Clima de guerra na Arquidiocese de Aracaju. Extrema perseguição.

0

                                               Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
                   “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


O desgastado arcebispo de Aracaju, d. João Costa, acendeu um fósforo no barril de pólvora na já maltratada arquidiocese de Aracaju. No último sábado, 18, logo cedo, na rádio cultura de Sergipe, ele anunciou o remanejamento de 20 padres. Até aí tudo bem, pois é direito dele realizar tais mudanças, mas o problema está no critério e modo utilizados. O blog já havia antecipado as transferências, mas quando este espaço divulgou alguns nomes, eles foram mudados. Outras mudanças ainda serão anunciadas até o final do ano.  

Ambiente doentio

Desde que o atual arcebispo assumiu o cargo que o clima na arquidiocese se tornou doentio e ácido. Foi estruturado um ambiente de fofoca, maldade, perseguições e regado de muita bajulação e acobertamento de outras situações que virão à tona no futuro. “Isso é péssimo para o povo de Deus, pois o que se espera de um pastor são outros comportamentos”, disse um leigo da paróquia de Jesus Ressuscitado.

 

 

O fofoqueiro-mor

Todas as mudanças foram definidas por 2 pessoas: o arcebispo e o vigário-geral, pe. Genário. “Dessa vez o 1º ministro ficou de fora, pois ele está percebendo que o barco está afundando e, aos poucos, está se retirando. Ele não é bobo”, disse o leigo. Porém, um fofoqueiro-mor da arquidiocese, para ser beneficiado e ganhar prestígio, delatou numa reunião muitos colegas. E foi presenteado com uma importante paróquia em Aracaju. “Imagina quando vier à tona “alguns prints” de conversas envolvendo esse fofoqueiro!” Só São José na causa!


Extrema perseguição

“Muito padres foram perseguidos impiedosamente porque não compactuam com o jeito desumano, frio e mesquinho de ser do arcebispo. Na arquidiocese a regra é a seguinte: discordou dele prepare a cabeça para a guilhotina”, afirmou o leigo. O titular do blog, que conhece muito bem os meandros do poder, analisa e avalia que todas as pessoas que estão à beira do precipício e sem rumo aumentam a perseguição e a arrogância. Qualquer semelhança entre o arcebispo de Aracaju e o presidente Bolsonaro é mera coincidência. Conforme disse um amigo íntimo do 1º ministro, “ambos são gêmeos siameses e caminham para um final trágico e melancólico”. Quem viver, verá!

Enigma para o leitor decifrar  Salve Jorge! Salve os Reis!

Amanhã, 21, a partir das 9h, manifestação para convocação dos aprovados no concurso Bombeiro Militar de SE Amanhã, 21, em frente ao Palácio de Despachos (Avenida Adélia Franco), os aprovados no concurso público para o cargo de soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) realizarão uma nova manifestação. O concurso foi realizado em 2018 afim de preencher 200 vagas e, após o certame, o Poder Executivo elaborou uma lista com mais de 500 aprovados.

348 Vagas existentes No entanto, existe a lei 5.653/05 que fixa o efetivo do CBMSE em 1.193 bombeiros militares, distribuídos em qualificações. Para a qualificação de soldado bombeiro, a lei dispõe de 348 vagas, sendo que no ano da realização do concurso só havia 02 soldados na corporação. Ou seja, um déficit de 346 soldados. Na corporação o déficit era de 681 militares. Houve 02 convocações para o cargo de soldado, na primeira convocou-se 70 aprovados, já na segunda convocou-se 74 aprovados.

Fora dos padrões internacionais Segundo os concursados, atualmente se discute uma nova lei de efetivo para o CBMSE que aumenta o número de vagas de soldado para 358, mas até o momento apenas 2/3 dos aprovados foram convocados. O efetivo atual do CBMSE encontra-se fora dos padrões internacionais recomendados. Por exemplo, a ONU que recomenda 01 bombeiro para cada 1.000 habitantes e a National Fire Protection Association (NFPA) que recomenda de 0,5 a 2,70 bombeiros para cada 1.000 habitantes. Sergipe, atualmente, apresenta 0,22 bombeiros para cada 1.000 habitantes.

Algumas consequências do baixo efetivo do CBMSE na prestação de serviço público à população: Impossibilidade de atender ocorrências simultâneas; de 03 ligações para o 193, apenas 01 é atendida; e morosidade nas fiscalizações e vistorias.

Foto: Ascom/Emurb

Parque da Sementeira: Prefeitura está construindo um muro novo e com um gradil que se deteriora com o tempo igual o que foi colocado embaixo da passarela ao lado do Detran Algumas perguntas para a Prefeitura de Aracaju sobre o novo cercamento do Parque Augusto Franco, conhecido como Parque da Sementeira em Aracaju: qual o motivo de não aproveitar a base anterior e recuar muito o espaço do muro? E qual o motivo da nova estrutura ter um gradil igual ao que foi colocado embaixo da passarela ao lado do Detran (para os pedestres não se arriscarem na avenida) e que com pouco tempo enferrujou? Não sabem que a maresia ali é maior ainda e o desgaste do gradil será bem rápido? E qual o motivo das autoridades fiscalizadoras não se preocuparem com a má aplicação do dinheiro público? Não seria melhor outro material?

A perda de tempo na audiência sobre as mudanças na Avenida Nestor Sampaio. SMTT fez ouvido de mercador Deveria ter havido uma audiência para discutir as mudanças do trânsito na avenida Nestor Sampaio entre SMTT, Ministério Público, Acese e Feconseg, na última quinta-feira, 16. Até teve, mas foi uma grande perda de tempo. A Prefeitura de Aracaju, por meio da SMTT, esteve presente, mas parecia não estar. O órgão de trânsito municipal não deu a mínima para os moradores e empresários da região, representados pela Feconseg, Acese e sindicatos de lojistas e atacadistas.

Pesquisa? Cadê? A SMTT disse que fez uma pesquisa de satisfação com os moradores da região, entendeu que a mudança feita goela abaixo vai continuar. Alguém ouviu falar dessa pesquisa de satisfação? Porque o que se vê é a insatisfação generalizada das pessoas que têm que dar a volta pelo Médici para sair de um lado e pela Nova Saneamento para sair do outro lado do bairro Luzia. Enquanto isso, cerca de 60 pessoas estão engrossando o contingente de desempregados, com as micro e pequenas empresas que lá funcionam fechando. Até agora, foram 14 empresas. Será que vão esperar o fechamento de metade das 200 que lá estão situadas para fazerem alguma coisa de verdade e rever esse conceito descabido?

Atenção Emsurb! Já que destinou um espaço no estacionamento da Passarela do Caranguejo para os food trucks exija que comerciantes coloquem banheiros químicos E a Emsurb destinou um espaço lateral do estacionamento da Passarela do Caranguejo para os food trucks. Agora é preciso exigir que os comerciantes instalados ali façam uma cota e coloquem banheiros químicos. Como todos vendem lanches e bebidas alcoólicas, os clientes estão usando os coqueiros ao lado (em direção a areia da praia) para mijarem. Além do fedor e o inconveniente para quem passa, ao lado dos food trucks, inclusive, há um parquinho infantil.

Pré-candidato à presidência da OAB/SE, Danniel Costa, defende regionalização das comissões Mais que uma entidade de classe, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é guardiã da democracia e voz constitucional da sociedade. Ciente deste papel, a instituição criou comissões temáticas para assessorar as Diretorias e os Conselhos Seccionais no cumprimento de seus objetivos institucionais. Segundo o pré-candidato à presidência da OAB/SE, Danniel Costa, as comissões temáticas são fundamentais para atender os propósitos da Ordem, mas um novo olhar sobre a atuação delas em Sergipe poderá trazer resultados mais significativos na defesa das prerrogativas da advocacia e na efetivação dos direitos sociais.

Trabalho facilitado “Entendemos que repensar a maneira como esses órgãos de assessoramento são compostos e buscar uma nova estrutura facilitará o trabalho da OAB em Sergipe. Nessa perspectiva, acreditamos que a regionalização das comissões amplificará a voz da nossa advocacia, conferindo maior celeridade na apresentação e na resolução de suas demandas”, considera Danniel Costa.

Ações De acordo com ele, a advocacia deve participar ativamente das ações da OAB, na capital e no interior do estado. “Regionalizar as comissões é uma forma de permitir que diversos advogados e advogadas tenham uma atuação específica nas suas regiões. Com a regionalização, a OAB estará mais presente nos municípios sergipanos e as comissões terão condições de alcançar seus objetivos”, afirma o pré-candidato.

Após ser absolvido pela Justiça, o pastor Luiz Antônio, da Igreja Quadrangular, já está realizando sessões de aconselhamento espiritual Deu no Blog do Max Augusto: “Após ser absolvido pela Justiça, o pastor Luiz Antônio, da Igreja Quadrangular, já está realizando sessões de aconselhamento espiritual. Indiciado pela polícia por violação sexual mediante fraude, o pastor foi acusado por mulheres de assediá-las durante esses aconselhamentos. Ele foi absolvido porque alguns crimes foram considerados prescritos. Em outros casos, a Justiça considerou que houve sexo consensual com as denunciantes.” É Sergipe Del Rey… O instagram do Max: https://www.instagram.com/maxnoblog/


 

 

Sucesso mais uma vez o lançamento da mais recente edição da revista da SOMESE Uma noite super agradável e respeitando todos os protocolos sanitários de combate a Covid-19. Foi assim o lançamento na semana passada da edição 157, na Audi Center Aracaju. A nova edição homenageia o médico Wagner Oliveira, presidente da Rede Primavera, o maior fomentador da saúde em Sergipe da atualidade. A edição tem também uma entrevista com o presidente da Unimed/SE, o médico Carlos Alberto Barreto, que fala sobre as ações em prol dos cooperados e melhorias nos serviços. A revista é mais uma publicação vitoriosa da Remacre Comunicação, sob o comando de Clóvis Munaretto.


Operação Tolerância Zero é deflagrada no sábado pelo Movimento Polícia Unida A Operação Tolerância Zero foi deflagrada no último sábado, 18, ao meio dia, pelo Movimento Polícia Unida. O ato tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade e sensibilizar o governo do Estado para que sejam iniciadas as negociações em prol do adicional de periculosidade. Nela, os colegas militares de serviço estão conduzindo toda e qualquer infração penal à Central de Flagrantes, na capital, e às delegacias plantonistas, no interior. Há alguns anos, a grande Aracaju conta somente com uma plantonista para atender os quatro municípios da região metropolitana durante os plantões.

Negociação O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Isaque Cangussu, ressalta que esta é a primeira operação policial coordenada pelos líderes das categorias e não pelas chefias administrativas. “O comando da Operação Tolerância Zero é do Movimento Polícia Unida. Com este ato, esperamos, uma vez por todas, que o Governo, de fato, comece uma negociação com os policiais e bombeiros sergipanos”, diz.

Sem sinalização concreta Há mais de um ano, as categorias policiais estão lutando por este direito, sem que tenha havido qualquer sinalização concreta por parte do Governo. “Mas com a palavra do governador de que reativará a mesa permanente de negociação, a nossa expectativa é que sejamos chamados para dialogar acerca da elaboração do Projeto de Lei regulamentador do adicional de periculosidade”, lembra Isaque Cangussu. O vice-presidente da Única Base Forte, cabo Sandro, explica que esta operação reforça a união desses profissionais na luta pelo adicional de periculosidade. “O Movimento não vai parar até que este pleito, justo e constitucional, seja atendido”, finaliza.

Aracaju é a cidade escolhida pela Clínica Elsimar Coutinho No último dia 15, a Clínica Elsimar Coutinho, homônima do renomado médico baiano, apresentou suas técnicas inovadoras para convidados representativos da nossa comunidade e para profissionais da área da saúde em Aracaju. A apresentação da Clínica contou com a palestra sobre tratamento hormonal feita pelo Dr. Hugo Maia, sócio e ginecologista que diz ter grandes expectativas para a realização do seu trabalho em Sergipe. A Clínica traz o que há de mais inovador no ramo de tratamento hormonal e, segundo ele, tudo depende de como as ideias serão abraçadas pelos sergipanos.

Terapia hormonal “O sucesso e o resultado vão depender de como as mulheres sergipanas e também os homens que fazem terapia hormonal aceitem os conceitos e as ideias que a clínica traz. Temos uma grande experiência em terapia hormonal, de muitos anos, graças, claro, ao trabalho do Prof. Elsimar e nós estamos tentando continuar esse trabalho. Não é uma tarefa fácil, mas estamos nos empenhando para que a clínica continue a crescer”, afirmou o Dr. Hugo.

Presenças Estiveram presentes no evento a viúva do fundador Dr. Elsimar, Tereza Cristina Duff, a Dra. Rejane Mendonça, parceira da equipe e responsável pela Clínica Vivante Saúde e Estética, o presidente do grupo Elsimar Coutinho, Fred Benzaquen, a empreendedora Grace Franco e o dono do grupo VIDAM, José Wilson. A vinda para Aracaju faz parte do programa de expansão da Clínica Elsimar Coutinho, que tem como objetivo levar o legado do professor Elsimar, tanto no que se refere aos produtos que foram criados, como em relação à prestação de serviço de atendimento ao paciente.

1º Workshop da Mulher Farmacêutica traz debate sobre protagonismo feminino e empreendedorismo O Conselho Regional de Farmácia de Sergipe (CRF/SE) e o Conselho Federal da Farmácia (CFF), através do Grupo de Trabalho Nacional da Mulher, promovem o 1º Workshop da Mulher Farmacêutica no próximo dia 2 de outubro, no Hotel Sesc Atalaia. O evento presencial e gratuito terá como tema central ‘Valorizar, Cuidar e Empreender’. A proposta do evento é incentivar o empoderamento da mulher farmacêutica na profissão, trazer informações e criar elos entre as entidades e autoridades voltadas às temáticas que envolvem os quatro eixos prioritários: segurança, política, empreendedorismo e saúde para a mulher.

Questionamentos A idealizadora do evento e conselheira federal de Farmácia por Sergipe (CFF/SE), Fátima Aragão, explica que o 1º Workshop da Mulher Farmacêutica implementa o Projeto do Grupo de Trabalho Nacional da Mulher do CFF e levanta questionamentos importantes para a realidade feminina. Fátima acrescenta que a mulher, muitas vezes mãe também, precisa de uma rede de apoio, e encontros como este podem trazer ideias e soluções. “Queremos combater a discriminação de gênero, lutar por equidade no ambiente de trabalho e ocupar os espaços que muitas vezes são assumidos majoritariamente pelos homens. Precisamos incentivar e debater alternativas para que nossas mulheres estejam preparadas para estes papéis, sejam cuidadas e tenham segurança”, diz.

Magnitude do evento O presidente do CRF/SE, Marcos Rios, ressalta a importância da temática e revela sua alegria em abraçar um evento desta magnitude. “A participação das mulheres em posições de liderança, seja na política ou até mesmo no empreendedorismo, precisa ser maior. Tenho o privilégio de trabalhar diretamente com duas diretoras no CRF/SE, que representam a classe farmacêutica feminina, e só posso dizer que nossa parceria foi a grande responsável por tudo que concretizamos à frente do Conselho”, diz. Aberto às farmacêuticas, o encontro contará com palestras, sorteios, dinâmicas, coffee break e momentos para networking. Atendendo as regras sanitárias e do local do evento, o evento será restrito a apenas 100 inscrições. As inscrições podem ser realizadas até o dia 30/09 (quinta-feira), às 12h, neste link .

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O fotógrafo e o retratado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Da série de fotografias do cidadão Wanderson Andrade: https://www.instagram.com/wander.bastoss/ Seu JOÃO JOAQUIM, 75 anos, agricultor no Vale do Cotinguiba …

EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

“Justiça Penal Pró-Vítima” Tema de Webinário hoje, 20, do MPE O Ministério Público de Sergipe, por meio da Escola Superior (ESMP), promoverá hoje, 20, a partir das 15h, Webinário com o tema “Justiça Penal Pró-Vítima: Um novo e necessário paradigma”. O evento é especialmente destinado aos membros e servidores do MPSE, mas aberto também à participação de todos os interessados. A transmissão será feita por meio do canal do MPSE no YouTube.

Novo paradigma A proposta do evento é tratar de um novo paradigma para a Justiça Penal, voltado para a vítima. Além disso, discutir a ideia de que o Ministério Público deve, de forma preponderante, assumir o protagonismo na tutela das vítimas de criminalidade, especialmente em casos de crimes e atos infracionais violentos, e naqueles delitos em que há repetida e reiterada colocação da vítima no ciclo de violência, intimidação e sujeição.

Palestra O evento virtual contará com a palestra do Promotor de Justiça do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), Pedro Ivo de Sousa. Atual Presidente da Associação Espírito-Santense do Ministério Público (AESMP), o palestrante é Doutor em Direito e Professor Adjunto da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Não haverá certificação para o público externo, portanto não é necessário fazer inscrição.

PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Relicário de Memórias         Por Marcos Melo

Tempo de Travessia, do escritor e acadêmico Francisco Rolemberg, é um relicário de memórias. São eventos, pessoas, ideário que plasmaram a exitosa caminhada desse Laranjeirense de quatro costados, nascido em 1935, aluno da emblemática professora Zizinha, que queria ser padre, mas tornou-se médico, em 1954, pela rigorosa Escola de Medicina da Bahia. Especializou-se em Cirurgia Geral e foi o primeiro sergipano a ingressar no Colégio Brasileiro de Cirurgiões, espécie de Távola Redonda da medicina brasileira. Sua enorme sensibilidade propedêutica o tornou famoso como médico humanista, desses que já não se fazem mais. Daí para a política foi um passo. De certa forma, levou adiante o bastão do farmacêutico Antônio Rolemberg, seu pai, que fora prefeito de Laranjeiras. Elegeu-se deputado federal em quatro legislaturas seguidas e senador da República na undécima hora, pois, como um fundista de fôlego que economizou suas energias para a reta final, ultrapassou o advogado Viana de Assis que já comemorava a vitória antes do apito final. C`est la vie!

Nessa exitosa travessia, Francisco Rolemberg ressalta vultos da vida sergipana e brasileira que marcaram a sua vida de médico e de intelectual: Carlos Chagas, Armindo Guaraná, Oswaldo Cruz, Walter Cardoso, Zózimo Lima, Eunaldo Costa e Edgar Poe, Murillo Melins, Cesartina Régis, Antônio Rolemberg, Garcia Moreno, Luiz Garcia e o químico e laboratorista-clínico Barreto Fontes que, quando criança, com dor de dente, a mãe, dona Laura, receitava: “durma que a dor passa!”

Na segunda parte, o autor, com profundidade analítica, tece comentários sobre a obra de Maquiavel, tendo como gancho a figura de Marques Guimarães, advogado fascinado pelo poder, que, com a habilidade dos maquiavélicos, no bom sentido, prestou seus serviços retóricos a todos os governantes, do PSD e da UDN, nas décadas de 1950 e 1960. Dizia que não gostava do Palácio, o Palácio é que gostava dele, coisa que ninguém acreditava.

Na terceira parte, o autor comenta sobre suas atividades parlamentares, o trabalho nas comissões e apresenta um relatório circunstanciado, com importantes sugestões ao governo e ao Parlamento, sobre a missão da qual participou na Organização das Nações Unidas – ONU.

Lúcido e sem muito bolodoro, típico do estilo objetivo do autor, este livro de Francisco Rolemberg é um biscoito fino da lavra de um dos melhores sergipanos de seu tempo.

OPINIÃO 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As profecias de Pedro Devoto – Tomo I Por Antônio Samarone, médico sanitarista.     

Pedro Devoto era mestre na tesoura, no casear, franzir, coser, chulear e rematar. Alfaiate afamado do agreste de Sergipe ao sertão da Bahia.

Pedro dominava todos os tipos de pontos: ponto corrido, ponto duplo, ponto deitado, ponto de casamento, ponto atrás, ponto direito, ponto cobertor e ponto espinha.

Além de bons ternos, mestre Pedro era especializado em batinas. Vinham padres de longe, encomendar batinas em Itabaiana. Havia um detalhe, ele se acanhava em cobrar à padres. Como somente os padres usavam batinas, só pagava quem quisesse.

A vingança de Pedro Devoto era fofocar aonde chegasse: “sabe aquele padre de Jeremoabo? É velhaco até a alma.”

Conheci Seu Pedro Devoto bem velhinho, baixo, invocado, estabelecido à Av. Rio Branco, vizinho a farmácia de Oliveirinha.

Na entrada do seu “atelier” tinha uma pequena escadaria, onde eu me sentava de vez em quando, para ouvir as suas tiradas filosóficas. Ele preferia chamar de profecias laicas.

Pedro Devoto portava com frequência um solidéu preto, próprio dos abades. O solidéu do Papa, como se sabe, é branco.

Pedro Devoto nunca se interessou por política. Ele não acreditava em um futuro melhor. “O bom já passou”, falava Pedro. Ele não acreditava no progresso, dizia ser uma propaganda do iluminismo, uma tapeação da burguesia francesa.

Pedro Devoto era um conservador ilustrado, um Steve Bannon de província. Um autodidata, que devorou a biblioteca paroquial. Um homem cético, por princípio.

Pedro guardava na gaveta da máquina de costura, um livro desencapado de René Guénon, “La crise du monde moderne”. O livro era escrito em francês e foi surrupiado da biblioteca da igreja. Para quem não lembra, Guénon é guru de Olavo de Carvalho.

“O passado é o nosso futuro!” Era o axioma predileto de Pedro Devoto.

Ele achava que o tempo é cíclico, e sempre retorna. Existe a idade de ouro, dos sacerdotes; a idade de prata, dos guerreiros; a idade de bronze, dos comerciantes e a idade das sombras, dos escravos.

Pedro Devoto foi, ao seu tempo e na sub periferia do mundo, um tradicionalista.

Rememorando as profecias de Pedro Devoto, percebo as origens dos discursos políticos atuais. A direita populista tenta se apropriar superficialmente da doutrina tradicionalista.

Prometo continuar puxando pela memória e contar parte do que ouvi de Pedro Devoto e, por não entender, achava que o mestre alfaiate delirava, em suas profecias.

Hoje, suponho que Pedro era um tradicionalista de poucas leituras, mas que assimilou o essencial da exótica doutrina. Pedro era visto em Itabaiana como um “esquisitão”.

Em tempo: Benito Mussolini também foi um admirador do pensamento tradicionalista.

Entretanto, para que não pensem que estou associando Pedro Devoto ao fascismo, ele nunca vinculou as suas crenças mal assimiladas a nenhuma ideologia política.

Em Itabaiana, a política era um conflito entre coronéis, na disputa comercial pelo controle dos armazéns de secos e molhados (futuros supermercados).

A política era um vale tudo e a ideologia, comandada pelo bolso.

PELO TWITTER

www.twitter.com/AroeiraCartum Pra quem quiser usar como ilustração, um close do Mestre Paulo Freire na arte de Aroeira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


www.twitter.com/ayres_britto Apesar de tudo, se deixarmos o medo do futuro cantar de galo em nosso quintal, ele não tardará a cantar dentro da sala e a ordenar que o dia só amanheça pra ele.

www.twitter.com/frednavarro O Brasil não foi feito para a semana. O Brasil tem cara de domingo. “Deitado eternamente em berço esplêndido” é a expressão desse nobre sentimento.

www.twitter.com/braynerrO ex-presidente Lula defende um País que controle a imprensa, como os países totalitários. Lula e Bolsonaro são ruins para o Brasil, que precisa  de um presidente sem fixação política retrógrada.


Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Frase do Dia
“Não desistam de vocês. Não percam o maravilhamento com a existência. Ela está em coisas simples, numa planta, numa árvore, numa criança, em você. Em seus pensamentos e capacidade de acessar a sabedoria perfeita.” Coen monja zen budista brasileira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Papa: Quer se destacar? Sirva! Torna-nos livres e mais semelhantes a Jesus

 

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-09/papa-francisco-angelus-19-setembro-2021.html

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais