Clima de velório

0

Desde que o ainda presidente Michel Temer (PMDB) foi flagrado com a boca no gravador falando coisas nada republicanas, respira-se ar de velório no Palácio do Planalto. Com cara de múmia, o peemedebista tenta sobreviver à grave crise, que ele mesmo construiu ao endossar a compra do silêncio do amigo e presidiário Eduardo Cunha. Os poucos políticos que ainda gravitam no entorno do mordomo de filme de terror tentam negar o clima fúnebre, a debandada da base aliada, a iminente queda de Temer. O fim de festa no Palácio fica completo com o café frio e a água quente servidos aos aflitos visitantes, todos com caras de carpideiras e de Madalenas arrependidas. Por mais que este pequeno grupo de capachos tente negar, não demorará muito para o carro funerário transportar este arremedo de presidente para o lixo da história. Já vai tarde!

Mal agradecidos

E os empresários criminosos da JBS estão fulos da vida com a ingratidão da classe política. Simpáticos a eles na hora de receberem a grana de caixa dois para a campanha eleitoral, agora todos negam ter botado a mão grande no dinheiro sujo. Uns dizem que a providencial ajuda financeira saiu do fundo partidário, enquanto outros, com a cara mais safada do mundo, juram nunca terem ouvido falar na JBS e nos irmãos Joesley e Wesley Batista. Marminino!

Não é golpe

Os petistas vivem sonhando com golpe. Segundo eles, Dilma Rousseff foi golpeada ao sofrer impeachment. Agora, dizem que se Temer cair – coisa muito provável – e seu sucessor for escolhido indiretamente será mais um golpe. Oxente, e a eleição indireta para casos como este não está prevista na Constituição referendada pelo PT?

De volta à Casa

O deputado estadual Paulinho das Varzinhas (PTC) vai retornar às atividades parlamentares. Liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, determina a volta do moço para a Assembleia. Paulinho e o também deputado Augusto Bezerra (PHS) foram afastados do Legislativo em 2015, sob a acusação de estarem obstruindo a Justiça. Os dois são acusados de terem metido a mão grande nas verbas de subvenção.

Aposta no melhor

“A democracia não vence por nocaute, ela vence por acúmulo de pontos, é um processo. A implementação da democracia se dá gradativamente”. Quem pensa assim é o ministro aposentado do Supremo, Carlos Ayres de Britto. Entrevistado ontem, no programa “Conversa com Bial”, da rede Globo, o ilustre sergipano mostrou-se otimista. Segundo ele, quando a poeira assentar, o país vai descrever a trajetória do diálogo, da unidade. Deus de ouça!

Férias menores

Deve ser votado na próxima quinta-feira, o projeto de lei reduzindo de 90 para 55 dias o recesso parlamentar na Câmara de Aracaju. De autoria do vereador Fábio Meireles (PPS), a proposta tenta aproximar o longo período de descanso dos parlamentares aos 30 dias de férias dos trabalhadores. Em sendo aprovado o projeto, os trabalhos da Câmara passarão a ocorrer de dois de fevereiro a 17 de julho, no 1º semestre; e de 1º de agosto e 22 de dezembro, no 2º semestre. Menos mal, né?

Debaixo d’água

As chuvas caídas durante toda a noite deixaram Aracaju debaixo d’água. Grandes engarrafamentos foram registrados no começo da manhã. Várias ruas e avenidas ficaram interditadas devido o grande volume de água estagnada. E os alagamentos devem continuar, pois os meteorologistas estão prevendo a continuidade das chuvas.

Mau tempo

A Marinha alerta para o mau tempo no litoral sergipano. A previsão é de mar grosso, com ressaca e ondas de até 2,5 metros.  A Capitania dos Portos permanece atenta à situação do tempo. Portanto, as marinas, clubes, entidades náuticas e colônias de pescadores devem informar aos seus associados que não se façam ao mar.

TCE orienta

O Tribunal de Contas de Sergipe promove, dia 30 próximo, mais uma edição do projeto TCE Itinerante. Marcado para Estância, o evento reunirá servidores e gestores de 11 municípios da região Sul. Estão previstas palestras sobre “Indicadores Econômicos”, “Plano Diretor”, “Índice de Efetividade da Gestão Municipal” e “Consórcio Público”. Participe!

Bunda de anjo

Os homens se renderam aos caprichos da estética feminina. Nas casas de depilação, eles já são cerca de 40% da clientela, tradicionalmente feminina. Os machos modernos também fazem limpeza de pele, drenagem linfática e até massagem modeladora, para se livrar das indesejadas gordurinhas. Parece que os metrossexuais enxergam os pelos como um dos maiores inconvenientes do aprouch masculino. Esteticistas garantem que eles preferem eliminar os pelos da barba, tórax e abdômen, mas também depilam partes mais íntimas, como a virilha. Homem, vôte!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano O Tempo, em 12 de agosto de 1950

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários