Cativeiro do quiabo

0

O prefeito de Poço Redondo, frei Enoque Salvador (PPS), teve uma conversa reservada, de aproximadamente duas horas, com o governador João Alves Filho (PFL), no Palácio dos Despachos. Entrou no gabinete às 10h30 e saiu por volta das 13h30, otimista e esperançoso com o que ouviu do Governo. O que levou Enoque a pedir audiência ao governador João Alves Filho, foi a situação de fome e sede – miséria total – em que vivem os assentados do alto sertão. Explicou o que tem acontecido entre o pessoal que está no projeto Jacaré/Curituba e os enfrentamentos que ocorrem com a Polícia Militar: “O que os assentados estão querendo é o mínimo do mínimo, que é água e alimento”, disse-lhe o preocupado prefeito de Poço Redondo. Aproveitou para lembrar ao governador que a ação policial na região de Jacaré/Curituba “é contra os assentados já assentados e não contra novos invasores de terras”. Sempre na luta em favor dos excluídos, Enoque Salvador disse que é lamentável que os assentados de um Projeto de Irrigação, que desde 2000 deveria estar concluído, “estejam passando sede e fome”. Realmente é estranho… O prefeito de Poço Redondo, Enoque Salvador, ficou empolgado com o estilo do governador, que concordou com todos os seus argumentos e foi favorável a uma ação emergencial na região, se comprometendo, inclusive, em ir a Brasília para tentar solucionar todos os problemas, junto aos Ministérios da área. Durante a audiência, o governador João Alves Filho convocou o chefe da Defesa Civil no Estado, Adalberto Figueiredo, e foi claro: ”lhe quero no sertão”. E não foi uma determinação para impressionar Enoque Salvador. A ordem é para Adalberto viajar hoje para a região e iniciar um levantamento das necessidades dos assentados. Disse que até o Exército retornar ao trabalho de distribuição de água, os caminhões pipas permanecerão em todo o sertão. João Alves também autorizou o pagamento de todo o atrasado até o mês passado, que poderá ser ressarcido ao Estado quando o Governo Federal enviar os recursos: “sou governador de todos”, disse. O governador João Alves Filho avisou ao prefeito de Poço Redondo, que pretende acabar com o “cativeiro do quiabo” no Projeto Califórnia. Na realidade, o pessoal hoje só planta quiabo no Califórnia e a venda é feita através de intermediários, que exploram os pequenos agricultores. O Estado está elaborando um projeto de fruticultura para aquela região. João Alves deixou claro que o trabalho e o crescimento desse novo projeto vão depender muito dos assentados, que terão de aprender a ler e escrever para se tornarem pequenos, médios e até grande empresários do setor. E para isso precisam saber até preencher um cheque. Pelo que falou o governador, será realmente uma estrutura forte de sustentação, que terá escola, posto de saúde e todas as necessidades para iniciação de um trabalho audacioso, assim como foi feito em Joazeiro e Petrolina. As duas cidades são, hoje, um dos principais pólos de fruticultura do Nordeste, mas tudo começou de um projeto do tipo, que foi crescendo pela visão empresarial dos seus proprietários, adquirida com a ajuda de entidades vinculadas ao planejamento organizacional. Em conversa informal com Plenário, o prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, disse que deixou o Palácio dos Despachos muito esperançoso, principalmente pela maneira como o governador João Alves Filho resolve os problemas e se coloca imediatamente à frente das ações iniciais. Uma coisa impressionou muito a frei Enoque. Foi quando o governador lhe disse: “não acredito que a miséria possa ser conservada, para servir de instrumento para fazer política”. Ontem mesmo o prefeito retornou à sua cidade, para levar o resultado de sua conversa com o governador. Paralelamente, estará chegando o chefe da Defesa Civil, já para dar início ao que fora determinado e mostrar que a audiência não foi apenas uma receptividade informal, que normalmente acontece entre um governador e um prefeito. Enoque vive no sertão sergipano há alguns anos, o suficiente para conhecer profundamente as necessidades de sua gente e tentar soluções. Já se passaram vários Governos e a miséria continua como investimento de campanhas eleitorais. Com a conversa de ontem, cria-se a expectativa de que a sede e a fome não servirão mais para alimentar a indústria do voto, que já colocou no poder tantos políticos que não se sensibilizam com a miséria, porque fazem dela um instrumento eleitoral. ROYALTIES A Petrobras não vem pagando os royalties a Sergipe dentro dos níveis de produção. Para calcular o déficit, o Governo do Estado está contratando empresa de consultoria. Será levantado tudo o que a Petrobrás está devendo a Sergipe nestes últimos anos, como aconteceu com o Amazonas, que extrai petróleo em índices equivalentes. CAIXA PRETA Um influente membro do Governo considerou que o setor de pagamento de royalties da Petrobras é uma caixa preta e há um débito muito grande para com Sergipe e outros Estados produtores. Nos cálculos primários chega a alguns milhões de reais, que devem ser pagos pela estatal imediatamente. EMISSÁRIO Há informação que a Petrobrás já enviou emissário para uma conversa com o governador João Alves Filho, para que fosse feita a revisão de pagamentos dos royalties. Queria evitar a contratação da empresa paulista. É que essa retenção dos royalties pode representar uma queda nas ações da estatal, porque isso teria um efeito dominó. ESTRANGEIROS Ao lado do presidente da Petrobrás, o mineiro José Eduardo, e do prefeito de Japaratuba, o belga Gerard Olivier, o prefeito de Aracaju, Marcelo Dedo (todos do PT), fez um discurso pedindo ao povo daquela cidade que não votasse em estrangeiros. Referia-se ao sergipano André Moura (PFL), prefeito de Pirambu que lidera as pesquisas para prefeito de Japaratuba. VISITA O presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, é muito ligado ao prefeito Gerard Olivier e, além de Aracaju, a cidade de Japaratuba foi a mais visitada por Dutra. Praticamente todas as vezes que vem a Sergipe, Zé Eduardo a visita. Esse relacionamento é a razão da Petrobrás está ajudando com maior intensidade a Japaratuba. EMENDAS O senador José Almeida Lima vai apresentar algo em torno de 15 emendas para a Reforma da Previdência no Senado Federal, que deve iniciar os trâmites esta semana. Quanto à reforma Tributária, Almeida disse que está acompanhando o que vem acontecendo na Câmara Federal. FERNANDES O combativo jornalista Hélio Fernandes, da Tribuna de Imprensa, tem feito comentários importantes, sempre sobre pronunciamentos do senador José Almeida Lima. Recentemente Hélio Fernando escreveu um artigo sobre a chegada cinematográfica de funcionários da Consultoria da União, no interior sergipano. CONSULTORIAS O senador Almeida Lima disse, ontem, que não se coloca contra as consultorias e acha que devem ser feitas sempre. Mas que se inclua também as cidades do PT e se evite o acompanhamento de repórteres da televisão, já que a informação só é divulgada depois de toda a apuração. RETORNO A senadora Maria do Carmo Alves retorna ao Senado Federal na próxima segunda-feira, onde passa de quatro a cinco meses. O irmão, José Alves Neto, assume seu lugar na Secretaria de Combate à Pobreza e só depois é que deverá permanecer no Governo, como chefe da Casa Civil. Flávio Conceição ocupará outra função importante no Estado. LEONOR Dia 12 de setembro está marcada reunião do pessoal vinculado à ex-primeira dama Leonor Franco, para decidir qual o rumo a tomar sobre as filiações partidárias. Leonor tem proposta do Partido Liberal e ficou de dar uma resposta definitiva na reunião do dia 12, que acontecerá na cidade de Propriá. PARTICIPAÇÃO O presidente do PL em Sergipe, Heleno Silva, não esconde que a partido tem todo interesse em acomodar o grupo de Leonor Franco, porque sabe que a legenda ficará fortalecida. Com esse grupo, o Partido Liberal terá condições de se fortalecer em cidades importantes do interior e até tentar o vice em Aracaju. APOSENTADORIA O prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, disse ontem que vai encerrar sua carreira política assim que sair a sua aposentadoria. Ainda não saiu em razão da greve do INSS… Desmente que seja candidato a prefeito de Canindé ou a vereador por sua cidade, mas confirma que continuará na luta em favor dos excluídos. DÉDA O prefeito Marcelo Déda (PT) continua cuidando do fortalecimento do bloco político que lhe dá sustentação. Quer fazer prefeitos em vários municípios no próximo ano. Segue orientação do partido, que pretende fazer as bases estaduais para eleger o maior número de governadores nas eleições de 2006. Notas RODOVIAS O deputado federal Bosco Costa (PSDB) denunciou, ontem, em plenário, que a “falta de conservação e recuperação das estradas, além dos danos causados aos veículos e o aumento no custo do transporte, tem retirado a vida de milhares de brasileiro em acidentes rodoviários. Citou como exemplo as principais estradas de Sergipe”. Bosco Costa denunciou, ainda, o risco de desabamento da ponte sobre o rio Vaza Barris, que está com danos em sua estrutura e aberta precariamente ao tráfego para cargas de, no máximo, 45 toneladas. A ponte fica na BR-101. ASSALTOS O deputado Bosco Costa também denunciou os constantes assaltos e assassinatos de caminhoneiros nas estradas de todo o país. Lembrou promessa do candidato Lula da Silva, de criar um sistema de rastreamento nacional para atender aos motoristas; Somente com o controle do GPS seria possível desestimular os assaltos. Segundo o parlamentar tucano, atualmente o caminhoneiro é interceptado na pista, em plena rodovia, por assaltantes em veículos e fortemente armados. Ou então são assaltados nos locais de parada ou posto de abastecimento. MOBILIZAÇÃO Os trabalhadores rurais sem terra do alto sertão sergipano vão realizar, hoje, uma mobilização em Canindé do São Francisco, a partir das 8 horas. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de quatro mil assentados e acampados da região, em favor da reforma agrária e contra a violência no campo. O pessoal está convocando parlamentares, entidades amigas e apoiadoras de luta pela Reforma Agrária, para acompanharem a manifestação. O Movimento Sem Terra atua em várias regiões em Sergipe e tem entrado em conflito com a Polícia. É fogo O deputado federal Jackson Barreto (PTB) sente que há um movimento em Sergipe, dos seus adversários, para enfraquece-lo eleitoralmente. Jackson Barreto advertiu que tem “casco grosso” e que já enfrentou adversários mais fortes e inimigos ferrenho. Um dos pontos fraco do deputado Jackson Barreto é que ele ficou sem condições de criticar ninguém, porque já se entregou de “corpo e alma”, em outros períodos eleitorais, a todos os adversários e inimigos de hoje. A prefeita de Canindé do São Francisco, Rosa Feitosa, já fez a regularização fundiária de lotes urbanos. Todos estavam irregulares desde a criação da nova cidade. O senador José Almeida Lima (PDT) não fala em candidatura à Prefeitura de Aracaju. Diz que é muito cedo. O deputado estadual Gilmar Carvalho (PV) promete uma grande manifestação durante a convenção do partido, que registrará novas filiações. O deputado Augusto Bezerra (PMDB) não tem dúvidas que o PRTB será um importante aliado do PMDB nas eleições municipais de 2006. O deputado estadual Arnaldo Bispo (PMDB) está animado com as eleições do próximo ano e garante que fará o sucessor do irmão, Luciano, na Prefeitura. O vereador Antônio Góis disse, ontem, que enquanto a Polícia persegue sem terras, Floro Calheiros e Antônio Francisco continuam foragido. O governador João Alves Filho só voltará a cuidar da parte política do Governo a partir do próximo ano. Neste momento se preocupa com o Estado. Ainda esta semana, João Alves Filho voltará a Brasília para tratar da votação dos destaques e emendas da Reforma Tributária. O deputado federal João Fontes, que provavelmente será expulso do PT, ainda não pensa em outra sigla. Primeiro vai lutar para se manter onde está. Antônio dos Santos (PDT) vai conversar com João Alves Filho, para que encampe proposta de promover levantamento sobre terras devolutas, e as utilize em reforma agrária. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais