Burros n’água

0

Caso as urnas confirmem domingo os resultados das pesquisas dando a vitória à presidenciável Dilma Rousseff (PT), muitos políticos oportunistas terão dado com os burros n’água. Aqueles que apostaram inicialmente em Marina Silva (PSB) e depois correram para os braços de Aécio Neves (PSDB) estão na iminência de sofrer uma derrota dupla e passar quatro anos a pão e água. Na verdade, estes políticos apostaram todas as fichas na vitória do tucano, sonhando em contar com a estrutura de órgãos federais e, consequentemente, instalar um governo paralelo em Sergipe. Pelo visto, pegaram o bonde errado. Diferente destes oportunistas, o governador Jackson Barreto (PMDB) caminha para comemorar a segunda vitória eleitoral em menos de um mês. No último dia 5, ele bateu nas urnas Eduardo Amorim (PSC), João Alves Filho (DEM), Albano Franco (PSDB) e outros menos votados. Domingo, pode festejar o sucesso nas urnas da aliada e amiga Dilma Rousseff. Para JB, a reeleição da presidente é a garantia de recursos federais para ele honrar os compromissos de campanha.

Surfista

Com o título acima, o colega Osmário Santos publica hoje no Jornal da Cidade a seguinte nota: “O ex-deputado federal João Fontes pega qualquer onda que passe pela sua frente e dê asas à sua imaginação. No primeiro turno da disputa presidencial ele embarcou na onda Marina e, agora, no segundo turno na onda Aécio. Nos dois casos, as ondas eram muito fracas. Mixaram”. Misericórdia!

Queridinho

Rejeitado pelo PSB, o ex-prefeito de Capela, Manoel Messias, vulgo “Sukita”, está sendo namorado por vários partidos. PMDB, PSD e PT já lhe ofereceram fichas de filiação. Na verdade, as legendas estão de olho mesmo é no provável mandato  de deputado estadual de “Sukita”, que obteve mais de 33 mil votos e pode ser liberado pela Justiça Eleitoral para assumir uma cadeira na Assembleia.

Divisão do bolo

Após a contagem dos votos do segundo turno, que acontece domingo, o governador Jackson Barreto (PMDB) e seus aliados vão poder sentar para dividir o bolo de cargos estaduais e federais em Sergipe. Os nomes dos escolhidos, contudo, só deverão ser anunciados no finalzinho de dezembro e começo de janeiro. Até lá, a galera vai ter que se contentar com doses de Lexotan para acalmar os nervos.

Pernas pro ar

As repartições estaduais não abrirão as portas segunda-feira que vem. É que, em antecipação ao feriado do dia do servidor público, comemorado na terça-feira (28), o governo decretou ponto facultativo na segunda. Já o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), prorrogou o feriado de terça para sexta-feira da semana que vem.

Jogou a tolha

Dois anos após ter prometido dotar Aracaju de uma saúde de primeiro mundo, o prefeito João Alves Filho (DEM) admite que o setor é uma calamidade. O demista reconhece agora o que toda a população está cansada de saber: a Prefeitura não consegue tirar a saúde da UTI. João argumenta que faltam recursos, porém a principal causa da crise é a incompetência do próprio prefeito e de seus auxiliares diretos.

Fila do INSS

Está na hora de políticos como Albano Franco, João Alves Filho, Maria do Carmo e Antônio Carlos Valadares se aposentarem, abrindo vagas para as novas gerações. Quem pensa assim é o governador Jackson Barreto. O próprio já antecipou que vai deixar a vida pública após concluir o mandato para o qual foi eleito no último dia 5. “Acho que os mais velhos do que eu devem fazer a mesma coisa”, sugere JB.

Inimizade

O intenso uso das redes sociais para expressar apoio político nestas eleições e o acirramento das tensões, devido à proximidade do segundo turno das eleições, têm afetado amizades e relações familiares. Matéria da Agência Brasil revela que a gerente de comunicação digital Glaucimara Silva deixou de seguir e de visualizar publicações de vários amigos no Facebook. Em casos mais graves, em que houve preconceito ou discurso de ódio, ela desfez a amizade na rede social. Menos, galera, menos!

Triste adeus

Milhares de pessoas participaram ontem dos velório e sepultamento do sindicalista José Souza, presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe. Vítima de enfarte, ele morreu terça-feira passada em Fortaleza, para onde tinha ido assinar o acordo coletivo da categoria com o Banco do Nordeste. Na sessão de ontem da Câmara Municipal, o vereador Iran Barbosa (PT) homenageou Souza: “Como militante sindical quero homenagear esse camarada, um igual, um sindicalista, um lutador em favor da classe trabalhadora”.

Fim do blá, blá, blá

A dois dias do segundo turno das eleições, termina hoje a propaganda eleitoral gratuita veiculada no rádio e na televisão. Também é a data limite para a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita e para a realização de debates. Carro de alto-falante ou amplificadores de som para divulgação de propaganda está permitido até amanhã, véspera da votação, entre as 8h e as 22h.

Novo livro

O escritor itabaianense Wladimir Souza Carvalho lança nesta sexta-feira o livro “Dom Casmurro – a história que Machado de Assis escondeu”. Será às 17 horas, na sede da Academia Sergipana de Letras, alí na rua Pacatuba, centro de Aracaju. Prestigie!

Recorte de jornal

Publicado no Diário de Sergipe em 29 de abril de 1950

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários