Casa desarrumada

0

Seis meses após a posse, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), ainda não conseguiu colocar o governo nos trilhos. Para reduzir o desgaste causado pelos equívocos de sua administração, o comunista recorre ao esfarrapado discurso de que encontrou a casa desarrumada, cheia de dívidas, etcétera e tal. Inteligentes, os aracajuanos não engolem tais desculpas. Ora, não se pode culpar o ex-prefeito João Alves Filho (DEM) pelas trapalhadas na seleção da empresa para fazer a coleta de lixo da cidade. Também não é justo responsabilizar o demista pela não realização do Forró Caju. Neste caso, antes da falta de dinheiro para fazer a festa, houve demora em organizá-la e perda de prazos para conseguir recursos federais. E a renúncia do secretário da Saúde, André Sotero, também é culpa de João? Na verdade, Edvaldo assumiu pensando encontrar as facilidades que teve em sua primeira gestão (2006/2012). Naquele período, o país vivia em pleno emprego, o governo estadual tinha mais recursos para ajudar a Prefeitura, que contava, ainda, com uma economia pujante e a parceria de uma Petrobras endinheirada. Agora, com os cofres públicos vazios, Nogueira vai precisar se virar nos trinta para tirar Aracaju do buraco em que se encontra. Não será tarefa fácil!

Será um técnico?

Ao anunciar o médico André Sotero para a Secretaria da Saúde, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) garantiu que esta foi uma escolha eminentemente técnica, de sua cota pessoal. Será que o comunista vai repetir a escolha técnica ou indicar um político para gerir a Saúde de Aracaju que, apesar de sua importância, vive uma crise sem precedentes. Aguardemos, portanto!

Estranho silêncio

Por que será que nenhum petista saiu em defesa do falecido ex-senador Zé Eduardo Dutra (PT), acusado de negociar uma propina milionária quando era presidente da Petrobras? Segundo o ex-diretor da petrolífera, Renato Duque – preso na Operação Lava Jato – foi acertado que a empresa Saipem pagaria US$ 2 milhões em propina para Dutra e a então diretora de Gás e Energia da companhia, Graça Foster. Duque revelou que a propina não foi paga.

Pelas tabelas

E a deputada estadual Ana Lúcia (PT) vai propor a criação de uma comissão especial na Assembleia para acompanhar o que chama de a pior crise da educação pública em Sergipe. “Em 43 anos como professora, nunca vivi uma situação como esta. A carreira dos professores está completamente destruída e o magistério estadual cada vez mais desvalorizado. Estamos assistindo o desmonte da educação”, denuncia. Misericórdia!

Atraso condenado

Os auditores fiscais de Sergipe estão por aqui com o governo estadual. Revoltados com o atraso do salário de maio e o parcelamento das aposentadorias e pensões, eles já pensam em cruzar os braços. Para tratar destes assuntos e da campanha salarial, a categoria se reúne em assembleia na próxima segunda-feira. Na pauta também consta a greve geral contra as reformas trabalhista e da Previdência, marcada para o próximo dia 30.

Horário reduzido

O Ipesaúde vai suspender o atendimento, ao meio dia de hoje, para fazer manutenção em seu sistema de informática. A direção do instituto explica que a redução do expediente será necessária para os técnicos efetuarem um reparo nos equipamentos, visando diminuir o tempo de espera nas filas para marcação de consultas e exames.

Peso de ouro

Quanto teria custado a afirmação do ex-deputado federal e agora presidiário Eduardo Cunha (PMDB) de que o seu silêncio “nunca esteve à venda”? Será que o dono da JBS, Joesley Batista, continua pagando mensalmente meio milhão a Cunha para ele se manter de bico fechado? Homem, vôte!

Vavá cutuca

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) não perde uma chance para fustigar o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Segundo ele, se o comunista não tivesse enchido a prefeitura de comissionados, em troca de apoio na Câmara de Vereadores, teria recursos suficientes para realizar a festança. Será?

Grana na mão

O crédito bancário do primeiro lote de restituição de Imposto de Renda deste ano será liberado nesta sexta-feira. Segundo a Receita Federal, este lote contempla os idosos, pessoas com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave, além das restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2016. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, no número 146. Você tá nessa?

Arranca unha

Sem o Forró Caju, as opções dos aracajuanos e turistas serão o “Araiá do Povo”, na Orla de Atalaia, o Gonzagão, no bairro Augusto Franco, e o Centro de Criatividade, no bairro Cirurgia. Mesmo passando por reformas físicas, este espaço será palco do “Arraiá Arranca Unha”, tradicional concurso de quadrilhas, que acontecerá de 21 a 30 deste mês. Prestigie!

Recorte de jornal

Publicado no jornal A Estância, em 7 de dezembro de 1952

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários