Collor para presidente

0

Com a situação se agravando a cada dia, devido às denúncias que não param de surgir contra ele e a família, o senador José Sarney (PMDB) já pensa em renunciar à presidência do Senado para preservar o mandato. Em agindo assim, seguirá o caminho trilhado pelo seu hoje protetor Renan Calheiros (PMDB), que fez o percurso aberto pelo baiano Antônio Carlos Magalhães (DEM). Como dominam a maioria do Senado, Renan e Sarney bem que poderiam articular a candidatura do senador Fernando Collor de Mello (PP) para a presidência da Casa. Assim, eles permaneceriam mandando no “pedaço” até que surgisse uma nova crise. Além disso, a calma voltaria a reinar e tudo continuaria como dantes no quartel de Abrantes. E a sociedade? Esta permanecerá no limbo aguardando as eleições de 2010 para reelegê-los, pois a classe política – com exceções é claro – está se lixando para a opinião pública.

 

Maconha abençoada

 

A Polícia Civil de Sergipe prendeu um homem que transformou a capela Nossa Senhora Rosa Mística, no bairro São Conrado, em um ponto de venda de drogas. O ex-presidiário Jorge Soares de Jesus pediu ajuda ao pároco porque não tinha onde abrigar a mulher e os filhos. Na nova “morada”, o safado começou a negociar com a “mardita”. Ontem, policiais prenderam Jesus quando este empacotava maconha. No total, foram apreendidos cerca de 700 gramas de “bagulho”, uma faca, moedas e um celular.

Recusa não ajuda

A lei que prevê presunção de paternidade para o réu que se recusar a fazer o exame de DNA entrou em vigor ontem, quando foi publicada no Diário Oficial da União. A lei passa a vigorar com mais um artigo. Segundo o texto, o réu que se recusar a fazer o exame de código genético acabará gerando a presunção da paternidade. Essa presunção não se sobrepõe a outras provas que demonstrem o relacionamento entre a mãe e o suposto pai e deverá ser apreciada dentro de um contexto.

 

Capital itinerante

 

A capital de Sergipe nunca mudou tanto de cidade como agora no Governo Marcelo Déda (PT). Hoje mesmo, ela foi transferida para Pacatuba, onde acontece a 11ª edição do Projeto Sergipe de Todos, coordenado pelo Gabinete da primeira-dama, Eliane Aquino, para interiorizar os serviços públicos. Durante todo o dia, Marcelo Déda despachará na capital provisória, recebendo em audiências prefeitos e lideranças políticas.

 

Um é pouco

 

A coluna não tem, nem quer, procuração para defender o Tribunal de Contas do Estado, mas acha que estão fazendo muito barulho porque aquela Casa conta agora com oito conselheiros, em vez dos sete recomendados pela Constituição. Ora, a Lei estipula que o número de coronéis na Polícia Militar não passe de 10 e já existem quase 30, sem que ninguém faça qualquer zoada para mudar esse quadro. Se o exagero na Polícia não causa espanto a ninguém, qual a causa de tanto barulho porque o TCE aumentou o número de conselheiros? Para estes, com certeza, deve ser tudo normalíssimo, afinal, eles são muito bem pagos com o meu, o seu, o nosso dinheirinho. Êta mundão, sô!

 

Bem na fita

 

Sergipe deu um salto em termos de desenvolvimento em 2007. A informação está no Estudo divulgado pela FGV Projetos, unidade de ensino e pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV). O trabalho destaca os avanços socioeconômicos da Região Nordeste e apresenta os focos de políticas públicas que precisam de revisão. O aumento da renda está entre os fatores positivos. O estudo, que compreende o período de 2001 a 2007, concluiu que o resultado verificado ocorreu em função do crescimento agregado do país, dos investimentos privados e da presença forte do programa Bolsa Família.

 

Exposição na 13

 

A artista plástica Josefa Joaquina da Silva, 71 anos, está expondo no Mirante da 13 de Julho, em Aracaju. São 20 telas do estilo ‘figurativo realista”. Figuras como árvores, fontes e cachoeiras estão presentes nas obras da artista paraibana, que reside em Aracaju há 30 anos. A visitação acontece de segunda à sexta-feira, das 9 às 19 horas, e sábado e domingo, das 9 às 15 horas. A exposição vai até 5 de agosto. O mirante é um espaço destinado a artesãos locais que querem mostrar o seu trabalho.

 

Bolsa remunerada

 

Profissionais com no máximo três anos de formados terão oportunidade de participar de uma seleção para atuar como Bolsistas no Projeto Agentes Locais de Inovação, desenvolvido pelo Sebrae em Sergipe. O período de inscrições começou ontem e prossegue até o dia 13 de agosto. O edital está no site www.superhativa.com.br. A bolsa terá duração de 26 meses, sendo que os dois primeiros meses são de capacitação, quando o candidato receberá R$ 1.000,00 por mês. Nos outros 24 meses, durante a execução do projeto, a bolsa passa a ser de R$ 2.000,00 por mês.

Reserva de mercado

 

O juiz federal substituto Fábio Cordeiro Lima, da 1ª Vara em Sergipe, proferiu sentença favorável à Seccional sergipana da OAB, impedindo que bacharel em Direito, sem aprovação no Exame de Ordem, exerça a atividade advocatícia. Na decisão, o magistrado entende que a aprovação no dito Exame é indispensável para o exercício profissional. O mandado de segurança foi impetrado pelos bacharéis Luciano Fontes de Oliveira e Monique Goes Almeida Batista.


Boa bolada

Ninguém acertou as seis dezenas do último concurso da Mega-Sena, sorteadas quarta-feira passada, e o prêmio acumulou em R$ 24.452.986,89. Com isso, a loteria pode pagar um prêmio de R$ 29 milhões amanhã ao bilhete que acertar os números do concurso 1.096. A estimativa é da Caixa Econômica Federal. Os jogos para concorrer ao próximo sorteio devem ser feitos até as 19 horas deste sábado. A aposta mínima (seis números) custa R$ 1,75. Desde a criação da loteria, o maior prêmio saiu em 1999, quando um apostador de Salvador ganhou R$ 64,9 milhões.

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários