Compasso de espera

0

Os policiais aguardam com expectativa a posse, marcada para terça-feira, do novo comandante da Polícia Militar de Sergipe, coronel Aelson Resende Rocha. Mais conhecido por atuar fora quartel, ele terá agora a oportunidade de mostrar sua liderança perante a tropa, apaziguar diferenças entre os comandados e oferecer à sociedade um policiamento capaz de reduzir os atuais índices de violência registrados em Sergipe. O fato de estar ausente do quartel há algum tempo para servir a órgãos como Assembléia Legislativa, Tribunal de Contas do Estado, Prefeitura de Aracaju e, mais recentemente, a Secretaria da Segurança Pública, não significa que o coronel desconhece os problemas da corporação, onde ingressou como soldado há 23 anos e fez carreira militar. Portanto, espera-se que, ao seu comando, a tropa garanta a paz e a ordem tão desejadas por todos os sergipanos.

 

Em Brasília

 

O radialista Chiquinho Ferreira, que deixou há oito dias o cargo de adjunto da Secretaria estadual de Comunicação, já está empregado. Ele aceitou ontem o convite para coordenar a sua equipe de comunicação do senador Eduardo Amorim (PSC). “Estarei em Brasília, mais uma vez, para buscar aproximar o mandato do senador com a população sergipana, contando sempre com a colaboração da nossa valorosa imprensa”, afirma Chiquinho.

 

Substituto

 

Em sua coluna de hoje no Correio de Sergipe, o colega Raimundo Brito informa que o secretário estadual de Comunicação, Carlos Cauê, já escolheu o substituto de Chiquinho Ferreira. Será, segundo Brito, o profissional de marketing Albany Guimarães, que é diretor de marketing da TV Aperipê. Cauê estaria apenas esperando o ok do governador Marcelo Déda (PT) para tornar pública a escolha de Albany.

 

Bons números

 

A Empresa Sergipana de Turismo informa que a ocupação média do mês de janeiro passou dos 80% em muitos hotéis de Aracaju. Desde o último dia 1º até hoje já se registra uma ocupação de 65% na rede hoteleira da capital. Outra boa notícia é que apenas em janeiro passaram pelo Aeroporto de Aracaju 98.814 passageiros, 14,4% maior que o de janeiro de 2010. Conforme a Emsetur, os números do mês passado representam um recorde do aeroporto. Legal!

 

Caatinga

 

Uma boa notícia para os sertanejos: a Caixa Econômica Federal vai financiar projetos para conservação da Caatinga. O dinheiro poderá ser investido em áreas críticas do bioma: regiões com risco de desertificação, municípios que mais desmataram e polos industriais ligados à construção civil. A Caatinga já perdeu 45% de vegetação nativa, segundo dados de 2008. Além da ameaça do desmatamento, o bioma é um dos mais vulneráveis às mudanças climáticas, com áreas sob grave risco de desertificação.

 

Estilo diferente

O presidente nacional do PT, Zé Eduardo Dutra, garante que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Roussef possuem personalidades diferentes e negou que haja conflito entre o “lulismo” e o “dilmismo”. Segundo ele, a questão da falta de carisma de Dilma foi colocada por alguns como impeditivo na campanha eleitoral, “mas ela teve uma votação consagradora e hoje está presidindo muito bem o nosso país”, afirma Dutra.

Reforma política

 

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB) é membro titular da Comissão Especial de Reforma Política, recém constituída no Senado. A nova comissão ficará encarregada de analisar matérias sobre o tema em tramitação no Congresso; realizar audiências públicas com especialistas no tema; elaborar relatórios mensais; elaborar relatório final e apresentar anteprojeto sobre a matéria. Para tal, terá prazo de 45 dias.

 

Quer ajuda

 

A Liga Sergipana de Blocos Carnavalescos está a procura de ajuda financeira para promover o carnaval deste ano em Aracaju. A entidade já se reuniu com a Funcaju, mas até agora nada foi definido em termos de ajuda financeira. Existem hoje na capital 46 blocos carnavalescos filiados à Liga, mas se a Prefeitura e o governo estadual não derem uma ajudinha em dinheiro, a maioria não terá como desfilar durante o próximo reinado de Momo. Que pindaíba, sô!

 

Título ameaçado

 

Nada menos que 13.258 eleitores sergipanos poderão ter seus títulos cancelados pela Justiça Eleitoral por não terem votado nas três últimas eleições. Para regularizar a situação, estes eleitores têm até o dia 14 de abril para comparecer ao cartório eleitoral mais próximo. Quem não regularizar a situação do título eleitoral fica impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e ser nomeado em órgãos públicos.

Do baú político

 

Em 1959, Aracaju assistiu uma insólita passeata de desagravo. Eram os amigos do então prefeito da capital, Rosevelt Dantas Cardoso de Menezes (PR), protestando contra a aprovação pela Câmara Municipal de título de “o pior administrador de Aracaju, até hoje”. A propositura foi apresentada pelo vereador Jaime Cruz de Oliveira (PTB) como forma ridicularizar o prefeito. Rosevelt não merecia tal deboche. Formado em Medicina na Bahia, atuou como médico em Itaporanga e no Hospital de Cirurgia, onde criou o primeiro banco de sangue do Estado. Em 1941, elegeu-se prefeito de Itaporanga e posteriormente presidiu o serviço de assistência municipal de saúde da Prefeitura de Aracaju. Eleito prefeito da capital em 1955, Rosevelt foi responsável pela grande comemoração que festejou o centenário de fundação da cidade, tendo realizado uma série de obras. A passeata e várias outras manifestações favoráveis ao prefeito surtiram efeito. Sensibilizado, o presidente da Câmara, vereador José Teixeira Machado (UDN), tornou sem efeito o Decreto Legislativo nº 6, que considerava o médico laranjeirense o pior prefeito de Aracaju.

 

Resumo dos jornais

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais