Censura golpeada

0

A mordaça, que um punhado de políticos pensava em colocar na internet, não deverá valer para a próxima campanha eleitoral. É que o Senado aprovou ontem o fim das restrições à web. Por conta dessa mudança feita pelos senadores no projeto de reforma eleitoral, o texto volta para uma nova votação na Câmara Federal. Os deputados precisam votar a matéria até o dia 30 de setembro para que ela seja promulgada até o dia 2 de outubro pelo presidente Lula (PT) e tenha efeitos práticos nas eleições de 2010. Pelo texto-base da reforma eleitoral, os sites jornalísticos estariam sujeitos às mesmas regras impostas à mídia impressa (jornais e revistas) no período das eleições. Felizmente, prevaleceu o bom senso e os senadores derrubaram essas restrições. Espera-se agora que os deputados também ouçam a chamada “voz rouca das ruas” e dêem um chega pra lá nessa idéia maluca de censurar a internet.

Morte na garupa

De janeiro a 31 de agosto passado, foram registrados em Sergipe 1.399 acidentes, sendo 529 envolvendo motocicletas, resultando em 544 vítimas com ferimentos e cinco mortes. Os dados são do CPTran. Segundo o levantamento, nos 12 meses de 2008, ocorreram 1.544 acidentes, sendo 518 envolvendo motos, deixando 550 vítimas não fatais e três óbitos. O balanço revela o quanto cresceu, de 2008 até agosto de 2009, o numero de acidentes, especialmente envolvendo motos. Taí a prova de que, cada vez mais, o motoqueiro transporta a morte na garupa.

Poluidores

O Ministério do Meio Ambiente divulgou um ranking dos automóveis mais poluentes comercializados no país. Apesar de terem um combustível considerado mais limpo, os carros a álcool ocupam oito das 15 piores posições – alguns têm motor “flex”. Pelo ranking das notas, o melhor desempenho foi do Focus 2.0, da Ford, movido a gasolina, com nota 9,4. O pior desempenho foi do Corsa 1.4, da Chevrolet, quando movido a gasolina.

Driblando a Lei

A taxação de depósitos em poupança em valor superior a R$ 50 mil com uma alíquota de 22,5% do Imposto de Renda deve levar poupadores a migrar para os Certificados de Depósito Bancário. Segundo publica hoje o velho Jornal do Brasil, os CDBs oferecem rentabilidade idêntica e têm a vantagem de ter liquidez diária. Outra saída para escapar da taxação é a chamada “quebra de CPFs” – a divisão dos recursos entre pessoas da mesma família em contas com valor abaixo de R$ 50 mil. Mas economistas descartam uma saída em massa da poupança.

A força do varejo

O volume de vendas do comércio varejista aumentou 0,5% em julho em relação ao mês anterior, pelo terceiro mês consecutivo. Frente ao mesmo período de 2008, a alta foi de 5,9%. No ano, o indicador acumula crescimento de 4,7% e de 5,8% nos últimos 12 meses.

Sonhar é livre

Após completar 47 anos ontem, as loterias da Caixa Econômica Federal reservam R$ 17,5 milhões em prêmios aos apostadores. Mega-Sena e Lotomania, ambas acumuladas, fazem a alegria da galera nos sorteios desta quarta-feira. A Mega bolada está acumulada em R$ 12 milhões. Se aplicado na poupança, o prêmio renderia R$ 60 mil por mês e garantiria uma bela aposentadoria para o sorteado. A Lotomania também está acumulada e reserva para hoje mais R$ 5,5 milhões aos apostadores na faixa principal, de 20 acertos. Boa sorte!

Sorrisos largos

Os aliados do governador Marcelo Déda (PT) estão sorrindo de orelha a orelha por conta da liminar do ministro Eros Grau suspendendo os julgamentos pelo Supremo dos processos contra governadores. Essa alegria era visível ontem à noite durante a inauguração das reformas das praças Teotônio Vilela e Emilleon Schuster, localizadas no Ponto Novo, em Aracaju. Apesar do mau tempo, o evento da Prefeitura foi bastante prestigiado e ninguém comentava outra coisa que não fosse a liminar.

A criançada agradece

Os cerca de 120 mil beneficiários do Ipesaúde ganharam ontem um novo Centro de Pediatria. A unidade, localizada na rua Campos, nº 177, em Aracaju, é completamente climatizada, dispõe de oito consultórios médicos com lavatórios, sendo três com banheiros, um espaço para repouso dos médicos, sala de aerosol, dois sanitários para funcionários e outros dois para os beneficiários e dependentes, fraudário, copa para os servidores, uma brinquedoteca e televisores com aparelhos de DVD acoplados.

Inclusão é lenda

A aplicação de políticas públicas transversais, ou seja, de ações articuladas em várias áreas de governo para garantir a inclusão social e o fim da discriminação contra grupos minoritários ainda é um desafio para o país. É o que revela publicação divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada. Segundo o estudo, a transversalidade não funciona na prática. Os grupos sociais mais prejudicados com a falta de medidas públicas são negros, mulheres, pessoas com deficiência, crianças, adolescentes e jovens.

Baixaria

Brincadeiras sem graça que circulam na Internet: “Robinho é, na verdade, um triatleta, pois corre, pedala e nada”. A outra se reporta à desclassificação do “Mais Querido” sergipano: “O Clube Sportivo Sergipe é um time fora de série”. Quanta maldade!

 

 

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários