Citricultura em frangalhos

0

Relato do pequeno citricultor, Lafayette Junior, sobre o que vem passando a citricultura em Sergipe: Estamos vivendo mais uma vez o caos na citricultura, este relato não procura culpados, nem do passado, nem do presente e sim quem irá nos ajudar a solucionar todos os problemas que a cada ciclo esta cultura, tão importante, não só para o centro sul, mas sim para todo o estado de Sergipe.

 

Preço: Hoje 01 tonelada (1000 KG) de laranja e paga pelas fábricas de suco concentrado 100 reais, vamos esquecer o custo de produção que segundo a Emdagro é de 150 reais, já obtendo ai um prejuízo de 50 reais, mas vamos lá: estes valores correspondem ao praticado no município de Salgado, podendo assim serem alterados; 30 reais por tonelada para colher  o fruto, 8 reais para colocar o fruto depois de colhido no caminhão, 20 reais por tonelada para o transporte da fazenda até a fábrica, custo total de 42 reais “Líquido” por tonelada que será recebida pelo produtor sendo assim cada tonelada produzida esta dando um prejuízo de 108 reais.

 

Social: Como o setor agrícola em geral a citricultura emprega muita gente, para se ter uma idéia, da fabricação da lona para cobrir as estufas para produção das mudas até a fabricação do tonel para transportar o suco concentrado para o exterior, passando por indústria, mão de obra não tão qualificada, técnicos agrícolas, agrônomos , fabricas de adubo, insumos, combustível, uma infinita rede de emprego é gerado.

 

O setor citrícola está fadado a falência, sobrevive hoje por muitas vezes, seus os proprietários não terem como única fonte de renda a laranja para sobreviver, tendo a propriedade como segunda fonte de renda, sendo assim consegue ir se sustentando, Deus sabe como.

 

O poder público sem duvida já possui muitos problemas a resolver, mas caso não tome uma providencia urgente para tirar a citricultura aonde ela se encontra, municípios como Umbaúba, Salgado, Boquim, Pedrinhas, Cristinapolis  vão ficar em uma situação dificílima, clamamos por socorro, a laranja precisa, não como favor, e sim por possuir qualidades já conhecidas, entrar na lista da merenda escolar, o estado precisa fortalecer o cooperativismo, diminuir os impostos dos insumos e adubos, criar um crédito estadual acessível através do Banese, com direito a custeio, investimentos, compra de maquinas agrícolas, agora que este credito seja distribuído de forma empresarial e não política, desta forma ou o Estado toma as rédeas desta crise para si ou será o começo do fim…. (Lafayette Franco Sobral Junior – pequeno citricultor)


Aumento do preço da gasoline em Aju

Alguns leitores enviaram e-mails criticando o reajuste do preço da gasolina em Aracaju está semana. Em vários postos o aumento está sendo considerado abusivo e o reajuste foi feito “as escuras”.Para se ter um idéia o preço hoje está entre R$2,66 e R$2,81 o que antes tinha uma variação de R$2,40 a R$2,59.

 

Preço médio ponderado deveria ser R$ 2,5330

Segundo o CONFAZ- Conselho Nacional de Política Fazendária –  o preço médio ponderado a consumidor final (PMPF) de combustíveis, no caso da gasolina para Sergipe deveria ficar em R$ 2,5330 a partir de primeiro de agosto deste ano.

 

Favela da orla é de responsabilidade da PMA

A nota com foto publicada ontem, 06, neste espaço mostrando que está sendo formada uma favela na orla da Atalaia, em frente ao farol, foi bastante comentada pelos leitores. Já a Secretaria de Infra-Estrutura, que tem um gestor responsável pela orla, informou que aquele trecho da orlinha da Coroa do Meio é de responsabilidade da Prefeitura de Aracaju. Então a responsabilidade da favela é da Emurb ou Emsurb. Que o prefeito Edvaldo Nogueira chame a atenção dos gestores para acabar com o problema.

 

Itabaiana: drenagem urgente no fundo do cemitério

Da meia dúzia de leitores deste espaço diariamente, sem dúvida nenhuma, uns dois, são do município de Itabaiana. Um deles, está pedindo urgentemente que a Prefeitura de Itabaiana tome providencias para fazer a drenagem da parte do fundo do cemitério municipal.

 

Cemitério em baixo d`água

Já faz vários meses que boa parte do cemitério esta em baixo d`água e ninguém do Prefeitura de Itabaiana  toma nenhuma providencia. Moradores vizinhos a região já falaram com o responsável pelo Cemitério e ele diz que não pode fazer nada, pois o problema só pode ser resolvido em nível de Secretário. No domingo é o dia dos pais e quem já perdeu o seu, aproveita a data para prestar homenagens ao ente querido. Só que do jeito que o cemitério está não vai poder nem colocar uma flor no tumulo devido ao volume de água da inundação.

 

Cenam e a política

Quem leu a lista com os novos comandantes do Cenam levou um susto. Lideranças políticas que já tiveram cargos em governos anteriores foram nomeadas para cargos que deveriam apenas técnicos. A expectativa é que o clima vai piorar no Cenam.

 

Crown: manutenção da empresa
Na inauguração da fábrica de latas da Crown ontem em Estância, o governador Marcelo Déda se disse feliz por estar testemunhando uma conquista concreta do seu governo que foi a manutenção da empresa em Sergipe e a sua expansão que só foi possível devido aos incentivos fiscais e locacionais concedidos pela administração estadual. “Quando nós chegamos ao governo, a Crowm estava fechando suas portas para ir embora do Estado. Nós conseguimos não apenas reverter aquela decisão, mas nossos esforços fizeram com que ela desenvolvesse um projeto de expansão que hoje estamos aqui para inaugurar”.

 

Discursos desabando

Na oportunidade, Déda aproveitou para alfinetar críticos do seu governo que insistem em dizer que não existem ações concretas na administração estadual. “São discursos que estão desabando por que não possuem fundamento na verdade, são apenas palavras que não se sustentam”, afirmou o governador. Ele citou São Paulo, ao dizer que até o apóstolo dos gentios escreveu em suas epístolas que “não há fé sem obra”. Em seu discurso, ele comentou que “se até São Paulo, que foi um dos maiores responsáveis pela afirmação do cristianismo no mundo, precisou afirmar que não há fé sem obra, imagine eu, por isso é que estamos aqui hoje em Estância mostrando mais uma obra edificada em conseqüência de um trabalho sério e responsável realizado pelo nosso governo”, finalizou.

 

Investimento de R$ 122 milhões

O investimento para a implantação da planta da fábrica em Estância foi de R$ 122 milhões e ela terá capacidade de produzir até 1 bilhão de latinhas por ano. Segundo Rinaldo Lopes, presidente da Crown do Brasil, essa produção será aumentada para 1,5 bilhão no próximo ano.

 

Eficiência e postura ética

Durante a inauguração o presidente da Crown, Rinaldo Lopes, não poupou elogios à

eficiência, agilidade e postura ética do secretário Jorge Santana e toda a sua equipe, fatores essenciais para que a decisão da empresa recaísse sobre Sergipe, já que outros Estados do Nordeste disputavam o empreendimento. Passados os quatro anos do último governo, em que a política industrial era conduzida com timidez, Sergipe voltou a receber novas e modernas indústrias. Desde então, entre implantadas e em implantação, são 41 novas fábricas e ampliações de outras já existentes, significando a geração de cerca de 4 mil novos postos de trabalho em todo o Estado. O desafio da sistema Sedetec/Codise é chegar em 2010 quebrando o recorde de atração de novas indústrias e de geração de empregos em Sergipe, ultrapassando as marcas dos governos passados.

 

10 representações contra propaganda eleitoral antecipada I

A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) ingressou com dez representações contra partidos políticos que fizeram propaganda eleitoral antecipada de janeiro a julho de 2009. O PMDB, PT, PCdoB, PSDB, PSB, PTB, PP, PR, PSC e DEM utilizaram o horário da propaganda partidária para realizar promoção pessoal de alguns de seus filiados ou para denegrir opositores.De acordo com o procurador Regional Eleitoral substituto, Ruy Nestor Bastos Mello, as mensagens tinham um nítido cunho eleitoral dirigido às eleições de 2010, desvirtuando a finalidade da propaganda partidária. “A propaganda partidária deve ser utilizada para promoção da agremiação e não de políticos em evidência integrantes do partido ou com o fim de denegrir a imagem dos opositores”, esclarece o procurador.

 

10 representações contra propaganda eleitoral antecipada II

Cassação de tempo – Nas representações, a PRE pede que, no espaço destinado à propaganda partidária a ser veiculada no próximo semestre, seja cassado o tempo equivalente ao que foi utilizado incorretamente pelos partidos. Assim, o PP e o PSB podem ter, cada um, 19,5 minutos descontados de seus próximos programas; o PT, 18,5 minutos; o PCdoB, 16,5 minutos; o PMDB, 15 minutos; o PTB, 9 minutos; o PR, 6,5 minutos; o DEM e o PSDB, 6 minutos cada um, e o PSC, 4 minutos.A PRE/SE requer também ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que determine a suspensão imediata das propagandas listadas e a proibição de veicular outras similares, sob pena de multa a cada nova divulgação. Apenas no caso do PV, que também veiculou propaganda partidária nesse período, o procurador entendeu que não houve irregularidades, sendo obedecidos os ditames legais.

 

Jornal para deficientes visuais I

Os deficientes visuais já têm um jornal específico para eles em Sergipe. O Adevise Notícias foi lançado pela Associação dos Deficientes Visuais de Sergipe e é o primeiro jornal em áudio do Estado. O veículo traz novidades da instituição, políticas públicas e novas tecnologias disponíveis no mercado. O Adevise Notícias pode ser encontrado na sede da Adevise, na avenida Pedro Paes Azevedo, 762, Grageru. O associado não paga nada pelo exemplar, mas precisa, antes, dirigir-se à instituição para se cadastrar. O primeiro número circulou com 31 minutos de áudio e foi lançado no dia 23 de julho.

 

Jornal para deficientes visuais II

A previsão para a circulação do segundo número é dia 17 de agosto com 60 minutos de gravação.De acordo com o editor do veículo, jornalista Lucas Aribé, o jornal em áudio vem suprir uma carência da instituição, pois vai divulgar suas ações, além de servir de um meio de comunicação de utilidade pública voltada ao deficiente visual. “É importante para o associado conhecer mais a instituição”, disse. (Fonte: Jornal da Cidade)

 

Cinemark: Curta urbanidade = pouca divulgação

O Cinemark tem um projeto excelente, o Curta Urbanidade. São  curtas nacionais extremamente educativos, políticos e de caráter polêmicos sobre temas relevantes da nossa sociedade. Acontecem todos os dias às 18hs e é inteiramente grátis. É uma pena que as sessões por falta de divulgação tenham apenas meia dúzia de pessoas assistindo. Questionamentos de uma leitora: “De quem é a culpa pela falta de divulgação do projeto? Será porque é patrocínio da Petrobras ninguém se preocupa com a bilheteria? Por quê os eventos críticos que tratam de temas necessários ao diálogo social não são divulgados? Quantos jovens de todas as classes econômicas , vítimas das drogas, entediados com as palestras enfadonhas e conservadoras nas escolas poderiam assistir esses curtas e não estão lá?”. Os questionamentos são pertinentes e a direção do cinema e a própria Petrobras poderiam fazer uma divulgação maior, inclusive nas escolas, para que as sessões tenham um público maior.  

 

Águas de Sergipe I

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, através da Superintendência de Recursos Hídricos e da UPPÁguas de Sergipe estará realizando hoje, 07,às 9hs, no auditório da SEAGRI com a Equipe da Missão de Preparação do Banco Mundial do Projeto Águas de Sergipe com o propósito de apresentar os Compromissos, Programa de Trabalho e Ajuda-Memória.

 

Águas de Sergipe II

Os trabalhos foram iniciados em dezembro de 2008 e deverão ser concluídos em junho de 2010, com a assinatura do acordo de empréstimo no valor de US$ 117,125 milhões de dólares a ser firmado entre o Estado de Sergipe e o Banco Mundial, com o objetivo geral de fortalecer o marco institucional e políticas para a gestão integrada dos recursos hídricos e meio ambiente no Estado de Sergipe e implementar ações que contribuam para a revitalização da bacia hidrográfica do rio Sergipe.

 

Projeto veta privatização de elétricas I

Com o objetivo de proteger especialmente as populações mais pobres, o senador Antonio Carlos Valadares, líder do PSB no Senado, deu parecer favorável a projeto que impede privatizações das empresas de energia elétrica de Rondônia, Acre, Alagoas, Amazonas e Piauí. Valadares citou exemplos de empresas desestatizadas, que resultaram no aumento dos preços das tarifas, e disse ser muito pertinente o projeto da senadora Fátima Cleide (PT-RO), do qual é o relator.

 

Projeto veta privatização de elétricas II

O relatório de Valadares foi favorável ao projeto de lei 51/2004, modificador da Lei 9.491/1997, que altera procedimentos relativos ao Programa Nacional de Desestatização. E tem por objetivo excluir da autorização genérica para privatização as empresas Centrais Elétricas de Rondônia (CERON), Companhia de Eletricidade do Acre (ELETROACRE), Companhia Elétrica de Alagoas (CEAL), Companhia Energética do Amazonas (CEAM) e Companhia Energética do Piauí (CEPISA).

 

TJ considera ilegal greve em Laranjeiras

O desembargador Cláudio Dinart Déda Chagas considerou ilegal a greve dos professores da rede municipal de Laranjeiras iniciada na última terça-feira. A determinação segue um pedido feito pela prefeitura ao Tribunal de Justiça (TJ), uma vez que a decisão da paralisação dos docentes foi tomada antes mesmo da administração municipal apresentar a proposta. Claúdio Déda assevera que o ensino público é considerado essencial, de modo que a paralisação das atividades ocasionará graves prejuízos ao interesse público, principalmente  no que diz respeito à “continuidade da atividade educacional prestada a toda a população de Laranjeiras, notadamente á juventude”. Além disso, foi determinada pelo desembargador a imediata suspensão do movimento grevista, sob pena de multa diária de R$ 5 mil, limitando-se o montante em R$ 90 mil, em caso de descumprimento.

 

Marina define se será candidata pelo PV

A senadora Marina Silva (PT-AC) desembarca nesta sexta-feira em Rio Branco, onde nasceu, tendo de cor uma lista de amigos e companheiros que serão ouvidos para tomar a decisão que considera a mais difícil da vida dela: abandonar 30 anos de militância petista, se filiar ao PV, participar da “refundação programática do partido” e se tornar candidata a presidente da República. O primeiro problema é retirar o PV das mãos das atuais lideranças, principalmente da família Sarney.

 

Atualização do cartão Mais Aracaju para UFS

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju – SETRANSP – somente aceita para realização da atualização do cartão Mais Aracaju Escolar ou do recadastramento estudantil, a grade de horário do aluno da UFS 2009/2 que apresente o cabeçário ou rodapé do site do DAA, daa.ufs.br. Outra informação importante: os postos SETRANSP do CEAC, que encontra-se em reforma; da UFS, Universidade Tiradentes – Unit -; e D.I.A. não estão realizando o recadastramento.

 

Studium Danças comemora sucesso de oficina

Terminou com sucesso a oficina de dança ministrada no Studium Danças por Marcelo Sena, entre os dias 31 de julho a 02 de agosto. A oficina é fruto da Pesquisa Prática Pele e Ossos, desenvolvida por Marcelo e sua equipe desde a sua aprovação no Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna, em 2006. Marcelo avaliou como bastante positivo o resultado da oficina, tendo em vista o ótimo aproveitamento e resposta recebida. E entre os alunos não foi diferente. A professora de dança e de Educação Física Renata Mello considerou a abordagem utilizada na oficina enriquecedora, por trazer uma forma diferenciada de pensar o movimento para os bailarinos. “Eu gostei bastante! Adoro ver resultados práticos imediatos das técnicas no meu corpo”, finalizou.

 

DO LEITOR

 

Sobre som alto

E-mail recebido: “Com relação ao barulho no Colégio Salvador a mesma coisa ocorre na Escola Pública Gonçalo Rolemberg situado a Av. Franklim de Campos Sobral no Bairro Jardins. O Evento Carismático deve ser o mesmo do Colégio Salvador e acontece nos finais de semana com apitaço e tudo a partir das sete da manhã. Um absurdo”.

 

Som alto. Justiça seja feita

Do leitor Antônio: “Moro na Coroa do Meio e que há muito tempo não conseguia dormir dia aos finais de semana. Depois de ligar várias vezes para o 190, ouvidoria do estado, delegacia da orla e prefeitura de Aracaju, por vários vezes minha família não teve a solicitação atendida. Recentemente, procurei diretamente o 190 e descobri que por final de semana a PM recebe quase 500 solicitações de som alto e que cada solicitação era atendida por ordem de chegada e ainda que a maioria era trote. Com essa informação fui ao pelotão ambiental da pm lá no parque dos cajueiros e fiz o meu relato pessoalmente, dizendo que estava difícil viver nessa situação. Nesse final de semana teve uma apreensão em massa lá e as coisas melhoraram muito, ainda tem som alto, mas agora eu acho que a coisa vai mudar.Estou contando a minha história para pedir as pessoas que não enviem trotes para o 190 e que as pessoas que realmente precisarem eu aconselho que dêem um pulo no quartel do centro da cidade ou no pelotão. Eu mesmo fui muito bem atendido e já começo a ver resultados. Me informaram que são poucas guarnições e que o trote é o que mais atrapalha. Acho também que a prefeitura deveria cancelar o alvará desses bares barulhentos”.

 

Péssimo atendimento no Detran Jardins

De um servidor público: “O Detran do Jardins está com um péssimo atendimento. Para piorar a situação o ar-condicionado está quebrado e o calor é insuportável. Para pagar meu IPVA 2009 tive que enfrentar 2 horas de espera em um calor infernal. E haja dinheiro para este Detran. Francisco Dantas saia do ar-condicionado para ver como anda o atendimento”.

 

Resposta a assessoria de imprensa dos Correios I

Do leitor Andrade, diretor comercial: “Os correios querem mostra perante a imprensa como 100% correta, mas a realidade em Graccho Cardoso não é essa. Os correios “tomou conhecimento da saída do funcionário”, só que muito antes disso foi denunciado em um programa de rádio (Messias Carvalho) onde uma pessoa responsável dos correios em Sergipe estava presente em entrevista ao vivo que esse funcionário cobrava comissão de aposentados para que ele retirasse o dinheiro e levasse em casa, enquanto outros que não pagava ficavam esperando na fila até que ele terminasse o serviço, e simplesmente os correios não fez nada, (olha que a informação foi passada diretamente a pessoa responsável pelos correios no ar para todo o estado), o funcionário só foi retirado porque a prefeitura demitiu vários funcionários para corta gastos e esse cidadão foi junto, e mesmo denunciado aos correios o cidadão continuou a cobrar comissões, e o mais incrível é que vários atendentes comerciais passaram por lá nesse período e aceitaram o crime de anos, e não mim venha com justificativa porque para que seja retirado o dinheiro o atendente é quem faz o processo, então eles são cúmplices”.

 

Resposta a assessoria de imprensa dos Correios II

Continua Andrade: “Com relação à entrega de correspondências nas zonas periféricas, venha nessas localidades e pergunte pessoalmente quando eles receberam um carteiro em suas residências, que mesmo com o funcionário da prefeitura não ia lá, só quando era para levar o dinheiro de aposentados daquele lugar, isso com a bicicleta e a farda dos correios. Relativo aos concursos e as contratação de 48 concursados, acredito que esse numero não resolveu o problema, e mesmo assim chamaram até para Maceió… Essa é pra rir sair de Sergipe para Alagoas. Essa Portaria n.º 311/98, do Ministério das Comunicações de até 50mil habitantes entregarem duas ou três vezes por semana é uma “discriminação” as cidades pequenas e ainda muito antiga, pois estamos no tempo onde 75% dos gastos são pago por boletos que chegam via correios, e assim como eu vários munícipes de Graccho Cardoso e de outros municípios estão pagando suas contras atrasadas por não chegarem no tempo certo. Portanto queremos que seja resolvido o problema com as entregas de correspondência, pois pagamos direta e indiretamente pelos serviços dos correios, não nos interessa se vão chamar concursados ou não.  E ainda desafio qualquer pessoa para vim em Graccho Cardoso e em outros municípios com esse problema e constatar o que foi dito essa semana e verdade ou apenas blasfêmia”.

 

Estado e Igreja

Do leitor Josemilton Almeida: Pertinentes seus comentários sobre omissão do pelotão ambiental e outros órgãos por não intervirem na questão do barulho do Colégio do Salvador e templos religiosos. Parece resquício da separação entre estado e igreja que não restou plena. Vejamos outro fato merecedor de questionamentos: Notícia publicada no site do TRE-SE pela Assessoria de Comunicação, dá conta da possibilidade de alteração da data da eleição em Neópolis – marcada para o dia 18 de outubro próximo – em razão de evento religioso a ser realizado na mesma data e utilização de unidades escolares como parte da infraestrutura. A notícia informa da solicitação de transferência feita pelo titular da paróquia de Santo Antonio. Não se questiona aqui a liberdade religiosa nem o direito à realização do evento. Entretanto, indaga-se: O estado brasileiro não é laico? O que pensam as outras organizações religiosas sobre a alteração proposta? Não é o caso da supremacia do interesse público sobre o privado? O patrimônio público (escolas) pode ser utilizado para suporte à evento organizado por pessoa de natureza privada? E se um clube de serviço, associação, sindicato ou clube de futebol organizar um evento que coincida com a data de realização das próximas eleições, poderá pleitear alteração?Creio que a pretensão não prosperará. Do contrário, abre-se um precedente em favor de inúmeras organizações, com os mais variados interesses, num país de 5564 municípios”. ( Obs:Não é que o TRE-SE acatou a solicitação da poróquia e alterou a data da eleição em Neópolis. A igreja continua forte, celebrando e mantendo casamentos).

 

CEAC da rodoviária

De um servidor devidamente identificado: “Trabalho no CEAC da rodoviária e venho denunciar que acontecendo naquele órgão tão útil à  população. O senhor Moisés Santana diretor do CEAC vem há um bom tempo assediando moralmente os servidores daquele órgão, inclusive perseguindo alguns funcionários, o descontentamento é total com essa gestão, quer que os funcionários trabalhem em regime de empresa privada em um órgão público, vem exigindo produtividade, repreendendo os funcionários no meio dos usuários, sem o menor respeito, na maior truculência. Inclusive vários usuários comentam as atitudes baixas do senhor Moisés. Não podemos atender bem ao cliente sendo tratados dessa maneira por uma pessoa que diz estar à disposição dos cidadãos e servidores, mas o que se vê são punições sem nenhum fundamento como se os servidores fossem seus capachos, ou até mal – caráter. O que se vê ali são pessoas dedicadas apesar do baixíssimo salário e responsabilidades desproporcionais ao vencimento, que não levam em conta isso e atendem o cidadão da melhor maneira possível, inclusive arrancando vários elogios dos mesmos. Não é difícil ver um servidor com algum livro ou apostila preparando-se para outros concursos que remunerem melhor, essas pessoas não podem e não merecem ser tratadas da maneira como o senhor Moisés Santana as trata. O governador Marcelo Déda precisa tomar conhecimento  de tudo isso, afinal é o nome dele que ficara marcado, uma atitude deve ser tomada, gestores desse tipo tem que ser banidos do serviço público”.

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Os homens apressan-se mais em retribuir um dano do que um benefício, porque a gratidão é um peso e a vingança um prazer”. Tácito.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários