Comitê permanente

0

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Sergipe – OAB/SE – está anunciando a criação, já a partir de segunda-feira, do Comitê 9840, que funcionará com o objetivo de fiscalizar e combater a corrupção eleitoral e a negociação de votos para as eleições municipais deste ano. A formação desse comitê é da OAB, em parceria com a Igreja Católica, por meio da Arquidiocese de Aracaju e do Conselho Arquidiocesano de Leigos e Leigas da Capital. É preciso saber como esse Comitê vai atuar para fiscalizar o jogo sujo da influência financeira em qualquer tipo de disputa, em razão da dificuldade de se flagrar negociatas e outros tipos de falcatruas que se pratica para a conquista do voto.

 

O Comitê 9840, que vai servir para fiscalizar e combater a corrupção eleitoral, tem fins específicos e deve ser extinto assim que o período eleitoral passar. A princípio, não deveria ser assim, porque é exatamente quando os eleitos estão no poder, que acontecem fatos que merecem a interferência de uma entidade forte, corajosa e idônea, que combata a má utilização do mandato, os acordos pouco lícitos, o comportamento deturpado do legislador e executivo. Enfim, toda a canalhice que se pratica depois do sujeito eleito. Depois que eles estão com diploma, com possa defina, o eleitor passa a ser um produto descartável, assim como um absorvente, que ninguém que tocar.

 

A sugestão é que, se o Comitê 9840 tiver realmente atribuições meramente eleitorais, que se pense em criar um outro instrumento que fiscalize e interfira no comportamento político de quem tem compromissos com a sua comunidade, o seu Estado e o país. Evidente que não teria a força de coibir, mas seria uma entidade que fiscalizaria e denunciaria, juntando todas as provas documentais, atos suspeitos dos parlamentares e executivos. Teria uma representatividade mais ampla e condições de influenciar para evitar atos daninhos à sociedade. Porque está faltando um órgão de defesa do eleitor. Ou melhor, uma representação que defenda a moralidade, a dignidade e a probidade administrativa, que agride a uma sociedade eternamente humilhada, que é a maior vítima dos maus políticos, que, lamentavelmente, os eleitores corruptíveis elegem.

 

De qualquer forma, o Comitê 9840 é um passo à frente neste momento eleitoral, porque há muita bandalheira para se conquistar um mandato. Entretanto, isso se completaria se fosse um órgão permanente de fiscalização da ação parlamentar e executiva, sempre em defesa de uma população que ainda vota muito mal. Um eleitorado que vota por dinheiro, por parentesco, por amizade, por troca de um prato de comida, sem a consciência de que isso em nada ajuda a ele próprio. Lógico que com a orientação de um comitê fiscalizatório, poderia se dar um voto de melhor qualidade, o que resultaria em uma câmara eficiente, uma assembléia independente e um Governo que tinha de prestar conta do trabalho realizado, através da cobrança de ações populares.

 

O brasileiro é um povo pacífico. Acomodado, indiferente, descansado e bom de festa. Tendo samba, cachaça e futebol esta tudo resolvido. É o país que aceita o circo sem pão, principalmente se “o meu estiver no bolso”. Diferentemente dos latinos da Argentina, Venezuela, Chile e até o Paraguai, o povo brasileiro está pouco se lixando para o que acontece com a vida política. Aqui corrupção dá status e causa inveja. Infeliz do cidadão que exercer um mandato público e sair pobre. É sinal de incompetência e burrice. Esperto é quem corrompe, quem engorda a conta bancária, quem transforma tostão em milhão de forma fraudulenta e imoral. A inteligência está exatamente no grau do rombo que o sujeito possa dar nos cofres públicos.

 

E o Brasil está cheio disso. De pessoas que ocupam os mais altos cargos estaduais e federais para se dar bem. O poder, no Brasil, dá imunidade para qualquer tipo de crime de lesa pátria, porque geralmente é feito por trás do cargo que exerce. Sergipe tem exemplos disso, de pessoas que fazem do poder que exercem, instrumento para a pratica abusiva de corrupção, através do empreguismo, dos salários mais altos, da extorsão em troca da cobertura de falcatruas, enfim, vive-se num paraíso do abuso, do autoritarismo e da leviandade com a coisa pública. Qualquer outro país de sangue latino reagiria a isso. Menos o Brasil, que aplaude aqueles que exercem o poder para dele se locupletar.

 

É preciso um comitê de vigilância permanente, para abrir a consciência da sociedade para o direito de exercer a fiscalização, de utilizar os instrumentos constitucionais para combater essa olimpíada de espertalhões que disputam o ouro do Brasil.

 

AUDIÊNCIA

O governador João Alves Filho (PFL) tinha audiência no Ministério Público, para depor, no mesmo horário em que promovia a solenidade de ponte Aracaju-Barra.

O procurador Antônio João foi que conseguiu que a audiência fosse marcada para o dia primeiro de setembro.

 

RAZÃO

O Ministério Público quer saber do governador a questão sobre indenização das propriedades onde a ponte vai iniciar e concluir a construção.

Ontem, um Secretário de Estado disse que se houvesse pendências desse tipo, os proprietários dos imóveis estavam reclamando: “tudo foi feito dentro da lei”, disse.

 

PROCESSO

O Governo vem fazendo uma publicidade em série, sobre realizações administrativa, em que mostra que cumpriu o que prometeu em campanha.

A relação é numérica e o 23 saiu agora, com a Polícia de Fronteira. O PT entrou com recurso dizendo que é publicidade da candidata Susana Azevedo (PPS), cujo partido tem esse número.

 

SEQÜÊNCIA

A seqüência numérica da publicidade, também expôs o 13, que é o numero do PT, que falou sobre a vinda de novas indústrias para o Estado.

O PMDB também foi contemplado, o número do seu partido, o 15, saiu na seqüência da publicidade com o Centro de Excelência.

 

SUSANA

A deputada Susana Azevedo (PPS) está sem recursos para levar adiante uma campanha mais atrativa para a população.

A partir de agora será na base do corpo-a-corpo, passeatas e o programa de televisão. Falta-lhe até condições para movimentar um trio elétrico.

 

MUITA GENTE

Segundo um parlamentar, a equipe de marketing da candidata e imensa: “tem gente para colocar o café, outro o açúcar e um terceiro para mexer”, exagerou ele.

Garantiu que a metade das pessoas que superlotam a produtora daria para realizar um programa de muito boa qualidade e sobrava dinheiro para outras necessidades.

 

ITABAIANA

O deputado estadual José Newton acha que Carlinhos da Atlética ganha as eleições em Itabaiana, com uma certa tranqüilidade.

Admite, entretanto, que seria mais fácil se O secretário da Saúde, Eduardo Amorim, e o irmão, José Amorim, presidente municipal do PFL, subissem no palanque.

 

EXTERMÍNIO

O relator da CPI da Pistolagem, Luiz Couto (PT-PB) diz que, por trás de uma articulação do PFL, e do PTB, está a intenção de proteger aliados políticos citados no relatório final.

“Alguns parlamentares impediram que se votassem requerimentos, como uma forma de proteger pessoas em Alagoas, Bahia e Sergipe, principalmente”, disse Couto.

 

HENRIQUE

O Fábio Henrique, candidato a vereador pelo PDT, diz que vota em Renato Sampaio (PRP) para prefeito, mas tem pessoas que trabalham com ele que votam em outros candidatos.

Muitos deles votam em Susana Azevedo (PPS), mas tem também gente votando nele para vereador e em Marcelo Déda para prefeito: “isso a gente não pode impedir”.

 

MITIDIERI

O deputado suplente Luiz Mitidieri (PFL) pode voltar à Assembléia, como titular da cadeira, caso Valmir Monteiro (PFL) seja eleito prefeito de Lagarto.

Por uma questão de lógica política, Luiz Mitidieri deve ser um dos mais entusiasmados cabos eleitoras de Valmir.

 

ELEIÇÃO

A informação é de um candidato a vereador indiferente ao partido: O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, deve ganhar no primeiro turno.

Ele diz que houve isso em todos os bairros, inclusive na periferia de Aracaju. O segundo nome mais falado, segundo a mesma fonte, é o da deputada Susana Azevedo.

 

APOIO

O candidato argumentou que Marcelo Déda tem o apoio de lideranças políticas importantes, tem a Prefeitura, tem a Petrobrás e uma boa performance na televisão.

Segundo ele, a deputada Susana Azevedo está fazendo uma campanha sem o apoio do Governo, sem recursos e com grande dificuldade: “fica muito difícil”.

 

RESPOSTA

O juiz Ruy Pinheiro determinou a suspensão da publicidade “Sonhos”, inserida na TV pela coligação que apóia Susana Azevedo. O PT entrou com recurso contra a inserção.

Ainda falta julgar o mérito dessa ação…

Quanto ao pronunciamento sobre o leilão de áreas petrolíferas, que atinge a autonomia nacional, não deu direito de resposta à coligação que apóia Marcelo Déda.

 

AVALIAÇÃO

Na avaliação de um político vinculado ao Governo, a bancada governista na Assembléia pode ser reduzida significativamente depois das eleições.

Os parlamentares vinculados ao Governo que são ou têm candidatos a prefeito estão irritados porque não recebem qualquer tipo de apoio.

 

CEDRO

O deputado federal Mendonça Prado (PFL) está participando de campanhas no interior. Segunda-feira ele esteve em Cedro de São João e prestigiou o candidato a prefeito Davi.

“O PFL tem orgulho da candidatura de Davi para prefeito de Cedro, porque acredita que ele vai melhorar a qualidade de vida do povo desta cidade”, disse Mendonça.

 

Notas

 

MACHADO

A Agência Nordeste criou um sério problema para o deputado federal José Carlos Machado (PFL), ao trocá-lo pelo seu xará José Carlos Araújo (PFL-BA). Ele teria ameaçado pedir vistas do à votação do relatório final da CPI da Pistolagem, o que acabou não acontecendo porque não houve quorum para a questão.

A Agência Nordeste pediu desculpas ao deputado José Carlos Machado, “aos possíveis transtornos causados ao deputado sergipano”. Machado está chateado, porque o radialista Gilmar Carvalho leu a notícia da Agência.

 

PROGRAMA

O deputado José Carlos Machado vai hoje cedo ao programa do radialista Gilmar Carvalho, para desfazer todo esse equívoco, inclusive com a participação da repórter Andreza Matais, que assina a matéria e que fará a retificação no ar. Gilmar deu uma ampla repercussão ao fato, porque imaginava ser o deputado sergipano.

José Carlos Machado quer que a agência de notícias recomende aos jornais que publicaram a matéria que desfaçam o equívoco e, no programa de Gilmar Carvalho, vai solicitar os 30 minutos em que ele tratou da informação equivocada.

 

DEBATE

A TV Cidade vai promover, dia 21 de setembro, o debate entre os candidatos à Prefeitura de Aracaju, que teria mediação da jornalista Rosângela Dória. Todos os candidatos já confirmaram presença e será o primeiro confronto direto entre ele. O debate terá a duração de 90 minutos, sobre variados temas.

O debate será transmitido ao vivo para os assinantes da Net Aracaju e os internautas poderão acompanhar pelo site da TV Cidade. A rádio Jornal e o jornal Correio de Sergipe estarão fazendo a cobertura.

 

É fogo

 

O deputado federal Jackson Barreto ficou indignado com o fracasso do PMDB em Aracaju: “teve apenas 2% das intenções de voto”.

 

Jackson Barreto debochou: “O partido hoje Vale quanto pesa”, e determinou 0,5% de Benedito Figueiredo, 0,5% de Jorge Alberto, 0,5% de Viana de Assis e 0,5% de José Carlos Teixeira”, disse.

 

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, José Genoino, chega hoje a Aracaju e participa de uma passeata do candidato Marcelo Déda, pelo centro de Aracaju.

 

A deputada Susana Azevedo, candidato à prefeita pelo PPS, continua com uma forte gripe. Mesmo assim está levando a campanha.

 

O presidente do Banese, Jair Araújo, negociou com a Fundação Dom Cabral, de Belo Horizonte, um pacote de cursos para treinar, reciclar e capacitar funcionários do banco em cursos de excelência.

 

O secretário da Fazenda, Max Andrade, também está trabalhando à base de remédios. Está com uma forte gripe.

 

O candidato do PRP, Renato Sampaio, continua trabalhando firme a sua campanha e acha que está avançando bem em todos os segmentos sociais.

 

Domingo, a partir das 8 horas, o prefeito Marcelo Déda estará no desfile da Independência que acontece todos os anos no bairro Siqueira Campos.

 

O deputado estadual Luiz Garibalde está dando assistência total a aliados da capital e do interior. Está correndo muito.

 

A disputa em Itabaiana será grande, porque a candidata Maria Mendonça (PSDB) é uma liderança forte na cidade.

 

O sabão em pó Omo (Unilever), seguido da Coca-cola e do cartão Visa são as marcas mais lembradas pelo consumidor brasileiro, segundo pesquisa da ABA.

 

A inauguração de parte da nova orla de Aracaju está marcada para o dia 7 de setembro, com uma grande festa.

 

Por Diógenes Brayner

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais