Campanha e o Ministério Público Eleitoral

0

O Ministério Público Eleitoral que preparou uma força tarefa para acompanhar a inauguração da Ponte Joel Silveira, deve preparar algumas outras porque o período eleitoral já começou há muito tempo em Sergipe.

 

Está correto o MPE quando vai fiscalizar as inaugurações e atos governamentais. O governante, seja ele quem for, que disputa à reeleição tem que ter cuidado redobrado para não praticar crime eleitoral. Por isso este jornalista defende à reeleição, mas com o governante se afastando do mandato. É complicado separar a figura do governante, seja ele presidente, governador ou prefeito, do candidato. As duas se confundem no dia a dia

 

O Ministério Público Eleitoral deve – e com certeza vai – reforçar a fiscalização para acompanhar, por exemplo, as dezenas de “ações” que se multiplicam neste período eleitoral, com o “patrocínio” não declarado de vários políticos, principalmente deputados estaduais.

 

O blog foi informado que uma força tarefa do MPE já está de olho em algumas cavalgadas que estão sendo patrocinadas por alguns políticos, a exemplo de um deputado do PSC na região do Cotinguiba e na caravana que o partido pretende percorrer vários municípios sergipanos, sob o pretexto de levar ajuda aos atingidos pelas chuvas, como anunciou a deputada Suzana Azevedo. Aliás, toda e qualquer distribuição neste período, seja por quem for, deve sofrer uma rigorosa fiscalização para que não se aproveitem politicamente da tragédia de alguns.

 

Por falar em Suzana, a deputada estadual, em entrevista concedida a imprensa de Sergipe questiona contundentemente a          Prefeitura de Aracaju, afirmando que “Nem a união PT e PC do B está servindo de impulso para o prefeito comunista Edvaldo Nogueira efetivar as obras na capital.” e perguntando se: “Vai precisar morrer gente para a prefeitura agir?”

 

Até aí tudo bem, o lamentável é que nestes últimos quatro anos de um mandato embaciado, somente agora às vésperas de mais um pleito, no qual a deputada deverá buscar a reeleição, é que Suzana descobre o descaso da prefeitura de Aracaju. É pensar que o eleitorado é burro. Falta apenas parte da imprensa ter coragem de questioná-la publicamente.

 

Nada Mudou na PM

No final do ano passado este espaço publicou uma decisão do comando da PM, publicada no BGO de punição de um soldado envolvido numa discussão por conta da venda de um veículo, que fardado, atirou contra uma pessoa. Ontem, 14, o comando publicou uma “Ratificação” no BGO, onde o soldado ficou apenas “repreendido disciplinarmente e permanece com o comportamento ótimo.

 

Tiro em via pública de PM fardado

Esta decisão serve de estimulo a impunidade dentro da PM. Quando o blog coloca que nada mudou dentro da PM, alguns ficam com raiva, mas é a pura verdade. Será que o governador concorda que um soldado, por conta de uma divida referente a venda de um veículo, de folga, devidamente uniformizado, se envolva em vias de fato com uma pessoa e após uma discussão, ter disparado um tiro de revólver calibre 38, contra o veículo da mesma, conforme Sindicância nº 130/2009-AG/SIND, portando-se de maneira inconveniente ou sem compostura”, e continua com comportamento ótimo?

 

Cadê o Ministério Público Militar?

Essa decisão é um estimulo a impunidade, depois o governo critica os crimes ocorridos com policiais. Como se estimula a impunidade? E cadê o Ministério Público Militar que não toma as devidas providencias contra essas decisões erradas do comando da PM? Nada mudou na PM de Sergipe.

 

Reparação I

Na coluna Plenário, do jornalista Diógenes Brayner, saiu a seguinte opinião do Senador Valadares: “a tardança injustificável de pendências na Justiça Eleitoral contribui para a fragilização do contraditório e da ampla defesa”.Um setor da imprensa local, ao reproduzir a declaração do senador, o fez suprimindo a palavra “injustificável”.

 

Reparação II

Embora pareça ter agido despretensiosamente, o fato é que a supressão do termo “injustificável” alterou substancialmente o conteúdo da declaração. Mas agravante maior, foi o próprio jornalista utilizar a distorção do texto para critica r o autor da avaliação. Em tempo, o senador Valadares, considerou o fato apenas como um equívoco e já solicitou a devida reparação, só que nesses casos de reparação, o estardalhaço é sempre menor.

 

Questionamentos sobre convocados da Seed

Alguns concursados da Seed fizeram o seguinte questionamento: a Seed está divulgando que serão convocados 1.155, mas a lei aprovada em dezembro é para 1.572 vagas. O que aconteceu com o restante das vagas? Os concursados querem uma explicação.

 

Comissão de Bancada I

Propositalmente, os deputados da oposição na Assembleia Legislativa transformaram a ideia da deputada Ana Lúcia (PT), de criar uma ‘comissão de bancada’ para visitar locais danificados pelas chuvas em Aracaju, numa verdadeira celeuma. O fato é simples e de fácil compreensão, até porque cada bancada tem independência para atuar da maneira que lhe for mais conveniente. O que Ana Lúcia, com apoio do líder Francisco Gualberto (PT), quis foi reunir os deputados governistas e visitar as comunidades atingidas pelas chuvas. Veja bem: os deputados governistas.

 

Comissão de bancada II

Pela ideia sugerida, nada tinha a ver como comissão do Poder Legislativo, ou seja, representante da Assembleia. Era, sim, uma comissão de bancada. Mas mesmo assim, os nobres deputados da oposição mostraram-se indignados e espernearam o tempo todo, dizendo-se excluídos. E por acaso eles fazem parte da bancada governista?

 

Bezerra é mais um tiro no pé I

 Que o deputado Augusto Bezerra não é criterioso em suas denúncias todo o mundo já sabe, mas ontem, 14, ele conseguiu se superar, ao conceder entrevista na FM Sergipe, no programa apresentado por George Magalhães. É que na ânsia de criar um fato político para desestabilizar o Governo do Estado ele afirmou que a ponte Joel Silveira tinha sido concluída por uma empresa que fora contratada sem licitação.

 

Bezerra é mais um tiro no pé II

Disse, ainda, que já dispunha de documentos comprobatórios e que iria levar o caso para os órgãos de fiscalização competentes.  Ocorre que após a intervenção do Diretor-Presidente do DER, Antônio Vasconcelos, que explicou que toda a obra fora licitada, inclusive as de acesso à ponte, o deputado Augusto Bezerra cônscio do “tiro no pé” que havia dado, disse que iria formular requerimento na Assembleia Legislativa para que o DER prestasse informações.  

 

Bezerra é mais um tiro no pé III

Ora, se o deputado a firmou que já dispunha de toda a documentação, por que então capitulou diante da intervenção do Diretor-Presidente do DER, dizendo, só então, que precisava da documentação? E mais, por que não contestou a informação de que toda a obra foi licitada?  Noutras palavras, parece que o deputado Augusto Bezerra é daqueles que formula denúncias por atacado, para ver se alguma delas surte efeito, fazendo com que cada dia mais suas denúncias fiquem desacreditadas.

 

Asfalto da rodovia João Bebe Água

O blog publicou ontem, um e-mail de um estudante da UFS, reclamando sobre a qualidade do asfalto da obra da rodovia João Bebe Água que gerou diversas outras reclamações. Este jornalista passou a tarde pelo local e comprovou não só a péssima qualidade, mas a morosidade da obra.

 

Resposta à nota “Asfalto na rodovia João Bebe Água”

A respeito da nota “Asfalto na rodovia João Bebe Água”, publicada em 14 de abril, o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, informou que, após as chuvas, dentro de dez dias, a empresa contratada colocará uma nova camada de asfalto em toda a área, desde a ponte sobre o rio Poxim até o posto de gasolina.

 

Estado não pagou pelo serviço da empreiteira

Segundo o secretário, as chuvas fizeram com que pudessem ser mostrados os locais onde há problemas no subleito da rodovia para que drenos sejam colocados a fim de melhorar o escoamento. “O Estado ainda não pagou pelo serviço da empreiteira e quando o fizer, pagará o valor vencedor da licitação”, esclareceu Valmor. Ainda segundo o secretário, “no momento, a empresa também está trabalhando na iluminação da rodovia e, em breve, começará o paisagismo e a área de passeio. Em junho, entregaremos a obra completamente concluída”, declarou.

 

Emergência

O governador Marcelo Déda reuniu os prefeitos dos 17 municípios sergipanos mais atingidos pelas fortes chuvas para dinamizar a coleta de informações sobre a extensão dos danos e agilizar o processo de decretação do estado de emergência, onde for necessário. A medida visa reunir, no menor espaço de tempo possível, todas as informações e medidas legais para que o Governo do Estado possa atuar e solicitar a ajuda do Governo Federal para minimizar o sofrimento dos sergipanos. A reunião, realizada no Palácio dos Despachos na tarde de ontem, 14, também contou com a presença dos representantes de todos os órgãos envolvidos nas ações de prevenção dentro da estratégia de articulação elaborada pelo Governo do Estado.

 

Medidas urgentes

“Nosso objetivo é permitir que os prefeitos tragam de maneira mais detalhada a situação de cada município, para que atualizemos nossos dados. Mas a prioridade maior é agilizar os procedimentos para decretação do estado de emergência, que vai possibilitar que o Estado tome medidas de ajuda na reconstrução de casas, ou em obras para prevenir futuros incidentes, além de nos dar as condições de ir a Brasília discutir com o Governo Federal a ajuda e suporte que pode ser oferecido a Sergipe”, explicou o governador.

 

Audiência com Lula

A meta é, segundo Marcelo Déda, estar em Brasília já na próxima semana para manter uma audiência com o presidente Luís Inácio Lula da Silva, levando a documentação completa. “Vamos apresentar os registros fotográficos, relatórios de danos, o número de pessoas atingidas, além dos documentos legais que viabilizarão a aprovação da decretação do estado de emergência em Sergipe pelo Governo Federal”, afirmou.

 

Esclarecimentos Federação de Futebol de Salão I

A respeito de notas veiculada em seu blog na infonet temos a esclarecer o seguinte: 1º)- O curso a ser ministrado pelo Prof. conhecido como Choquito tem a participação do Governo do Estado que fornecerá passagem, hospedagem e alimentação ao mesmo, porém o PRO-LABORE ficará à cargo da FSFS conforme entendimentos mantidos com o Orgão do Governo do Estado, parceiro da nossa  Entidade no referido evento, daí a necessidade de cobrança de taxa de inscrição para os não inscritos por ele. Com relação ao valor da taxa estipulada para inscrição é na verdade de R$ 80,00 (oitenta reais);

 

Esclarecimentos Federação de Futebol de Salão II

2º)-  Com relação a multa aplicada na equipe de N S da Glória, obedece rigorosamente as normas da competição como também ao que está previsto no CBJD e Regulamento do Certame;3º)- Quanto a prestação de contas da FSFS encontra-se a sua disposição, a qual fora devidamente aprovada pelo Conselho Fiscal da Entidade, bem como pela Assembléia Geral, cuja ATA está registrada no Cartório do 10º Ofício da Comarca de Aracaju. Desta forma, gostaria que fosse publicado no seu blog para devidos esclarecimentos. Manuel Cruz, presidente da FSFS.

 

Missa de Clélio da Silva Araújo

A missa de 7º dia do agrônomo Clélio da Silva Araújo, realizada ontem, 14, na Aease reuniu dezenas de colegas, familiares e amigos do profissional que trabalhava na Cohidro e era querido por todos. Clélio era o representante dos funcionários no conselho. Amigos estranharam que nem no velório, no enterro e na missa o presidente da empresa não compareceu.

 

Profissionais em disponibilidade

Três profissionais gabaritados tiveram que pedir a interveniência de um político para não ficarem em disponibilidade em seus órgãos. Um era da Cohidro, outro da Adema e outro do ITPS. Segundo as informações, um deles é um dos maiores geógrafos do estado. Isso pode?

 

Candidato verde

O presidente do Partido Verde em Simão Dias, Claudiano Soares, mais conhecido como Pequeno lançou sua pré-candidatura a deputado federal no início desse mês. Segundo informações, Pequeno, que disputou o cargo de vice-prefeito em 2008, está reunindo os principais nomes da oposição e já reúne em seu grupo ex-vereadores e ex-candidatos a vice-prefeito, vereadores, lideranças comunitárias, grupos de jovens etc. Oposição ao grupo Valadares, Pequeno pretende sair forte na região centro-sul do Estado e deve fechar uma dobradinha com uma deputada estadual.

 

MPF/SE processa Sociedade Agropecuária por dano ambiental

A Sociedade Agropecuária de Estância em Sergipe está sendo processada pelo Ministério Público Federal por conta da degradação ambiental na área da Fazenda Capivara. O imóvel rural pertencia à Sociedade e foi desapropriada para fins de reforma agrária. A ação assinada pelo procurador da República Pablo Coutinho Barreto busca que a Sociedade Agropecuária de Estância seja condenada no valor de R$ 280.443,40 que será utilizado na reparação do dano ambiental.

 

Dano ambiental na região do rio Capivara

O Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra), durante o processo de desapropriação, identificou o dano ambiental na região do Rio Capivara, que banha a fazenda. De acordo com o laudo agronômico de fiscalização, foi identificada a falta de conservação ambiental, como a ausência de mata ciliar ao longo das margens do rio. Além disso, as áreas de reserva legal, se encontravam degradadas por conta da ausência de manejo. Os peritos do Incra apontaram que para recuperar a área será preciso um investimento de mais de 280 mil reais.

 

Vale obtém aval para projeto de potássio em SE I

Deu no Valor Econômico: A Vale anunciou ontem, em comunicado, “mais um passo” de sua impressionante expansão no segmento de fertilizantes, acelerada em janeiro com o anúncio da aquisição dos ativos minerais da divisão de adubos da americana Bunge no Brasil, incluindo o controle da Fosfertil. A empresa recebeu da Administração Estadual de Meio Ambiente do Estado de Sergipe (Adema) a licença prévia do Projeto Carnalita, “que será a maior planta de extração de potássio do Brasil quanto entrar em operação”.

 

Vale obtém aval para projeto de potássio em SE II

O potássio é uma das três matérias-primas básicas para a produção de fertilizantes e é mais escasso no Brasil do que fosfato – foco da Fosfertil – e do que o nitrogênio. Em geral, as importações cobrem 70% da demanda nacional por adubos, mas no potássio o percentual chega a 90%. Segundo a Vale, “se os estudos de viabilidade econômica em curso forem aprovados”, o Projeto Carnalita contará com uma unidade com capacidade inicial de produção inicial estimada em torno de 1,2 milhão de toneladas anuais de cloreto de potássio, que deverá começar a operar em 2014.

A Vale já opera, em Sergipe, a mina de Taquari-Vassouras, e tem outros projetos na área de fertilizantes no Peru e no Canadá.

 

Redução de jornada

O deputado Iran Barbosa (PT) apoia a redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais e é presença confirmada no debate público desta sexta-feira, 16/4, promovido pela Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT-SE). “Sempre defendi a redução da jornada de trabalho e, prontamente, aceitei ao convite da CUT de Sergipe para ir ao debate e, novamente, declarar o meu voto a favor das 40 horas semanais”, disse Iran. A CUT/SE promoverá o debate para discutir a Proposta de Emenda à Constituição PEC 231/1995, que prevê a redução da jornada.

 

Escola Amiga da Voz será conhecida amanhã, 16

A Secretaria de Estado da Educação entregará amanhã, às 8h, no auditório da Codise, a certificação “Escola Amiga da Voz”, ano base 2009. É a primeira vez que uma escola é certificada e faz parte das atividades do Departamento de Recursos Humanos Estratégico/ Rede QualiVida, com o objetivo de levar aos Educadores de Sergipe o cuidado com o principal instrumento de trabalho: a voz.

 

Certificação

Na programação do evento será agraciada com a certificação a escola que mais se destacou em atividades de promoção à saúde vocal no período de abril a dezembro de 2009 e as duas outras escolas que alcançaram pontuações em segundo e terceiro lugar. Também será apresentada a pesquisa “Perfil Vocal e Fatores Associados à disfonia na Secretaria de Estado da Educação” realizada por técnicos da Rede QualiVida, coordenada pela fonoaudióloga Neuza Sales.

 

Resultados

“O resultado final foi analisado por representantes da Academia Brasileira de Laringologia e Voz e da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia – Departamento de Voz, através de relatórios realizados pela equipe do programa de Educação Vocal da Rede QualiVida”, explica Silvio Oliveira.Quatorze escolas participaram do processo de certificação. Foram realizadas uma oficina de sensibilização com a equipe gestora das unidades escolares e mais duas oficinas de voz, além de uma atividade final, através da qual foi mostrada a equipe do programa os resultados alcançados, como minimização de ruído no ambiente escolar, técnicas de aquecimento e desaquecimento vocal e adoção do minuto de silêncio.

 

Debate sobre Refis e NFE na CDL

Dando seqüência ao Projeto “Conversando com o Lojista”, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), em parceria com o BaneseCard, convidou para discutir o Refis (Refinanciamento de Dívidas Fiscais) e Nota Fiscal Eletrônica, o secretário de Estado da Fazenda, João Andrade. O debate em “Reunião Almoço” será realizado no próximo dia 22 (quinta-feira), às 12h, no Centro de Convenções da CDL, rua Santa Luzia, 570. 

 

Participação dos lojistas

O debate é aberto à participação dos lojistas, empresários do comércio, associados da CDL e SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), bem como convidados da entidade e outros segmentos produtivos.“Teremos como convidado o secretário de Estado da Fazenda, João Andrade Vieira da Silva, o qual fará uma palestra sobre o REFIS, recentemente estendido à classe empresarial, através de Decreto do governador do Estado”, sentencia Samuel Schuster, presidente da CDL.Na oportunidade, também, o secretário falará aos lojistas sobre Nota Fiscal Eletrônica, onde será colocado à disposição dos lojistas um técnico da Secretaria da Fazenda para dirimir as dúvidas existentes.

 

II Copa grande Rosa Elze I

Uma grande festa é esperada na abertura da II Copa Grande Rosa Elze de Futsal que começa neste  sábado 17/04/10 com o Torneio Início a partir das 18:30 horas  na quadra do bairro Jardim Rosa Elze. Serão  16 jogos eliminatórios de 10 minutos cada para se saber quem será o campeão do torneio que é o ponta-pé inicial da competição que reúne 16 equipes   que estarão disputando a  II Copa Grande Rosa Elze de Futsal sendo que a equipe campeã além de levar um troféu de campeão também embolsará a quantia de R$ 1.000,00 reais,  o vice-campeão leva R$ 500,00 reais mais troféu  já o terceiro colocado leva R$ 300,00 mais troféu

 

II Copa grande Rosa Elze II

A Copa, tida como uma  das mais importantes de Sergipe, contará com a participação de 16 equipes, além de 240 atletas. A previsão da Coordenação é que a Copa termine dia 12 de junho onde será conhecido a equipe vencedora.Conheça as equipes participantes:  Nova Esperança,  Bragantino,  Sergipinho,  Independente, Rubro Negro, Continental ,  Boca Runiors ,  Itaporanga,   Lion  Center,      Bailarinos    Novo Horizonte , Camisa Shop.  Fantasy     Barreirense , Grêmio e os Galácticos. A II Copa Grande Rosa Elze de Futsal,  tem o apoio de empresas da região e a participação ativa da prefeitura municipal de São Cristóvão e Fundação Zezinho da Everest, onde sem os mesmos não seria possível a realização da Copa. A realização é do Instituto Ipê Gol e Coordenação de Orácio Oliveira.

 

ESPAÇO CULTURAL

 

II Tour fora do eixo

Dentro do projeto “Conexão Vivo”, acontece na próxima segunda-feira, 19, o II Tour Fora do Eixo, na rua da Cultura a partir das 20h, com a apresentação de The Baggios, Anéis de Vento, Nevilton e Minibox Lunar.

 

Cultura em Debate acontece nessa sexta-feira

Para debater cultura e trazer novos conhecimentos a população, na noite dessa sexta-feira dia 16 de abril, a partir das 19h, no auditório do SENAI, a professora e mestre Aglaé Fontes, proferirá uma palestra com o tema: ” Tecelando o fio da Cultura”. Alimentar o sonho de uma vida melhor, para si e para a coletividade, é uma das funções principais da atividade artística, e nesse aspecto a cultura e suas diversas formas de manifestação revelam-se peças revolucionárias e transformadoras da sociedade, das relações e dos sentimentos humanos.    A Prefeitura Municipal de Estância pautada no objetivo do engrandecimento de sua população, vem realizando uma série de atividades culturais proporcionando oportunidades artísticas e enriquecimento cultural aos seus munícipes.

 

Selo em homenagem a Zilda Arns será lançado em Aracaju

Os Correios, juntamente com a Arquidiocese de Aracaju, Pastoral da Criança e a Pastoral da Pessoa Idosa, lançam amanhã (15), em Aracaju (SE), às 16h30min, o selo que homenageia a doutora Zilda Arns. O lançamento será feito após a celebração da missa na Catedral de Aracaju. Criado pela artista Thereza Regina Barja Fidalgo, terá tiragem de 600 mil exemplares e valor facial de R$ 1,45.Os selos poderão ser adquiridos nas agências dos Correios e na loja virtual: www.correios.com.br/correiosonline.

 

 

DO LEITOR

 

Denúncia: Imprudência da Deso

Do leitor Robert Anderson Nogueira de Oliveira: “Gostaria de reportar o descaso e imprudência que estão sendo cometidos pela Deso no bairro Luzia. O bairro está simplesmente um caos! A Deso está quebrando todas as ruas para trocar as tubulações de esgoto. Não questiono a necessidade de se fazer ou não o serviço, porém, a forma como estão fazendo é, no mínimo, irresponsável. Poderiam estar fazendo por etapas e, além disso, avisando com antecedência para os moradores da rua que vão começar a “emburacar”. Contudo, moradores ficam ou sem poder tirar o carro da garagem ou, não sei o que é pior, sem poder colocar o carro na garagem. Hoje mesmo, fui para o trabalho e, quando cheguei em minha rua*, fui surpreendido com tratores, escavadeiras, etc. Graças a Deus, não tinham chegado ainda na frente de minha garagem, dessa forma, consegui estacionar o carro. Outro ponto a destacar, é que, tendo em vista os enormes buracos que estão deixando em todas as ruas por onde passam, as águas das chuvas infiltram e podem fazer com que o asfalto ceda em diversos pontos, aumentando a possibilidade de acidentes”.

 

Reivindicação de passe escolar para pós-graduados

Do leitor Cesar Bündchen: “Gostaria de saber se tem conhecimento sobre o bloqueio do passe escolar para pós-graduandos. Lembro que ao fazer a carteira de passe escolar no início do mestrado, avisaram que para graduandos eram disponibilizados 100 passagens e para pós-graduandos (lato e stricto sensu) disponibilizavam apenas 20 passagens, não diferenciando a quantidade para as duas modalidades, onde a Lato Sensu é apenas aos finais de semana e a Stricto Sensu é em tempo integral. No passado já enviei um e-mail para a Prefeitura, através do item “Fala Cidadão” e não obtive resposta em relação ao número de passagens para a pós stricto sensu, a qual me interessava. Visto que alunos de mestrado/doutorado geralmente precisam ter dedicação exclusiva e muitas vezes sem vínculo empregatício. Enfim, hoje e durante os próximos 4 anos estarei realizando o meu Doutorado e gostaria de saber se não poderei usufruir da meia passagem”.

 

Usina Nuclear – sobre a opinião de Abrahão Filho

Do leitor Mário Freire: “Caro Cláudio, em razão do respeito que nutro pela coerência e espírito democrático que norteiam a sua coluna, sinto-me na obrigação de me manifestar sobre a polêmica que vem ocorrendo em torno da questão da usina nuclear. Na tréplica que o jornalista Abrahão Crispim Filho apresentou hoje (14/04), em relação ao comentário do líder comunitário José Firmo, defendendo o trabalho do deputado estadual Professor Wanderlê; fez uma série de esclarecimentos que considero pertinentes, inclusive reconhecendo o mérito da luta do parlamentar ambientalista. Contudo, o jovem jornalista manteve uma crítica à proposta do plebiscito, sob o principal argumento de que o ideal seria a realização de uma ampla discussão sobre o assunto. É exatamente aí que está o equívoco, pois a história recente do Brasil tem nos ensinado que o principal desdobramento da aprovação de um plebiscito é o amplo e generalizado debate sobre a questão, em todos os setores da sociedade. Os exemplos mais recentes são: parlamentarismo/presidencialismo e desarmamento. Assim, finalmente, quero parabenizá-lo por abrir o espaço para a apresentação das opiniões, e Abrahão Crispim Filho e José Firmo pelo elevado nível do debate, na expectativa de ter contribuido. E viva a Democracia!”. Mário Freire, administrador com ênfase em Marketing e mestre em Sociologia.

 

Apoio ao leitor Bobô Cruz

Da leitora Adriana Pinto Freire: “Como moradora do Jardim Costa do Sol, desde 1996, nunca em toda a sua história, (pois frequento aquele conjunto desde a sua fundação) a não ser do ano passado para cá, presenciei uma desgraça igual a que estamos vivenciando. a única coisa que foi feita, foi construir inúmeros condomínios, conjuntos residenciais e aterros em lagoas que são naturais daquela região e não lembraram do esgotamento das  águas. Como os nossos dirigentes deixam  chegar a esse ponto uma coisa que já estava, bem disse o Bobô Cruz, “desgraça anunciada”! Pois é, mas ao invés de providenciarem a drenagem das águas pluviais como prometido no ano anterior, preferiram, é claro, asfaltar as ruas que dão acesso aos condomínios da Cosil na rua Francisco Rabelo Leite Neto e o da Norcon na av. poeta Vinícuis de Moraes. Meus familiares moram há mais de 30 anos na rua Napoleão Dórea e sempre sofreram com a falta de pavimentação daquela rua e entra governo, sai governo e nunca providenciaram asfaltar a mesma, vindo até, anos atrás, a asfaltarem todas as ruas do entorno desta, mas a rua Napoleão Dórea como tinha na prefeitura que já era asfaltada esta não poderia ser pavimentada e sim, como faziam colocar camadas e camadas de piçarra para tapar os buracos, pasmem, como pode colocar piçarra e mais piçarra anos a fio em uma rua dita asfaltada? Porém, quando anunciado foram os condomínios já referidos, imediatamente a rua Napoleão Dórea foi asfaltada. Minha indignação com o descaso dos nossos dirigentes para com as desgraças mesmo que anunciadas é tanto, que fico a pensar como vamos estar, se sobrevivermos a esse naufrágio, daqui a mais uns anos”.

 

Descaso e negligência da OI em Neópolis

E-mail recebido: “Veja o que está acontecendo em Neópolis: A operadora OI dispõe de um terreno na Área urbana onde escontram-se instaladas duas torres de telecomunicações. Ocorre que, como se não bastasse a falta de sinalização aérea, o terreno constitui-se num verdadeiro matagal, local propício para abrigo de marginais, ratos, caramujos africanos, escorpiões e outros animais transmissores de doenças. Será que a lucratividade da OI não permite custear a manutenção dos seus equipamentos e imóveis? Ou será negligência contra os fiéis assinantes dos seus serviços?”

 

Participe ou indique este blog para um amigo: 

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Generosidade é dar mais do que você pode, orgulho é pegar menos do que você precisa” Khalil Gibran.

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários