COISAS DE POLÍTICA

0

Juiz critica demagogia política na inclusão social dos menores

 

O juiz da Infância e da Juventude de Aracaju, Ricardo Múcio, criticou a demagogia dos políticos que pregam a inclusão social dos menores nas campanhas eleitorais e esquecem as promessas quando assumem os cargos. Em palestra na Assembléia Legislativa, o magistrado disse que “se os governos não investirem mais em educação, saúde e alimentação das crianças, nada vai mudar para os pobres e miseráveis”.

 

Enquanto defendia o controle da natalidade para as mulheres pobres, Múcio lamentou que se elas tiverem abaixo de 30 anos e somente um filho, não podem ligar as trompas pelo Sistema Único de Saúde – SUS. Apesar da ajuda da Prefeitura de Aracaju e do Governo de Sergipe na manutenção de onze abrigos e de bolsa-escola para menores, ele reclamou mais verbas orçamentárias.

 

Ricardo Múcio admitiu que a má distribuição de renda no estado, onde cerca de 85% da população ganha até 5 salários-mínimos, comprova que tem muita gente pobre e uma minoria ganhando muito dinheiro. Mas, os filhos de ricos têm uma atenção especial do estado, quando se embriagam e cometem excessos.                        

 

“O Estatuto da Criança e do Adolescente é bonito quando diz que nenhuma criança ou adolescente será objeto de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade ou opressão, mas não resolveu os problemas do menor”, desabafou. Outro fato lamentado por Múcio é a falta de comoção social no país, onde morrem 500 mil crianças por ano, por doenças banais.

 

“Se houvesse uma epidemia e morressem todos os cães “poodle” no Brasil, a população sairia em passeata e exigiria nas praças públicas uma ação do Ministério da Saúde”, garantiu o juiz. A proteção aos animais, segundo ele, ficou clara quando o governo concedeu isenção de impostos para ração de cães e gatos, diferentemente do leite das crianças, que é tributado com ICMS.

   

Mardoqueu pede ao Governo recuperação da rodovia em Porto da Folha

 

O deputado estadual Mardoqueu Bodano, PL, apresentou Indicação, solicitando do governador João Alves Filho, PFL-SE, que determine ao D.E.R, recuperação da rodovia que interliga os povoados Nova Iorque, Mocambo, Pajeú, Ranchinho e Niterói, em Porto da Folha, no trecho próximo as rodovias SE-204 e SE-404.

Bodano ressaltou que a rodovia é importante para os agricultores e todos que moram naqueles povoados.

 

Ele reconhece que com o tempo chuvoso é impossível se trabalhar, mas tão logo as chuvas cessem, a recuperação tem que ser feita. Bodano pediu ainda ao líder do Governo, Venâncio Fonseca, PP, também, intercedesse para que o serviço fosse feito, o mais rápido possível.

 

Francisco Gualberto repudiou a manchete do Jornal Correio de Sergipe

 

O deputado estadual Francisco Gualberto, PT, não gostou da manchete do Jornal Correio de Sergipe, que diz “Venâncio e Gualberto elogiam João”. A matéria fala sobre o debate do governador João Alves Filho, PFL-SE, com o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, sobre a transposição das águas do rio São Francisco, realizado na sede da OAB Nacional, em Brasília.

 

O texto não diz que Gualberto citou o nome de João Alves Filho, apenas destaca os sergipanos que participaram do debate.

 

Gualberto disse que não é ético fazer essa matéria e ainda por cima coloca ao lado uma foto, com uma página inteira com o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, PT, dizendo que o prefeito não marca posição contra Lula.

 

Gualberto disse que isso é desonesto. Insistiu que é favorável a revitalização do Rio São Francisco e tem marcado posição contra a transposição das águas do Velho Chico.

O petista disse que João não é contra a transposição e tem outro projeto. A nossa defesa é pela revitalização, garantiu e disse que não se nega a conceder entrevista a qualquer jornal, mas exige que a matéria seja feita com ética.

 

Angélica Guimarães pede recuperação da ponte

 

Depois de saudar os topiqueiros, que estavam nas galerias, a médica deputada estadual Angélica Guimarães, PSC, relatou os problemas causados pelas chuvas fortes, provocando prejuízos e citou o transbordamento das águas do riacho Quiluz, em Japoatã, acontecendo um acidente trágico com um ônibus que transportava estudantes da faculdade de Penedo, AL, para Japoatã.

 

O ônibus foi arrastado pela correnteza, parando num barranco. O motorista saiu nadando e os estudantes quebraram uma janela, para sair. Danos físicos não aconteceram, apenas prejuízos materiais.

 

Angélica pediu ao Governo do Estado, através do D.E.R., que conserte as cabeceiras da ponte, para se restabelecer o tráfego de veículos que passa por Neópolis, Japoatã e outros municípios.

 

Angélica deixou sua solidariedade aos estudantes e insistiu que sejam feitos trabalhos imediatos, para consertar os estragos das chuvas.

 

Venâncio rebate críticas Gualberto

 

Venâncio Fonseca (PP), líder do Governo na Assembléia Legislativa, rebateu críticas de Francisco Gualberto, PT, e disse que o petista deu demonstração de ojeriza ao governador João Alves Filho, PFL-SE, ao criticar a manchete do Correio de Sergipe, que destaca que o petista elogiou João.

 

Venâncio disse que Gualberto elogiou todos os sergipanos do debate na sede da OAB Nacional, em Brasília, sobre a transposição do rio São Francisco que João participou.

Segundo Venâncio Fonseca, o ministro Ciro Gomes (Integração Nacional) aprendeu a prepotência e arrogância com o Governo Lula e ser artista aprendeu com sua esposa e ex-atriz Patrícia Pilar.

 

Venâncio elogiou a competência de João Alves no debate com o ministro Ciro Gomes. Venâncio disse que se o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, PT, fizer coisas boas, ele reconhecerá os méritos do petista.

 

Susana Azevedo defende topiqueiros

 

A deputada Susana Azevedo, PPS, defendeu os interesses dos topiqueiros e lembrou que foi uma das autoras da lei, que regulamentou o transporte alternativo e que foi copiada por todo o Brasil.

 

Segundo ela, a Assembléia Legislativa quer resolver, intermediar o impasse e tentar solucionar os problemas, para melhorar o sistema de transporte.

 

A deputada destacou também a visita que fez a Glória e Monte Alegre, visitando povoados e ouvindo reclamações dos produtores rurais, que querem plantar e ter uma colheita boa, de quem a Deagro só forneceu um quilo de sementes de feijão e um quilo de sementes de milho para o plantio.

 

Susana sugeriu que a Comissão de Agricultura da Assembléia Legislativa marque uma audiência com o secretário Etélio Prado (Agricultura), para aumentar esse volume, porque é muito pouco para o plantio.

 

O que nós queremos é que o Governo do Estado dê mais sementes e disse que se o secretário não quiser resolver, a Comissão vai falar com o governador João Alves Filho.

Comentou que os pequenos agricultores não têm condições de comprar as sementes, porque tiveram muitos prejuízos com a seca.

 

Antônio dos Santos reafirma apoio aos topiqueiros do interior

 

O pastor-deputado estadual Antônio dos Santos, PSC, destacou a maneira ordeira com que os topiqueiros estão tentando resolver o problema da proibição de transportar passageiros entre povoados do interior.

 

Antônio dos Santos disse que a Assembléia Legislativa irá intermediar a questão e lamentou que os trabalhadores estejam paralisados, o que traz prejuízos.

Antônio dos Santos também comentou sobre a transposição das águas do rio São Francisco e disse que somente o Governo Lula não está enxergando que a retirada das águas do Velho Chico não resolverá os problemas do Nordeste Setentrional.

 

Disse que a unidade da Assembléia Legislativa do Estado de Sergipe vai vencer a insistência do Governo Lula em executar o projeto da transposição das águas do rio São Francisco.

 

Edney Freire relata caos na saúde pública

 

Após hipotecar apoio aos topiqueiros que querem trabalhar, o deputado Edney Freire Caetano, PSB, disse que é a favor da revitalização e contra a transposição das águas do Velho Chico.

 

Edney Freire Caetano destacou matéria do Cinform, destacando problemas na saúde pública no hospital de Ribeirópolis e o deputado aproveitou para dizer que vários municípios não têm um bom atendimento e isso afeta bastante o Hospital Geral Governador João Alves Filho, que recebe um volume maior de pacientes.

 

Segundo Edney, a sobrecarga do João Alves é por conta do não funcionamento adequado dos hospitais regionais. Lembrou que é medico há 25 anos e já realizou 30 mil cirurgias, portanto, conhece a realidade da saúde pública.

Lembrou que o João Alves Filho, inicialmente, tinha 80 leitos e hoje são 332 e o centro cirúrgico ainda é o mesmo iniciado no Governo João Alves Filho e concluído no Governo de Valadares e tem apenas três salas de cirurgia.

 

Segundo Edney, às vezes o médico tem que optar: quem vai morrer e quem vai viver, porque não existem leitos.

 

Edney diz que a questão da UTI seria resolvido facilmente, basta uma enfermaria com

tratamentos semi-intensivo. O ideal seriam 32 leitos de UTI. O problema não é só em Sergipe e isso não é só uma questão da rede pública, porque também acontece na iniciativa privada.

 

O deputado, também, cobrou aumento salarial para o pessoal, que está há dez anos sem reajuste. Lembrando que o Governo do Estado tirou a gratificação dos médicos, com a transformação do Hospital em Fundação.

 

Ele cobrou a implantação de um Plano de Cargos e Salários e recebeu a solidariedade da médica deputada Angélica Guimarães, PSC, que disse que deveria ser ampliado o suporte do hospital.

 

A professora Ana Lúcia Menezes, PT, também destacou a participação de Edney, dizendo que o tema é essencial para a população, assim como educação e segurança pública.

 

João Evangelista é jornalista, publicitário, bacharel em Direito, pós-graduado em Jornalismo “Político/Econômico” e professor universitário.

joaoevangelista@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários