Comunicação: Vomitando lobby

0

 

 

  O euforismo toma conta de alguns “profissionais” da área da comunicação em Sergipe com a mudança implementada pelo governador Marcelo Déda, com a saída de Eloísa Galdino e a entrada de Carlos Cauê. Sem dúvida os dois têm estilos diferentes, mas têm em comum a convivência por alguns anos trabalhando com Marcelo Déda. Sabem do estilo de Marcelo Déda e como ele não apenas “mete o dedo”, literalmente, mas dita os caminhos que devem ser seguidos nesta área.

 

  Muitos agora começam a criticar o trabalho realizado por Eloísa. O governador acertou em colocá-la no primeiro momento de interrupção de um sistema viciado que carcomia a comunicação em Sergipe há muito tempo. O sistema de cotas, onde os veículos recebiam de acordos com as conveniências políticas de seus proprietários e não pela audiência e circulação, sempre foi a tônica principal. Veiculos sem expressão nenhuma chegavam a receber R$ 300 mil, R$ 400 mil e muito mais mensalmente. Outros poucos veículos, que não “rezavam” na cartilha dominante, viviam “a pão e água”. Estes mesmos até ontem reclamavam das dificuldades em entrar “em contato” com o departamento da Secom para resolver algumas “pendências”.

 

 Mas tem alguns “profissionais” da comunicação que estão com saudades deste tempo e já dizem nas rodas com amigos e profissionais da área, que Cauê vai mudar este relacionamento. Que “são amigos de Jackson Barreto, este sim que vai mandar na pasta”. Devem já ter escalado um “amigo” para fazer o lobby. Tanta imbecilidade. Cauê, antes de tudo é um técnico e sabe que o projeto de governo passa bem acima dos interesses individuais dos meios de comunicação e de alguns “profissionais”, que num passado recente recebiam muitos recursos do Governo do Estado.

 

Carlos Cauê tem um estilo próprio e tem como principal missão dar mais visibilidade as ações governamentais e estreitar este relacionamento com os órgãos de comunicação, mas sem a subserviência que era cobrada nos outros governos, do “toma lá da cá”. A missão é avançar e não voltar ao passado. Como jornalista, Cauê sabe que a mudança implementada por Déda, através de Eloísa Galdino, foi um marco na comunicação do Estado, acabando com o relacionamento de submissão e até mesmo promiscuo que existia. É preciso separar os profissionais sérios daqueles que vivem apenas sob o manto do poder, não importando que for o governante de plantão.

 

Como marqueteiro Carlos Cauê sabe que melhorar a imagem do governador não significa liberar mais verbas para determinados meios de comunicação e “profissionais”. É algo bem mais profundo, do que algumas pesquisas eleitorais. O leitor sabe que este espaço continua com o espírito critico de sempre, sempre procurando acertar e, quando erra, não tem vergonha de fazer a “mea culpa”. Talvez essa seja a diferença: senso de justiça.

 

 

Tragédia ambiental

O artigo de ontem sobre a Zona de Expansão foi bastante comentado. É preciso fazer algo. A arquiteta Ana Libório resumiu bem a situação: “Ufa! Finalmente entra em foco a área dita de expansão que, de fato, deverias ser de preservação ambiental. A região caminha a largos passos para uma tragédia sem que nada seja feito a não ser obras sem infraestrutura. Além de aterros criminosos das lagoas de estabilização natural, segundo especialista ali esta um dos maiores aqüíferos de Sergipe constantemente contaminado por construções que apesar de “legais” deveriam ser proibidas. Estamos assistindo um filme de consequências ainda imprevisíveis. E o PDDU?”

 

Devastação sem limites

Ana Libório tem razão. É um crime ambiental sem precedentes e ninguém faz nada. A devastação não tem limite. Ninguém é contra que ela seja povoada, mas como bem abordou a arquiteta, com critérios técnicos e objetivos. É possível o homem viver em harmonia com o meio ambiente, mas em Sergipe. E agora o homem começa a sofrer as conseqüências deste crime ambiental.

 

Ações no conjunto Costa do Sol

Durante toda a manhã de ontem, 21, equipes da Emurb realizaram a desobstrução das bocas-de-lobo das principais vias – as avenidas Heráclito Rollemberg e Hildete Falcão Batista, ao lado do conjunto Costa do Sol, uma das áreas atingidas pela chuva. Com o apoio de uma caçamba, uma retroescavadeira e um caminhão “muck”, no início da tarde, um contingente de mais de vinte operários foi deslocado para a área. A mobilização visa construir um novo ramal para a rede de drenagem já existente. Neste primeiro momento, serão implantados quinze metros de tubos, aumentando a vazão das águas. A expectativa é de que a obra termine ainda esta noite, quando o trânsito no local será liberado.

 

Rede de drenagem

“Vamos trabalhar a noite toda se for preciso para concluir essa obra. Nos próximos dias, vamos iniciar a construção de mais um ramal da rede de drenagem, dessa vez com 43 metros de comprimento e tubos de um metro de diâmetro. Combater os efeitos das chuvas para minimizar os transtornos para a comunidade é uma determinação do prefeito Edvaldo Nogueira. Estamos empenhados em dar uma resposta positiva aos moradores dessa região”, garante o presidente da Emurb, engenheiro Paulo Costa.

 

                                                                                                                                  

Adesivos comemorativos

O blog agradece aos leitores que enviaram e-mails pedindo o adesivo em comemoração ao aniversário de três anos. Todos já começaram a receber seus adesivos nos endereços solicitados. Quem desejar o adesivo é só enviar e-mail com endereço que receberá em sua residência: claudionunes@infonet.com.br

 

Emendas para Sergipe no OGU

O governador Marcelo Déda e o senador Almeida Lima, presidente da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso Nacional (CMO), debateram ontem, 21, em Brasília, as emendas orçamentárias de interesse de Sergipe. Numa conversa franca, Almeida Lima, “mais uma vez, ratificou o seu desejo de, na condição de presidente da comissão de orçamento, colaborar para que os pleitos de Sergipe sejam vitoriosos”, resumiu Déda.

 

MP para estados atingidos pelas cheias

A visita do governador foi, também, uma retribuição ao encontro que ambos tiveram em Aracaju por iniciativa do senador. Na ocasião, quando comunicou formalmente sua eleição à presidência da CMO, o senador se colocou à disposição de Sergipe “na busca da promoção dos pleitos que o Estado periodicamente leva ao Congresso Nacional”. Entre as demandas concretas, o governador pediu a colaboração do senador na votação da medida provisória que será editada pela Presidência da República com o intuito de ajudar os estados atingidos pelas cheias dos rios nordestinos.

 

Troca troca

O comunista Anderson Gois, que foi candidato a prefeito de Aracaju pelo PCB, com um discurso pregando coerência da classe política e tudo mais, parece que vai entrar no jogo do “troca troca” de partido. Vai para o Partido Verde, aquele mesmo que fez parte de vários governos em Sergipe, passando por João, Albano e Cia. A figura é nova, mas o filme é velho

 

 

Comissão na AL

Após as exposições dos representantes dos policiais militares ontem,21, na AL, os deputados estaduais também fizeram suas ponderações sobre a realidade de trabalho da categoria. A deputada Ana Lúcia (PT) marcou sua posição, ressaltando sempre a importância do diálogo na relação com o governo do Estado. A petista apresentou uma sugestão, que foi rapidamente acatada por todos os pares, da Assembléia Legislativa constituir uma comissão de deputados da situação e da oposição para que os mesmos possam acompanhar de perto todo o processo de negociação entre o governo de Marcelo Déda (PT) e a Polícia Militar.

 

Policiais cobraram a presença de Gilmar

O comentário ontem, 21, na Assembléia foi a ausência, na exposição das lideranças da PM, do deputado Gilmar Carvalho (PSB) defensor da categoria. As lideranças estão até hoje cobrando…

 

Assessoria de Gilmar explica ausência

Através de e-mail do assessor Cicero Mendes, o deputado enviou o seguinte esclarecimento: “Caros colegas, o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSB) não compareceu hoje à sessão por problemas de saúde. Ele está com uma forte enxaqueca que o impediu de apresentar o programa Jornal da Ilha, ir à Assembleia Legislativa e assistir as aulas do curso de direito. Gilmar Carvalho permanece o dia todo em repouso em sua residência, sendo que sua ausência na sessão desta quinta-feira, ao contrário do que colocou o policial Edgar Menezes, não foi proposital. Desde já agradecemos pela compreensão.”

 

Transmissão de cargo no Comando da PM

Acontece na próxima sexta-feira, dia 22, às 18h, o evento de transmissão de cargo no Comando da Polícia Militar de Sergipe. O coronel Alberto Magno Silvestre dos Santos deixa o comando da Corporação e será substituído pelo coronel José Carlos Pedroso Assumpção. O evento acontece no auditório do Tribunal de Justiça, localizado na Praça Fausto Cardoso, no Centro da cidade.

 

Periodo chuvoso e reforma

A assessoria da SSP mandou a seguinte nota sobre a mudança do local da transmissão de cargo: Tradicionalmente realizada no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), a transmissão do mais relevante posto da PM ocorrerá, excepcionalmente, no Tribunal de Justiça, em virtude de o CFAP estar passando por reforma estrutural. Além disso,  o CFAP é um espaço aberto, a cerimônia poderia ficar comprometida em razão do período chuvoso pela qual passa a capital sergipana.

 

Hoje, 22, tem sessão solene no Instituto

Hoje, 22, a partir das 16h30 na sede do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe será realizada uma sessão solene em celebração dos 200 anos de nascimento do Barão de Maroim (1809/1890) e 150 anos de Gumersindo Bessa (1859/1913), quando haverá palestras sobre estas duas personalidades sergipanas. O Barão de Maroim foi um dos políticos mais importantes do século XIX em Sergipe e Gumersindo Bessa revelou-se uma das culturas jurídicas mais consistentes de todos os tempos em nossa terra.

 

Sergipe brilhou no campeonato no Uruguai

A delegação de Sergipe fez bonito no campeonato internacional de Karatê relalizado no Uruguai, onde participaram cerca de 300 atletas da América do Sul.  Sergipe levou 5 atletas e trouxe 13 medalhas: 2 de ouro 3 de prata oito de bronze.

 

Yoakan ganha medalha de outro

Uma das medalhas de ouro foi do atleta Yoakan Jócelis, patrocinado pela empresa Progresso, formando a equipe com Paulo Franco, de Recife e Jósue, de Minas Gerais. Além de Yoakan formaram a delegação de Sergipe os atletas Lavinha Almeida, Alisson Santiago, Jhonatas Ramos e Juliana, através de uma seleção realizada pela federação sergipana.

 

Aracaju sediará Congresso Brasileiro de Guias

No período de 11 a 13 de maio de 2009, foi realizado na cidade de Maceió, a reunião dos membros da Federação Nacional dos Guias de Turismo (presidentes e conselheiros de todos os sindicatos do Brasil), que antecede o XXIX Congresso Brasileiro de Guias de Turismo (13 a 17/05). Durante a reunião o SINGTUR/SE juntamente com o Sr. Rui Carvalho do Aracaju Convention Bureau conseguiram captar para 2011, o Congresso Brasileiro de Guias de Turismo para a cidade de Aracaju. Foi uma votação expressiva, pois foram 17 votos para Sergipe contra 4 para o Paraná e 5 para o Ceará.

 

 

Posse do novo conselheiro do TC I

Deu no NeNoticias: Nesta quinta-feira, 21, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, negou seguimento a recurso da Estado de Sergipe, que pretendia sustar os efeitos da decisão do ministro Ari Parkendler, do Superior Tribunal de Justiça, que suspendeu o ato de posse de Clovis Barbosa no TCE.Para o presidente do STF, não há natureza constitucional em recurso do Estado contra decisão do STJ que impediu a posse do advogado Clovis Barbosa de Melo como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

 

Posse do novo conselheiro do TC II

Embora a defesa de Flávio Conceição comemore a decisão como se fosse uma vitória do conselheiro aposentado, o que o presidente do STF, Gilmar Mendes, fez foi rejeitar o recurso, com base na jurisprudência já pacificada do tribunal superior de que sua competência é a de julgar matérias de índole constitucional.Gilmar Mendes que o pedido de suspensão formulado pelo Estado de Sergipe, por ter caráter recursal, pois buscava a reforma da decisão do ministro do STJ, “é expressamente vedado pela jurisprudência do STF”.

 

Defesa de Flávio

Alguns setores da imprensa sergipana divulgam na noite desta quinta-feira que a decisão do presidente do STF negou seguimento a recurso da PGE, “que pretendia revogar as decisões favoráveis” ao conselheiro aposentado. A defesa de Flávio também informa que “com essa decisão, valida-se as vitórias de Flávio tanto no Tribunal de Justiça de Sergipe quanto no STJ”. Essas informações não são verdadeiras, já que não há nenhuma referência a decisões do TJ/SE, na decisão do presidente do STF, que negou seguimento ao pedido do Estado por causa de seu “nítido caráter recursal” e em função da falta de matéria de índole constitucional, o que afasta a competência da Corte. (NeNoticias).

 

 

STF: ministros sinalizam que policiais civis não podem fazer greve

Em julgamento que estabeleceu a competência do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) para julgar greve da Polícia Civil paulista, alguns ministros expressaram, no Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), a opinião de que a Corte deveria assentar a proibição de greve das polícias civis, muito embora o artigo 37, inciso VII, da Constituição Federal assegure o direito de greve aos servidores públicos.

 

Setor essencial

A proposta foi apresentada pelo relator da Reclamação 6568, ministro Eros Grau, que citou jurisprudência das Cortes Constitucionais da Itália, França e Espanha que proíbem a greve no setor, sob o fundamento de que se trata de um setor essencial que visa a proteger direitos fundamentais do cidadão em geral, garantidos nas respectivas Constituições.

 

Ordem pública

Eros Grau sustentou a relativização do direito de greve no serviço público, defendendo a sua extensão a todos os serviços de que dependa a ordem pública. Entre eles, citou a Justiça (atividade indelegável), as categorias responsáveis pela exação tributária e a saúde. ?Não importa se o serviço é público, mas a recusa da prestação é inadmissível?, sustentou.

 

Greve inimaginável

Ao endossar a posição do relator, o presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, disse que há categorias cuja greve é inimaginável. É o caso, segundo ele, de juízes, responsáveis pela soberania do Estado. O tema, observou, está atualmente em debate na Espanha. ?Quem exerce parte da soberania não pode fazer greve?, sustentou o ministro, incluindo os policiais civis nessas categorias.

 

Proibição definitiva

Ele e o ministro Ricardo Lewandowski, que também compartilhou desta opinião, ressaltaram a importância de consignar a posição da Suprema Corte e disseram que esta é uma sinalização de que, em um próximo julgamento de Mandado de Injunção (MI) “medida destinada a suprir lacunas legislativas de não-regulamentação de dispositivos constitucionais”, a Suprema Corte poderá pronunciar-se em definitivo sobre a proibição. O ministro Cezar Peluso, um dos que endossaram plenamente o voto de Eros Grau, observou que a polícia civil não pode ser autorizada, como ocorreu em São Paulo, a funcionar com apenas 80% de seus efetivos, se nem com 100% deles consegue garantir plenamente a ordem pública e garantir ao cidadão a segurança física e a proteção de seus bens, assegurada pela CF.

 

Tema terá posição firmada

Ele advertiu para o risco de o STF não firmar posição sobre o tema, observando ser perigoso deixar para os Tribunais de Justiça estabelecerem os limites para a greve dessa categoria. “O STF não pode deixar de pronunciar-se sobre a possibilidade de greve dos policiais civis. Os policiais civis não têm o direito de fazer greve”, sustentou o ministro Cezar Peluso. Segundo ele, nessa proibição deveriam ser incluídas, também, todas as demais categorias mencionadas no artigo 144 da Constituição Federal (que trata das categorias responsáveis pela segurança pública)”.

 

Explicações do vereador Danilo Segundo I

Do vereador de Aracaju, Danilo Segundo: “Como faço diariamente, li sua prestigiada coluna no sítio Infonet, onde o Nobre Jornalista teceu breves considerações sobre a bancada do PSB na Câmara de Aracaju. De fato, procede a informação de que apresentei requerimento à Câmara sobre o Plano Diretor de nossa cidade, requerendo que se oficie ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental – CONDURB – para que remeta o Plano Diretor de Aracaju à Câmara Municipal.Vale salientar que este Vereador é integrante, desde sempre, do grupo político que governa nosso estado e nossa capital, com dedicação e satisfação, eis que desde que iniciei minha militância política, há cerca de dez anos, estive ao lado deste mesmo agrupamento político. Outrossim, faz-se absolutamente necessário que se afirme, peremptoriamente, que jamais, sob nenhuma circunstância, titubeei quanto à defesa e a luta política ao lado de meus líderes e correligionários, meu posicionamento político é extremamente claro, objetivo e transparente.

 

Explicações do vereador Danilo Segundo II

Continua Danilo: “De tal sorte, não se trata, por impertinente, de qualificar como “governo ou não governo” nossa conduta política, pelo simples fato de que acompanho nosso grupo e sempre discuto, respeito e acato as decisões de partido e de bancada, é assim que tenho procedido.Ocorre que fui eleito pelo povo de minha cidade, que me outorgou o mandato parlamentar, cujas prerrogativas tem sido e sempre serão exercidas em seu favor e em sua defesa.O Plano Diretor é o mais importante instrumento de desenvolvimento urbano e ambiental que possui um município e, como tal, não poderia me furtar ao debate, sem que isso me torne um opositor ou qualquer coisa que o valha, sobretudo, porque considero ser interesse da Prefeitura promover uma ampla discussão da questão, com o propósito de consolidar o desenvolvimento responsável e sustentável da capital de qualidade de vida do Brasil.Sempre trabalharei ao lado de meu grupo político, junto ao povo de minha cidade e de meu estado, utilizando das prerrogativas que me foram concedidas no sentido de engrandecer a Câmara Municipal de Aracaju, cuja responsabilidade em tratar do Plano Diretor é irrenunciável e indisponível, muito além de qualquer questiúncula e ordem política, independentemente de quem se posiciona em nosso desfavor.Acredito que é no debate político, no campo das idéias e ações que se estabelece, que se afirma e consolida o maior legado histórico do século XX, que é a democracia, o estado democrático de direito, onde cabe a cada setor social e político exercer seus direitos e deveres, com liberdade e autonomia”.

 

 

Mobilização no combate às drogas  I

Cerca de 400 alunos de diversas escolas estaduais vão participar da IX Semana Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas, no período de 25 a 28 de maio. O evento será organizado pelo Conselho Estadual de Entorpecentes (CONEN) e tem como objetivo incentivar a mobilização da sociedade nas atividades relacionadas à prevenção e combate ao uso de drogas. No dia 25 será realizada a IV Caminhada de Valorização da Vida Contra o Uso Abusivo de Drogas, saindo da Praça Camerino, às 14 horas, até a Praça Fausto Cardoso.

 

Mobilização no combate às drogas II

Participarão da caminhada alunos do Colégio Atheneu Sergipense, Colégio Tobias Barreto, Escola Manuel Luis, Colégio Dom Luciano, Escola Valnir Chagas, Colégio Djenal Tavares de Queiroz e Escola Jackson de Figueiredo. Além dos alunos, estarão presentes também representantes das Secretarias de Educação, Saúde, Inclusão Social, Fazenda, Segurança Pública, Polícia Federal, Ministério Público, OAB, UFS, entidades religiosas, ONGs e da sociedade civil. Já no período de 26 a 28 de maio, acontecerá nos municípios de São Cristóvão, Laranjeiras e Nossa Senhora do Socorro o IV Seminário de Políticas Públicas Sobre Drogas.

Programação

 

Prevenção I

O IV Seminário de Políticas Públicas Sobre Drogas terá como tema Prevenção de Combate às Drogas no Estado de Sergipe – Integração entre Órgãos, Instituições e Sociedade. No dia 26, as palestras serão realizadas em São Cristóvão, a partir das 8h30, no auditório do Fórum Desembargador Gilson Góis Soares; dia 27 será em Laranjeiras, no Clube Recreativo Antônio Carlos Franco; e no dia 28, em Nossa Senhora do Socorro, no Centro Cultural Maria Ribeiro Franco.

 

Prevenção II

Em cada município, a programação contará com as palestras Prevenção ao uso de drogas: novas formas de pensar e enfrentar o problema, ministrada pelo professor Roosevelt Costa; A droga e sua ação no organismo, ministrada pelo médico psiquiatra Francisco Prado Reis; e Os efeitos ao álcool no trânsito, proferida pelo major Paulo César Góis Paiva, da Polícia Militar. Além dessas palestras, haverá debates sobre o tema com os participantes do seminário.

 

9ª Cavalgada do povoado Vivaldo

Acontecerá no dia 31 de maio, a abertura do São João da Roça de Riachão do Dantas com a 9ª Cavalgada do Povoado Vivaldo. O evento terá várias premiações para os vaqueiros e amazonas e no encerramento um show com Zé Costa e banda Mandakaru, Adalvenom o Bicho Papão Brega, musical Sintonia e banda Kontrole Musical. A festa com com o apoio do Governo de Segipe, dos deputados Albano e Jackson, do grupo Rocha, do empresário Bosco França e da gráfica J. Andrade. O evento é uma realização da Associação Otaviano Oliveira de Souza, sítio Priscila, Reginaldo Dias e o vereador Albertino Franco.

 

Avosos realiza terceira edição da Festa de Debutantes

O encanto de uma grande festa. Um momento único para 21 adolescentes da Casa Tia Ruth de Apoio à Criança com Câncer/Avosos. Acontece amanhã, 22, a partir das 20 horas, a terceira edição da ‘Festa de Debutantes’ da instituição.Nos preparativos, a grande expectativa de como será a comemoração que é surpresa para os participantes. Durante a prova de roupas, a ansiedade, o ensaio para a valsa e o brilho no olhar de cada aniversariante. “Já ouvi muito falar dessa festa. Quero ver como tudo vai ficar”, disse Emanuelle Nascimento, de São Cristóvão, assistida pela instituição há 3 anos.

 

Momento inesquecível

Para a voluntária e idealizadora do evento, Jeane Vieira Melo, este será um momento inesquecível. “Quem nunca sonhou com uma grande festa de aniversário. Queremos que fique na memória de todos. Foi tudo preparado como a ocasião merece”, contou Jeane. A comemoração, que acontece a cada dois anos, reúne assistidos entre 14 e 16 anos com direito a tradicional valsa, padrinhos, familiares, fotos e muitos presentes. “Como sempre, recebemos um grande apoio para a realização da nossa festa. Agradecemos a todos de coração por mais esta força. Não fazemos nada sozinhos e graças aos nossos parceiros podemos tornar possível este grande sonho”, declarou a voluntária.

 

 

Celi completa hoje 41 anos

No ano de 1968, nascia em Sergipe a Construtora Celi, fruto dos ideais e da visão empreendedora do engenheiro Luciano Franco Barreto. Ao longo de 41 anos, a Celi conquistou definitivamente a confiança, o respeito e a credibilidade no cenário da construção civil de Sergipe e no Brasil. Hoje, ela é uma referência no que diz respeito a empreendimentos residenciais e obras públicas graças a um trabalho sério, comprometido e planejado, desenvolvido por todo esse tempo. A Celi tem como características marcantes a criatividade, a qualidade dos seus empreendimentos, a responsabilidade social e o rigoroso cumprimento dos seus prazos, bem expresso no Selo de Entrega Garantida, uma exclusividade e pioneirismo da Celi que garante a hora, o dia, o mês e o ano da entrega de cada moradia. Com 41 anos de um respeitável patamar de excelência, a construtora busca aperfeiçoar cada vez mais seus serviços. Além de Sergipe, a Celi atua com maestria em outros mercados. Além da matriz em Aracaju (localizada no bairro Industrial), a construtora possui áreas de atuação em alguns estados como Alagoas, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e outros.

 

 

41 anos de solidez e qualidade

Em toda sua trajetória no mercado imobiliário e de obras públicas, a Celi lançou conceitos que modificaram a concepção de obras de engenharia, através da excelência nos projetos e investimentos em tecnologia de ponta na execução das obras. São muitas as áreas em que ela desenvolve diversos projetos de construção civil, urbanização, saneamento e obras especiais de alta complexidade. É fácil ver a qualidade Celi em todo o lugar entre elas as obras de Implantação do sistema viário, estacionamento, Paisagismo e Rede Elétrica da Ampliação do Aeroporto Santa Maria, em Aracaju; construção do Arquivo Geral do Poder Judiciário, do Tribunal de Justiça de Sergipe; construção do Prédio da Assembléia Legislativa de Sergipe; construção do Complexo Esportivo de Laranjeiras; reforma  e  ampliação  do  Hospital  João  Alves  Filho; construção do Centro de Tecnologia Educacional, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro; reurbanização da Orla Marítima da Praia de Atalaia de Aracaju, entre outros.  O imponente Viaduto Jornalista Carvalho Déda, no Distrito Industrial de Aracaju, é outro feito histórico da Celi, um verdadeiro cartão postal da capital sergipana.

 

Compromisso social

A Celi também é muito aplaudida por ser uma empresa socialmente responsável, tendo compromisso com o futuro dos jovens sergipanos. As ações sociais da construtora foram sistematizadas com a criação do Instituto Luciano Barreto Júnior (ILBJ), em 23 de janeiro de 2003, fruto do sonho do próprio Júnior, que desde o início de sua jornada empresarial defendia a necessidade de construir uma entidade sem fins lucrativos, para sistematizar e ampliar as ações sociais já realizadas pela construtora. O Instituto promove cidadania e diversas áreas de conhecimento através de projetos pedagógicos. Com sede na avenida Barão de Maruim, e um núcleo no Bairro Industrial, em Aracaju, o Instituto proporciona a cidadania a jovens carentes com um completo programa pedagógico que estimula o desenvolvimento intelectual. Tendo como presidente Maria Celi Barreto, o ILBJ é hoje motivo de orgulho em todo o Estado de Sergipe por proporcionar a mais de mil jovens por ano, a oportunidade de um futuro melhor, através do aprimoramento dos seus conhecimentos. A Celi, como empresa cidadã, procura melhorar a vida da comunidade e realizar sonhos através da educação. São 41 anos de uma história construída com muito empenho e perseverança. A Celi sempre se renova para atender os desejos de cada cliente e contribuir para o desenvolvimento da sociedade. Este é o compromisso desta família que valoriza a confiança e garante a excelência em qualidade à todos que optam por um Celi.

 

DO LEITOR

 

Zona de Expansão: Situação do Jardim Costa do Sol I

Do engenheiro e leitor deste espaço Bobô Cruz: “Os moradores do Jardim Costa do Sol agradecem seu precioso esclarecimento a respeito das responsabilidades de cada um nas consequências da falta de um plano diretor que contemple todos, no Sergipe de “quase” todos! Minha mãe e meu irmão moram há mais de 25 anos naquele conjunto, e essa luta tem o mesmo tempo de duração! É bom lembrar que Jackson, Almeida, Gama, Deda e Edvaldo (somados fazem mais de 20 anos de poder, não?),fazem parte do mesmo grupo e sempre receberam a solicitação da solução do problema e até agora nada! A população pacientemente esperava o cumprimento da promessa! Ontem, a paciência esgotou! Uma atitude, que segundo o vice-prefeito Silvio Santos, foi adotada pelos técnicos da EMURB de ordem inversa de execução, iniciaria com a abertura da Rua Deputado Clovis Rolemberg para instalar umas manilhas e escoar as águas do Conjunto Orla Mar para o Costa do Sol na tentativa de resolver o problema do primeiro e piorar ainda mais o problema do segundo! Como dizia um amigo, “aí também é demais também”! Santa ignorância técnica! Resultado, a Prefeitura teve que acionar o choque, bombeiros e polícia porque os moradores do Costa do Sol interromperam a Av. Melício Machado sentido Mosqueiro/Atalaia com queima de pneus, troncos de coqueiros etc.. e não deixaram o serviço burro ser executado. O problema da drenagem dessa região, para quem não conhece, parece de fácil solução, mas não é! Passa por construções sem planejamento, construções irregulares, falta de manutenção, falta de vontade, burrice técnica e, obviamente, necessidade de uma obra de saneamento de porte para resolver de vez o problema não só do Costa do Sol como de toda região.

 

Zona de Expansão: Situação do Jardim Costa do Sol II

Continua Bobô: “Não é culpa de quem mora no conjunto! É caro? É? Problema para quem é ou foi eleito e é pago(e muito bem) para resolver estes e outros problemas! Uma ponte custa caro? Mas é necessário e se constrói como estão fazendo! O que é mais urgente para um governo popular “comunista” do camarada Edvaldo é garantir o direito de ir e vir de mais de 1000 moradores que, para sair ou voltar de suas casa precisam de um barco, carroça ou de um carro alto (como o que a Prefeitura disponibilizou) como solução paliativa, ou arregaçar as calças e passar pela água imunda que se acumula! É preciso garantir que os moradores não tenham problema com suas fossas que, com o acumulo de água faz o retorno para dentro das casas e poderá causar um problema de saúde, além do incomodo! O vice Prefeito ao ser questionado aos brados por uma moradora que o chamou de mentiroso, devido ao seu depoimento em entrevista, respondeu que estava ali e não tinha desrespeitado ninguem, não admitindo ser chamado de mentiroso! Aí pergunto, o problema que passam esses moradores não é um profundo desrespeito com eles? Mas…e a obrigação da solução definitiva quando vai acontecer? Precisaremos fazer mais mobilizações para que o direito do cidadão seja atendido? Afinal, essa cidade é para todos ou não???”

 

Desrespeito na agência Francisco Porto

E-mail de um leitor devidamente identificado: “Toda vez que eu necessito ir na agencia do Banese da Av. Francisco Porto eu sei vou perder a manhã ou a tarde inteira na fila. É lamentável a forma como os clientes daquela agencia são tratados pelos funcionários do Banese. Ontem eu necessitava de um talão de cheques. Fui na agencia, que estava lotada, por volta das 14:30 e peguei uma senha de nº 216. O painel eletrônico estava no nº 176, ou seja haviam 30 pessoas para serrem atendidas na minha frente. Eu teria que retornar ao trabalho às 15 horas. Resolvi apostar que seria possível, já que trabalho próximo. Foi desastroso. As 15:05, desistir de ser atendido. Me dirigir a uma das gerentes, devolvir a minha senha, que contém o horário de chegada e disse que estava me retirando sem ser atendido, após 35 minutos aguardando, e pouco mais de 8 pessoas haviam sido atendidas. Nós somos clientes, mas a nossa presença na agencia não significa nada, parece que estamos alí para importunar e interromper o cafezinho. Em alguns momentos alguns caixas simplesmente somem atrás de um biombo que existe por traz dos caixas, acho que estrategicamente colocado alí para poderem se esconder dos clientes. Isso sem contar que a morosidade é irritante. È caro jornalista acho que vou prá Caixa também. E a lei dos 15 minutos? Prá que é………(rsss)”

 

Educação no colégio 28 de Janeiro, em Monte Alegre

Do leitor Magnobaldo: “O Brasil é um dos poucos países que tem uma lei educacional muito bem elaborada e ampla, mas o contraste é que ela não é bem aplicada pelo poder público. Digo isto porque observo as ações do Colégio que o meu filho estuda e percebo que a realidade está muito aquém do que a lei estabelece, por exemplo: o colégio tem um Regimento Escolar e nele estabelece que no estabelecimento de ensino tenha um Comitê Comunitário composto por pais, alunos, professores, funcionário e direção, mas o que se observa é um comitê ativo para definir os gastos dos recursos e não para solucionar os problemas, graves, educacionais do colégio; professores desestimulados em ministrar aula, devido a desorganização gerada pela gestão escolar e em alguns casos falta de consideração com alguns docentes; falta de diálogo entre equipe gestora, professores e alunos; falta de vigilância, deixando assim alunos saírem e entrarem a hora que querem; nível de aprendizagem baixo, porque o mais importante são os eventos e com isso o calendário escolar de 200 dias letivos fica sendo uma utopia; as sextas-feiras quase não existem aulas, fazendo com que alguns professores não tenham condições de passar o conteúdo; diretoria regional fecha os olhos para a situação. Pois é meu caro amigo, como chegaremos a algum lugar se a educação é tratada com descaso? O estabelecimento de ensino que me refiro é o Colégio Estadual 28 de Janeiro localizado na cidade de Monte Alegre. O engraçado é que na cidade existem dois estabelecimentos de ensino Estadual, mas o contraste entre eles é enorme”.

 

Abandono na Atalaia

Do jornalista Abrahão Filho: “O  bairro Atalaia possui o segundo IPTU mais caro da cidade, mas pelo que  vimos é um abandono geral por parte das autoridades, um exemplo deste é a   grande  quantidade de terrenos baldios existentes. Falta ainda saneamento  básico,   sinalização,   segurança,  estacionamento  para  os  ônibus  de  integração.   Os  moradores  da  Atalaia  merecem  ser  vistos  com  mais  respeito”.

 

Sobre o governo em Itabi

Comentário de Luizinho Santana: “Espero que a transferência do governo do Estado de Sergipe para a sede do município de Itabi, sirva para sensibilizar as autoridades competentes a assumirem o que é seu dever na recuperação das estradas vicinais, principalmente as que ligam o povoado Frutuoso (município de Canhoba) à cidade de Itabi, vez que o povoado Frutuoso muito embora pertença ao município de Canhoba, mas pela proximidade de Itabi (5,8km) se ampara por conveniência e comodidade na pacata cidade de Itabi, olho vivo porque jegue não gosta de andar para trás”.

 

Transporte em São Cristovão

E-mail recebido: “A empresa de passageiros Tropical que hoje faz a linha de São Cristovão/Zona Oeste/São Cristovão, logo que assumiu essa linha era carro de meia em meia hora de domingo a domingo, hoje nós passageiros estamos sofrendo com os atrasos desta linha. Liguei para empresa me responderam que tinha que colocar mais carros só que até agora não colocaram e a gente continua sofrendo. Sem contar com as super lotação devido aos atrasos que ocorre diariamente Claudio isso é um absurdo para uma cidade como São Cristovão onde muitos moradores trabalham em Aracaju. Com a palavra a Empresa ou a SMTT/SC”.

 

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

 

Frase do Dia

“Os hipócritas são como as tâmaras: o doce está fora, o mel nas palavras e o duro lá dentro, na alma.” Mateo Alemán.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários