Candidatura e Composição

0

O prefeito Marcelo Déda (PT) passou os últimos três dias reunido com auxiliares. O objetivo era fazer um balanço dos quase seis anos à frente da administração. Tinha alguns objetivos, um deles era provocar que todos eles conhecessem o trabalho que vinha sendo realizado por seus colegas de equipe e o que estava previsto para os próximos 60 dias, nesta fase de afunilamento do exercício. Outra foi elaborar um cronograma para o próximo ano e os projetos que cada auxiliar poderia apresentar para uma análise posterior. Na realidade, a melhor intenção do prefeito Marcelo Déda é deixar uma escala de prioridades para continuidade administrativa, caso o vice-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) assuma o município a partir de primeiro de maio. O prefeito considera que Nogueira é um companheiro leal, que aprova a administração e deve dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito.

 

Evidente que Edvaldo deve coloca um tempero pessoal a partir do momento que assumir definitivamente a Prefeitura Municipal de Aracaju. Mas, no entender de Marcelo Déda, não haverá uma mudança radical do programa traçado para a atual administração, já que ela vem sendo feita com a participação do vice.

 

Durante a reunião com seus secretários, o prefeito Marcelo Déda disse que a conversa sobre política não chegou a ultrapassar os objetivos do encontro, mas observou que “havia um ar de saudade em toda a equipe”. Não se discute mais a intenção real do prefeito Marcelo Déda de disputar o governo do estado, mas ele não deseja cometer precipitações. Deixou claro que ainda vai conversar muito com seus aliados e ouvir o partido, para que a decisão seja tomada com absoluta segurança: “a gente precisa ver a questão das coligações, os partidos que vão ficar com no bloco, para disputar com os pés no chão”. Déda deixa a impressão que não partirá para uma aventura e pensa em consultar o presidente Lula da Silva e fazer uma avaliação “de como será a regra do jogo”. Uma coisa é fato: Marcelo Déda está pré-candidato a governador do estado, mas terá necessidade de fazer uma análise mais profunda, depois que for definido o quadro nacional.

 

O prefeito tem, ainda vagamente, o mote da campanha: fim da mesmice e o novo contra o velho: “não se trata da questão de idade – isso seria preconceituoso – mas de projeto, de renovação mais ampla, de uma estrutura política para Sergipe”. Isso conflita com o que pensa o vereador Elber Batalha Filho (PDT), que já colocou seu nome à disposição do seu partido para ser candidato a governador. E não se tratar de blefe ou arroubo de juventude, o vereador tem consciência de que pode levar à sociedade um discurso diferente do que vem sendo feito há mais de 20 anos. Lembrou que não considera o prefeito Marcelo Déda o novo na política sergipana e já lembrou que ele se iniciou na vida pública em 1985, quando disputou a Prefeitura de Aracaju e perdeu para Jackson Barreto. Déda foi eleito deputado estadual em 1986 com um grande percentual de votos; perdeu o mandato em 1990 e em 1994 elegeu-se deputado federal, sendo reeleito em 1998, quando deixou a Câmara Federal para disputar a Prefeitura em 2000. Está no cargo até hoje e deve se desincompatibilizar dia 30 de abrir, para tentar o governo do estado.

 

Para as eleições de 2006, o prefeito Marcelo Déda tem certeza que mantém o bloco que está com ele desde 2002 – PTB, PSB, PCdoB e PT – e pensava unir a oposição ao governador João Alves Filho, inserindo o PSDB do ex-governador Albano Franco. Mas a verticalização tende a ser mantida e a campanha presidencial está declarada. A nível nacional os tucanos são os mais ferrenhos adversários de Lula, o que não poderia influenciar em Sergipe, caso ainda aconteça a queda da obrigatoriedade de seguir a coligação nacional. É exatamente essa dúvida da legislação eleitoral, que faz o prefeito Marcelo Déda adotar algumas precauções e analisar o que será melhor para ele e para o seu bloco político.

 

 

VIAGEM

O governador João Alves Filho (PFL) viajou ontem à tarde para São Paulo, onde trata de assuntos de seu interesse.

Permanece lá até quarta-feira, inclusive em contatos com a imprensa. Só à noite é que ele viaja para a Espanha, França e possivelmente à Varsóvia.

 

DEPUTADOS

Na viagem à Europa acompanham o governador os deputados estaduais Venâncio Fonseca, Antônio Santos, Marcos Franco e Susana Azevedo.

Susana viaja na próxima semana…

Na Espanha o governador terá contato com empresários do setor de turismo e fará duas palestras em Paris. Se não for a Varsóvia, em seu lugar irá Tácito Faro.

 

CONVERSA

Já na viagem, o governador João Alves Filho vai ouvir dos deputados queixas sobre o tratamento que vêm recebendo de um dos seus auxiliares.

Quando retornar, no dia 17, uma comissão de parlamentares de sua base também terá um encontro com ele para tratar do mesmo assunto.

 

CAPELA

Está esquentando a campanha em Capela, com a disputa entre Manuel Messias Sukita (PSB) e Chico Ari (PFL). A eleição será dia 27.

Políticos tradicionais de Capela fizeram um acordão e formaram uma chapa para enfrentar Sukita, afastado da Prefeitura por ato do TSE.

 

CLIMA

Sukita acha que o clima é bom para ele, porque não houve a indicação de um nome novo na política de sua cidade para disputar com ele.

Tem dito que ficou mais animado depois que viu ex-lideranças políticas do município se unirem contra ele: “o povo não aceita mais isso”.

 

PROGRAMA

Uma ala dentro do PSDB queria fazer um programa duro, mas foi o ex-governador Albano Franco que pôs o pé no freio.

O próprio deputado estadual Ulices Andrade que o programa do partido, levado ao ar na segunda-feira passada, deveria ter algumas precauções.

 

BOSCO

O presidente regional do PSDB, Bosco Costa, queria fazer um pronunciamento duro, mas terminou sendo contido e concordado com a orientação do programa.

Bosco Costa defende candidatura própria ao governo do estado, mas não tratou disso. Terminou falando sobre sua atuação no Congresso.

 

PRODUÇÃO

A produção do programa tucano foi feita dentro de uma linguagem nova e com imagens dentro do padrão de cinemascope.

O objetivo era trazer o ex-governador Albano Franco para mais próximo do telespectador, dentro de uma linguagem rápida e fácil.

 

CONVERSA

O ex-governador Albano Franco (PSDB) tem conversado muito com o deputado federal José Carlos Machado (PFL). Os dois são amigos pessoais.

Tratam sobre política e, principalmente, de um entendimento amplo para 2006. O quadro está mostrando que os dois partidos vão se unir na disputa pelo Planalto.

 

LIXO

Toda a imprensa esta noticiando hoje a anulação do contrato de coleta de lixo firmado entre a Prefeitura de Barra dos Coqueiros e a Torre Empreendimentos Rural Ltda.

Uma das ilegalidades foi o aumento de preço emergencial que chegou a 155%. Há cheiro de corrupção no ar e há necessidade de uma apuração do Ministério Público para verificar as razões do monopólio da coleta de lixo em municípios sergipanos.

 

CPI

A CPI dos Correios não vai terminar em pizza, ontem o senador Delcídio Amaral disse que “com absoluta certeza a valerioduto não é apenas caixa-2”.

Para Delcídio, o caixa-2 serviu apenas como uma estratégia de defesa. “A tese dos empréstimos não se sustenta”.

 

ITAPORANGA

A prefeita de Itaporanga D´Ajuda, Gracinha Garcez (PSDB), foi informada ontem que o Governo liberou o abastecimento de água para o povoado Antônio Silveira.

Além disso, o governo vai construir uma escola com oito salas de aula e pavimentar ruas. Hoje Gracinha inaugura o Centro Ambulatorial Lúcia Barreto Sobral.

 

APOIO

A prefeita Gracinha Garcez comunicou ontem ao seu grupo político que apóia o João Alves Filho para governador, mas está com Albano Franco para o Senado.

Quando esteve com o governador João Alves Filho, no final de setembro, Gracinha fez reivindicações para sua cidade e está sendo atendida, daí a razão do apoio político.

 

 

Notas

 

REUNIÃO

O deputado estadual Walker Carvalho (PFL) teve demorada reunião, ontem, com o comandante da Polícia Militar, coronel Péricles, para pedir um melhor policiamento para a área do centro comercial de Aracaju. Há reclamações constantes de furtos e assaltos na região, o que amedronta a população.

O coronel Péricles atendeu ao pedido de Walker e, de imediato, determinou ao oficial responsável pela vigilância no centro comercial a intensificar o policiamento ostensivo em toda a área para inibir a ação marginal.

 

DEFENSOR

O vereador Elber Batalha (PDT), pré-candidato a governador pelo seu partido, tomou posse, terça-feira, no cargo de defensor público do Maranhão, depois de aprovado em concurso. O vereador pedirá imediata licença da sua nova função, para continuar o seu mandato parlamentar em Aracaju.

Elber Batalha também vai se submeter a concurso no judiciário em Sergipe, mesmo que tenha a intenção de continuar n vida pública, avançando na política. A sua disputa ao governo do estado é para valer.

 

ESVAZIAR

Elber Batalha tem dito que o lançamento do seu nome para disputar o governo do estado, “não tem a conotação de prejudicar a candidatura de A ou B. Longe dessa intenção. Mas o que eu quero mesmo é esvaziar o eleitorado dos dois (João e Déda) e tirar os votos daqueles que se desiludiram com o PT”.

Seu objetivo também é atrair o eleitorado que vota no PFL, que representa a continuidade “disso tudo que está aí”. Elber já está trabalhando no seu projeto de governo, e vai mostrar inicialmente ao seu partido.

 

 

É fogo

 

A campanha municipal em Capela já começa a esquentar, pelo pouco tempo que os candidatos têm de convencer os eleitores com os seus programas.

 

O ex-governador Albano Franco (PSDB) ficou animado com a repercussão que teve sua primeira aparição na TV para falar sobre política.

 

O governador João Alves Filho (PFL) trabalhou durante todo o dia de Finados. Reuniu-se com secretários.

 

O prefeito Marcelo Déda deu uma pausa na reunião que faz com o secretariado, mas ontem manteve o encontro em um dos hotéis da orla.

 

Até o momento a Câmara não votou na PEC do senador Valadares que reserva recursos para a revitalização do São Francisco pelo período de 20 anos.

 

O relator do projeto na Câmara, deputado Fernando Ferro (PT-PE), que altera consideravelmente o projeto do senador Valadares.

 

O Partido Verde também está defendendo a revitalização imediata dos rios em Sergipe, principalmente o Poxim.

 

A queda do FPM deixou o prefeito de Barra dos Coqueiros, Airton Martins (PT) com dificuldade para pagar o salário e o décimo terceiro.

 

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) não está satisfeito com o aumento concedido ao transporte intermunicipal.

 

O ex-prefeito de Simão Dias, Luís Albérico (PFL) desistiu de sua candidatura a deputado estadual.

 

A Federação Única dos Petroleiros sugeriu à classe que rejeitem a melhora na oferta salarial feita pela Petrobrás e iniciem uma greve dia 17.

 

O número de compras do governo feitas por meio do pregão eletrônico chegou a 50% de todas as aquisições feitas pela União, em setembro.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais