BRT é uma miragem

0

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), já tem na ponta da língua as esfarrapadas desculpas para a provável hipótese de não cumprir a promessa de implantar o sistema Bus Rapid Transport (BRT). Segundo ele, uma dificuldade é o elevado custo para desapropriar os terrenos por onde passariam os corredores dos modernos ônibus. João também responsabiliza os prefeitos da Barra, Socorro e São Cristóvão, que estariam colocando dificuldades para que o BRT alcance toda a grande Aracaju. É lastimável que só agora, mais de dois anos após ter prometido um moderno sistema de transporte coletivo, Alves Filho queira culpar outros prefeitos pelo não cumprimento de uma promessa feita por ele. É por bazófia como esta, que a Secretaria Municipal de Comunicação não tem imagens de obras da atual administração para ilustrar um simples comercial de TV sobre o aniversário da capital.

Bengala engessa

O presidente da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase) juiz Gustavo Plech, vai propor aos deputados federais sergipanos que se oponham ao Projeto de Emenda Constitucional, que eleva a idade de aposentadoria compulsória no serviço público de 70 para 75 anos. Segundo o representante dos magistrados sergipanos, a PEC da Bengala impede a renovação dos quadros dos tribunais e engessa a carreira. Plech está certíssimo!

Sessão solene

O governador Jackson Barreto (PMDB) vai hoje a Assembléia falar sobre os projetos do Executivo sergipano para este ano. A mensagem governamental não foi lida quinta-feira passada porque Jackson estava fora do Estado.

Contra o IPTU

Empresários de Aracaju se reúnem hoje para discutir a hipótese de acionar a Justiça contra o elevado reajuste do IPTU. Será durante o almoço promovido pelo Fórum Empresarial de Sergipe, que representa mais de 20 entidades de classe. Enquanto isso, os aracajuanos tentam imprimir pela internet os boletos para pagar o tributo com desconto de 10% até a próxima sexta-feira.

Tipos de colo

O ex-deputado Reinaldo Moura (PSC) previu, segundo nota publicada pelo jornalista Jozailto Lima, que o governador Jackson Barreto (PMDB) terá os 24 deputados como aliados. E usou uma expressão bem popular: “Vão todos sentar no colo do governador. Alguns, como Venâncio Fonseca (PP), sentarão de bandinha”. Naquele estilo irônico-pancadeiro, Venâncio não se fez de rogado: “Em colo de velho e de Jackson, não há perigo de se sentar”. Convém lembrar que Reinaldo tem 71 anos.

Balanço do BNB

O superintendente do BNB em Sergipe, Saumíneo Nascimento, concederá entrevista coletiva para falar sobre os números locais do balanço patrimonial de 2014. Será às 16h desta segunda-feira, no auditório da Superintendência do Banco em Aracaju. Durante a coletiva, a diretoria executiva do BNB divulgará, por meio de videoconferência, os resultados globais.

Subvenções

O deputado estadual Luciano Pimentel (PSB) ficou satisfeito que o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Mendonça, tenha defendido a substituição das tais verbas de subvenção por emendas ao Orçamento. Autor do projeto criando as emendas parlamentares, Pimentel diz não quer criticar o atual modelo das subvenções, mas entende que os deputados precisam de um instrumento menos polêmico para atribuir mais e melhores condições às prefeituras e entidades sociais.

Agenda positiva

O governador Jackson Barreto (PMDB) e a executiva estadual do PT sugeriram ao Palácio do Planalto agenda positiva em Sergipe para a presidente Dilma Rousseff (PT). Ela viria ao Estado para inaugurar o perímetro de produção irrigada Jacaré-Curituba e lançar as obras do Canal de Xingó e do Campus da UFS no Sertão, em Nossa Senhora da Glória. Há ainda uma proposta de inaugurar moradias populares viabilizadas com verbas da União. A informação é do blog Primeira Mão.

Aperte o cinto

Quarenta e sete por cento dos consumidores da classe C compram atualmente menos produtos em supermercados que há seis meses. Pesquisa do Instituto Data Popular mostra ainda que aproximadamente 41% compram a mesma quantidade e 12% compram mais.

Títulos ameaçados

A partir de hoje, estão à disposição dos Tribunais Regionais Eleitorais as relações contendo os nomes e os números de inscrição dos eleitores que não votaram nas eleições do ano passado. Com elas, os TREs poderão cumprir a Resolução 23.419, que estabelece os prazos para cancelamento dos títulos dos faltosos. E você, tá nessa?

Recorte de jornal

Publicado no jornal Estado de Sergipe em 22 de setembro de 1903

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários