Chega de Spam

0

O Spam é irritante. Me incomoda muito mais que ler um email com pouco conteúdo aproveitável. O Spam é invasivo. A gente não pede para receber, não quer receber, não se interessa pelo assunto e mesmo assim estão lá todos os dias na nossa caixa postal.

Todos os usuários de email já receberam (e continuarão recebendo) spam. É uma praga virtual. Existem vários estudos, mas alguns deles estão apontando que 60% do total dos emails que circulam diariamente correspondem a spam e suas variantes.

Um exemplo claro de spam é meu correio da Infonet. Como ele é público, ou seja, está disponível numa página na internet, é fácil para os robôs (programas que ficam percorrendo as páginas web em busca de emails) encontrar-lo. Não cheguei a fazer a conta para ver o percentual de spam que recebo, mas ele é bastante alto. Como não queria apedrejar ninguém sem antes tentar dizer que não me interessavam os anúncios que recebo periodicamente, resolvi fazer uma coisa que não se faz: responder o spam pedindo que não mandem mais emails. De qualquer forma aconteceu o que já sabia… Continuei recebendo spam.

Entretanto, para a minha surpresa, vários deles foram realmente removidos. Não sem antes ter que mandar remover o meu email da lista, o que me deixa irritado de qualquer maneira já que não pedi para estar nela. Porém, o que chama a atenção é que alguns emails têm o seguinte no texto: “Esta mensagem é enviada com a complacência da nova legislação sobre correio eletrônico, Seção 301, Parágrafo (a) (2) (c) Decreto S. 1618, Título Terceiro aprovado pelo “105 Congresso Base das Normativas Internacionais sobre o SPAM”. Este E-mail não poderá ser considerado SPAM quando inclua uma forma de ser removido. Para ser removido de futuros correios, simplesmente responda indicando no Assunto: REMOVER.” Vou colocar em maiúsculas para que fique bem claro para todos os leitores: ISTO NÃO EXISTE! É UMA ENGANAÇÃO. Não existe lei brasileira que regulamente o correio eletrônico. Existem vários spammers que estão se valendo do texto acima para enganar os internautas e continuar a mandar seus irritantes spams. Embora seja um movimento ainda pouco conhecido, denuncie os spams aqui.

Como se a ação dos spammers não fosse suficiente, ainda temos os emails que circulam com histórias mentirosas (chamados hoax), mas tão bem contadas, que a maioria das pessoas acaba repassando para seus amigos mais próximos, tornando-se uma corrente que inunda os servidores e as caixas postais. Existem histórias de todos os tipos, como aquela de acordar numa banheira cheia de gelo sem um dos rins, ou da menina que está com câncer que vai ganhar um centavo com cada mensagem repassada ou ainda aquela que vai receber um celular novinho caso passe a mensagem para mais de N amigos. Com o intuito de tornar a história verídica são colocados no texto termos científicos, instituições de renome nacional ou que a história se passou com o “amigo do amigo”. Tudo falso, é claro.

A motivação da criação dos hoaxes é capturar endereços de email. Em poucas semanas circulando pelo mundo afora, a mensagem vai retornar ao seu destino com centenas de emails que os spammers podem usar como desejarem. Portanto, se você receber um email com uma história bem contada, mas que pede para repassar para todos os seus amigos, pode esquecer e apagar. Se mesmo assim você quiser mandar, quem sou eu para impedir, mas, por favor, remova o meu email!

Até a próxima semana.

Em tempo: semana passada ao remover algumas dezenas de spams sem querer apaguei um email de algum leitor com o título “serviço de utilidade pública”. Mande novamente, que terei o maior prazer em responder.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários