Calma na sucessão

0

O processo sucessório em Aracaju caminha pelos corredores dos partidos. Está na base de entendimentos e consultas, para se chegar a um resultado satisfatório. O prefeito Marcelo Deda (PT), pré-candidato à reeleição, vem mantendo um silêncio estratégico sobre os entendimentos que vem realizando para encontrar um consenso em nome do vice. E tudo indica que está chegando lá com tranqüilidade, contando a compreensão dos seus aliados mais fortes. As lideranças já lhe deram carta branca para atuar, enquanto os liderados pouco se manifestam e obedecem às determinações da cúpula. Com a abertura de vagas para a formação da equipe de auxiliares diretos do prefeito Marcelo Deda, a busca pela vice deu uma freada. Procurando formar um Governo com a participação dos partidos que o apóiam, mexeu bem com as pedras que poderiam incomodá-lo, porque está montando uma nova equipe onde todos têm participação. “Numa administração de coalizão, todos os partidos têm que integrar o corpo de auxiliares”, relata o secretário de Comunicação Social, jornalista Milton Alves. Lógico que isso é correto, mas nos partidos aliados há quem reclame que essa participação só tenha chegado agora, na fervura da escolha do vice-prefeito. De qualquer forma, o prefeito Marcelo Deda vai mantendo o grupo bem entrosado, pensando em um projeto futuro e evitando que se exponha alguma divergência, que naturalmente pode ocorrer nas reuniões internas. Pode-se até dizer que nunca se viu a formação de uma chapa tão tranqüila – pelo menos é o que vem aparentando – dentro dos partidos de oposição, como essa que vem sendo formada para a disputa da Prefeitura de Aracaju. E se este espírito de entendimento se estender até as eleições de 2006, será realmente uma eleição dura ao Governo do Estado. O pessoal está se preparando com o cuidado de quem pisa em ovos. O governador João Alves Filho (PFL) também vem trabalhando com muita cautela. Já escolheu o candidato do PFL à Prefeitura de Aracaju, que é o secretário de Turismo, Pedrinho Valadares. Mas sabe que chegar ao segundo turno, enfrentando quem já está no poder, fica muito difícil. Embora ele vá se dedicar ao candidato do partido, não poderá deixar de incentivar as demais candidaturas, para levar a eleição a uma outra disputa, onde, realmente, será uma história completamente diferente. João Alves Filho, é claro, está conversando com todos os pré-candidatos, porque não deseja, neste momento, um enfrentamento plebiscitário. Estrategicamente o governador age correto. O secretário Pedrinho Valadares exige o apoio total do seu partido, terá, sem dúvida. Mas vai compreender que os demais candidatos que surgem dentro do bloco de apoio ao Governo, não devem ser abandonados em nome de uma fidelidade que poderá terminar em 3 de outubro. Além disso, Pedrinho precisa avançar mais na campanha, porque os demais candidatos, inclusive Marcelo Deda, estão trabalhando suas candidaturas. Deda, excepcionalmente, o faz desde o momento que assumiu o mandato, em janeiro de 2000. Ainda na base dos contatos e sem colocar a cara na rua, Pedrinho Valadares dificilmente vai superar quem já está em plena campanha há um bom tempo. A deputada estadual Susana Azevedo (PPS), por exemplo, já está em ritmo de véspera de eleição, visitando os bairros e freqüentando até aniversário de boneca. É do seu estilo. Com certeza só vai parar nas 72 horas que antecedem ao pleito. Inclusive já distribuiu adesivos e vem conversando à exaustão com todos os segmentos políticos, inclusive um que ainda não definiu posição. O deputado estadual Gilmar Carvalho dificilmente entrará nesse jogo, em razão do isolamento do partido. Sem horário na televisão e sem outras legendas complica a situação, embora o seu nome ainda esteja em boa posição nas pesquisas. Uma surpresa foram os lançamentos do deputado Jorge Alberto e do empresário Walter Franco à Prefeitura de Aracaju, pelo PMDB. Ninguém sabe como ele virá e pode ser uma surpresa, embora o seu nome não tenha uma grande densidade eleitoral na Capital. De qualquer forma será um candidato a mais, que divide o eleitorado e fortalece a estratégia do segundo turno. JÚRI Com a presença ou não dos advogados de defesa, os réus Brás e Muganga, acusados de participação no assassinato do deputado Joaldo Barbosa, vão a júri hoje. A juíza Iolanda Guimarães já nomeou o defensor público dos acusados e vai proceder ao julgamento dos dois. ORDEM A ordem para o ex-deputado Antônio Francisco ter deixado o presídio para ser atendido no Hospital da Polícia Militar foi dada pelo diretor do Desipe, coronel Cruz. Como era caso de urgência e o presídio não tem hospital foi autorizado, porque se ocorresse alguma coisa mais grave, a responsabilidade era da direção da casa de detenção. PROBLEMA Antônio Francisco teve um problema respiratório, com suspeita de pneumonia e o médico recomendou exames e abreugrafia. O ex-deputado foi levado para o Hospital São Lucas, onde fez os exames, e depois retornou para a Penitenciária de São Cristóvão, onde se encontra. GILMAR O secretário da Educação, Gilmar Mendes, esclareceu, ontem, na Assembléia, que falta cumprir apenas alguns itens exigidos pelos professores, mas que já deu prazo para isso. Só a questão salarial é que o secretário disse que não discutiu, e pediu prazo até maio, porque precisa fazer uma previsão. Diz que não deseja dar proposta para não cumprir. AUGUSTO O deputado Augusto Bezerra (PMDB) considera a greve intempestiva, porque o “secretário não está se negando a conversar nem a atender às reivindicações”. Augusto mostra que a questão do salário não pode ser resolvida sem uma previsão, mas que o secretário vai fazer uma proposta até primeiro de maio. ANA LÚCIA A deputada Ana Lúcia discorda que a greve seja intempestiva e lembra que os professores não têm benefícios há nove anos. Quer, também, que se cumpra a data-base de aumento. Ana Lucia diz que a categoria não tem culpa de ter mudado o secretário e lembra que a vigência do aumento deve ser primeiro de maio e não a proposta para isso. SERTÃO O governador João Alves Filho esteve ontem em Canindé do São Francisco, acompanhado do bispo de Propriá, dom Mário, e do pároco de Porto da Folha. Esteve com os Sem Terras e anunciou que em maio publica o edital do projeto de irrigação e para duas adutoras. Uma em Canindé e outra em Poço Redondo. CASAS Durante a reuniu, o prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, reclamou de que as casas prometidas para o seu município, não haviam começado a ser construídas. O governador ligou imediatamente para o secretário José Alves Neto e pediu providências imediatas para o início da construção. JACKSON O deputado federal Jackson Barreto disse, ontem, que nunca criticou o projeto de construção da ponte que liga Aracaju à Barra dos Coqueiros. Segundo Jackson, as críticas que faz ao governador é porque ele não anuncia o envio de recursos do Governo Federal para execução de obras. CONCURSO O pleno do Tribunal de Justiça homologou ontem o discurso realizado para preenchimento de vagas naquele poder. A homologação sai hoje no Diário da Justiça. Ao mesmo tempo em que se publica a homologação, a relação dos aprovados estará na internet. Basta acessar o site www.tj.se.gov.br. REVERSÃO Caso a PEC 353-A/2001 seja votada até o final de maio, dá para reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal, que reduz o número de vereadores nas Câmaras Municipais. A UBV prevê que a PEC seja aprova pela Câmara Federal até 12 de maio, com tempo para chegar ao Senado no dia 15. CONVERSA O secretário para Assuntos Políticos, José Alves Neto, conversou com o deputado Gilmar Carvalho (PV) e reiterou o pedido para que ele mantivesse a candidatura a prefeito. Gilmar Carvalho explicou para Alves Neto as dificuldades que está enfrentando e considerou que foram criadas pelo próprio Governo. EVENTO Gilmar Carvalho disse também que hoje participa do evento da entrega de título à senadora Heloísa Helena e integra o movimento de lançamento do novo partido. Avisou que, depois “retira o time de campo” e espera decisão do Governo em relação à Comissão de Ética. Quer saber a dimensão dessa vontade que ele retome a candidatura. Notas MINISTÉRIO O senador Almeida Lima lembrou MP, do Governo Lula, que elevou para mais de 40 os ministérios e secretarias especiais. “Naquela oportunidade, fui o único senador a votar contra. E não podia fazer diferente agora”. Almeida chamou a atenção para proposta de emenda à Constituição de sua autoria, que limita os ministérios para 20. Almeida Lima criticou a MP que cria o Ministério de Coordenação Política, juntando a sua voz a de vários outros parlamentares: “Agora se agiganta esta máquina com o único objetivo de ampliar a estrutura do PT”. OCUPAÇÕES Desde a semana passada, 1.400 famílias de sem-terra ocuparam sete fazendas em cinco municípios de Sergipe, sendo que em duas delas a Justiça expediu um mandado de reintegração de posse e as famílias se retiraram sem problema. O MST sinaliza para novas invasões no decorrer desta semana. Continuam ocupadas as fazendas Lagoa do Bom Nome e Riachão, em Glória; Taipu, em Indiaroba; Forte, em Estância, e Santa Rita, em Canindé. “Quando não se consegue os objetivo com razão, se consegue sob pressão”, é o lema. REUNIÕES O MST vem fazendo reuniões constantes, mas os diretores do movimento não revelam exatamente onde. Entretanto fazem um mapa para as próximas invasões no Estado, todas com possibilidade de acontecerem até o final da semana. Essa nova onda de invasões começa a criar problemas para o Governo. O diretor estadual do MST, Esmeraldo Leal, diz que as ocupações serão sigilosas, como vêm acontecendo em Sergipe, porque se trata de uma estratégia para se proteger da Polícia Militar, “que tem agido com truculência”. É fogo Está aumentando o índice de assaltos a residências na Atalaia. Os marginais invadem as casas durante o dia. Em Barra dos Coqueiros também aumento o número de assaltos e os bandidos ameaçam retornar caso sejam denunciados à Polícia. Itabaiana está se preparando para a Micarana, que terá a participação de blocos que agitam o carnaval da Bahia e vêm ao pré-caju. O deputado José Milton diz que é PFL de raiz e não tem essa história de estar no PMN, partido pelo qual se elegeu. A Telematic, empresa com produtos de alta tecnologia no ramo da informática, deverá se instalar em Sergipe. Ela tem escritório em vários Estados. A instalação da Telematic é fruto dos contatos mantidos pelo governador João Alves Filho em suas viagens. A sucessão municipal em São Cristóvão está muito movimentada. É grande o número de pré-candidatos à vaga de Armando Batalha. O ex-prefeito de Paulo Afonso, Paulo Barbosa de Deus (PH) está trabalhando firme sua candidatura à Prefeitura de Canindé do São Francisco. Paulo Barbosa de Deus vai enfrentar grupos políticos tradicionais de Canindé do São Francisco, que se uniram em torno do nome de Rosa Feitosa (PMDB) O governador João Alves Filho fará reunião, hoje à tarde, com auxiliares da área técnica da sua administração. O vice-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) não alterou o seu ritmo de trabalho, mesmo com o seu mandato sendo o mais disputado. A Petrobrás não tem planos para reajustar a gasolina e o óleo diesel em curto prazo. Não há defasa nos dois produtos. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais