Cargos à disposição

0

Cargos à disposição

Os secretários estaduais e dirigentes do 2º escalão devem colocar os cargos à disposição do governador Jackson Barreto (PMDB) para que este, sem qualquer pressão, defina quem deve permanecer ao seu lado. A medida é uma praxe no início de uma nova administração, como acontece a partir desta terça-feira, 10, quando o peemedebista assumirá os destinos de Sergipe em substituição a Marcelo Déda (PT), falecido na última segunda-feira. A esperada atitude dos auxiliares do governo não significa dizer que eles serão imediatamente substituídos. É desejo de Jackson só anunciar o novo secretariado depois das festas de fim de ano, pois qualquer mudança agora seria pouco notada porque, em função do exercício findo, a máquina pública ficará paralisada até a abertura do orçamento de 2014, lá pra depois do carnaval.

Reunião

Na próxima quarta-feira, um dia após assumir em definitivo o governo de Sergipe, Jackson Barreto se reunirá com os dirigentes dos partidos que lhe dão sustentação política. O objetivo é pedir o apoio de todos para a nova empreitada, e informá-los que pretende cumprir todos os compromissos firmados pelo falecido Marcelo Déda. Durante o encontro, Jackson não deverá tratar sobre mudanças no secretariado, até porque espera que antes os auxiliares coloquem os cargos à sua disposição.

Missa de 7º

Acontece daqui a pouco a missa em sufrágio da alma do governador de Sergipe, Marcelo Déda. Será às 9h, na Catedral Metropolitana, e terá como celebrante o arcebispo metropolitano dom Palmeira Lessa. O ato religioso não aconteceu ontem por conta das comemorações pela passagem do dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Aracaju.

PPS dividido

Embora tenha aprovado no último final de semana o apoio ao presidenciável Eduardo Campos (PSB), o PPS ainda não fechou questão sobre as eleições de 2014. O congresso do partido definiu que uma decisão definitiva sobre as eleições para presidente da República só dera tomada no próximo ano, talvez na pré-convenção marcada para março que vem.

Aposentado

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Reinaldo Moura, completa 70 anos na próxima quarta-feira quando também se aposenta compulsoriamente. O ‘pendurar a chuteira’ não significará sombra e água fresca para Reinaldo. Ele deve se filiar a um partido político para disputar em 2014 uma cadeira na Assembleia Legislativa. A vaga aberta no TCE com a aposentadoria de Moura deve ser disputada pelos deputados estaduais Luiz Mitidieri (PMDB) e Angélica Guimarães (PSC).

Cotidiano

De um bebinho, num boteco da zona norte de Aracaju: “Político é bicho tinhoso, capaz de vender a mãe em 12 módicas prestações, entregar a mercadoria e não aceitar devolução”. Misericórdia!

Tonho majoritário

E quem pode disputar o governo de Sergipe em 2014 é o agitador cultural e publicitário Antônio Leite. Pelo menos este é o desejo do PV, que deseja ter como candidato ao senado o ex-deputado federal Pedrinho Valadares, assessor do presidenciável e governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Embora conte com o apoio da direção do PV sergipano, Antônio Leite não está satisfeito. Diz que sua preferência é disputar a única vaga para o Senado.

Entornou o caldo

Na tentativa de consertar a barbeiragem que deu ao criticar publicamente as ações da Secretaria da Saúde de Aracaju, o prefeito em exercício José Carlos Machado (PSDB) irritou ainda mais a secretária Goretti Reis (DEM). É que, depois de afirmar não ter tido a intenção de criticar a demista, o tucano a chamou de “esforçada”. Depois dessa, é provável que a deputada Goretti entregue o cargo e retorne para a Assembléia. Quem não está gostando nada disso é o suplente Antônio Passos (DEM).

Caos na saúde

A falta de médicos verificada nos hospitais de Estância e Itabaiana evidencia o caos vivido pela saúde pública em Sergipe. Na unidade estanciana faltou até ambulância para transportar os doentes, enquanto na cidade serrana uma senhora chegou a se ajoelhar e pedir um médico pelo amor de Deus para atender o filho enfermo. A desesperada mãe não teve o apelo atendido. Que lástima!

De volta à 2ª

Vasco e Fluminense retornam à 2ª divisão do futebol. O primeiro repete a cena pela segunda vez em cinco anos, enquanto o ‘pó de arroz’ volta à segundona pela quarta vez, sem falar que também já esteve jogando na 3ª divisão. O rebaixamento dos dois aconteceu ontem, sendo que o Vasco ainda levou uma baita goleada do Atlético Paranaense. Enquanto isso, o Flamengo termina 2013 campeão da Copa do Brasil e com vaga garantida na Libertadores. É mole, ou quer mais?

Do baú político

Sergipe já teve um governante que renunciou ao cargo devido às fortes pressões da Igreja Católica e da sociedade patriarcal, contrárias ao inovador modelo de ensino que ele tentou implantar no estado. Natural do Pará, advogado, jornalista, deputado por São Paulo e escritor, Herculano Marcos Inglês de Sousa foi presidente da Província de Sergipe de 17 de maio de 1881 a 22 de fevereiro de 1882. Neste curto período, ele promoveu uma verdadeira revolução na educação, tendo, entre outras medidas, transformado o Atheneu em Liceu Secundário de Sergipe e criado a Escola Normal, esta com a função de habilitar professores de ambos os sexos. A colocação de moças e rapazes numa mesma sala de aula revoltou a burguesia da época, porém a gota d’água foi acabar com a obrigatoriedade das aulas de religião no curso primário. O então padre Olímpio Campos fez uma virulenta campanha pública contra Inglês de Souza. Desgostoso, ele renunciou ao cargo, tendo no mesmo ano sido nomeado presidente da Província do Espírito Santo. As aulas de religião foram retomadas e o padre Olímpio Campos fez questão de ministrá-las de graça no Atheneu e na Escola Normal.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários