Cabelo e barba

0

Com a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), o grupo liderado em Sergipe pelo governador Jackson Barreto (PMDB) fez cabelo e barba nas eleições deste ano. No primeiro turno, o peemedebista se reelegeu derrotando o senador Eduardo Amorim (PSC), tendo este entrado de cabeça na campanha de Aécio Neves (PSDB) e perdido novamente ontem. O senador apostou todas as fichas na vitória do tucano, sonhando em contar com a estrutura de órgãos federais em Sergipe. Com a derrota de Aécio, Eduardo Amorim, João Alves Filho (DEM), Albano Franco (PSDB) e outros menos votados saíram destas eleições derrotados duplamente. Por sua vez, Jackson terá no Palácio do Planalto uma aliada, que facilitará a liberação de recursos federais para ele tornar em realidade os compromissos assumidos durante a campanha eleitoral.

Sente-se traído

A derrota de Aécio Neves (PSDB) também atingiu em cheio o senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Terminada a contagem dos votos para presidente, ele postou no twitter que não se acovardará caso o coloquem pra fora do grupo político que pertence há 15 anos: “Começarei tudo de novo. Estou sendo apunhalado pelas costas. Aguardem provas”. Vixe Maria!

Tranquilidade

Diferente do primeiro turno, quando várias seções eleitorais registraram enormes filas, ontem a votação transcorreu tranquila em todo o Estado. Sem enormes filas e com as urnas eletrônicas funcionando normalmente, os eleitores votaram muito rápido. Depois, ficaram aguardando a contagem dos votos para presidente, que só teve as primeiras parciais divulgadas a partir das 20 horas. Haja sufoco!

Ditadura condenada

É preciso encontrar meios para por fim à ditadura da comunicação que se instalou no Brasil. A afirmação foi feita ontem pelo governador Jackson Barreto (PMDB). Segundo ele, além de enfrentar os ataques dos adversários, a presidente Dilma Rousseff (PT) teve que vencer “o jogo sujo” de veículos como a Folha de São Paulo, a Rede Globo e a Revista Veja. “Chegamos ao absurdo que, tanto no Brasil quanto em Sergipe, a notícia só é tornada pública se atender aos interesses do dono da empresa de comunicação. É preciso acabar com isso”, afirmou JB.

Turismo em alta

O Jornal da Cidade publica em seu caderno Mercado que entre os 10 destinos mais visitados por turistas brasileiros, quatro são do Nordeste. Em menor proporção que a Bahia, Alagoas e Ceará, o estado de Sergipe tem investido muito nos últimos anos para fisgar um número maior de turistas. O resultado deste esforço do governo sergipano já pode ser contabilizado. "Nos últimos seis anos, o número de visitantes dobrou, chegando a 1,2 milhão", festeja o presidente da Emsetur, José Roberto Lima. Legal!

Grana mais fácil

A facilitação do acesso ao crédito, a taxa de juros atrativa e o aumento do poder de decisão na organização financeira. Essas são as vantagens observadas por empreendedores de baixa renda ao optarem pela formação de Bancos Comunitários. O Crediamigo Comunidade, organizado em Sergipe pelo Banco do Nordeste, atende atualmente a 5 mil pessoas e, desde a criação, já movimentou mais de R$ 5,6 milhões em empréstimos. Muito bom!

Faltam poucos

O Tribunal Superior Eleitoral já julgou 97% dos processos sobre impugnações de candidaturas. O presidente do TSE, ministro Dias Tóffoli, disse ontem que os 3% restantes devem ser julgados antes da diplomação dos eleitos. De Sergipe estão pendentes dois processos: o do ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita (sem partido) e do deputado federal André Moura (PSC). Este teve o registro de candidatura impugnado sob a acusação de ficha suja.

Sangue sergipano

Entre os governadores eleitos ontem, um tem sangue sergipano: Rodrigo Rollemberg (PSB), que governará o Distrito federal a partir de janeiro, é filho do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Armando Rollemberg, e de Teresa Sobral Rollemberg, ambos sergipanos. O novo governador também é irmão do colega Armandinho Rollemberg, ex-presidente da Federação Nacional dos Jornalistas.

Voto rosa

Políticas de combate à violência contra a mulher são o ponto central das plataformas de governo dos candidatos Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Enquanto o programa da petista destaca iniciativas para atendimento às mulheres vítimas de violência, a plataforma do tucano tinha como foco as políticas de prevenção à violência. Dados do Ipea apontam que, entre 2001 e 2011, 50 mil mulheres foram assassinadas em casos decorrentes de conflitos de gênero, os chamados feminicídios. Uma lástima!

Foi você?

Os R$ 61 milhões do sorteio da Mega-Sena do último sábado saíram para uma aposta feita no município sergipano de Tobias Barreto. Com essa grana preta o ganhador pode comprar 50 imóveis de R$ 1,2 milhão cada, ou ainda uma frota de 400 carros de luxo. Se quiser investir, aplicando o prêmio de R$ 60 milhões na poupança, poderá se aposentar com uma renda de R$ 358,5 mil por mês. E aí, o sortudo é você?

Recorte de jornal

Publicado no jornal Vida Laranjeirense em 23 de setembro de 1934

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais