Como evitar o câncer no homem. É possível faze-lo com Segurança?

0

“Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados.”
Mahatma Ghandi

Estatísticas nacionais dos últimos cinco anos registram que cerca de 15,6% das mortes em homens na faixa dos 40 – 60 anos foram ocasionadas por câncer, destes, cerca de 51% foram do estômago, pulmão, intestino grosso, próstata e orofaringe.

Portanto: “Prevenir continua sendo melhor que remediar”.

O câncer de próstata corresponde à cerca de 11% das mortes por esta doença no homem. É um tumor que apresenta um comportamento peculiar, e se caracteriza por ser em geral de origem pouco definida, pois apresenta uma incidência maior em negros do que em brancos, sendo encontrado em número reduzidos de casos entre os asiáticos.

Geralmente ocorre após os 55 anos, e casos na família e a raça são os fatores de risco em que se pode confiar para um alerta precoce.

Alguns Oncologistas sugerem também: fatores socioeconômicos e alimentares ( as dietas ricas em gorduras saturadas aumentam esse risco, enquanto aquelas que são ricas em selênio, vitamina E e licopeno parecem proteger a próstata do acometimento da doença ).

O câncer de pulmão ocorre em aproximadamente  80% dos fumantes e ex-fumantes, mas ocorrendo em  apenas 5% dos casos dos fumantes passivos. Diversas estatísticas consideram que cerca de 15% das mortes por câncer são localizadas nos pulmões, afinal de contas, o cigarro apresenta na sua composição diversas substancias que são capazes de induzir o aparecimento do câncer, como por exemplo: Benzopirenos , benzantraceno e nitrosaminas, dentre tantas outras.

Cerca de 10% dos fumantes desenvolve câncer de pulmão em 30 a 40 anos, e o abandono do vício reduz o risco em 10 a 15 anos, nivelando então o risco aos não fumantes. Outras causas de câncer do pulmão podem ser referidas, como exposição ao amianto (doenças profissionais), e a poluentes industriais e outras substancias como, por exemplo, os metais pesados…

O câncer de estômago vem apresentando um fator interessante em sua ocorrência, pois tem havido uma redução em seu aparecimento entre os homens, mas mesmo assim ele ainda representa 11% no total de mortes nesses últimos 5 anos.

O fator mais importante na sua gênese, e que nos parece ser  bastante lógico, advém da alimentação, ou seja, dietas ricas em alimentos salgados, muito temperados e defumados, com reduzido consumo de frutas fresca, vegetais e fibras, desencadeiam maior incidência desse tipo de câncer…

A infecção do “Helicobater pylori” não parece ser fator causal, porém alguns tipos de gastrite crônica, mal cuidadas, podem raramente ocasionar o seu aparecimento.

Alguns dados interessantes sobre alimentos X câncer de estomago parecem já estar mais ou menos definidos, por exemplo a vitamina C presente em algumas frutas parece proteger, enquanto as nitrosaminas parecem irritar o revestimento interno do estômago, podendo futuramente desencadear o processo cancerígeno.

Quando se trata de câncer de boca, faringe e laringe a sua incidência chegam a 10%, sendo 4% apenas na laringe, sendo que nessa região o câncer ocorre em seu revestimento interno, sendo muito importante salientar que o  vicio do fumo, aumenta em 2 a 3 vezes a sua ocorrência, e se é associado ao alcoolismo esse risco se eleva em até 15 vezes.

Prótese dentária mal ajustada, má higiene bucal, dentes em precário estado de conservação e o hábito de mascar fumo (muito comum no nordeste) também podem ocasionar esse tipo de câncer.

Por fim e finalmente o câncer de cólon, reto e ânus, ou seja, do intestino grosso, que tem a marca de 7 % dessas estatísticas, sendo que no câncer colorretal ocorre um aumento de seu aparecimento extremamente significativo com a idade, chegando a dobrar a sua incidência a cada década após os 40 anos.

Doenças irritativas do intestino aumentam a incidência de câncer nessa região, a retocolite  ulcerativa, doença inflamatória crônica que cursa com sangramento e diarreia, geralmente acompanhada de muita dor, tem um risco de 10% do aparecimento de câncer colorretal.

Pólipose adenomatosa familiar é uma doença hereditária, que se caracteriza por inúmeros pólipos no intestino grosso, pode ter até 85% dos seus portadores com desenvolvimento de câncer, além disso convém  lembrar que os indivíduos que têm parentes de primeiro grau com retocolite ulcerativa têm risco 2 a 3 vezes maior que a população normal de desenvolver câncer.

Pólipos intestinais isolados também têm risco de malignidade, podemos inferir de alguns estudos populacionais desse tipo de doença em associação ao câncer , é de que  30% das lesões acima de 2 cm têm associada essa neoplasia maligna, e que apenas 1% dos pólipos menores que 5 mm, apresentam evolução tumoral.

A alimentação é um dos fatores fundamentais na gênese da doença, tanto que país com produto interno bruto elevado tem maior incidência de câncer colorretal.

Ao que tudo indica, dietas ricas em proteínas e gorduras, e pobres em fibras aumentam a incidência da doença, a explicação seria a de que a exposição da mucosa do intestino a substancias tóxicas (nitritos, metabolitos do colesterol e nitrosaminas) desencadearia o processo tumoral.

A esses fatos, a falta de fibras na alimentação ocasionaria uma redução da velocidade do transito intestinal, aumentando o tempo de exposição do intestino às toxinas anteriormente citadas.

No caso do câncer de anus, ele geralmente vem associado à infecção por HPV (papiloma humano viral), é menos frequente, e adquirido principalmente através de relação sexual, particularmente nas populações homossexuais.

De uma forma geral podemos dizer que a incidência de câncer no homem ocorre da seguinte maneira:

Traqueia /brônquio/pulmões – 15,1%

Estomago: ————————–11,7%

Próstata: —————————-11,1%

Colón / reto/anus:—————— 7,2 %

Lábios /cavidade oral/faringe: –6,3%

Esôfago: ——————————-5,9%

Meninges/ encéfalo:—————– 4,1%

Laringe: ——————————-4,1%

Fígado/vias biliares: —————-4,1%

Pâncreas: ——————————3,9%

A detecção precoce e o rastreamento do câncer, ou seja, a pesquisa em pessoas sadias, com o objetivo de descobrir um câncer antes do aparecimento de metástases ou uma doença pré-maligna, que eventualmente possa ser curada são fundamentais no processo de prevenção.

Sabemos que é muito difícil fazer esse tipo de pesquisa nos cânceres de estomago e pulmão, porém no caso de câncer colorretal a pesquisa de sangue nas fezes nas populações de alto risco é bastante importante. Além disso devemos estimular a realização da colonoscopia, que deve tornar-se um exame de rotina na avaliação de polipose e retocolite ulcerativa, outro ponto muito importante é a dosagem de PSA (antígeno prostático específico total e livre) no sangue, aliado ao toque da próstata, pois podem por si só identificar pequenos problemas nessa região, pois  além de avaliarem a presença de nódulos prostáticos, (sendo que neste ultimo caso ), podem  afastar a presença de tumor de origem intestinal ou no reto.

Um alerta importante é que a combinação toque retal e PSA deve ser feito após os 50 anos e a partir dos 45 anos nas populações de alto risco (negros ou parentes em primeiro grau de portadores de câncer de próstata).

A busca do câncer orofaríngeo é relativamente simples, iniciando com um exame minucioso da cavidade oral ( língua, palato, dentes,  bochechas internas) ,principalmente nas populações de risco (etilista) e (tabagista).

No entanto devemos considerar que a forma mais correta de se fazer o rastreamento de qualquer tipo de câncer é perguntar, procurar e sempre estar com o seu médico.

Tentando concluir, sem no entanto, ter a presunção de  querer dar a última palavra, evitar o câncer é acima de tudo procurar  determinar metas:

Hábitos de vida saudável

Abandonar o tabagismo e o etilismo

Dieta rica em cereais, frutas e vegetais.

Dietas pobres em proteínas, gorduras e carboidratos

Atividade física diária (segunda a segunda)

Redução ao máximo do stress da vida.

E por que não amar e ser amado com paixão e intensidade.

Viva a prevenção, a vida e o futuro com muita paz…

Uma semana feliz  com muita Tranquilidade e sobretudo Bastante Harmonia Familiar…..

 

Comentários