Ciclistas abandonados

0

Com mais de 50 quilômetros de ciclovias, Aracaju poderia ser um exemplo para o país. Não é porque, além das obras físicas, não implantou uma política de proteção aos milhares de ciclistas que arriscam as vidas ao pedalarem no meio de um trânsito violento. O transporte muito mais sustentável, eficiente, limpo e não violento é marginalizado em nossa capital. Alguém já viu em Aracaju uma única campanha educativa sobre o uso da bicicleta? De que adiantam mais de 50 quilômetros de ciclovias se o ciclista não é orientado a usá-las e se os deseducados motoristas não respeitam esse importante meio de transporte? Diariamente, são registrados acidentes contra os corajosos usuários de bicicletas, mas as mortes destes não passam de frias estatísticas policiais. Pior é que essa triste realidade vai perdurar enquanto as autoridades de trânsito, especialmente a SMTT, não atentarem que a violência e o descaso contra o ciclista são uma questão social.

Pesquisa

Pelo twitter, o governador Jackson Barreto (PMDB) disse dar gargalhadas de alguns comunicadores que divulgam pesquisam colocando-o sempre na 3ª posição. E o peemedebista alerta que “se precisarem de pesquisa nova, tenho uma saindo do forno onde apareço em 2º lugar e sou o único pré-candidato em crescimento”.

Não gostou

Não convidem para a mesma convenção o vereador aracajuano Valdir Santos e o deputado estadual Paulinho da Varzinhas. O primeiro não esconde a insatisfação com o fato de Paulinho ter tomado de Clóvis Silveira a direção estadual do PT do B. Lamentando não ter sido ouvido sobre a mudança, Valdir diz que só não deixa o partido para não correr o risco de perder o mandato. Misericórdia!

Safadeza

E Clóvis Silveira, aquele da pseudo-refinaria Atlântico Sul, disse que perdeu o comando do PT do B em Sergipe porque não aceitou participar de safadeza. Insatisfeito com a afirmação do ainda aliado, o novo presidente do partido, deputado estadual Paulinho da Varzinhas, fez um desafio a Clóvis: “Você está autorizado a contar qual a safadeza que lhe propuseram para continuar comandando o PT do B”. Vixe Maria!

Vem aí o Pros

Os eleitores terão um novo partido para votarem em 2014. É o Partido Republicano da Ordem Social (PROS). A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral já votou favorável a criação da nova legenda, que terá o número 90. Comenta-se que em Sergipe o PROS ficará no grupamento político liderado pelo deputado federal Rogério Carvalho (PT).

Recursos

O Ministério da Integração Nacional vai investir em Sergipe R$ 7,8 milhões. Os recursos serão utilizados implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água visando atender 2,4 mil famílias. Segundo o governador Jackson Barreto (PMDB), este investimento garantirá mais qualidade de vida aos moradores do semiárido sergipano.

Insegurança

A insegurança vivida pelos usuários dos ônibus em Aracaju está preocupando a vereadora Emília Corrêa (DEM). Ela citou o ‘arrastão’ promovido dentro de um coletivo por vários marginais. Segundo a demista, é preciso aumentar o efetivo da Polícia Militar visando combater a crescente criminalidade nos principais centros urbanos de Sergipe. Emília tá certa!

Sujismundo

O sujeito que jogar lixo em local impróprio pode ser multado. Pelo menos é o que pretende o vereador aracajuano Max Prejuízo (PSB). Ele apresentou projeto de lei prevendo punição para quem jogar ou depositar lixo, entulho ou material de qualquer espécie em área não destinada a depósito ou coleta pela Prefeitura. No Rio de Janeiro os sujismundos já estão sendo devidamente multados.

Mais Médicos

A maioria da população é favorável à contratação de médicos estrangeiros por meio do Programa Mais Médicos. Pesquisa divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) revela que 73,9% dos entrevistados apoiam o programa.  Os dados mostram que 49,6% dos entrevistados acreditam que o programa solucionará problemas graves relacionados à saúde no país. Então tá!

Do baú político

Na década de 80, historiadores sergipanos tiveram que ir a publico desmentir a existência da lenda do cacique Caju Ieba, criada por marqueteiros do governo para divulgar o turismo estadual. A falsa história dava conta que, para guiar seus guerreiros, o valente cacique deixava pela mata pedrinhas conhecidas como Ieba. Depois, descobriu-se que as ditas pedrinhas davam sorte a quem as encontrasse. Simultaneamente à falsa lenda, o governo mandou confeccionar milhares de chaveiros de pedrinhas brancas que eram distribuídas pela Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur) a quem visitava Sergipe. Para evitar que a “lorota” ganhasse mais corpo, historiadores foram à imprensa e desmentiram a existência de tal cacique em Sergipe, assim como das pedrinhas da sorte. Encabulado, o governo colocou a viola no saco e a Emsetur destinou ao lixo os chaveiros de pedrinhas, sepultando a história que nunca existiu.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais