Calote ecológico

0

Cinco anos após a criação do Parque Nacional da Serra de Itabaiana, o governo federal não pagou, nem disse quando pagará, às famílias que tiveram suas terras desapropriadas em favor da área de conservação.  Ocupando uma extensão de 7.966 hectares nas serras de Itabaiana, Comprida e Cajueiros, o Parque foi criado através de Medida Provisória que, segundo as vítimas do ‘devo’ ecológico, já teria perdido a validade, sem que o governo federal tivesse reeditado uma outra. Se realmente isso aconteceu, aquela área de conservação já não existe mais legalmente. Para agravar a situação das famílias prejudicadas, de quando em vez, fiscais do Ibama aparecem na área para multar os sitiantes, acusados de depredação. Quer dizer, o sujeito compra suas terras, não paga nada por elas e ainda lhe multa porque você está fazendo uso do que tem na propriedade. Durma com um barulho desses!

Mudança na TV

Após mais de oito anos à frente do Departamento de Jornalismo da TV Sergipe, a jornalista gaúcha Lígia Tricot está deixando a afiliada da Rede Globo no Estado. Sua cadeira será ocupada pelo jornalista carioca Roberto Gonçalves. Ele deverá assumir o departamento no início de dezembro próximo. Durante o tempo em que dirigiu o jornalismo da TV Sergipe, Lígia Tricot atuou com competência, privilegiando a informação, além sempre tratar cordialmente os colegas de trabalho. A coluna lhe deseja boa sorte em sua próxima empreitada.

Lado a lado

Parece que, finalmente, os primos Jackson Barreto e Almeida Lima fizeram as pazes de vez. Prova disso é a foto sobre a reunião da bancada federal para discutir as emendas coletivas de Sergipe ao Orçamento Geral da União. Os dois estão sentadinhos um do lado do outro, na maior cordialidade. Resta saber se esta amizade roxa vai perdurar até a escolha da nova executiva estadual do PMDB. Segundo as más línguas, Almeida, eleito deputado federal, sonha com a hora de tomar de Jackson o comando do partido. Será?

Muita grana

A construção de canais na zona de expansão e a conclusão das obras de drenagem pluvial e pavimentação das ruas da Atalaia e Coroa do Meio são as obras que deverão ser realizadas com recursos do Orçamento Geral da União de 2011. pelo menos foi isso ficou definido ontem após reunião do prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) com a bancada federal de Sergipe em Brasília. As duas emendas coletivas somam R$ 137 milhões — R$ 117 milhões para a construção de canais na Zona de Expansão e R$ 20 milhões para as obras da Atalaia e Coroa do Meio.

Só depois

A senadora Maria do Carmo Alves e os deputados federais José Carlos Machado e Mendonça Prado – todos do DEM – não apresentaram suas emendas coletivas durante a reunião realizada ontem pela bancada federal. Prometeram que farão isso hoje, último dia para a apresentação de emendas ao Orçamento Geral da União. O deputado federal Albano Franco (PSDB) também não compareceu ao encontro porque se encontra em Portugal.

Déda reassume

Assessores do governador Marcelo Déda (PT) informaram ontem, que ele retornará ás atividades na próxima segunda-feira. O petista está afastado do governo desde o último dia 5, por conta de uma cirurgia a que se submeteu para correção de uma hérnia. Já na segunda à tarde, Marcelo Déda deverá participar da solenidade de reabertura da Rua 24 Horas, ali na Praça Olímpio Campos, centro de Aracaju.

Mais cimento

 

A produção de cimento em Sergipe teve um aumento de 6,59% em agosto passado, ante o mês de julho último. No mês foram produzidas 258.129 toneladas do produto no Estado. Os dados são do Dieese. Na comparação entre agosto deste ano e o mesmo mês de 2009, verifica-se um aumento de 12,52%. No acumulado de janeiro a agosto de 2010, comparado com o mesmo período de 2009, o crescimento da produção de cimento foi de 14,34%.

 

Saneamento básico

 

Aracaju vai sediar, de hoje até a próxima sexta-feira, o 20º Encontro da CTCQ (Câmara Técnica de Controle de Qualidade) da Associação das Empresas de Saneamento Básico Estadual (Aesbe). “Nestes três dias, serão discutidos temas como automação de laboratórios de Ensaios, e importância da amostragem no contexto da garantia de qualidade”, informa Max Montalvão, presidente da Deso, que é anfitriã do evento. Simultaneamente ao Encontro, a ser aberto às 14h, no Aquários Hotel, vai acontecer o 15º Workshop Laboratorial.

 

Proposta petista

 

A nota a seguir, está na coluna Painel da Folha de São Paulo desta quarta-feira: “A bancada do PT na Câmara, a executiva e os governadores do partido vão sugerir a Dilma que ofereça a Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) um ministério na cota petista. Tudo para promover José Eduardo Dutra, suplente do senador e presidente da legenda, já na largada do novo governo”. Sergipe agradece em peso se isso acontecer.

 

É feia a coisa!

 

Veja o que publica o Blog Primeira Mão, dos amigos Eugênio Nascimento e Kleber Santos: “Por causa da queda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e também dos royalties da Petrobras, a Prefeitura de Aracaju vive um mau  momento. As perdas do FPM devem somar ao final deste ano algo em torno  de R$ 25 milhões. Já a captação de royalties pela extração de petróleo  deve atingir  este ano R$ 26 milhões, R$ 6 milhões a menos do apurado em 2008”.

Do baú político

 

Quando era deputado estadual, o prefeito de Lagarto, Valmir da Madeireira, promoveu na Assembléia uma sessão especial para discutir a cultura da mandioca em Sergipe. Vários palestrantes apresentaram gráficos técnicos para mostrar a importância da raiz para a economia familiar. Indagado por um deputado sobre os motivos que levam o nordestino a consumir tanta farinha de mandioca, o engenheiro e pesquisador da Embrapa, Joselito da Silva Mota, respondeu assim: “Ao meu ver, a razão para o elevado consumo é porque a farinha no prato aumenta o que está pouco, esfria o que está quente, engrossa o que está ralo e na pança é o que dá sustança”. Alguém discorda?

 

 Confira outras informações

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários