Cobras d’água

0

Cobras d’água

Desde que perdeu a maioria na Assembleia, o governador Marcelo Déda (PT) vive tendo pesadelos com imensos cardumes de traíras a ameaçar seu reduto político. Enxerga o peixe de águas turvas atacando vorazmente seus projetos, agindo sorrateiramente para derrotá-lo na Assembleia, desgastá-lo junto ao eleitorado e batê-lo nas eleições. Enquanto perde o sono com as traíras, Déda esquece de outra criatura não menos perigosa que povoa o seu governo. Tivesse a astúcia de um pescador, o petista já teria percebido que também está cercado por cobras-d’água capazes de, como relata a lenda amazônica, virar embarcações e atrair os náufragos para o fundo do rio. Pelo visto, ou o governador faz uma limpeza no fantasmagórico aquário que começou a povoar em 2006, ou pode se surpreender alimentando uma enorme e peçonhenta água-viva.

Alô, MP!

É bom o Ministério Público Estadual ficar de olhos bem abertos com as obras executadas emergencialmente pelas novas administrações municipais. Sob o argumento de que o serviço precisa ser feito a toque de caixa e repique de sino, alguns prefeitos têm contratado obras com dispensa de licitação. É o que vai acontecer com a reforma da balaustratada da avenida Beira Mar, em Aracaju, açoitada pelas águas do rio Sergipe.

Aluga-se

Existem hoje no Brasil 30 partidos políticos. Acha muito? Pois estão sendo criados outros 31. Caso as legendas em gestação consigam o registro na Justiça Eleitoral até outubro deste ano, vão poder participar das eleições de 2014. Em outras palavras, poderemos ter ainda mais partidos de aluguel no pleito do ano que vem. Êita Brasil sem jeito, sô!

De fora

E Sergipe não apareceu penúltima lista dos locais aptos a receber as 32 seleções que vão disputar a Copa do Mundo de 2014. A nova versão do Catálogo de Centros de Treinamento de Seleções sugere 16 novas opções onde as equipes vão poder se hospedar e treinar, elevando para 70 o número de opções já aprovadas pela Fifa. A lista divulgada agora contemplou cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Normalidade

Terminado o Carnaval, o país retorna hoje à normalidade. Bancos, casas lotéricas e Correios voltam a funcionar hoje a partir das 12h. A boa notícia é que as contas vencidas depois do último sábado podem ser pagas hoje sem juros. A má notícia é que os bancos estarão lotados, pois muita gente vai correr pras filas visando cobrir os “borrachudos” passados durante a animação do Carnaval. Tu tá nessa?

Fim de férias

E os deputados estaduais retornam ao ‘batente’ na próxima sexta-feira. Na primeira sessão do ano acontecerá a posse da nova Mesa Diretora eleita no início de 2012 e que tem à frente a deputada Angélica Guimarães (PSC). Foi por causa dessa eleição que o governador Marcelo Déda (PT) chutou o pau da barraca, rompeu com os irmãos Amorim e perdeu a maioria folgada que tinha no Legislativo.

Sem amarras

O deputado federal Laércio Oliveira (PR) mandou um recado duro aos irmãos Amorim, que comandam em Sergipe uma dezena de legendas, inclusive o Partido da República. Entrevistado pelo Jornal da Cidade, Laércio disse que a liberdade dele – em todos os sentidos – não está condicionada a nada e a ninguém. O parlamentar contrariou os aliados após ter se posicionado favorável à aprovação do Proinveste pela Assembleia.

Nem aí

Pelo visto, os novos prefeitos sergipanos não estão nem aí para os ‘pitacos’ do Tribunal de Contas do Estado. Semana passada, os conselheiros do TCE sugeriram que as prefeituras em situação difícil não gastassem com a folia momesca. Quase todas contrataram bandas e fizeram animadas festas carnavalescas, num claro sinal de que essa história de ‘herança maldita’ deixada pelos ex-prefeitos não passa de conversa mole para iludir os trouxas.

Na muda

A Associação Comercial e Empresarial de Sergipe vai reunir as empresas de Tecnologia da Informação (TI) visando discutir a migração delas de Aracaju para São Cristóvão, Socorro e Barra dos Coqueiros. Segundo o presidente da entidade, Alexandre Porto, a aprovação pela Câmara do projeto de Lei ampliando de 2% para 5% o ISS pago por essas empresas foi um desestímulo ao setor. Porto ressalta que as empresas de TI têm facilidade para mudar de endereço, pois não dependem de espaços físicos enormes.

Do baú político

Antes de ser governador de Sergipe (1911-1914) e senador (1915-1923), o general Siqueira de Menezes teve destacada atuação na quarta expedição do Exército que esmagou Canudos, matando Antônio Conselheiro e seus milhares de seguidores (1897). Filho de São Cristóvão, o general é citado por Euclides da Cunha, em ‘Os Sertões’, como um dos heróis do sangrento conflito. “A firme educação teórica e espírito observador tornavam-no guia exclusivo daqueles milhares de homens, tateantes em região desconhecida e bárbara”. Euclides também escreve: “Fisionomia nazarena”, “pensador contemplativo”, “olhar da expedição”, “jagunço alourado”. Em 1911, o escritor sergipano Gilberto Amado vai pedir o apoio de Siqueira de Menezes para disputar uma cadeira na Câmara Federal. Para agradá-lo, afirma: “General… não posso, olhando pela primeira vez o senhor, deixar de pensar no tenente-coronel da expedição de Canudos. Euclides…”. E Ouve na bucha: “Não me fale nesse…! Mentira! Não viu nada! Nada daquilo é verdade”, reagiu o ‘jagunço louro’. Segundo o saudoso jornalista Luiz Antônio Barreto, a conversa repercutiu nos ambientes intelectuais, porém nunca mereceu o desmentido do general e jamais foi aceita pelos estudiosos de Canudos.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais