Com a morte na garupa

0

Já passou da hora de o poder público desenvolver uma intensa campanha de conscientização visando reduzir o grande número de acidentes com motocicletas. Quem ouve os noticiários radiofônicos fica surpreso com a quantidade de vítimas desse tipo de transporte. Boa parte delas morre ou fica gravemente sequelada, porém, nada se faz para explicar que, quando conduzida por pessoas desabilitadas, as motos matam. A situação é bem mais grave no interior de Sergipe, onde os baixos preços e as facilidades de pagamento desse tipo de veículo fizeram o homem do campo trocar o pangaré por uma vistosa e veloz motocicleta. Sem orientação, o novo “motoqueiro” sai pelas rodovias sem saber que está carregando a morte na garupa. Além das perdas de vidas, muitas no frescor da juventude, os acidentes custam uma fortuna para a rede pública de saúde, contudo, ninguém faz nada para mudar este quadro desolador.

Cheirando a patifaria

Tem mais coisa errada nos atos secretos do Senado do que a vã filosofia imagina. O jornal O Globo denuncia hoje que a comissão de sindicância descobriu que os documentos sigilosos esconderam de reembolsos médicos exagerados e fora do padrão, até suntuosas reformas de apartamentos funcionais. A cozinha de apenas um desses apartamentos foi repaginada por mais de R$ 100 mil. Foi omitida também uma farra de impressão de livros e publicações na gráfica do Senado e outra na emissão de passagens aéreas internacionais.  É brinquedo um negócio desse?

Música de luto

Sergipe perdeu um grande nome. O aracajuano e músico Edildécio Andrade, de 57 anos, componente do Trio Irakitan, morreu ontem à tarde, após sofrer um infarto fulminante. Edil, como ele era conhecido no meio artístico, se encontrava em sua residência no bairro de Copacabana quando infartou. Edildécio Andrade vai ser sepultado hoje à tarde, no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro. Ele deixou três filhos. Edildécio estava há 30 anos no trio, que foi formado em 1950.

Crédito curto

Pesquisa nacional feita pelo Sebrae com micro e pequenas empresas mostra que 42% ainda sofrem com falta de crédito, apesar das medidas dos governos para diminuir os efeitos da crise. Segundo o estudo, os setores mais afetados são o industrial e o agronegócio. Os calotes chegam a 5,2%, nível mais alto desde o ano 2000. A pesquisa concluiu ainda que o BNDES emprestou este ano 30% menos do que os empréstimos feitos as micro e pequenas empresas até setembro de 2008.

Sonegador na cadeia

A Receita Federal e o Ministério Público vão atuar juntos para pôr o sonegador na cadeia. Segundo publica hoje o “Estadão”, essa hipótese é tão remota hoje que não assusta mais ninguém. Motivo: pela legislação em vigor, mesmo apanhado com notas fiscais frias, documentos falsos ou contas subfaturadas, o sonegador pode ter seus delitos perdoados. Basta pagar sua dívida com o Fisco e ele fica livre do processo criminal. Se desejar, pode parcelar o débito em até 60 meses. O plano da Receita e do MP, agora, é mudar a lei e acabar com esse benefício. Em isso acontecendo, haja cadeia!

Leão abre a mão

A Receita Federal já abriu a consulta ao lote residual do Imposto de Renda Pessoa Física 2007, ano-calendário 2006. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte que estava na malha fina deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. O valor estará disponível para saque na rede bancária a partir de 26 de junho de 2009, e terá correção de 24,62 % correspondente à variação da taxa básica de juros, a Selic.

E haja forró

Depois do sucesso de sexta e sábado, o Forró Caju será retomado amanhã na área externa dos mercados centrais de Aracaju. Entre as atrações se destacam Xote Baião, Zé Américo, Antônio Carlos D´Aracaju, Santana Cantador, Zé Ramalho e Companhia do Calypso. As duas primeiras noites a festa, considerada uma das maiores do Nordeste, reuniu mais de 100 mil pessoas, que brincaram em clima de total tranqüilidade.

Cliente & Bompreço

Aracaju vai sediar no próximo dia 4, a 13ª edição do Encontro Cliente & Bompreço. Será no Teatro Tobias Barreto e o tema deste ano é “De bem com a vida pra você viver cada vez melhor”. Além de palestras, feiras de fornecedores, e de comércio solidário, o evento vai ser abrilhantado pelo show da cantora baiana Daniela Mercury. O Encontro tem, entre outros, o objetivo de transmitir dicas úteis para melhorar a qualidade de vida, alinhando diversão e informação, assim como fortalecer o relacionamento com clientes.

Bancos abertos

Apesar de os representantes dos bancos terem assinado um documento no Sindicato dos
Bancários de Sergipe concordando com o fechamento dos bancos de Aracaju no dia de São João, quarta-feira próxima, isso não acontecerá. Em  ofício enviado para o presidente do Sindicato, José Souza, a Febraban, informou que ao serem consultadas as agências bancárias da capital informaram que vão funcionar. Por sua vez, o comércio e repartições públicas não funcionarão no dia dedicado a São João.

Alma lavada

Alô urubuzada, ontem foi o nosso dia. Tem coisa melhor do que derrotar o Internacional por quatro a zero? Adriano, que vinha meio por baixo, marcou três vezes e o quarto gol foi de Emerson. Aliás, a tarde de domingo começou muito bem com a vitória fácil do Brasil sobre a Itália por três a zero. O final de semana só não foi 100% porque o nosso Confiança decepcionou a perder para o fraco Salgueiro por dois a um e ficar ameaçado de ser rebaixado para a série D do Campeonato Brasileiro.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários