la.

O passeio pode começar com a tradicional vista da Torre de TV, situada no Eixo Monumental Oeste, na parte mais alta do Plano Piloto. De lá o turista assegura a bela vista da capital e da grandeza urbanística do projeto de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. A Explanada dos Ministérios chama atenção com seus prédios que deverão mais adiante ser visitados com calma.

Catedral é uma das obras mais visitadas. Foto: Sílvio Oliveira

Veja o monumental Estádio Nacional Mané Garrincha, o Complexo Cultural da Funai com o Memorial dos Povos Indígenas, além dos setores hoteleiros com prédios monumentais e, a frente da Torre, os jardins de Burle Max. Em outra parte da Torre, mais ao longe, chama atenção à área verde do Parque da Cidade.  Um feirinha de artesanato atrai milhares de visitantes até ali nos finais de semana.

Contemple a vista e o traçado, as curvas e os jardins, até a visão se esbarrar ao longe no horizonte com o lago Paranoá. Cada prédio arquitetado por Niemeyer emoldura-se em detalhes que instigam a curiosidade em conhecê-los. E para conhecer o turista é convidado a percorrer o Eixo Monumental na Explanada dos Ministérios passando por cada um desses monumentos.

A rodoviária de Brasília fica no cruzamento dos eixões e pode servir de ponto de referência. De um lado, a Asa Sul, do outro, a Asa Norte, e assim o avião de Lúcio Costa e Niemayer vai se revelando encantador.

Palácio Itamaraty e os famosos jardins. Foto: Sílvio Oliveira

A primeira parada é sem dúvida no complexo cultural que ficam a Biblioteca e o Museu Nacional, logo depois a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida. Os sinos, a cúpula e as estátuas dos quatro evangelistas: São João, São Mateus, São Lucas e São Marcos, convidam para uma apreciação mais apurada. Dentro da catedral, a cúpula circular com 16 arcos e vitrais permitem uma composição de luz e traçado intrigantes. Os anjos suspensos por cabos aguçam a imaginação de estarem voando placidamente dentro da catedral.

Segue-se pelos traçados de Niemayer passeando pelas calçadas dos prédios dos ministérios até ter a visão do Congresso Nacional. Do lado direito, chama atenção o Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, com os jardins projetados por Burle Marx e a obra “Meteoro”, de Bruno Giorgi, que representa os cinco continentes. Do lado esquerdo, a frente do Congresso Nacional, fica o Palácio da Justiça com seus espelhos d’águas e cascatas.

Congresso Nacional. Foto: Sílvio Oliveira

Clique uma foto em frente ao Congresso Nacional, ao centro. Nas duas cúpulas – côncava e convexa – localizam-se os plenários da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Ao redor do edifício principal encontram-se os anexos de cada Casa. Ao fundo do Congresso Nacional vale a pena conhecer um pouco mais da história de Brasília observando a obra “Candangos”, na Praça dos Três Poderes.

O Palácio do Planalto situado em um dos lagos da praça é um dos prédios principais e onde o Presidente de República despacha e recebe autoridades. A arquitetura do prédio chama a atenção pelos pilares que o contornam, em um movimento que mistura retas com curvas, além dos espelhos d’água. A rampa fica na parte central do prédio e é a frente dele onde aconteceram diversos atos históricos. Na praça também ficam o Panteão da Pátria Tancredo Neves, o Memorial Lúcio Costa, o Museu de Brasília, além do Supremo Tribunal Federal.

Parque da Ermida Dom Bosco. Foto: Sílvio Oliveira

Seguindo o Eixo Monumental e acessando a Via Palácio Presidencial passa-se pelo Palácio Jaburu, sede do vice-presidente da República, até chegar ao Palácio da Alvorada, sede do presidente. A construção é uma das mais importantes de Oscar Niemeyer. O formato das colunas presentes na fachada do prédio deu origem ao símbolo e emblema da cidade de Brasília. No entardecer, o jogo de luz e reflexo dão um tom especial ao prédio.

Fora do Plano Piloto também se concentram algumas atrações que o turista não pode deixar de visitar, a exemplo da ponte JK, sobre o lago Paranoá e que dá acesso aos setores de mansões em Brasília, além de também conduzir o turista a uma das áreas mais agradáveis: o parque da Ermida Dom Bosco. O local tem uma vista privilegiada do lago Paranoá. Também ficam lá a Casa da Cerradania, um teatro de arena e uma capela.

Um complexo de bares, restaurantes e área verde chamado de Pontão do Lago Sul atrai jovens para um passeio de iate ou para apenas desfrutar do belo pôr do sol no lado sul do lago. O Pontão é considerado como a principal área de entretenimento e lazer da capital federal.

Palácio da Alvorada: símbolo. Foto: Sílvio Oliveira

E quem disse que Brasília não é uma cidade turística? O passeio reúne conhecimento, história, arte e arquitetura. O fim de tarde chega e o sol vai se pondo num cartão-postal natural do cerrado brasileiro. A noite está por vir, mas nada de despedida. Brasília aguarda o turista com bons restaurantes, delicatessens e bares, principalmente no Setor Sul. A noite só esta começando e promete. Brasília é muito mais que a Cidade do Poder.

Dicas de viagem

Veja alguns dias e horários dos principais pontos turísticos de Brasília.

Torre de TV – De 2ª, das 14h às18h, e de 3ª a domingo, das 8h às 18h (mirante). Entrada franca

Congresso Nacional – Aberto diariamente para visitas guiadas a cada meia hora (8h30 – 17h30. Primeiro grupo sai às 9h). De 2ª a 6ª: entrada pela Chapelaria. Sáb, dom e feriados: entrada pelo Salão Negro.

Domingo é dia de feira das flores do cerrado. Foto: Sílvio Oliveira

Palácio do Planalto – A visitação é feita aos domingos, das 9h30 as 14h30. São aceitas 30 pessoas por grupo e cada visita dura aproximadamente 30 minutos.

Palácio da Alvorada – Visitação externa durante o dia. A visitação interna ocorre às quartas-feiras das 15h às 17h. As 14h começam a distribuir senhas e são entregues 300. Não há visita em dias de chuva à pedido da presidência.

Partindo de Aracaju, planeje a turistada pela Capital Federal com antecedência. Há voos diretos diariamente com preços especiais. O voo ida e volta para Brasília pode sair por R$ 312, com taxas, a depender da companhia aérea e data.

Há diversos tipos de hospedagem por preços que cabem no bolso. Nos finais de semana os principais hotéis de Brasília podem estar com preços especiais, diferentes de outras cidades turísticas. Consulte um agente de viagem e prefira se hospedar nos setores hoteleiros do Plano Piloto por conta da proximidade com os principais pontos turísticos.

Diferente de cidades como Rio de Janeiro ou Buenos Aires, em Brasília não se ver muita gente caminhando por suas avenidas, principalmente no turno noturno. A cidade é visivelmente mais automóvel do que bicicleta ou a pé.

Gastroterapia

Pães  tradicionais na deli La Boulangerie. Foto: Sílvio Oliveira

É bem tradicional em Brasília fazer a primeira refeição em uma das delicatessen dos setores comerciais. Pertinho da via W3 Sul ficam algumas panificações e delicatessens consideradas as melhores da cidade. Em uma delas faz fila para consumir os tradicionais pães italianos e franceses, além das guloseimas com a guariroba, um palmito do cerrado brasileiro. O pão dos pais é preparado artesanalmente com farinha de centeio, vinho branco, uva-passa branca e queijo Gruyère. A baguete de queijo parmesão também é um das mais pedidas.

Na Bagagem

Resort em Pirambu

A praia de Pirambu, litoral norte de Sergipe, poderá ganhar seu grande empreendimento no setor hoteleiro. Um grupo da República de Belarus demonstrou interesse pela construção de um resort. A Prefeitura de Pirambu sinalizou positivo e o Governo do Estado, através da Secretaria de Turismo, já entregou a cartão de intenção do grupo. Em setembro os empresários deverão visitar o local do empreendimento, possivelmente localizado no antigo Terminal Turístico de Pirambu.

Projeto Verão 2016

A Prefeitura de Aracaju divulgou que o Projeto Verão acontecerá no período de 29 a 31 de janeiro de 2016. A programação ainda não está concluída, mas durante os três dias acontecerão competições esportivas e de lazer durante o dia e a noite show artísticos.

Catedral de Aracaju

Um dos pontos turísticos mais visitados do centro de Aracaju poderá ser tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. O processo está tramitando no Iphan e deverá ser concluído num prazo de dois anos. Enquanto o tombo não ocorre, o templo católico passa por restauração.

Turismo Weekend

O Turismo Weekend inicia na primeira quinzena de agosto e é um movimento de todo o trade nacional para promover destinos com a venda de pacotes a preços promocionais. Na primeira semana de agosto, o Nordeste estará em evidência e Sergipe estará participando. O objetivo é que os operadores coloquem seus pacotes a preços promocionais e diferenciados na plataforma www.turismoweek.com.br para promover a venda de pacotes e dos destinos.

Leia mais:
www.facebook.com.br/tonomundo

Entre em contato:
silviooliveira@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais