Compras e vendas

0

O secretário da Segurança Pública, Luiz Mendonça, fez chegar ao colunista um contrato de locação de veículos entre a sua Pasta e a Transporte Comércio e Locação de Veículos e Maquinas Ltda (Transtop), que foi homologado em julho de 2002, com validade até dezembro, no valor de R$ 305 mil. A partir de janeiro deveria ocorrer um reajuste sobre esse preço inicial. Na realidade não aconteceu: em janeiro de 2003, esse contrato teve uma baixa de 19% e caiu para 244 mil e 900 reais, permanecendo assim até dezembro do ano passado. No mês de janeiro deste ano, a Secretaria de Segurança pagou apenas R$ 205 mil e este mês cairá para R$ 175 mil. Tudo bom, uma excelente economia para o Estado e uma demonstração que se podia trabalhar com menos dinheiro na área de locações. Mas atenção: não houve uma abatimento de 40%, manteve-se os 19%. Segundo dados das locadoras, a queda para R$ 205 mil ocorreu em razão da devolução de aproximadamente 30 carros. Número idêntico deverá acontecer em fevereiro, para que se chegue aos R$ 175 mil. De qualquer forma é muito bom para o Governo, que precisa realmente reduzir o volume financeiro de compras, para economizar o máximo e deixar algum recurso para obras. Mas não é disso que se está tratando neste momento. O grande problema do empresariado local é o Compras Net, porque está prejudicando o comércio local, que não tem condições de competir com grandes empresas de outros Estados. Membros do Fórum Empresarial já estiveram com o governador João Alves Filho para tratar do assunto e mostrar, principalmente, que o Estado pode fazer uma maior economia comprando por preços mais accessíveis em São Paulo, Minas, Pernambuco e Paraíba, mas o dinheiro vai para fora e, certamente, haverá uma queda na arrecadação, já que o ICMS é cobrado na origem. O governador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) está conversando com o empresariado de Pernambuco e deve fazer mudanças no mesmo projeto do seu Estado, para beneficiar o comércio local. Do jeito que está, pode ser bom para o Governo, mas muito mau para os comerciantes, que tem o Estado com um dos melhores clientes. Dia 17 de março, por exemplo, haverá o pregão eletrônico, que inclui a compra de automóveis. Nenhuma empresa de Sergipe terá condições de competir, porque as montadoras estão interessadas. São Paulo recentemente fez um desses pregões. A Volkswagen ofereceu o menor preço e vendeu mil veículos para o Estado. Mas o dinheiro ficou em São Paulo. Então foi bom para o Estado duplamente: comprou mais barato e recolheu ICMS. Geralmente o que é bom para São Paulo, não é bom para os Estados pequenos do Nordeste, que sempre foram explorados pelo Sul. As montadoras também já estão de olho no pregão que acontecerá em Sergipe e virão com todas as condições de realizar boas vendas, pisoteando o empresariado local. Nenhuma concessionária do Estado terá condições de concorrer e as montadoras, que pagam de 4 a 5% às suas revendas, já estão oferecendo apenas 0,5%. É a falência absoluta, porque poucos vão se segurar. Está claro que o governador João Alves Filho vai se sensibilize com isso e encontrar a melhor forma do Estado economizar – e precisa fazer isso – mas sem prejudicar os comerciantes de Sergipe. Afinal foi João quem mais lutou em favor do Nordeste, na terrível reforma tributária implantada pelo Governo Federal. Quem sempre foi contra ao pagamento do ICMS na origem, com certeza não vai provocar que isso aconteça exatamente com o dinheiro que deveria ficar em Sergipe. Dentro do Governo, embora não se expressem, alguns secretários são contra a esse tipo de pregão, principalmente aqueles que têm empresas e não podem vender ao seu Estado. É preciso que se criem mecanismos para proteger o comércio, embora se admita que alguns produtos podem ser adquiridos fora e promovam uma grande economia para os cofres públicos. Até a abertura do pregão haverá uma manifestação em favor de mudanças no projeto de Compras Net porque, como disse o presidente da Câmara dos Diretores Lojistas, Gilson Figueiredo, “se continuar como está, o nosso comércio vai se acabar”. PERGUNTA O leitor petista Gilson Costa envia o seguinte e-mail: com relação à nota sob título D. Maria, onde o deputado João Fontes aparece como conselheiro da primeira dama do Estado, pergunto: Então o PFL sergipano tem como conselheiro (ou guru estrategista) um neo-radical? Ou João Fontes está, pouco a pouco, retornando ao seu habitat? PRESIDENTE O prefeito Marcelo Déda foi hóspede do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, até às 18 horas de ontem do domingo, quando retornou a Aracaju. Déda se mostrou surpreso com o convite de Lula, que lhe fora feita de surpresa, durante as comemorações do aniversário do PT, sexta-feira passada, no hotel Glorio do Rio de Janeiro. BRINCADEIRA “Marcelo Déda foi passar o final de semana com o presidente para comemorar o aniversário do PT e a desgraça de Waldomiro, que era homem de confiança do chefe da Casa Civil, José Dirceu”, brincou José Carlos Machado. Waldomiro era conhecido por todos os políticos e assessores como ministro e é homem envolvido com o jogo do bicho. INDIGNAÇÃO A senadora Maria do Carmo Alves se mostrou indignada com o noticiário sobre a vinculação de Waldomiro, um dos principais assessores do Planalto, com o jogo do bicho. “É uma coisa gravíssima e o país precisa ficar atento”. Maria do Carmo lembra que as denuncias merece uma apuração rígida do Congresso Nacional. PREFEITURA Quanto à candidatura a prefeita, Maria do Carmo disse: “vamos ver”. Acha que não é hora de confirmações e precisa analisar tudo o que poderá ocorrer em caso da disputa. Segundo a assessoria da senadora, ela teria parecer que confirma o direito dela disputar o mandato em Aracaju. RETORNA Maria do Carmo Alves declarou ontem, durante entrevista, que vai retornar a Aracaju, para passar alguns meses cuidando da área social. Como ela só pode pedir licença para ser secretária, deve assumir a Erradicação e Pobreza. O irmão, José Alves Neto, pode ficar na Casa Civil. FONTES O deputado federal João Fontes e os demais parlamentares que foram expulsos do PT entram, hoje, na Câmara e Senado com pedido de CPI para apuração do caso Waldomiro. João Fontes vai pedir, de imediato, o afastamento de José Dirceu da Casa Civil, para que ele não interfira no processo. Ele abusa do poder que tem, junto aos parlamentares. DENUNCIANDO João Fontes disse que já vinha denunciando a vinculação do Partido com o jogo do bicho, desde junho do ano passado, quando alguns bicheiros como Marrimar, Zito e Trincano tinham se filiado ao PT na Baixada Fluminense. Inclusive o deputado federal Biscaia (PT) representou contra as filiações, mas não conseguiu êxito. VINCULAÇÃO Segundo João Fontes, essa vinculação de Waldomiro com o Planalto era vergonhosa. Ele levava os deputados para conversar com José Dirceu nos momentos de dificuldade. Estava em todas as votações do Congresso e tinha livre trânsito em nome da Casa Civil. Marcava audiências inclusive para o presidente Lula da Silva. LAMENTÁVEL Na opinião dos membros do PT, principalmente dos parlamentares que foram expulsos, o partido poderia errar em tudo no campo administrativo e político, menos na moral, ética, decência e transparência. “Isso bate na jugular do PT”, diz João Fontes, antecipando que coisas piores devem começar a aparecer. SUSANA O pré-candidato a prefeito pelo PV, Gilmar Carvalho, diz que respeita apenas a pré-candidatura de Susana Azevedo (PPS): “o restante quer respaldo para 2006”. Gilmar diz que não entra para ninguém se cacifar para 2006, mesmo a pedido do governador. E adiantou: “isso vale para o primeiro e segundo turnos”, avisou. INCÔMODO O vereador Antônio Samarone (PDT) tentou um aparte à mensagem que o prefeito Marcelo Déda lia, ontem, na Câmara Municipal, durante a abertura dos trabalhos legislativos. O presidente da Casa, Sérgio Góes, lembrou o regimento da casa, que proibia o incômodo de apartear mensagem do executivo. Samarone tomou isso com cerceamento da palavra. POSIÇÃO Apesar dos índices das pesquisas serem favoráveis à candidatura à reeleição, o prefeito Marcelo Déda se mantém sem confirmá-la. A assessores disse que nada vai alterar o rumo do seu trabalho à frente da Prefeitura e se concentrará na administração. Notas HOLOFOTES O secretário de Combate à Pobreza, José Alves Neto, disse ontem que, a partir de agora, é que sua Pasta vai redobrar o trabalho na área atingida pelas enchentes no sertão: “quando baixam os holofotes e que tudo parece ter voltado ao normal, é que começam os problemas”, explicou o secretário. José Alves disse que a partir de agora a situação no sertão se agrava, com a recuperação de casas, falta de alimentos, problemas graves de saúde e muita coisa que precisa de uma ação urgente da sua Secretaria. MENSAGEM O governador João Alves Filho foi à Assembléia Legislativa, ontem, para ler a mensagem de início de ano letivo, que é uma prestação de contas do que foi realizado e projetos para este ano. João Alves falou sobre as viagens realizadas para o projeto de irrigação em todo o sertão e na luta para instalação da refinaria. Mostrou que este ano o Governo do Estado já fez as duas concorrências para construção das pontes que ligam Aracaju à Barra dos Coqueiros e Mosqueiro a Caueira, além da atuação do Governo na área social. SEGURANÇA João Alves Filho fez questão de mostrar um item importante do seu Governo, que é a Segurança no Estado. Segundo dados que estão na mensagem, Sergipe voltou a exibir índices de mais seguro do Nordeste e, em alguns itens, de mais seguro do Brasil, principalmente na área de assaltos. A distinção do governador decorreu pelas críticas que o setor de segurança vêm sofrendo intensamente, principalmente depois da fuga do ex-deputado Antônio Francisco, e do passeio sem retorno de Floro Calheiros. É fogo O Habib, uma das principais lojas da rede de vendas de comidas árabes, cobra dos clientes 10% de serviços, que não vão para os garçons. Um cliente reclamou da taxa, acrescida do valor do seu lanche, e foi imediatamente reduzida pelo caixa. É bom ficar de olho. O deputado estadual Gilmar Carvalho viaja a Roma, esta semana, para participar do lançamento do PV na Europa. Gilmar Carvalho insiste que vai continuar trabalhando sua candidatura até abril, se ninguém manifestar interesse de coesão, ele pode desistir. O prefeito Marcelo Déda animado com os resultados das pesquisas divulgadas ontem por um semanário local. Os médicos vão se reunir hoje, no auditório da Somese, para analisar a continuidade de atendimento aos planos de saúde. Os médicos alegam que estão com os preços dos seus serviços defasados e querem um reajuste por parte dos planos. O presidente da OAB-SE, Henry Clay, ficou satisfeito com o resultado da reunião que teve com o ministro da Educação, Tarso genro, para avaliação dos cursos de direito. A Unit está enviando correspondência aos alunos de direito, contestando a seleção feita pela OAB sobre o curso de direito. O Governo do Estado se transfere hoje para a cidade de Pirambu. O governador João Alves Filho vai atender a dezenas de lideranças da região. O vereador Kennedy Fonseca (PMDB) entra com uma ação no Ministério Público, solicitando que haja uma intervenção com o objetivo de suspender novos cursos de Direito. Não existe uma intervenção, mas o Ministério da Educação já suspendeu, por 90 dias, a liberação de novos cursos de Direito. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais