Conta de chegada

0

Sem assunto mais palpitante para se ocupar, a classe política de Aracaju discute a eleição do novo presidente da Câmara Municipal. Enquanto uns apostam todas as fichas no vereador Vinícius Porto (DEM), outros garantem que o pastor Jony (PRB) pode surpreender, pois vem costurando uma chapa suprapartidária para obter a maioria dos 24 votos. Se a eleição fosse hoje, o demista era o favorito, já que conta com o apoio declarado do prefeito eleito João Alves Filho (DEM) e dos irmãos Amorim, mas o imprevisível é ingrediente importante nesse tipo de disputa. Como o colégio eleitoral é muito reduzido, basta um vereador mudar de lado para alterar o placar final. Portanto, é prudente aguardar a conta de chegada antes de anunciar vitória antecipadamente.

Fumaça branca

O vice-governador Jackson Barreto foi visitado ontem pelo ex-deputado estadual Marcos Franco. Aproveitaram para fumaram o cachimbo da paz depois das rusgas ocorrida entre os dois durante a convenção estadual do PMDB. Segundo foi amplamente divulgado, Franco ficou injuriado porque, na última hora, perdeu a vice-presidência do partido para o ex-prefeito de Aracaju, João Gama.

Mudança

A Unidade da Petrobras em Sergipe e Alagoas será gerenciada, a partir de janeiro, próximo pelo geólogo Luiz Robério Silva Ramos, que ocupava a Gerência Geral da Unidade do Espírito Santo. Ele substituirá o também geólogo Eugênio Dezen, que vai assumir a Gerência Executiva dos Serviços Compartilhados da Companhia, no Rio de Janeiro.

Secretariado

Acaba hoje a agonia dos que sonham com uma secretaria municipal em Aracaju. É que o prefeito eleito João Alves Filho (DEM) anuncia daqui a pouco os nomes de seus auxiliares diretos. Segundo o jornal Correio de Sergipe, pertencente ao demista, já estão confirmados como secretários Carlos Batalha (Comunicação), Nilson Lima (Finanças), Goretti Reis (Saúde), Luciano Paz (Planejamento) e Georlize Teles, que vai para uma secretária responsável pela segurança e pela Guarda Municipal.

Nota de apoio

Mais de 20 entidades representativas dos empresários sergipanos publicam hoje na imprensa local uma nota de apoio ao deputado federal Laércio Oliveira (PR). O documento condena as agressões verbais feitas na Ilha/FM pelo radialista Gilmar Carvalho ao parlamentar porque este apoia o empréstimo de R$ 727 milhões, que o governo estadual pretende fazer junto à União.

Visita

E o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fez ontem uma visita ao governador Marcelo Déda (PT), que se encontra no Hospital Sírio Libanês tratando de um câncer no estômago. O petista sergipano registrou a ilustre visita no twitter, e fotos com os dois e a primeira dama Eliane Aquino foram distribuídas à imprensa sergipana. Déda deve retornar hoje a Sergipe, onde passa o Réveillon ao lado da família.

Coisa miúda

Derrotado nas urnas, o ainda prefeito de Capela, Manoel Messias, o “Sukita” (PSB), tenta ‘melar’ a posse do prefeito eleito Ezequiel Leite (PR). Os novos vereadores, certamente orientados pelo neosocialista, marcaram as posses deles e de Ezequiel para a zero hora do dia 1º, na sede da Câmara, contrariando o prefeito, que deseja ser empossado às 17h do mesmo dia no colégio Imaculada Conceição. Alguém precisa dizer a “Sukita” que político derrotado é igual a coca-cola sem gás.

Cena macabra

Perseguido por um homem armado, o jovem José Arnaldo de Souza Júnior, 18 anos, corre desesperadamente e procura abrigo numa funerária. O perseguidor também invade a casa comercial e atira no peito e na cabeça do rapaz, matando-o no local. A cena macabra aconteceu ontem à noite, no bairro América, em Aracaju. Misericórdia!

Espelho meu

O Sindicato dos Professores de Sergipe divulga hoje o resultado da prova final da política educacional de 2012. Segundo a entidade, a categoria votou em todo o estado sobre o nível da educação das redes estadual e municipal de ensino. Como perguntar não ofende, quem avalia a atuação dos educadores da rede pública? Será que, se pudessem se manifestar através do voto, os alunos aprovariam os digníssimos mestres?

Do baú político

No final da década de 50, o deputado federal Leite Neto era a atração dos palanques do PSD pela sua oratória fácil, que ajudava a lotar as praças e sempre lhe rendia muitos votos. Certo dia, porém, os pessedistas não entenderam a falta de público no comício de Capela, onde Leite Neto era o principal orador. Ficaram sabendo depois que o responsável pelo esvaziamento da praça foi o também candidato a deputado federal Euclides Paes Mendonça (UDN). Sabendo do comício do PSD, o cacique udenista encheu uma caminhote de foices e enxadas e rumou para as proximidades do evento político adversário. Lá chegando, parou na entrada da cidade e, quando os tabaréus passavam para o comício, eram presenteados com as ferramentas novinhas, acompanhadas por um conselho: “Tome aqui, nego véio, volte pra casa e vá cuidar da sua roça, que discurso bonito não enche barriga de ninguém”. A estratégia deu certo, pois além de esvaziar o comício do PSD, Euclides teve mais votos em Capela do que Leite Neto.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais