Cachoeira de Macambira (SE): Ecoturismo

0
Cachoeira de Macambira

Não se sabe ao certo qual o tamanho do paredão que forma a cachoeira de Macambira. Alguns falam de 120m, outros 156m. O que se sabe é que a queda d´água é formado pela corredeira do rio Salgado, afluente do Vaza-Barris, e está entre as mais belas de Sergipe. Tudo isso a poucos 80km de Aracaju (SE).

São Francisco ou popularmente Macambira é a queda d´água mais famosa de Sergipe, que fica em propriedade particular, mas tem acesso irrestrito para o público. O local ainda não recebeu um projeto turístico ou sustentável. Apenas uma estrutura de madeira e palha conforta os que lá chegam, mas a falta de estrutura é compensada ao primeiro olhar do balneário.

No segundo plano da cachoeira

Uma ponte simples de madeira conduz os visitantes ao contato com a natureza quando se observa a cachoeira de cima. Ainda não é o melhor ângulo da queda d’água, mas percebe-se o quanto ela é alta. A pequena corredeira é um espetáculo entre vestígios de Mata Atlântica e cactáceos ainda na parte superior do paredão.

O show da natureza só esta começando, quando a melhor pedida é percorrer uma pequena trilha até as pedras que dão acesso ao primeiro poço da cachoeira na parte inferior. A visão é espetacular ao olhar para cima ou até mesmo para baixo. O visitante escolhe para onde quer olhar e tem a sensação que ali é um pedacinho do paraíso sergipano que poucos conhecem.

Vista de cima

Para cima ver a água deslizar por paredões formando um pequeno e raso poção de água esverdeada. Para baixo observa a corredeira seguir tranquila formando um belo poço de águas mais tranquilas. Para onde quer que se olhe a natureza dá seu show, num misto de encatamento e contato com o relaxamento.

A dica é esquecer o tempo, sentir o ar puro, ouvir o barulho da água e se deliciar com o SPA natural. O relax toma conta do pedaço e passar momentos de pura tranquilidade é para poucos que apreciam o contato consigo e com a natureza, mesmo que o barulho natural seja quebrado com o som do carro estacionado pertinho dali. A cachoeira de Macambira é um bom passeio para o final de semana.

Lazer o ano todo

Localização – Partindo de Aracaju, a dica é seguir pela BR-235 saída da capital sergipana e acessar a BR 101 até o entroncamento de Itabaiana. Novamente percorrer o trecho da BR 235 e, em frente à Cidade Serrana, pegar o trevo de acesso ao Campo do Brito e a São Domingos e, por fim, chegar à Macambira. Siga até a sede do município de Macambira, passa-se pela igreja católica e, ao fundo dela, vira-se à esquerda, passando pelo mercado, matadouro e seguindo para a estrada velha de Pinhão. Há pequenas placas indicando a cachoeira, mas se tiver dúvida, melhor pedir informações.

Urubu-rei avista a presa antes do voo

Dicas de viagem

  • A sede de Macambira fica a 74km de Aracaju, 25km de Itabaiana. A estrada depois de passar pela cidade até a cachoeira é de piçarra e tem cerca de 8km de extensão. Bom entrar no espírito de aventura;

  • O local não tem infraestrutrura para a prática do ecoturismo mais sustentável. Portanto, caso queira passar determinado tempo no local, leve saco plástico para colocar o lixo. Recorra ao protetor solar sempre que necessite e leve água e alimentos especiais, como barras de cereais;

  • Anos atrás foi divulgada a presença de coliformes em pesquisa realizada por um órgão público. Não se sabe ao certo se hoje ela é totalmente desprovida de dejetos que façam mal a saúde humana. Por via, na dúvida,, caso queira tomar banho no local, previna-se usando óculos de mergulho e não beba da água;

  • Estrada com belas paisagens

    Não indícios que a cachoeira seque durante períodos do ano. Como qualquer outra queda d’água, há períodos no ano que está mais caudaloso e outros menos. Em todas as estações a cachoeira dá um show natural;

  • É importante observar que todas as áreas naturais exigem cuidados com a natureza e respeito ao físico de cada um. É aconselhável entrar em contato com guias especializados ou empresas que trabalhem com turismo de aventura;

  • Além da cachoeira de Macambira, também merece atenção outras localidade na região do agreste sergipano. Os parques dos Falcões, da Serra de Itabaiana, a Serra da Miaba e os Poções da Ribeira são alguns deles.

Gastroterapia

Carne de sol

Pertinho de Macambira, nas imediações da BR 235, em Itabaiana, há boas churrascarias que servem desde o sistema de buffet com comida a quilo ao rodízio ou a la carte. Em uma delas, com vista para o Parque Nacional da Serra de Itabaiana, os tipos de carnes atraem consumidores que deixam até mesmo a capital sergipana e seguem para lá em busca da boa mesa. O charque na brasa, o fígado de boi, a maminha e o filé com queijo coalho são algumas das especialidades do rodízio, que custa R$ 40 por pessoa. Do lado esquerdo da serra de Itabaiana no povoado Ribeira, há um ponto de parada para quem aprecia doces caseiros. Vale à pena se deliciar. Fotos: Sílvio Oliveira

Na Bagagem

Encontro da Fenagtur em Sergipe

A Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Federação Nacional dos Guias de Turismo vai reunir, no período de 15 a 18 de outubro, em Aracaju, presidentes de sindicatos de guias de turismo do Brasil. O evento tem como objetivo fortalecer a categoria e realizar treinamentos para os profissionais da área.

Aracaju (SE): Falta estrutura para grandes eventos

No sábado passado, 17, aconteceu o show do cantor Roberto Carlos no estádio Lourival Batista e mais uma vez a constatação foi comprovada: Aracaju não possui espaço para grandes eventos. Um caos para quem estacionou na localidade e igualmente para transitar pela área. Um show de multas de trânsito por estacionar em local não permitido. Há quem aposte que a saída fica na Zona de Expansão de Aracaju.

Patrimônio Cultural em Dores (SE)

As procissões que ocorrem no período da Paixão de Cristo, em Nossa Senhora das Dores (SE), viraram Patrimônio Cultural de Sergipe.  O município é o único do Estado a ter quatro procissões religiosas no mesmo dia, são elas: Via-Sacra ao Cruzeiro do Século, na sexta-feira da Paixão, com saída às 4h da manhã; Procissão do Madeiro, a partir das 14h; Procissão do Senhor Morto, às 16h; e a Procissão dos Penitentes, às 20h. Nesta última, centenas de homens vestidos em túnicas brancas percorrem cruzeiros, cemitérios, santas-cruzes, capelas e residências em oração pelo perdão dos pecados.

Coutto Orquestra e Sandyalê

Dos 252 inscritos no Festival “Natural Musical”, dois sergipanos estão entre os cinco finalistas: Coutto Orquestra e Sandyalê. Vale à pena votar na boa música sergipana e escolher quem será patrocinado pela Natura para gravar o primeiro e o segundo disco e show de lançamento. A votação acontece no período de 5 a 30 de outubro. Clique aqui.

Companhia aérea

A Flyways Linhas Aéreas é a nova companhia aérea do Brasil. Criada em 2014, a empresa aguarda a certificação da Anac para dar início às operações. Primeiramente, terá voos diários do Galeão (RJ), e Pampulha (BH), nos dois sentidos. Uma nova rota será intensificada gradativamente para Brasília (DF).

Novo Centro de Convenções de Sergipe

Está previsto para fevereiro de 2017 a entrega do novo Centro de Convenções de Sergipe, que passará a ser um espaço para 5 mil pessoas. A expectativa é que o Estado passe a disputar com competitividade o turismo de negócios. O espaço passará do atual 8mil m² para 14 mil m² e disponibilizará melhor infraestrutura para eventos.

Contato: silviooliveira@infonet.com.br

Leia Mais: www.facebook.com.br/tonomundo

Comentários