Casa de mordomias

0

A Câmara de Aracaju gasta muito para o pouco que faz, além de ferir a legislação para garantir mordomias aos 24 vereadores. Quem diz isso é o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Clóvis Barbosa. Relatório elaborado por ele mostra que só em suspeitas consultorias o Legislativo de Aracaju gastou mais de R$ 1,7 milhão em 2013. No período, os bem pagos vereadores embolsaram juntos R$ 142 mil de diárias. De verba indenizatória, para gastar como bem entender, cada parlamentar recebe R$ 12 mil mensais, sendo que os membros da Mesa Diretora abocanham R$ 15 mil molinho, molinho. Mas não é só isso: a Câmara gasta R$ 50 mil com segurança pessoal de dois vereadores. Todos os parlamentares têm um carrão de luxo à disposição. O corola que serve ao falastrão Agamenon Sobral (PP) custa a bagatela mensal de R$ 4,8 mil, enquanto o aluguel do “carango” de Vinícius Porto (DEM) é R$ 6 mil. Com gasolina são gastos R$ 293 mil mensais. Dos 775 servidores, 621 são cargos comissionados indicados pelos vereadores. Tudo isso seria aceitável se eles trabalhassem, mas o relatório mostra uma baixa produtividade. Agamenon Sobral, por exemplo, só apresentou dois projetos de lei durante todo o ano. Diante dessa vergonhosa farra com o dinheiro do contribuinte, o conselheiro Clovis Barbosa conclui afirmando que “a Câmara Municipal de Aracaju precisa valer o que custa”. Ele está certíssimo!

Mão grande

Os deputados estaduais começaram a debater o projeto autorizando o governo do Estado a usar os recursos oriundos de multas e cobranças judiciais. Esse dinheiro fica depositado num fundo administrado pela Justiça. O Executivo pretende botar a mão nessa grana para pagar a folha de pessoal e reforçar o caixa da previdência estadual. O projeto não explica, porém, quando e como o dinheiro retornará ao Fundo.

Comida boa

E o conjunto residencial Ignácio Barbosa, zona sul de Aracaju, acaba de ganhar um novo restaurante. Localizada na esquina das ruas Castro Alves com Carlos Gomes, a casa serve comida caseira da melhor qualidade. Os cozinheiros Gil e Márcia capricham na galinha caipira, carneiro guisado, saborosas moquecas e a deliciosa feijoada, servida na sexta e no sábado. No fim de tarde, o restaurante também oferece petiscos diversos e cerveja estupidamente gelada. Vale a pena conferir.

Fim da greve

Reunidos ontem em assembleia, os professores da rede estadual decidiram suspender a greve iniciada há 30 dias. Devem voltar ao trabalho na próxima segunda-feira. O Sindicato da categoria tenta agora convencer o governo a desistir do corte do ponto, sob a alegação que as aulas não ministradas durante a paralisação vão ser repostas.

Braços cruzados

A decisão da Justiça de considerar ilegal a greve dos médicos da Prefeitura de Aracaju não os convenceu a retornar ao “batente”. A turma do jaleco branco decidiu permanecer de braços cruzados até que o prefeito João Alves Filho (DEM) atenda as reivindicações salariais da categoria. Os médicos ficaram revoltados com o miserável reajuste de R$ 5%. Estão certos!

Ana não é Ana

A coluna se atrapalhou: não foi a deputada estadual Ana Lúcia (PT) quem citou a frase do intelectual sergipano Tobias Barreto: “Eu bem quisera reclamar justiça, mas não sei onde a justiça mora; e quando o soubesse, não fica bem a um homem velho entrar de dia em casa de uma prostituta”. Esta pérola foi citada pela também professora Ana Lúcia, que leciona no Colégio Tobias Barreto, em Aracaju.

Curto-circuito

E o presidente da Federação das Indústrias de Sergipe, Eduardo Prado, enviou ofício aos deputados estaduais alertando para as conseqüências do projeto aumentado de 17% para 25% a alíquota do ICMS de energia elétrica consumida pelas indústrias. O líder empresarial adverte que a propositura do Executivo “será um curto-circuito na produção industrial sergipana, uma verdadeira sangria num paciente já anêmico.

Medo do quê?

Agiu certo o desembargador Edson Ulisses ao negar o habeas-corpus pedido pelo deputado estadual Augusto Bezerra (DEM). O demista queria suspender todo e qualquer ato de investigação à sua pessoa. Na verdade, Augusto desejava que o Ministério Público fosse impedido de seguir investigando a suspeitíssima distribuição das verbas de subvenção da Assembleia. Ora, se o deputado é inocente, por que teme as investigações?

Prepare o bolso

A segunda prévia de junho do Índice Geral de Preços registrou inflação de 0,59%. A taxa é superior ao 0,41% observado na segunda prévia de maio. Com o resultado da prévia de junho, o índice, usado no reajuste de contratos de aluguel, acumula taxa de 5,51% em 12 meses. A alta da taxa na passagem de maio para junho foi provocada pelos preços no varejo e na construção.

Desnomeou

O Diário Oficial do Estado publica hoje portaria tornando sem efeito a nomeação de Ítalo Bruno Araújo Fonseca para o cargo em comissão de assessor da Casa Civil. Enteado do ex-secretário da Segurança Pública, João Eloy, este jovem responde processo por porte ilegal de arma e usurpação da função pública. Ao ser alertado pelo Portal Infonet sobre quem é Ítalo, o vice-governador Belivaldo Chagas (PSB), prometeu tornar sem efeito a nomeação, o que foi feito. Ainda bem, né?

Recorte do Jornal

Publicado no Diário de Aracaju em 30 de março de 1915

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais