Capataz global

0

Agiram certos os jornalistas da TV Sergipe ao cruzarem os braços ontem para protestar contra a forma truculência de administrar do diretor da emissora, um tal de Paulo Siqueira. Este sujeito foi enviado a Sergipe pela Rede Globo para agir como se fosse um truculento capataz. Arrogante, o dito cujo é acusado de cortar gratificações e suprimir programas locais da grade da TV, além de praticar assédio moral contra aqueles que não se curvam ao som do seu ‘chicote’. Pressionados pela greve, os donos da emissora, Albano Franco e Lourdes Franco, se reuniram com os manifestantes e prometeram apresentar uma solução para o impasse nos próximos dias. Diante da mobilização dos profissionais e da repercussão nacional alcançada pelo movimento, a alternativa mais lógica é mandar o capataz Paulo Siqueira para o curral de onde ele veio, pois a TV Sergipe não é cenário de novela de época para dar guarida a capitães do mato. Vade retro, Satanás!

 

Mentiroso

 

O líder do governo na Assembléia, deputado Francisco Gualberto (PT), chamou o vice-líder da oposição, Augusto Bezerra (DEM), de mentiroso. Sem citar nomes, o petista disse ter sido alertado por um psicólogo para ter medo de quem acha que todo mundo é desonesto. Após mostrar cópia do contrato para contratação de um ônibus e diversos serviços visando à implantação do Ceac Móvel, Gualberto afirmou com todas as letras: “O deputado que me sucedeu na tribuna mentiu deslavadamente”. Augusto ouviu tudo calado.

 

Ceac na capital

 

E por falar no Ceac móvel, suas atividades foram retomadas ontem na periferia de Aracaju. Nos próximos 15 dias, moradores de diversos bairros poderão contar com os 85 serviços disponibilizados pelo Ceac (Centro de Atendimento ao Cidadão), como acesso ao NAT, Ipesaúde, SSP, Banese, Seinfra, Sead, Ouvidoria Geral do Estado, Tribunal de Justiça, Seides, INSS, Incra, Seed e Energisa.

 

Quer trabalhar?

 

Prefeitura de Aracaju publicou edital para contratação temporária de orientadores de trânsito. São 50 vagas para preenchimento imediato, mais formação de cadastro reserva. Os profissionais atuarão junto à SMTT. As inscrições prosseguem até o próximo dia 12. Os aprovados terão remuneração de R$ 584,87 por 36 horas semanais, de segunda a sábado. Veja detalhes do edital no site www.aracaju.se.gov.br.

 

Carnificina

A cada um dia e meio um homossexual é morto no Brasil. O alarmante dado faz parte do relatório do Grupo Gay da Bahia. Segundo os dados, nos últimos cinco anos houve aumento de 113% no número de assassinatos de homossexuais. Apenas nos três primeiros meses de 2011 foram 65 assassinatos. Entre as vítimas, 54% são gays, 42%, travestis e 4%, lésbicas. E ainda há quem diga que não existe homofobia no Brasil.

Bate boca

 

Enquanto o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B), concedia entrevista ontem numa emissora de rádio, o deputado federal Mendonça Prado (DEM) postou o seguinte no twitter: “Edvaldo Nogueira é uma espécie de redutor de velocidade do desenvolvimento. É um sinal vermelho para o progresso”. Informado, o prefeito rebateu: “Mendonça está com dor de cotovelo porque o derrotei nas eleições de Aracaju por 70 mil votos. Ele torce pelo quanto pior melhor”. Este bate-boca cheira a aquecimento para as eleições de 2012.

 

Mãos ao alto

 

E quem passou um susto danado foi o ex-governador João Alves Filho (DEM). Ontem à tarde, ele entrou numa agência do Bradesco em São Paulo e se deparou com um assalto. Só percebeu mesmo o que estava acontecendo quando um dos bandidos tomou seu celular e mandou se deitar no chão. Felizmente, a Polícia foi informada e chegou a tempo para prender os bandidos. Após explicar quem era e que estava a caminho do Palácio Bandeirantes, onde tinha uma audiência, João Alves foi liberado de ir à delegacia prestar depoimento.

 

Insatisfeitos

Os professores da rede pública de Aracaju realizam nesta terça-feira um ato público na praça Fausto Cardoso, centro da capital. Os educadores estão insatisfeitos com o piso salarial pago à categoria. Durante o ato, acontecerá uma exposição de fotos sobre as condições das escolas e a coleta de assinaturas das pessoas que concordam com o movimento. Às 9h30 da próxima quinta-feira, os professores realizarão uma assembléia geral para definir os rumos do movimento.

Brigados

 

As relações entre o presidente licenciado do PT Nacional, Zé Eduardo Dutra, e o governador Marcelo Déda (PT) estão conturbadas. O Portal de notícias iG publica ter apurado que Dutra se desentendeu com o aliado. “A amigos próximos, o presidente do PT disse estar frustrado com o relacionamento com o governo. Para tentar se recuperar do estresse, o presidente petista tem evitado atender telefonemas”, revela o iG. Será verdade?

 

Do baú político

 

O racha político provocado na UDN com a candidatura de Seixas Dória ao governo de Sergipe contra o cacique udenista Leandro Maciel inspirou o deputado federal Euvaldo Diniz Gonçalves (UDN). No início de 1962, ele desembarcou em Aracaju anunciando que era candidato ao governo por se achar um nome para conciliar o partido. Em seu livro ‘História Polícia de Sergipe’, o professor Ariosvaldo Figueiredo conta que “Euvaldo sabia que seu projeto não poderia prosperar, mas acreditava na eficácia do seu jogo, que incluía a candidatura a senador por Sergipe de Sebastião Paes de Almeida, ex-ministro da Fazenda e seu amigo da maior intimidade”. Em março daquele ano, o deputado retira o nome da disputa majoritária em troca do apoio político do prefeito de Aracaju, Conrado de Araújo (PR), à sua reeleição. Também ganha o direito de indicar o engenheiro baiano Dilton Rodrigues da Costa como suplente do candidato a senador Júlio Leite (PR). Segundo Ariosvaldo, o entendimento estabelecia ainda que a cada ano do mandato, Dilton assumiria o Senado por quatro meses, “acordo que foi rigorosamente cumprido por Júlio Leite”.

 

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais