Contas que não batem

0

  Uma nova diversão está surgindo para os internautas e logo  deve concorrer com o orkut. É que desde o último dia cinco que as pessoas estão consultando a home-page do TRE para confrontar os valores declarados pelos candidatos à Justiça Eleitoral e analisar a disparidade existente entre os recursos arrecadados e gastos e o volume da campanha externa apresentada pelos mesmos.

 Um fato curioso já é motivo de comentário nas rodas políticas, é que um candidato que informou ter gastado apenas R$ 4 mil e pouco, possui uma quantidade de material de campanha quase igual ao que informou já ter gastado cerca de  R$ 38 mil, sem contar que um candidato que possui uma enorme placa na entrada do seu comitê informou não ter gastado um centavo sequer com o item 2.10 (publicidade por placas…).

   Outro fato que desperta curiosidade é a prestação de contas de um candidato a deputado federal que concorre a reeleição, que até agora só arrecadou 1 mil reais, já possui alguns carros plotados e declarou não ter gastado nada até a presente data. Enquanto candidatos experientes e classificados no rol dos favoritos como Mendonça Prado e Jerônimo Reis declararam respectivamente 8 e 15 mil reais, candidatos como Pedro Valadares, Eduardo Amorim e Albano Franco mostraram que não estão para brincadeira e declararam respectivamente 70, 150 e 300 mil reais.

   A exigência da Justiça Eleitoral é um avanço significativo no mínimo ela permite que os eleitores possam ter uma idéia sobre quem promove a maior omissão na revelação dos gastos eleitorais. Ela também mostra que a eleição é fruto da influencia do poder econômico e que ninguém está autorizado a falar em igualdade entre os candidatos, porque como um candidato que utiliza  R$ 20 mil   vai competir em pé de igualdade com um candidato que utiliza R$ 300 mil. A única coisa que ainda não ficou clara é qual a punição para quem não apresentou as contas dentro do prazo estabelecido.

 

 

Vox Populi errou em 2002 I

Até ontem não tinha nenhum registro no TRE-SE de pesquisa eleitoral do Vox Populi ou do Instituto Exatta. Sobre a nota de ontem que alguns assessores de João Alves comemoravam antecipadamente o resultado das duas pesquisas, um pefelista, também próximo do governador, disse que não existe nada disso e lembrou que o Vox Populi em 2002 errou mais do que o Instituto Ibope. Faltando poucos dias para o pleito, o Vox Populi previu uma vitória folgada de João no primeiro turno e também em Aracaju. Na verdade deu segundo turno e Dutra ganhou de João em Aracaju com mais de 29 mil votos. Para o segundo turno a última pesquisa Vox Populi dava 60% dos válidos para João, que se elegeu com 53,5%.

 

Vox Populi errou em 2002 II

Em 2002, o site de João Alves divulgou a matéria com o  título “Pesquisa Vox Populi volta a confirmar vitória de João Alves no 1º turno” .A notícia diz literalmente: “Pesquisa divulgada ontem pelo Vox Populi voltou a confirmar que se eleição fosse realizada hoje o candidato a governador João Alves Filho estaria eleito no primeiro turno. Pela nova pesquisa, João Alves venceria com 46% das intenções de voto, contra 23% para o candidato Francisco Rollemberg e 17% para o candidato José Eduardo Dutra …..” Em outro trecho diz: “Na capital o instituto identificou que João Alves ganharia com 42% das intenções de votos, ficando o segundo lugar com Eduardo Dutra com 27%. Francisco Rollemberg aparece na terceira colocação com 15%. …..”  Os resultados reais foram: Em Sergipe : João Alves 43,63%, Dutra 28,43% e Chico Rollemberg 25,73%. Em Aracaju deu Dutra com 44,57%, João com 32,28% e Chico com 19,28%. Vá errar assim na caixa prego…

 

Indecisos da Padrão

O número de indecisos para governador e senador na pesquisa da Padrão chamaram a atenção.  Somados, os candidatos a governador têm (46,2 + 44,5 + 3,1) 93,8 % das intenções de voto. Faltando praticamente dois meses para eleição e antes do início do horário  político, significa dizer que apenas 6,2% do eleitorado está indeciso, o que é algo nunca visto. Outro dado curioso:  na mesma pesquisa, o desempenho dos candidatos ao Senado não chegou a 30 %. Ou seja, na mesma eleição tem 70 % de indecisos para um cargo e apenas 6 % para outro. É algo surpreendente.

 

Exatta de Pernambuco

Já o Instituto Exatta de Pernambuco tem alguma experiência no ramo e atua mais nos bastidores medindo o desempenho dos candidatos sem que as pesquisas sejam registradas. Em Pernambuco o Exatta sempre faz pesquisas associadas com o Jornal do Commércio do grupo de Jarbas Vasconcelos.

 

“Não bula comigo”                                                                                                                                  

Irritado, Walmir Monteiro bradou:”não bula comigo” (Foto César de Oliveira).

Num discurso bastante forte o deputado pefelista Walmir Monteiro  (foto) mandou um recado bem direto e objetivo para alguns adversários e governistas ontem na Assembléia. “Não bula comigo”, bradou. Sem querer (ou querendo) nesta frase Walmir explicou o motivo da briga: o fechamento do hospital de Lagarto, ou seja, a bula, era a de remédio e a ameaça foi para os adversários e aliados que fecharam a unidade hospitalar. Ele denunciou também o uso político-eleitoral da Secretaria de Estado da Agricultura através de Sérgio Reis.

 

 

Promessas não cumpridas

Pedindo não revelar o seu nome, um cidadão lagartense que adora política revelou  que essa é talvez a pior campanha enfrentada por Jerônimo Reis (PFL). Segundo ele em termos de votos ele o considera um dos favoritos, mas avalia que o candidato deve estar chateado com alguma coisa porque Jerônimo sempre fez campanha com muita alegria e tranqüilidade e ultimamente ele tem percebido o candidato um tanto chateado. “Deve ser em função dos compromissos não cumpridos por parte de alguns aliados!”, avaliou o lagartense. 

 

Pedetista adere a Deda

Além da adesão do ex-prefeito de Pedrinhas, Neudo Cardoso, no último final de semana, o candidato do PT, Marcelo Deda recebeu o apoio do prefeito de Umbaúba, Zé de Francisquinho. Detalhe: Zé de Francisquinho é do PDT do candidato João Fontes.

 

Mais problemas na Unit I

Além da revolta dos estudantes com o retorno da cobrança do estacionamento a reitoria da Unit enfrenta outro grave problemas. Estudantes de diversos cursos fizeram suas matriculas, com valores altos e não estão conseguindo encaixar matérias para estudarem. Na segunda-feira tinha uma fila de mais de 150 estudantes para resolver este problema e nada. No curso de direito, por exemplo, a reclamação é grande, principalmente pelo tratamento dado pelo coordenador do curso. O reitor, Jouberto Uchoa, que sempre teve cuidado com o nome da Unit precisa tomar uma providência. 

 

 Mais problemas na Unit II

Os alunos foram orientados a consultar de casa, pela Internet e tentarem encaixar suas matérias. Imagine. Você paga a matricula e não tem como cursar. Ontem pela manhã, vários estudantes voltaram para solucionar o problema. Quem estiver pensando que é exagero dê uma chegada na sala 22 do bloco D. O pior de tudo ontem foi o segundo dia de aula na Unit e muitos alunos que pagaram suas matriculas estão sem “eira nem beira”. Alguns já estão pensando em fazer um abaixo assinado para denunciar a Unit ao Ministério da Educação.

 

Nelson, o rejeitado

Com tanta gente envolvida em falcatruas, disputando a eleição, o ex-deputado Nelson Araújo teve o seu direito negado por já ter um dia no ano de 1985 chamado o então governador de “mentiroso”. Se o caso de Nelson, chegar ao conhecimento da Rede Globo, com certeza a informação será transformada em matéria nacional.

 

 

Educação de Surdos

A secretaria de Estado da Educação estará promovendo no período de 28 de agosto a dois de setembro, o Curso para Professores da Educação de Surdos. Com uma carga horária de 48 horas, o curso dirigido para professores do ensino fundamental e médio da rede pública e ONG’s conveniadas, será realizado no Aracaju Praia Hotel, no bairro Atalaia.

 

Especulação maldosa

Foi só tomar conhecimento de que o Estado confirmou em audiência pública o depósito de R$ 1,2 milhão à disposição do juízo para desapropriação do hospital de Nossa Senhora do Socorro, que alguns entendidos começaram a especular que o referido hospital foi construído, com a influência financeira de um conhecido sergipano, já com a finalidade de ser vendido ao Governo do Estado.

 

 

Frase do Dia

“Na América Latina, a liberdade de expressão consiste no direito ao resmungo em algum rádio ou em jornais de escassa circulação. Os livros não precisam ser proibidos pela polícia: os preços já os proíbem”. Eduardo Galeano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários