Coisas de Política

0

Verbas de estacionamentos devem ser investidas em creches

 Aprovado na Câmara Municipal de Aracaju o requerimento de número 649/2007 de autoria do vereador Sandro de Miro solicitando do prefeito Edvaldo Nogueira os comprovantes de repasses dos recursos provenientes da exploração dos estacionamentos públicos para creches da capital. O requerimento foi baseado no inciso quinto do art. 241 da Lei Orgânica de Aracaju. Hoje sobre administração de uma empresa privada os estacionamentos revertem segundo informações do contrato 3% do arrecadado para o município.  

 Abaixo texto do inciso:

 Art. 241– ……………….

§ 5º – Os recursos provenientes da exploração de áreas de estacionamento público, após a retirada dos custos de operação do sistema, serão destinados às ações relativas a manutenção das creches municipais e incentivo a ações destinadas às crianças e adolescentes.

 

Mendonça Prado propõe castração química para estupradores

O deputado federal Mendonça Prado apresentou um projeto de lei que defende a utilização de um tratamento hormonal para reduzir o desejo sexual do cidadão que comete o crime de estupro. Mas a proposta foi reprovada pela consultoria jurídica da Câmara dos Deputados.

O objetivo era inserir no código penal brasileiro a pena de castração química para autores de violência sexual. “Entendo que esse crime hediondo, deve ser repelido e punido com toda a energia do direito. Assim, gostaria de modernizar a penalidade, objetivando rechaçar categoricamente o delito. Estuprador é um cafajeste, canalha, que deve ser punido sem clemência”, afirmou o parlamentar, acrescentando que a consultoria emitiu um parecer contrário à tramitação da idéia de castração química, porque a tese esbarrou no texto constitucional que impede a instituição de pena cruel no país. Assim, somente uma Assembléia Constituinte poderia fazer tal alteração.

O parlamentar teve a idéia de fazer o projeto de lei inspirado na decisão do presidente da França, Nicolas Sarkozy, de instituir a medida no país. O presidente francês se comoveu com o caso de um menino de 5 anos atacado por um pedófilo recém-saído da prisão.

Secretário se reúne com ocupantes do Clube do Servidor

 Representantes do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu), do Movimento Popular de Saúde (MPS), do Movimento Negro Unificado (MNU) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), que estão ocupando o clube dos servidores, procuraram a Secretaria de Estado da Administração (Sead) para buscar apoio do poder público e solicitar providências que minimizem o déficit habitacional em Sergipe. “As pessoas não têm para onde ir. São pessoas de diversos bairros de Aracaju que se organizaram por uma questão de necessidade. A classe menos favorecida está em busca de uma moradia digna”, declarou Núbia Santana, uma das coordenadoras do Motu.

 O secretário de Administração, Jorge Alberto, iniciou a reunião dizendo aos presentes que o déficit habitacional é um problema nacional. No entanto, as ações que dizem respeito às demandas sociais são tidas como prioritárias pelo governo Marcelo Déda, cujo compromisso é com os mais pobres e que essas demandas passam necessariamente pela seguridade social. “Contribuiremos com o governador em todos os seus projetos de inclusão e o nosso governo tem responsabilidade social. Vamos dar nossa contribuição com investimentos, sejam eles de recursos próprios e de operações de crédito, e para isso nós estamos buscando a nossa regularidade fiscal”, disse Jorge.

 Com relação à ocupação do terreno do Estado, Jorge Alberto informou que mesmo sendo ligado à extinta Emsetur, a Secretaria de Administração tem responsabilidade com a proteção do patrimônio público e que por isso as primeiras providências foram adotadas. A Sead comunicou a ocupação à Procuradoria Geral do Estado (PGE) para que junto à Justiça obtivesse a reintegração de posse, ao mesmo tempo solicitou à Secretaria de Segurança Pública (SSP) que iniciasse tratativas para uma desocupação pacífica.

 “O governo não está aquém das necessidades sociais de habitação. Estão sendo colocadas em prática as ações do programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o programa “Vida Nova, Casa Nova”, que é voltado para a construção de moradia de interesse social, também a Secretaria de Inclusão Social participa dos debates sobre o assunto e reativou o programa de erradicação de casas de taipa”, enfatizou Jorge Alberto.

Ao final da reunião, o secretário Jorge Alberto afirmou que, como gestor responsável pelo patrimônio público, vai propor a venda do terreno para que os recursos arrecadados possam ser investidos em moradia popular, visto que aquela é uma área bastante valorizada pela sua localização, zona de expansão da capital. “Vamos levar essas informações ao governador Marcelo Déda e propor que aquela área seja vendida e os recursos arrecadados investidos em mais construções de casas populares.”

 Democrata defende cancelamento de pregão na Secretaria de Saúde

 O deputado estadual Augusto Bezerra (DEM), defendeu na sessão desta quarta-feira (12) o cancelamento do pregão 240 realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, cuja abertura das propostas foi feita na manhã de ontem (11), no mesmo dia em que o Diário Oficial de 29 de agosto circulou com a publicação do pregão. O democrata voltou a criticar o secretário Rogério Carvalho (PT), o governador Marcelo Déda (PT) e mandou um duro recado para o líder do governo na AL, deputado Francisco Gualberto (PT).
“Ontem, o deputado Francisco Gualberto fez a defesa do secretário Rogério Carvalho, mas o fez em um dia bastante infeliz, pois na mesma sessão eu desmascarei o auxiliar do governo com o pregão viciado que Rogério Carvalho tanto divulgava na segunda-feira (10). O problema é que o secretário esqueceu de avisar para a opinião pública que o mesmo pregão (240) seria aberto ontem pela manhã”, disse.

Bezerra frisou ainda que iria mais longe: “se ele [Rogério Carvalho) estivesse agindo de boa fé, ele e o governador cancelariam de imediato o pregão. Eu não sou um especialista em licitações, mas todo mundo tem acesso a lei. Eu prefiro ouvir zombarias e piadas a fazer parte de um governo manchado de sangue. Enquanto isso tem um contrato com dispensa de licitação para compra de material para uso hospitalar, sem que haja qualquer especificação. São R$ 8,5 milhões mensais para comprar papel higiênico ou material descartável? Isto para mim tem outro nome. Este pregão 240, por exemplo, foi feito para participarem apenas os ‘amigos do rei’”, denunciou.

Transparência – Augusto Bezerra continuou atacando o governo do Estado, dizendo que “o deputado [Francisco] Gualberto via para tribuna e diz que o governo dele é transparente. O detalhe é que o Ministério Público, na pessoa do promotor Rony Almeida, foi impedido de receber o prontuário das crianças que morreram recentemente na Maternidade Hildete Falcão. Foi feito um documento requerendo isto. A intenção é evitar que novas mortes venham a ocorrer. No caso de uma infecção na Maternidade, por exemplo, quem deve ser responsabilizado é o órgão gestor, que no caso é a Secretaria da Saúde. Mas a Procuradoria Geral do Estado (PGE) emitiu um parecer dizendo que não é para entregar os prontuários para o MP. Eles só esqueceram que a lei dá direito aos pais de receberem os prontuários e eles já procuraram o MP para reclamar. Agora a Maternidade tem cinco dias para se manifestar e eu espero que entreguem os verdadeiros prontuários”, alfinetou.

“E onde está a transparência deste governo? Logo o PT que tanto criticava os gestores anteriores! O Ministério Público precisa ter condições para investigar as causas das mortes. O governador deveria olhar com bons olhos as denúncias da oposição e não mandar que seus aliados desqualifiquem as ações dos opositores. Nem o direito de fiscalizar as mortes na Maternidade o PT quer permitir! Só espero que não se repita o incidente no Pronto-Socorro Nestor Piva, onde uma criança tomou uma injeção e veio a óbito logo a seguir. Quando os pais procuraram o prontuário, pegaram um que já havia sido trocado à força por um guarda e uma enfermeira”, alertou Augusto Bezerra. 

Petrobras – O Democrata ainda mandou outro recado duro para o deputado Francisco Gualberto.  “O deputado (Gualberto) fez uma piada comigo na sessão de ontem sobre a vinda da plataforma para Sergipe. Em primeiro lugar, a Petrobras não é do PT, mas do Brasil; outro detalhe é que podem existir normalmente técnicos que concordam com a plataforma e técnicos que não a acham viável. Gualberto fala como se a Petrobras fosse de Lula e como se Marcelo Déda fosse seu sócio. Eu sugiro que o litro de óleo que ele disse que traria para mim, que ele mande para o presidente da República degustar, até porque, quando ele veio a Sergipe, comparou o nosso óleo a um whisky de 30 anos”, ironizou.

 Augusto propõe transformação de Palácio em Museu Histórico e Biblioteca Pública

 O vice-líder da bancada de oposição na Assembléia Legislativa, deputado estadual Augusto Bezerra (DEM), propôs na sessão de hoje (12), a transformação do Palácio Olímpio Campos, no centro da capital, em um Museu Histórico e em uma Biblioteca Pública. O parlamentar recebeu em seu gabinete uma comissão de estudantes do curso de História da Universidade Tiradentes (UNIT) que sugeriram a idéia para que o parlamentar apresentasse uma indicação neste sentido para os demais deputados.

“Eu trago uma reivindicação dos alunos da Universidade Tiradentes, do curso de História, e já protocolei uma indicação sugerindo a transformação do Palácio Olímpio Campos em um Museu Histórico e em uma Biblioteca Pública. Não tenho conhecimento se já existe algum projeto nesta Casa a respeito e, desde já, faço o questionamento aos membros da Comissão de Constituição e Justiça. Acho viável a sugestão dos estudantes porque o Palácio não vem sendo usado pelo governo há um bom tempo. Não são dados despachos lá. A transformação em uma biblioteca vai abrir um espaço para a divulgação da história do nosso Estado, uma iniciativa que dará acesso ao acervo cultural da nossa terra. Conto com o apoio dos demais deputados nesta iniciativa”, disse Augusto Bezerra.

Inaugurado em 1863 e tombado por decreto estadual em 1985, o Palácio funcionou como sede do governo estadual até 1995, quando foi transferido para o Palácio dos Despachos, na avenida Adélia Franco.

 

OAB/SE ratifica apoio à manifestação de advogados públicos


Os membros da Advocacia Pública Federal em Sergipe paralisaram as atividades
nesta terça-feira, dia 11, e estão em estado de alerta em defesa de melhores
condições de trabalho e equiparação com os vencimentos de juízes federais
e membros do Ministério Público Federal. Pela manhã, os advogados públicos
estiveram reunidos em assembléia geral na sede da OAB/SE com a participação
do presidente da entidade, Henri Clay Andrade. ?A OAB de Sergipe está engajada
neste movimento reivindicatório desde o primeiro momento por ser uma causa
institucional em busca da efetiva valorização dos advogados públicos federais,
justificou Henri Clay.

Na oportunidade, o presidente Henri Clay interpretou como justa e legítima
a manifestação dos advogados públicos. Não há hierarquia funcional entre
advogados, Ministério Público e juízes. Portanto, é anomalia jurídica e social
os advogados perceberem patamar remuneratório inferior aos juízes e membros
do Ministério Público, observou.
Henri Clay também defende que os honorários, como lutam os membros da Advocacia
Pública Federal, sejam destinados aos advogados. Honorários advocatícios
são patrimônio dos advogados, é resultado do seu trabalho técnico. Outra
destinação é desvio e pode caracterizar apropriação indébita, enfatiza.

Os advogados reconhecem a importância do apoio da OAB/SE à manifestação e
decidiram que a sede da entidade será palco dos encontros dos advogados públicos
para realização de debates e deliberações. Nesta assembléia geral ficou deliberado
indicativo de greve geral a partir do dia 19. Para definir encaminhamentos
da greve geral, os advogados realizarão novo encontro no dia 17 às 9h na
sede da OAB/SE, oportunidade em que será criado o Comando de Greve e a agenda
para a paralisação.

O delegado do Sindicato dos Procuradores Federais da Previdência Social (Sinproprev),
Alberto Lourenço de Azevedo Filho, que conduz os trabalhos da assembléia
geral, explica que o Governo Federal assinou Medida Provisória, atendendo
apenas pleito dos delegados da Polícia Federal. ?Havia um compromisso do
Governo em conceder a isonomia salarial, contemplando também os advogados.
Mas o Governo não quer um Estado Democrático, o Governo prefere um Estado
de Polícia, observa Alberto, entendendo que a defasagem salarial atinge
a um patamar em torno de 35%.

 

MPF/SE disponibiliza bens de informática para doação


A Procuradoria da República em Sergipe está disponibilizando equipamentos de informática para doação, destinados a instituições públicas federais localizadas no Estado de Sergipe. A relação completa dos bens poderá ser visualizada no endereço eletrônico http://www.prse.mpf.gov.br/download/bensdoacao2007.pdf e a verificação física poderá ser realizada na sede da procuradoria, situada na av. Beira Mar, 1064, bairro Treze de Julho, nesta capital, após agendamento com a Coordenadoria de Informática (3234-3766). Possíveis interessados em receber os bens deverão enviar ofício para a procuradora-chefe da unidade, Eunice Dantas Carvalho.

 

Prova de seleção de estagiários para o MPF/SE será dia 16

Será realizada no próximo dia 16 de setembro, domingo, a prova de seleção para o estágio de estudantes de Direito para o Ministério Público Federal em Sergipe. A data foi estabelecida pela Comissão do Processo Seletivo da Procuradoria da República.
As provas serão realizadas na Universidade Tiradentes – Campus Aracaju-Farolândia. Os portões acesso ao local da prova serão fechados às 8 horas. As provas começam as 8h30min e serão encerradas às 12h30min.
O candidato deverá apresentar-se na data, local e horário indicados, munido de caneta esferográfica azul ou preta, portando documento de identidade original com foto e do comprovante de inscrição, conforme item 5.11 do Edital nº 001, de 19 de junho de 2007.
Segundo informou Tiago Araújo de Souza, chefe da Seção de Recursos Humanos da PR/SE, foram inscritos na seleção um total de 798 estudantes. Destes, 537 entregaram duas latas de leite e foram habilitados para participar da prova. As 1.074 latas de leite serão distribuídas para instituições filantrópicas em Sergipe indicadas pelo Ministério Público Federal.
O MPF/SE alerta que apenas podem realizar as provas no próximo dia 16, os estudantes que entregaram as duas latas de leite até o último dia 31 de agosto.

 

Participação popular é marca das políticas públicas

 Consolidando a concepção de democracia participativa do Governo Marcelo Déda, a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides) já realizou, em sua gestão, duas conferências estaduais. A primeira experiência foi a II Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, que aconteceu nos dias 24 e 25 de abril, em Aracaju. O evento foi o ponto culminante de uma série de cinco conferências regionais realizadas no mês de março nas cidades de Nossa Senhora da Glória, Itabaiana, Boquim, Propriá e Aracaju. Além de eleger 200 delegados regionais, nesses encontros, foram produzidos diagnósticos sobre a população que sofre com a insegurança alimentar no Estado e propostas para superar essa realidade. Este material serviu de base para as discussões da Conferência Estadual.

 Com o tema “Por um desenvolvimento sustentável com soberania e segurança alimentar e nutricional”, o evento teve grande êxito, contando com a participação de delegados e observadores de todas as regiões do Estado. Na ocasião, aconteceram palestras, debates, painéis, onde foram discutidas mais profundamente as propostas trazidas das conferências regionais. Ao final do encontro, os participantes elegeram 33 delegados que representaram Sergipe na III Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, que aconteceu de 3 a 6 de julho, em Fortaleza (CE).

 Numa prova do espírito democrático do evento, desses 33 delegados, cinco foram eleitos pelo sistema de cotas, distribuídas entre indígenas, quilombolas e comunidades de terreiros. Dois delegados representaram a comunidade negra, 15 representaram a sociedade civil e 11, os órgãos governamentais. “O evento foi o resultado de um trabalho com maturidade política, promovendo um espaço propositivo, onde todos conseguiram expressar a sua realidade, mostrando os problemas e apontando possíveis soluções”, disse a presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEAN) e diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Seides, Mirsa Leite.

 A II Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres foi outro evento realizado pela Seides nos dias 2 e 3 de julho, no teatro Atheneu, em Aracaju. O objetivo do evento foi avaliar o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (PNPM) e discutir a ocupação das mulheres nos espaços do poder. Participaram do evento as delegadas que foram eleitas nas oito conferências territoriais e nas duas conferências municipais, realizadas em Aracaju e Nossa Senhora da Glória, além das representantes de órgãos governamentais e convidadas, totalizando 400 participantes.

 Durante a Conferência, as participantes se dividiram em seis grupos temáticos, onde as mulheres puderam realizar discussões e análises sobre os temas centrais do encontro. A partir dos resultados obtidos, foram tiradas as diretrizes para a criação do Plano Estadual de Políticas para as Mulheres. No final do evento, foram eleitas 50 delegadas que representaram o Estado na II Conferencia Nacional de Políticas para Mulheres, que aconteceu de 17 a 20 de agosto, em Brasília. 

 Próximas conferências

E o trabalho não para por aí. Agora, no mês de setembro, acontecem mais duas Conferências. De 19 a 21, no Delmar Hotel, através do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, será realizada VI Conferência Estadual da Criança e do Adolescente e, nos dias 25 e 26, no Hotel Parque dos Coqueiros, a VII Conferência Estadual de Assistência Social, Conselho Estadual de Serviço Social. Além disso, a Seides realiza, também em setembro, o I Seminário Regional de Capacitação de Conselhos da Pessoa com Deficiência do Nordeste, que acontecerá no SEBRAE/SE, através do Conselho Estadual do Portador de Deficiência.

MAGNO MALTA DIZ A BRITTO QUE NÃO

IRÁ PROPOR FIM DO EXAME DE ORDEM

Brasília, 04/09/2007 – Ao sair no dia (04) da audiência com o presidente nacional da OAB, Cezar Britto, o Senador Magno Malta (PR-ES), relator do projeto de lei número 186/2000, que trata do Exame de Ordem, garantiu que em seu relatório não irá propor a extinção do exame de Ordem. Ele antecipou que pretende propor a ampliação do tempo de prova de quatro para seis horas e em vez de cem questões reduzir as perguntas pela metade. “Tenho conversado com a Ordem o tempo inteiro, inclusive com o presidente Cezar Britto, para que tenhamos um consenso nesse relatório. Não pretendo produzir nenhum documento afrontador, principalmente porque não farei um relatório propondo o fim do exame para os bacharéis em Direito e, sim, que a prova seja razoável e que todos tenham condições de competir igualmente”.

Durante a reunião, Cezar Britto reafirmou os dados transmitidos ao senador em reunião recente e que o deixou, novamente, bastante impressionado. Na última reunião havia 1.049 faculdades de Direito e cursos jurídicos em funcionamento no Brasil. Hoje, disse Britto, estão em funcionamento 1.080 cursos, sendo que a grande maioria não prima pela qualidade da formação que é oferecida aos estudantes e despeja no mercado profissionais sem a mínima capacidade para defender os interesses de cidadãos. Além disso, são ofertadas por ano 249 mil vagas em cursos de Direito espalhados por todo o País, sendo que 60% delas estão ligadas a apenas seis instituições de ensino, que formam um verdadeiro oligopólio nesse setor.

Participaram, ainda, da reunião na OAB o diretor-tesoureiro da entidade, Ophir Filgueiras Cavalcante; o bancada federal da OAB do Espírito Santo; o deputado Camilo Cola (PMDB-ES) e um grupo de estudantes da Faculdade de Direito de Cachoeiro do Itapemirim ES.

Gualberto cobra explicações sobre supostos desvios de dinheiro no governo
passado


Durante pronunciamento na tribuna da Assembléia Legislativa esta semana, o deputado Francisco Gualberto (PT), líder do governo, revelou que o Ministério Público Estadual e uma auditoria externa estão apurando supostos casos de corrupção envolvendo empresas fantasmas no governo passado. Segundo
o parlamentar, que não quis adiantar detalhes, pelo menos dois pagamentos suspeitos estão sendo investigados e em breve terão seus resultados expostos à opinião pública.

“Uma determinada empresa recebeu do governo passado cerca de R$ 15 milhões sem ter prestado serviço algum ao Estado. Nem um muriçoca essa empresa matou em Sergipe. Não fez nada”, disse Gualberto. “Outra empresa, sob investigação, também recebeu R$ 5 milhões no governo passado. Essa não tinha sequer um empregado registrado. Por isso, nem Deus nem o diabo poderá explicar como é que o Estado paga esse dinheiro para uma empresa que não tem serviço prestado”.

Francisco Gualberto cobra da atual oposição na Assembléia explicações sobre os pagamentos. “Para onde foi esse dinheiro? Precisamos perguntar ao Ministério Público. Mas os deputados que na época lideravam a bancada do ex-governador João Alves também precisam dizer ao povo o que foi feito com
esse dinheiro”, afirma o líder do governo Déda. “Em hipótese alguma vamos permitir que a oposição inverta os valores diante da opinião pública”, garante.


Sobre atos suspeitos do governo passado, Francisco Gualberto lembra ainda que um ex-secretário da gestão de João Alves confessou na Assembléia Legislativa, no ano passado, que havia um rombo de R$ 30 milhões na Secretaria de Educação. “Isso até hoje não foi explicado”, garante o parlamentar petista. Além disso, Gualberto ressalta que a oposição cobra com veemência a abertura da maternidade Nossa Senhora de Lourdes, mas até agora não explicou os R$ 6 milhões que não tiveram prestação de conta.
O deputado disse ainda que Sergipe continua penalizado pela Secretaria do Tesouro Nacional, que não libera a certidão negativa de débito, por conta de irregularidades com a Lei de Responsabilidade Fiscal cometidas no governo passado. Entre elas, o descumprimento da utilização de no mínimo 12% do
orçamento com a saúde pública. “Por isso continuamos sem poder receber recursos federais em determinadas áreas”.

Aberto curso de garçom no Mosqueiro

 A partir de novembro, a comunidade do Mosqueiro terá 25 novos garçons e garçonetes, formados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Isso por conta da parceria firmada entre a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), a Associação Comunitária de Desenvolvimento do Mosqueiro e o Senac para formação de pessoas na comunidade para oportunizar uma forma de geração de emprego e renda.

 “Está prevista a construção de hotéis e resorts nesta área. Com este curso, estamos criando possibilidades de inserção no mercado de trabalho na comunidade onde eles vivem”, disse a secretária de Inclusão Social, Ana Lucia Vieira Menezes. “Nós preparamos nossos alunos para o mercado de trabalho como um todo, para que ele possa trabalhar não só na comunidade deles, mas em qualquer lugar, desde um bar até um hotel 5 estrelas”, explicou Edivaldo Costa Fontes, gerente da unidade móvel Senac Móvel.

O curso tem carga horária de 160 horas e acontece na Escola Municipal de Ensino Fundamental José Carlos Teixeira. A previsão de encerramento é para o dia 27 de novembro. A grade curricular abrange disciplinas como Qualidade em prestação de serviços, Ética profissional, Higiene corporal e ambiental e Técnicas de serviço de bar e restaurante. Com sua unidade móvel, o Senac pode levar todo o material necessário para o curso: talheres, copos, pratos, apoios, guardanapos. Está prevista também uma visita técnica ao Restaurante-escola do Senac.

 Este é o terceiro curso realizado pelo convênio entre a Seides e o Senac. Os dois primeiros foram de garçom e camareiras, que aconteceu na Barra dos Coqueiros por conta do resort que será inaugurado no dia 13. Vinte garçons e vinte e cinco camareiras formados pelo curso foram contratados pelo Super Club Brasil. “Nós estamos investindo em geração de renda para a melhoria de vida da população, especialmente da camada mais pobre da sociedade. E estamos oferecendo capacitação e certificação do que há de melhor, que o Senac”, acrescentou Ana Lucia.

 Para Jailde dos Santos, dona de um bar flutuante no rio Vaza-barris, que banha o Mosqueiro, “o curso é importante para melhorar nosso atendimento ao público. Além disso, vou poder passar meu conhecimento para outros que não puderam participar”. “A gente sempre acha que está preparado, mas não está. Quero aprender mais para ter oportunidades melhores”, disse Claudia Brito, zeladora e aluna do curso.

 Quem também comemora a parceria é Odilon Gomes Santos, presidente da Associação Comunitária do Mosqueiro. “O curso chega em boa hora, porque esta é uma área de expansão e muitos empreendimentos estão chegando, como hotéis e restaurantes. Com isso, poderemos oferecer mão-de-obra qualificada e nossos moradores poderão conseguir trabalho sem ter que sair da comunidade”, explicou. Odilon disse que, segundo dados do posto de saúde local, cerca de cinco mil pessoas moram na área do Mosqueiro e que a chegada de condomínios fechados gerou vagas de trabalho, mas o desemprego na região ainda é grande por falta de qualificação e formação. “A maioria das pessoas aqui sempre viveu da pesca e hoje encontramos muita dificuldade. Parcerias como esta serão sempre bem-vindas”, finalizou.

Após reconhecimento nacional e internacional, inventor será homenageado pela Câmara Municipal de Lagarto.

 

O Engenheiro Mecânico, inventor e empreendedor, José Railton Souza de Lima, 42 anos, radicado em Lagarto, após ter sido reconhecido nacionalmente por conquistar o segundo lugar com o melhor invento do Brasil na III-Feira do Inventor em Florianópolis/SC e por desenvolver projetos há mais de 20 anos sempre levando o nome de Lagarto e Sergipe por onde passa, receberá o título de cidadão lagartense dia 19 de Setembro/2007, às 18h na Câmara Municipal de Lagarto. A iniciativa da homenagem é do senhor Floriano, historiador da cidade de Lagarto que acompanha a trajetória profissional de Railton.

A nova patente que proporcionou a Railton o prêmio Mérito Exportação 2007 – VI Edição em Curitiba/PR é um equipamento que se destina à fabricação de briquetes com o reaproveitamento de material vegetal como serragem, bagaço de cana, casca de arroz, capim seco e sobras de madeira em geral. O grande destaque desse novo invento se deve ao fato de ser ecologicamente correto, pois tal material vegetal, antes jogado no meio ambiente, poderá ser transformado em energia renovável, através do processo de compactação com alta pressão, tornando o briquete em uma enorme fonte de renda sem alto custo e por conta da grande abundância de matéria-prima. Além do briquete, com a reutilização da madeira, torna-se desnecessário o desmatamento. O briquete pode ser utilizado não somente para queima industrial como padarias, pizzarias e caldeiras industriais como também para uso residencial em lareiras, churrasqueiras e muitos outros.

As máquinas e equipamentos industriais inventados por Railton ultrapassaram as fronteiras de Sergipe e se destinam a empresas de médio e grande porte de São Paulo, Paraná, Maranhão, Pará, Mato Grosso e vão além Brasil para outros países como os Estados Unidos, Alemanha, e Guatemala.

Em termos ecológicos o novo invento de Railton Lima representa para o planeta Terra menos danos ao meio ambiente pelo reaproveitamento dos resíduos de biomassa que seriam jogados ao lixo e a redução da derrubada de árvores. Para as empresas os benefícios vão desde o custo acessível do equipamento a lucros expressivos. Já a sociedade ganha com a geração de empregos diretos e indiretos, além da conscientização e conservação do ambiente onde vivemos.

Railton diz que seus inventos são feitos a partir das necessidades das empresas que o contratam e que sempre busca criar coisas em busca de uma melhoria de vida, “quando estou criando alguma invenção, de alguma forma está ligada ao meio ambiente ou a melhorar a vida das pessoas”. Sobre seus inventos estarem ligados diretamente a questões ambientais Railton acrescenta que “é mais uma questão particular-social, porque sempre estive preocupado com essa questão e o que está acontecendo no momento é o começo para a conscientização das pessoas, principalmente aos empresários que antes não se preocupavam com essas questões, por isso, meus equipamentos estão fazendo tanto sucesso”.

Railton Lima também ministra palestras a diversas empresas brasileiras de médio e grande portes, sempre abordando temas envoltos aos seus inventos conjuntamente ao ecossistema como a Tecnologia em Equipamentos para o Aproveitamento de Resíduos, Cases de Sucesso, Máquinas e Equipamentos para Unidades de Biodiesel e Bioenergia, Energias Renováveis através da Biomassa, Propriedade Intelectual, Briquetes – A lenha do Futuro e RAITEC – Recuperação de Gases Voláteis. De acordo com Lima, as empresas o convidam para prover palestras por causa da motivação e conhecimento que ele transmite às pessoas para que possam inovar cada vez mais e para poderem enxergar as possibilidades que a inovação traz para a melhoria de vida da humanidade.

Railton possui uma empresa de tecelagem e um Núcleo de Tecnologia de nome “Railton Faz” e tem uma página virtual na internet (www.railtonfaz.com.br), a qual expõe seus inventos e suas participações em eventos. Mas, a sua criatividade vem desde a idade de sete anos quando, no primeiro momento descobriu que tinha habilidades para criar máquinas, o que depois se transformou em necessidade e começou a se dedicar a desenvolver projetos industriais. Seu primeiro invento foi uma máquina para retirar sementes de limão e a primeira patente foi a do TAK Car – Carro Motorizado para transporte de pequenas cargas. E foi a através da I-Feira do Empreendedor em Sergipe realizada pelo SEBRAE no ano de 2004 que Railton começou sua jornada. A partir deste momento as empresas começaram a visitar o site de Railton e conhecê-lo também através das notícias nos jornais.

BNB lança edital de seleção de propostas para compor programação dos seus centros culturais

 Fortaleza, 11/09/2007 – O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) acabou de lançar edital de seleção de propostas artísticas para participação nas programações dos Centros Culturais BNB – Fortaleza, BNB – Cariri (em Juazeiro do Norte, região Sul do Ceará) e BNB – Sousa (no Alto Sertão Paraibano), durante o ano de 2008. Os interessados poderão apresentar propostas nas áreas de artes cênicas, artes visuais, literatura, música, manifestações artísticas da tradição popular nordestina, atividades culturais infantis, cursos de apreciação de arte e oficinas de formação artística. O prazo termina no dia 11 de outubro. Além de propostas para essas atividades, os Centros Culturais Cariri e Sousa receberão propostas de Novas Idéias, que poderão ser oriundas de quaisquer segmentos da cultura, e realizadas dentro ou fora das instalações desses dois centros culturais. Todas as informações (edital e formulários) para inscrição de propostas estarão disponíveis no site dos Centros Culturais Banco do Nordeste (www.bnb.gov.br/cultura), desde a última segunda-feira (10).

Informações e sugestões para esta coluna enviar para e-mail:

João evangelista@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários