Campus transformará Lagarto

0

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, tem uma agenda cheia hoje em Sergipe. Ele chegas à 9h30 no aeroporto de Aracaju e de lá, segue no helicóptero do exército que serve a presidência da República, direto para  Laranjeiras. Depois vai a Lagarto, onde almoça (na verdade é um lanche reforçado que será feito numa tenda montada ao lado do palanque) em Lagarto. Depois vem a Aracaju onde anuncia diversas obras.

Destas obras que estão sendo realizadas pelo governo federal em Sergipe, duas delas merecem um destaque especial porque mexem com a economia de dois municípios importantes. O Campus de Laranjeiras, voltado para a área cultural, uma vocação natural do município, já vem movimentando a econômica local, já que todo Campus movimenta uma economia formal e informal grande, gerando emprego e renda.

Já o Campus da Saúde, da Universidade Federal de Sergipe, em Lagarto, será um divisor de águas para um dos municípios mais importantes de Sergipe. Apenas a obra estruturante do Campus movimentará R$ 54 milhões, sendo a metade do governo estadual. Além disso o governo estadual pagou o terreno, cerca de R$ 3 milhões e realizará toda obra de infraestrutura. O Campus de Saúde vai atrair para Lagarto estudantes de todo o Nordeste e vai impulsionar a economia local de uma forma numa vista naquela região. É algo significativo que marcará a história da terra de Silvio Romero, um dos lagartenses mais ilustres.

 

Ponte sobre o Rio Poxim

O presidente Lula e o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, vão assinar a ordem de serviço que autoriza a construção de uma nova ponte sobre o Rio Poxim. Localizada na capital, a ponte de 173,90 metros interligará a avenida Tancredo Neves e o Bairro Inácio Barbosa ao Conjunto Augusto Franco e à Farolândia, facilitando o sistema de transporte e criando alternativa de acesso à Universidade Tiradentes. O investimento total na obra é de R$ 11.779.999,99, sendo R$ 8.256.504,00 do Governo Federal, através do Ministério das Cidades/ Caixa Econômica Federal, e R$ 3.523.495,99 da Prefeitura de Aracaju.

 

Epidemia de gripe em Aracaju

É preciso que as autoridades sanitárias informem a população os procedimentos necessários para combater a epidemia de gripe que se instalou na cidade. Em qualquer local que você chega encontra alguém gripado. Uma dor de cabeça forte, corpo mole e uma gripe que dura cerca de duas semanas. Ao final fica apenas uma tosse seca.

 

Informação e respeito ao leitor com a verdade

O blog vem recebendo reclamações de leitores contra alguns sites e jornalistas de Sergipe, que na ânsia do “furo de reportagem” estão publicando informações erradas. Ultimamente citaram três fatos: o acidente do avião francês, que publicaram que tinham alguns sergipanos por dois dias; que os coronéis tinham entregues os cargos na última quarta-feira e por fim, ontem, que os bombeiros do aeroporto iriam atrapalhar a visita de Lula.

 

Cowboy fora da lei I

Uma prestigiada personagem do oficialato sergipano poderá, nos próximos dias, ver-se encrencada com ações criminais no judiciário. Pelo menos dois procedimentos policiais tramitam, tendo o cowboy fora da lei como protagonista do enredo. As acusações, que poderão vir a ser formadas contra o cidadão, são medonhas. A primeira diz respeito à hipotética receptação de veículo produto de crime. Fala-se que o dito oficial teria adquirido um automóvel (não se sabe por quanto, nem se sabe de quem). Após isso, deu o carro de presente à namorada, que, por sua vez, o vendeu para um elemento useiro e vezeiro na emissão de notas frias, o qual já está sob a mira da polícia. A bomba explodiu quando o passador de notas frias foi pego numa blitz da PRF com o veículo irregular, o que desencadeou as investigações. Aliás, a casa já deverá cair para o caboclo das notas frias, que entrará em cana a qualquer momento.

 

Cowboy fora da lei II

Já a outra possível acusação, que também poderá recair sobre o oficial, está ganhando os contornos de peculato culposo. Comenta-se que uma entidade, da qual ele fazia parte, recebeu um veículo pertencente a um dado órgão público. Acontece que tal veículo quebrou na rua, lá ficando abandonado por alguns dias, tudo com a ciência de quem deveria zelar pela sua boa conservação. Essa segunda investigação, caso ultimada, poderá desdobrar-se numa terceira, que correrá junto à instituição da qual o oficial faz parte. O blog ainda não sabe exatamente o nome daqueles sobre os quais poderão pesar tais imputações, mas está à espera da documentação que provará todo o alegado. É, ao que tudo indica, quem está tentando obstruir a governabilidade, acabará sendo flagrado com o dedão do pé na ilegalidade.

 

Déda, PM e a negociação salarial

Em 30 de março deste ano, o título acima foi tema de um artigo deste blog. Os leitores são testemunhas que este jornalista vem apelando de lá para cá para  o bom senso e o fim das intransigências das duas partes: governo e lideranças da PM. É preciso maturidade e o comandante da PM percebeu isso e está tentando avançar onde pode. Só que para alguns só interessa a radicalização…

 

Inviabilização da governabilidade

As lideranças do movimento da PM, estão promovendo hoje um panelaço com seus familiares no aeroporto para a chegada de Lula. A atenção é despertar a curiosidade da imprensa nacional. Um detalhe: Lula sairá do avião direto para o helicóptero do exército e, a imprensa nacional, não estará no aeroporto e sim em Laranjeiras, aguardando o presidente.

 

Torcendo pelo pior

Alguns estão torcendo pelo pior no impasse com a PM: querem que o governador chame a força nacional e também o exército brasileiro. O caos instalado visa apenas as eleições de 2010. A sociedade está de olho e não aceita barganha com a segurança de suas famílias.

 

Leitores criticam atitudes da PM

Nos últimos dias foram dezenas de e-mails de leitores criticando a decisão dos policiais militares de não dirigirem os veículos com a justificativa que estão com as carteiras de habilitação vencidas e não têm um curso especifico. A maioria lembrou que os policiais têm seus veículos particulares e como circulam nas ruas sem a habilitação correta? E o pior que quando se faz o concurso para PM é exigido que o concursado tenha carteira de habilitação. E numa blitz. Como a polícia pode prender um veículo de um PM que está com a habilitação vencida? São várias irregularidades. E o cidadão comum leva multa…

 

Ônibus de turismo nos festejos juninos

O SINGTUR/SE faz um apelo a Prefeitura Municipal de Aracaju- na pessoa do senhor Prefeito Edvaldo Nogueira, que neste São João não interdite a área destinada a ônibus de Turismo em frente aos mercados municipais. E se realmente for importante “tomar as vagas” para execução do Forró Caju, que pelo menos destine outra área para o estacionamento dos ônibus de Turismo, que chegam a nossa cidade para desfrutar da festa. Geralmente a PMA não se preocupa com os turistas que estão visitando a cidade, pois as áreas destinadas aos ônibus de turismo são ocupadas por carros particulares sem que haja a devida fiscalização ou então pelo próprio poder público municipal, deixando a entender aos turistas e profissionais do setor, a falta de atenção ao setor que mais gera emprego e renda.

 

Tributo pesado para rádios e tvs

Foi julgada na sessão do Pleno do Tribunal de Justiça da última quarta-feira a Ação Direta de Inconstitucionalidade da Lei Estadual nº 6.099/06, impetrada pelo Sindicado dos Auditores Tributários de Sergipe (SINDAT), que trata da não incidência de ICMS para serviços de rádio e televisão. A Desembargadora Relatora Maria Aparecida Gama acatou a solicitação e julgou inconstitucional a referida lei com efeitos retroativos (ex tunc).

 

Divergência sobre retroatividade

Em pedido de vista, a Desembargardora Marilza Maynard acompanhou o voto da relatora pela inconstitucionalidade da lei, porém divergiu quanto a sua retroatividade, argumentando que as empresas que não recolheram os impostos embasados na referida lei não poderiam ter agora a possibilidade de serem obrigadas a recolher tais impostos, sob os efeitos da retroatividade do julgamento da inconstitucionalidade da lei, propondo que a regra passasse a valer a partir do resultado deste julgamento (ex nunc).Colocada em votação as proposituras, apesar de sete Desembargadores votarem pela inconstitucionalidade da lei com efeito ex nunc, ou seja, passar a valer a partir de agora, foi vitorioso o voto inicial da Relatora Maria Aparecida Gama pela inconstitucionalidade da lei com efeito ex tunc, retroativos, já que para alterar este quesito específico é necessário o quorum de dois terços do Colegiado.

 

E agora. O que fazer?

Resumo da ópera: se os impostos forem cobrados “sob os efeitos da retroatividade” muitos empresários do setor vão sofrer o diabo para zerar o débito devido. Não será surpresa se algumas emissoras de rádio fecharem as portas por falta de caixa para honrar o montante do imposto acumulado. No momento, a melhor saída é contratar um bom advogado para tentar reverter a desagradável situação.

 

Promotor na AL

Serviu somente para duas coisas a ida do promotor de justiça Jarbas Adelino Santos Júnior, da 6ª Vara Criminal, ontem à Assembléia Legislativa. A propósito de falar aos deputados sobre ‘Legislação Militar e o Papel do Ministério Público na Defesa da Segurança do Cidadão’, ele foi lá dizer que suas decisões em relação aos possíveis crimes militares cometidos pelos líderes das Associações Unidas da PM não têm nada a ver com o governador Marcelo Déda. “Não tenho ligação alguma com o atual governo nem com o anterior”, afirmou Jarbas. O outro ponto a enfatizar é o espetáculo ridículo dos deputados Gilmar Carvalho, da bancada de situação, e Venâncio Fonseca, da oposição. Os dois deram uma de advogado de defesa dos militares investigados pelo Ministério Público, pedindo clemência e afirmando que os atos dos militares não prejudicam em nada a sociedade sergipana. Será?

 

Código Penal Militar

Chegou ao ponto de o deputado Venâncio pedir ao promotor que esqueça o que diz o Código penal militar. “Está ultrapassado. E eu sei que o senhor é um homem moderno. É duro ver homens de bem serem punidos somente porque reivindicam melhores salários”, resmungou o parlamentar.

 

E agora? Valdson tem que ser afastado definitivamente

Por várias vezes este jornalista já noticiou que um dos principais problemas do Confiança é o zagueiro Valdson que leva os colegas para comemorações semanais. Valdson, que passou por grandes clubes deveria hoje ser um atleta financeiramente tranqüilo. Mas não é, por conta destas farras. A diretoria do Confiança tem que dar o respaldo necessário ao técnico Roberto Cavalo.

                                                                                                                                  

Adesivos

O blog agradece aos leitores que enviaram e-mails pedindo o adesivo em comemoração ao aniversário de três anos. Todos já começaram a receber seus adesivos nos endereços solicitados. Quem desejar o adesivo é só enviar e-mail com endereço que receberá em sua residência: claudionunes@infonet.com.br

 

Desespero de Augusto

O deputado Augusto Bezerra, aquele que fez uma denúncia vazia contra o prefeito de Umbaúba, Anderson Farias, está preocupado com Umbaúba. É que lá, ele e sua assessoria ficou alimentando a população pela imprensa que teria um processo para cassar o atual prefeito. Como nada existe, Augusto procura agora outra desculpa. O desespero eleitoral é grande, porque em 2010 não terá “química” para mudar o resultado eleitoral adverso.

 

Melhoria do setor de obras públicas

Na tarde do último dia 4, os diretores da Associação Sergipana de Empresários de Obras Públicas e Privadas (Aseopp) se reuniram com o Secretário de Estado de Infra-Estrutura, Valmor Barbosa Bezerra e com o Diretor Presidente da Cehop, Joelson Hora para debater sobre como melhorar a relação do setor da construção civil com seu principal contratante, o Estado. O Vice-Presidente de Obras Públicas da Aseopp, Francisco Otoniel Costa, acompanhado do Vice-Presidente de Obras Privadas, Geraldo Majela Neto e de alguns associados, levou ao conhecimento da  Seinfra e da Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas que a Aseopp está empenhada em achar meios para convergir os interesses das partes – contratantes e contratados – buscando uma relação justa e trabalhando em prol das melhorias para o setor, o que fará com que a concorrência entre as empresas se dê em nível mais elevado do que o atual.

 

Diagnóstico

Do encontro também participaram o Assessor da Presidência da Cehop, Paulo Carvalho e a Assessora Jurídica, Maria das Graças Freitas Cardoso. Do encontro ficou decidido que a ASEOPP ficará responsável em fazer um diagnóstico, elencando todos os pontos que incomodam o Gestor Público, bem como aqueles que incomodam os empresários, quer na parte institucional, na parte operacional, na jurídica e técnica, ficando para ser apresentado um documento final com sugestões de soluções.

 

Banco do Brasil de Tomar do Geru

Um leitor levantou a preocupação com o atendimento no Banco do Brasil em Tomar do Geru. Ao entrar na agência o leitor percebeu um grande aglomerado de cliente. Ele Entrou na fila do caixa eletrônico e comecou a observar o movimento da agência. Percebeu que a mesma funcionária que atendia na recepção (abertura de conta e outros serviços) era a mesma que atendia as pessoas nos caixas (pois muitos ainda não sabem utilizar essa tecnologia), e que pra piorar ela era a única funcionária da recepção. A demora foi grande, na fila, pois muitos usuários do cash não conseguiam utilizar a máquina (por falta de conhecimento) e tinha que esperar a pobre da funcionária acabar de atender um cliente na recepção e depois voltar para o cash…. Desta forma a funcionária se desdobrava em duas, no atendimento da recepção e no do cash.

 

Falta de funcionários no BB

Resumindo, devido a falta de funcionário os clientes e a funcionária pagam por isto. O leitor foi  obrigado a passar vários minutos na  fila do cash, o pessoal que queria ser atendido na recepção também passou vários minutos e a funcionária correndo de um lado para o outro, sem puder dar conta do recado.  A revolta do leitor: como cliente, porque teve seu atendimento prejudicado por falta de funcionários e como ex-bancário (graças a deus) sabe como funciona a política dos bancos com relação aos funcionários, número mínimo de funcionários, muitas cobranças e pouca condições de trabalho. É preciso que a superintendência do Banco do Brasil tome as devidas providências. Essa situação é lamentável e na maioria das vezes os clientes não têm outra opção no interior.

 

Novo curso de Inglês: inlingua

Aracaju conta agora com uma nova opção para quem deseja aprender inglês, principalmente o público adulto formado por profissionais liberais, executivos e empresários. O inlingua Aracaju segue a tradição das 350 escolas inlingua presentes em 41 países e que há 40 anos preparam profissionais de todas as áreas para competir e vencer no mercado de trabalho. O método inlingua é todo elaborado na sua matriz na Suíça, desde os livros até o planejamento das aulas. Assim, o mesmo curso que é oferecido em inlingua Aracaju tem o mesmo conteúdo das outras franquias ao redor do mundo.

 

Aulas gratuitas em julho

Quem quiser conhecer essa inovadora proposta de ensino de inglês pode participar de um programa especial de 8 aulas que ocorrerá durante o mês de julho, sem qualquer ônus. A escola possui salas de aula diferenciadas, dispostas com cadeiras ao redor de uma mesa de reunião. Com isso, há uma maior interação entre os alunos e o professor. As turmas são separadas por faixa etária e o máximo de 6 alunos por turma garante mais rapidez e eficácia no aprendizado. Durante o mês de junho estão abertas as inscrições dos interessados em participar do programa, que acontecerá na própria escola. Será realizada uma avaliação para saber em qual nível você irá se enquadrar e haverá turmas para iniciantes, intermediários e avançados. A escola fica na Rua José Ramos da Silva, 72, no bairro 13 de julho. Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone 3246-1021 e na própria escola. Visite o site www.inlingua-aracaju.com.br para saber mais sobre inlingua Aracaju.

 

Governadores do PT reafirmam dar prioridade a Dilma em 2010

Deu na FSP, de hoje, 12: Governadores e ex-governadores do PT reunidos em Teresina (PI) defenderam ontem o nome da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) como candidata do partido nas eleições de 2010 e criticaram a possibilidade de um terceiro mandato para o presidente Lula.Ana Júlia Carepa, governadora do Pará, disse que a chance de ter uma mulher pela primeira vez na Presidência é histórica. Ana Júlia e o governador do Acre, Binho Marques, defenderam que o projeto do PT para o país “tenha continuidade com Dilma”.Também participaram do encontro os governadores Wellington Dias (PI) e Jaques Wagner (BA), os ex-governadores Olívio Dutra (RS) e Jorge Viana (AC) e o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que governou o DF pelo PT (1995-99).Na opinião de Jorge Viana, o Brasil precisa de um terceiro mandato do PT “para consolidar um projeto em andamento”, mas com Dilma como candidata, e não Lula.Jaques Wagner chamou de equívoco a proposta de terceiro mandato. “Sou contra a mudança de qualquer regra.”Olívio Dutra disse que a proposta é “absurda e descabida”.O presidente do PT no Piauí e deputado estadual, Fábio Novo, disse que o encontro teve por finalidade “realizar uma troca de experiências” entre os governos.

 

Zona de Expansão – Nota de Esclarecimento do MPF 

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) vem através desta prestar esclarecimentos à sociedade sobre informações publicadas pelo jornal Correio de Sergipe em matéria desta quarta-feira, 10 de junho, intitulada ?Zona de Expansão pode sofrer impacto econômico?, assinada pela senhora Eliene Andrade.

 

1. A senhora Eliene Andrade procurou, no dia 3 de junho, a Assessoria de Comunicação do MPF/SE a fim de entrevistar a procuradora da República Lívia Nascimento Tinôco sobre a Zona de Expansão. Foi informada à repórter a indisponibilidade de horário da procuradora para aquela tarde. Depois disso, a repórter não mais solicitou nenhuma entrevista. Ressalte-se, por outro lado, que nesta segunda-feira, 8 de junho, uma outra repórter do mesmo jornal esteve no MPF/SE para cobrir a reunião realizada a pedido dos representantes de construtoras do Estado.

 

2. Sobre a informação, contida no Box da matéria assinada pela jornalista Eliene Andrade, acentuando que na reunião os procuradores da República foram convidados pelos representantes do SINDUSCON e da ADEMI a visitar a zona de Expansão de Aracaju, informamos que tal convite NÃO FOI FEITO EM MOMENTO ALGUM DA REUNIÃO, a qual foi integralmente gravada. O MPF/SE já visitou por diversas vezes a Zona de Expansão antes do ajuizamento da Ação Civil Pública, inclusive nos períodos críticos de alagamento. Nos autos constam diversos relatórios e imagens dessas diligências. Ademais, no transcurso do julgamento da ACP, possivelmente uma visita oficial deverá ser realizada para inspeção judicial. Quando isto ocorrer, os procuradores da República visitarão novamente o local. E visitarão outras vezes, caso achem necessário, independentemente de convites.

 

3. O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a Prefeitura e o Ministério Público referido na matéria não vem sendo cumprido integralmente, a despeito do que foi publicado. Frise-se que há cinco anos o MPF/SE vem tentando, de maneira extrajudicial, fazer com que o Poder Público resolva os problemas de drenagem e esgotamento sanitário da Zona de Expansão. Apesar de todos esses esforços, os alagamentos continuam a gerar transtornos à vida dos moradores da área.

 

3. É preciso deixar claro que, a despeito das obras de microdrenagem realizadas pelas construtoras, os problemas enfrentados pelos cidadãos que moram na Zona de Expansão não serão resolvidos sem as obras de macrodrenagem que devem ser executadas pelo Poder Público, e não por entes privados.

 

4. Sobre o argumento de que apenas as obras antigas têm problemas de drenagem e esgotamento, esclarecemos que os novos empreendimentos também impactam a drenagem e agravam os problemas sanitários da região. O adensamento populacional da Zona de Expansão de Aracaju tem piorado a cada ano os problemas acima relatados.

 

Aracaju, 10 de junho de 2009 – Lívia Nascimento Tinôco – Procuradora da República – Ministério Público Federal em Sergipe.

 

DO LEITOR

 

Zona de Expansão: solidariedade ao MPF

E-mail de José Firmo, Presidente da ADCAR – Associação Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo: “Como morador e militante do Movimento Comunitário nos Povoados localizados na chamada Zona de Expansão, não poderia deixar de lhe prestar solidariedade e apoio, assim como parabenizar o MPF em todo episódio que envolve a ocupação CRIMINOSA da Zona de Expansão de Aracaju.A reação contra essa ocupação irracional e gananciosa não é apenas de parcela expressiva da população sergipana. É também da natureza. Talvez por isso os Entes Públicos e os “donos” da Zona de Expansão tenham percebido a forma violenta como agridem o meio ambiente por essas bandas.Há uma grande quantidade de empreendimentos nos Povoados Robalo, São José, Gameleira, Areia Branca e Mosqueiro que agridem o meio ambiente sim, independentemente de obtenção de licenças ou não. Há um grande número de empreendimentos na Zona de Expansão que aterraram lagoas sim. Hoje posso mostrar vários condomínios de luxo em áreas de lagoas e com problemas de inundações.

Como se sabe, nem tudo que é legal é moral. E por falar nisso o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Aracaju – PDDU deverá ser discutido e votado pela Câmara Municipal de Aracaju. Lá na Câmara Municipal os representantes do Povo aracajuano deverão aprovar um Plano Diretor Democrático, um Plano Diretor Popular, que regule a ocupação e o parcelamento do solo da capital sergipana de forma racional e respeitosa. E nós, militantes dos Movimentos Sociais e o povo em geral, devemos estar atentos para os posicionamentos e os votos de todos os Edis. Inclusive apresentando propostas antecipadamente às Bancadas na Câmara.Se a ênfase que o Siduscon/SE e a Ademi/SE empregaram na resposta à sua coluna de ontem, 10/06/09, for empregada também para ajudar a construir um Plano Diretor preocupado com o meio ambiente, com certeza a Zona de Expansão e as demais áreas de Aracaju não serão mais agredidos como vêm sendo”. JOSÉ FIRMO – Presidente da ADCAR – Associação Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo

 

PM x Governo

Do leitor Nairson Machado: “Alguém está blefando. Com ou sem os policias estarem em manifestação, o clima de insegurança é o mesma. Por outro lado, estamos vendo, na mídia, atuação positiva da atuação da polícia durante todo este período de divergência entre Governo e PM contra o narcotráfico. Na verdade, são grupos de policiais ligados ao governo de Albano e Jõao Alves que nunca reclamaram de nada porque eram privilegiados em detrimento dos interesses da tropa e hoje estão na oposição. Não dirigir carros da Polícia em serviço por não estar habilitado e dirigir seus próprios carros demonstra algo perigoso mais que reivindicação. Tudo legítimo na democracia. Precisamos trabalhar e discutir sobre a ética dos envolvidos”.

 

São Cristovão: 1º de Abril já passou

Do leitor Messias Gonçalves: “Na ultima quarta feira fui surpreendido com uma notícia, tipo fofoca, dando conta da CASSAÇÃO do prefeito Alex Rocha da nossa querida cidade de São Cristóvão. A princípio fui verificar nos sites do STJ, STF e mais alguns. Em nenhum deles, nem em qualquer outro site ou mesmo blogs de noticias, havia alguma coisa abordando essa informação.  No percurso de minha investigação, fui informado que essa falsa noticia, infelizmente está fazendo parte quase que diariamente, vinda de pessoas ligadas a um determinado grupo político, que perderam na ultima eleição, ocorrida em 2008. Sinceramente é difícil acreditar que pessoas que se dizem preocupadas com a nossa cidade, haja com tanta irresponsabilidade. Esquecem esses mesmos seguidores, que se por ventura algum acidente de percurso ocorrer, poderemos ter uma nova eleição. E havendo isso, coisa que não estamos cogitando, embora é bom lembrar que segundo o desempenho reconhecidamente por todos, no grupo do prefeito, tem o deputado professor Wanderlê para numa emergência ser o candidato do grupo. E lembrem de quanto ele fora importante para a eleição de Alex Rocha. Mas voltando ao tema, fui informado que essas pessoas parecem que estão criando um novo bloco carnavalesco para o próximo carnaval dos velhos tempos. Obra do saudoso Zezinho da Everest. Viram como sempre volta ao grupo de Alex e Wanderlê? Continuando, essas pessoas estão sendo chamadas do bloco 1º de abril. Dia consagrado ao dia da mentira.  Peço aos senhores que respeitem o povo soberano da nossa cidade. Respeitem também o resultado das urnas. Respeitem a democracia. O povo já disse o que queria. Ele na sua infinita sabedoria, soube escolher um projeto em detrimento de um outro já experimentado, e pelo resultado das urnas, reprovou aquele que passou oito anos administrando a cidade. Assim é a democracia. Não espalhem o terror pelas ruas da cidade. Não patrocinem desestabilidade administrativa. A cidade é maior que os homens. Alex Rocha governe em paz. Messias Gonçalves.

 

Itabaiana; seis meses de orgia publicitária

E-mail enviado pela leitora Josefa, de um artigo publicado no blog de Edivanildo Santana: Se a receita do município de Itabaiana, Sergipe tem caído ao absurdo de na parcela do FPM do dia 10/06/09 ser creditado pouco mais de R$ 26 mil na conta da prefeitura, como noticiado no programa Espaço Aberto da FM Itabaiana, nesta quarta-feira, 10/06, como então justificar a campanha consistente veiculada nas emissoras de rádio, televisão e jornais, além da farra de outdoors as margens das rodovias do estado e em muitos pontos da capital, Aracaju, onde é dito que “Em menos de seis meses a muito para mostrar em um novo tempo que começou bem?”, quando na verdade nada foi feito de positivo e inovador na atual administração municipal de Itabaiana. Diante de tal realidade não é demais perguntar; de onde vem o dinheiro para bancar esta orgia publicitária? Como ficam fornecedores e prestadores de serviços ao município que começam a acumular créditos e já manifestam desconforto com a falta de pagamento? Enquanto os outdoors e as televisões caramente remuneradas impõem aos sergipanos as imagens utópicas de uma Itabaiana inventada por cabeças cujas verdadeiras intenções são desconhecidas, e emissoras de rádio transmitem spots com mensagens que escondem a realidade de um município que se submeteu a um passado nada agradável, a população reclama a falta de unidades de saúde com médicos e remédios suficientes para atender a demanda de pacientes reprimida pela falta de prioridade ou compromisso de quem na campanha eleitoral de 2008 foi às ruas dizer que se reciclou e que merecia uma chance para cuidar da cidade. O transporte escolar, que também já sinaliza insatisfação com o atraso no pagamento corre o risco de um colapso o que trará prejuízos irreparáveis para os milhares de alunos que dependem do sistema para chegar às escolas e voltar para suas casa em segurança.Como diz a propaganda realmente em menos de seis meses o prefeito de Itabaiana e seus porta-vozes tem muito que mostrar; mostrar a verdade dos números, dos fatos, ou simplesmente responder a algumas perguntas lógicas: a quem interessa toda esta campanha publicitária? Quem e o que está ganhando com este desperdício? Ate quando sustentarão este gigantismo absurdo, essa mania superlativa de anunciar as coisas mais elementares. Barco pra frente!”.

 

 

Participe ou indique este blog para um amigo:  

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Atiramos o passado ao abismo, mas não nos inclinamos para ver se está bem morto.” William Shakespeare.

      

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários