COMPRA DE AMBULÂNCIA

0

No dia 20 de abril do ano passado a sócia da Planam Indústria, Comércio e Representação Ltda, Cléia Maria Trevisam Vedoim, assinou a Autorização para Transferência de Veículo ao Detran de Cuiabá, MT, de uma caminhoneta/Furgão, marca Peugeot /Boxer, cor branca, modelo 2004, placa DPR-4671/SP, chassi 936231BZ241020648, a diesel, pertencente anteriormente a Victore Automóveis Ltda, à Prefeitura Municipal de Monte Alegre, no valor de R$ 72.980,00. A transação foi feita através do cartório Xavier de Matos, Caxipó, Cuiabá, Mato Grosso. O veículo acima se trata de uma ambulância, adquirida pela Prefeitura de Monte Alegre, através do prefeito João Vieira de Aragão, com recursos provenientes de emenda orçamentária apresentada pelo deputado federal Heleno Silva (PL) direcionada ao sistema de saúde daquele município. A transação foi feita com todo o rigor, anexando ao processo o contrato social da empresa, até a sessão da Câmara Municipal de Monte Alegre, que deu posse ao atual prefeito.

A Planam Indústria está diretamente envolvida em um esquema montado para aquisição fraudulenta de ambulâncias em Mato Grosso, a partir da apresentação de emendas parlamentares no Congresso, de acordo com informações da Polícia Federal, depois de empreender uma operação denominada de Sanguessuga em que prendeu parlamentares e já tem dezenas de suspeitos. Ontem foi entregue ao presidente do senado um requerimento com assinaturas de 210 deputados e 30 senadores, propondo a criação da CPI das Sanguessugas, que deve investigar a compra superfaturada de ambulâncias com dinheiro do orçamento à Planam. Apenas dois dos 16 deputados investigados pela comissão de sindicância da Corregedoria da Câmara Federal assinaram o requerimento. Já o líder do PMDB no Senado, Ney Suassuna (PB), único senador citado ao esquema, preferiu não apoiar a CPI. O escândalo das ambulância, onde aparece uma adquirida pela Prefeitura de Monte Alegre, foi o que atingiu mais gente no Congresso e, dentro de uma séria investigação, vai se chegar a um grande número de membros de um esquema que fraudava recursos para a compra de ambulâncias com superfaturamento.

O deputado federal Heleno Silva (PL) ao ser procurado por Plenário, ontem à noite, disse que apenas apresentou a emenda ao orçamento, mas não acompanhou a compra da ambulância: “não cabe a mim fazer esse tipo de aquisição”, disse explicando que “o deputado põe a verba no orçamento do Ministério da Saúde, que envia os recursos para o município beneficiado”. Para Heleno, o prefeito é que faz o trâmite legal para a compra da ambulância. O deputado Heleno Silva lembrou que conseguiu aproximadamente 20 ambulâncias para vários municípios do alto sertão sergipano, e apenas uma, a de Monte Alegre, aparece dentro desse esquema. Disse que foi o prefeito João Vieira de Aragão (PL) quem fez a compra “porque eles (a Planam) telefonaram e ofereceram os serviços”. O deputado assegura que tudo foi feito dentro da legalidade e a Planam entregou tudo dentro do que fora acertado. A Prefeitura inclusive prestou conta de como os recursos foram utilizados e admitiu que o preço de R$ 72.980,00 não demonstra superfaturamento.

Ontem, no final da tarde, o prefeito João Vieira de Aragão recebeu uma saraivada de telefonemas de jornais de todo o país, para saber da compra da ambulância. Algumas horas depois resolveu desligar o celular e o telefone de sua residência está sempre ocupado. Plenário fez um apelo ao deputado Heleno Silva para um contato, mas não foi possível. O número do requerimento de transferência de jurisdição do veículo, feito pelo Detran de Sergipe é DPR46/1, seguido dos dados do novo proprietário e da vistoria do veículo, feita por Erivaldo Oliveira de Andrade, que também assina como chefe do setor. Ontem Plenário recebeu toda a documentação da Planam, a forma de venda e transferência da ambulância, enviada por setores de Brasília que estão apurando o fato. É possível que a questão de Monte Alegre chegue à CPI, para que seja comprovada a transação dos recursos da emenda orçamentária.

 

 

VOTAÇÃO
Os membros do PFL que votaram ontem para escolha do vice de Geraldo Alckmin, escolheram o senador José Agripino Maia (RN) que perdeu por apenas cinco votos.

A senadora Maria do Carmo fez questão de dizer que “votei no meu líder”. José Agripino sempre interferiu em favor de interesses de Sergipe.

VAI BEM

A senadora Maria do Carmo negou que já tenha sido fechada uma aliança com o PSDB, mas disse que “os entendimentos caminham bem”.

D. Maria evitou avaliar o nível das conversas, mas admitiu que até o dia 30 próximo “as coisa podem estar resolvidas”.

 

CRESCENTE

O ex-governador Albano Franco (PSDB) só deve anunciar qualquer decisão de aliança a partir de 3 a 10 de junho, quando a lua está crescente.

As decisões dele (e de outros membros da família) se dão em relação ao movimento da lua. De 3 a 10 de junho, acontecem as convenções. é o único período que a lua está nesse movimento.

 

CONSELHO

Um amigo pessoal do ex-governador Albano Franco (PSDB) o aconselhou a não sair candidato a deputado federal vinculado a nenhum outro partido. Só para o Senado…

Acha que Albano tem condições de disputar uma vaga na Câmara Federal sem precisar de alianças ou se vinculando a pequenos partidos.

 

JANTAR

O ex-governador João Alves Filho, os deputados Ulices Andrade e Bosco Costa (todos PSDB) recusaram a proposta do deputado Jackson Barreto (PTB) para coligação proporcional.

Jackson sugeriu uma coligação proporcional entre PTB, PL, PSB e PSDB. Os tucanos acharam difícil algum êxito na questão federal.

 

MANUEL

Ontem, um líder político do interior, revelou que ainda se fala na indicação do conselheiro Antônio Manoel de Carvalho como um nome para ser o vice indicado por Albano Franco.

Apesar das eternas especulações sobre a candidatura de Antônio Manoel, ela se torna impossível. Segundo a Legislação eleitoral ele teria que se desincompatibilizar seis meses antes.

 

FONTES

O presidente regional do PDT, João Fontes, insiste que se depender dele o partido não fará aliança com o PSDB em Sergipe.

Diz, entretanto, que conduz o partido de forma democrática, respeitando a opinião de todos os companheiros que buscam composições.

 

DITADOR

Lembra que foi um crítico ferrenho à política nacional e estadual do PSDB, inclusive patrocinando várias ações na Justiça.

“Mas, não sou ditador para impor minha posição no PDT, mas faço questão de deixá-la bem clara”, declarou João Fontes.

 

EM COPA

Um militante petista informa que “o pessoal da cúpula do PT está fechado em copas. José Eduardo e Marcelo Déda estão operando sozinhos”.

Acrescentou que até mesmo as reuniões para elaboração de um programa de governo, não são de conhecimento da militância.

INQUÉRITO

O promotor de Justiça René Antônio Erba, instaurou inquérito civil para apurar as denúncias de irregularidades na contratação de artistas pela prefeitura de Aracaju.
Já requisitou diversos documentos à Funcaju e à Secretaria Municipal de Saúde: contratos, notas de empenho, notas fiscais, indicador do ordenador de despesas, dentre outros.

 

SANGUESSUGAS

O deputado federal João Fontes (PDT) foi um dos parlamentares que entregou ontem o pedido de criação de uma CPMI para liberar fraudes na liberação de emenda para área da saúde.

Para João, “essa é uma das maiores quadrilhas já descobertas no país com ramificações em todos os Estados. Seria um crime não fazer nada diante de tamanha roubalheira”.

 

DROGAS-1

O senador Jefferson Peres (PDT-AM) propôs a realização de um debate amplo na sociedade sobre a possibilidade de legalização da venda de drogas.

O senador acha que caso caso se conclua que essa seria a única solução para acabar com o narcotráfico, o debate terá que ser feito.

 

DROGAS-2

Nos países onde há liberação da droga, como a Holanda, não existe esse clima de terror em que vive o Brasil, pelo comércio clandestino de entorpecentes.

Talvez essa seja a uma e grande vantagem, porque o crime organizado não terá como alicerce o tráfico. A desvantagem é que incentiva a quem nunca usou e passa a expermentar.

 

 

Notas

 

OKAMOTTO-1

O senador Almeida Lima (PMDB) encaminhou à Mesa novo requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as ligações financeiras do presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Paulo Okamotto, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O novo requerimento apresentado pelo senador Almeida Lima conta com 41 assinaturas, que representa a maioria absoluta do Senado, que tem 81 senadores. O depoimento anterior, com 34 assinaturas, foi contestado.

 

OKAMOTTO-2

Ao justificar a proposição, o senador José Almeida Lima enfatizou que a nova CPI teria a finalidade de apurar apenas um fato determinado, como exige a Constituição: o pagamento de despesas pessoais do presidente Lula por Paulo Okamotto, conforme o presidente do Sebrae já confessara em oitiva naCPI dos Bingos.

O senador Almeida Lima apresentaria o requerimento na quarta-feira, não o fez em razão da acirrada discussão no Senado entre situação e oposição. Almeida acha que com a maioria absoluta, a CPI não será arquivada.

 

SALGADO

O TCU julgou irregulares as contas de Ananias Menezes Nascimento, ex-prefeito de Salgado, e o condenou ao pagamento de R$ 250.154,20, valor atualizado, por não prestar contas dos recursos transferidos pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no âmbito do Programa de Alimentação Escolar (Pnae).
O ex-prefeito terá 15 dias para comprovar o recolhimento da dívida ao FNDE, além de pagar multa no valor de R$ 5 mil aos cofres do Tesouro Nacional. Foi autorizada a cobrança judicial. Cabe recurso da decisão.

 

 

É fogo

 

A deputada Susana Azevedo (PSC) continua indignada com o índice de pessoas que convivem com a fome, segundo pesquisa divulgada pelo IBGE.

 

Segundo a pesquisa, dos 72 milhões de brasileiros, 60% são nordestinos e continuam em situação de insegurança alimentar. 

 

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho decidiu percorrer os principais Estados do País para tentar mudar a decisão contra a candidatura própria do PMDB.

 

A igreja católica intensificou sua campanha para convencer os católicos a não assistirem ao filme O Codigo da Vince, que começa a ser exibido hoje.

 

A ação da igreja católica chega a ser um incentivo para levar um maior número de gente, inclusive católicos, aos cinemas. Todos querem saber porque a igreja está proibindo.

 

Setores importantes do PFL não ficaram importante com a escolha de José Jorge (PFL-PE) para ser o vice na chapa de Geraldo Alckmin.

 

O deputado Jorge Araújo (PSDB) continua firme na defesa que o seu partido faça uma aliança branca com o seu partido.

 

Carlinhos, ex-prefeito de Aquidabã, trabalha para eleger André Moura para deputado estadual e Eduardo Amorim para estadual. Os dois são do PSC.

 

Deputados de Sergipe participam do congresso da Unale em Manaus. É de lá que sairá uma carta sobre a Amazônia, endereçada ao presidente Lula.

 

O deputado federal Heleno Silva (PL) disse que o governador João Alves Filho (PFL) ultimamente não sai do sertão.

 

Com a entrada de mais de 1 milhão de usuários em relação a março, o total de celulares no Brasil alcança a marca de 90,584 milhões de assinantes em abril.

 

brayner@infonet.com.br



 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais