Contra a História

0

O deputado federal João Fontes passou o final de semana prolongado em Sergipe. Recolheu-se na praia do Saco e preparou sua defesa para o julgamento a que se submeterá para ser expulso do PT. “Temos que nos preparar para a Santa Inquisição”, diz o parlamentar. Dentro da própria legenda já há um forte movimento contra essa ação, porque o Partido dos Trabalhadores sempre conviveu muito bem com o contraditório, em todas as suas discussões. No banco dos réus estão os deputados Babá, João Fontes, Juliana e a senadora Heloisa Helena. O crime praticado foi votar de acordo com a história e ideologia sempre pregada pelo partido, nos grandes congressos e nos confrontos políticos. Os réus seguiram corretamente o bê a ba ensinado em todas as reuniões. Filiaram-se ao partido atraídos por essa diferença que apresentava das demais legendas partidárias. O Partido dos Trabalhadores sempre foi bandeira em defesa das distorções sociais, de uma economia mais avançada e, principalmente, contras as oligarquias instaladas no Poder. Os parlamentares, que defenderam os princípios partidários, podem pagar muito caro por isso… Mas, quem vai julgar um Partido dos Trabalhadores que agora anda à direita do que pregou? Quem vai punir o PT que se uniu aos banqueiros, aos grandes empresários, aos políticos conservadores, que sempre se mantiveram no Poder? Quem vai punir um PT que taxa os inativos? Ou que não procura uma forma de dedicar parte do superávit primário para programas sociais do país? Enfim: quem vai punir toda essa gente que enganou o povo brasileiro, ao fugir dos compromissos de mudança que pregaram para essa gente que não tem mais em quem acreditar? O Partido dos Trabalhadores virou um armazém de Secos e Molhados, onde geralmente se encontra tudo para vender, negociar, trocar e se embriagar. Embriagar-se com o Poder e se alucinar com suas vantagens. Onde está aquele PT que combatia os lucros exorbitantes dos banqueiros? Onde está aquele PT que defendia uma divisão de renda justa? Onde se pode encontrar o PT que combatia um regime voltado para as elites? Onde está o PT que lutava pelas igualdades sociais e regionais? Não se sabe mais onde anda esse PT. Mas se conhece muito bem o Partido dos Trabalhadores que taxa os inativos, que se alia ao que existe de mais retrógrado, de mais conservador e escancara o Governo para os partidos oriundos de uma revolução que massacrou os petistas. Entretanto, se sabe exatamente onde está o PT que vai golpear a democracia com a expulsão de Babá, João Fontes, Juliana e Heloisa Helena. Vai queima-los na fogueira, porque ousaram defender a linha petista de recentemente. De quando o próprio Luiz Inácio Lula da Silva fazia campanha garantindo mudar a face de um país que esquecia os excluídos e beneficiava os banqueiros, que preferia agradar ao FMI que matar a fome de milhões de brasileiros. Sabe-se do PT que teve agora um dos seus governadores envolvido em corrupção pesada e que pode parar na cadeia, que é Flamarion Portela, de Roraima. Sabe-se do PT que filiou a turma do bicheiro Anísio, para apoiar Lindemberg Farias, que á candidato a uma Prefeitura do Rio de Janeiro. Os novos filiados são Ratinho, Trincano, Marrimar e Zito. Gente da pesada que o deputado Biscaia os denunciou, prendeu a todos e agora ameaça deixar o PT caso as fichas dessa gente sejam homologadas. Biscaia é um homem sério, conhecido em todo o Brasil. Mas o PT está preferindo a turma do Anísio, que banca prefeitos para cobrar depois, a um homem de respeito como o Biscaia. É esse PT volúvel, escancarado a negociatas para se fortalecer no Poder, que vai julgar uma mulher como Heloísa Helena e deputados como Babá, João Fontes e Juliana, que estão lutando para que o partido mantenha a ética e a dignidade que ensinou aos seus militantes, durante tantos anos de luta contra o vandalismo na política brasileira. REALIDADE Em entrevista à Gazeta de Sergipe o prefeito Marcelo Déda declarou que não conhecia a política econômica aplicada no país durante o Governo FHC. Na opinião do deputado federal João Fontes (PT) “um ex-líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara Federal desconhecer isso ou mente ou é incompetente”. DEFESA O deputado federal João Fontes passou o final da semana na praia do Saco, elaborando a defesa que fará no julgamento a que será submetido, dias 13 e 14, com o objetivo de expulsa-lo do Partido dos Trabalhadores. João Fontes está fortalecido pelo próprio estatuto do partido e vai mostrar que manteve a linha que o PT sempre defendeu. TRANSFERÊNCIA O processo de expulsão dos quatro rebeldes do PT não será mais em São Paulo, nos dias 13 e 14. Foi transferido para Brasília. O Diretório do PT está tentando evitar as manifestações que estavam programadas contra a expulsão, na capital paulista. INQUISIÇÃO O deputado federal João Fontes está se sentindo numa “verdadeira inquisição”, porque será julgado por membros que integram o Governo. Citou como exemplo o ex-senador José Eduardo Dutra: “Será que ele vai perder a presidência da Petrobrás para votar contra nossa expulsão?” CONSELHO João Fontes disse que vai aproveitar a reunião para solicitar do Conselho de Ética do partido que apure as denuncias feitas pelo senador José Almeida Lima (PDT). Segundo as denuncias, expostas em discurso no Senado, a Prefeitura teria utilizado altos recursos para capinagem de área com calçamento. MINISTRO O ministro da Reforma Agrária, Miguel Rosseto, desembarca hoje em Aracaju. Toma café com o governador João Alves Filho e faz uma visita ao prefeito Marcelo Déda. Em seguida viaja para visitar assentamentos no projeto Jacaré Curituba e deve almoçar na região. Retorna hoje mesmo a Brasília. COMEMORA O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, está comemorando os quase 90% de aprovação que teve sua administração, segundo a revista Isto É. Déda também comemora a primeira eleição para coordenador de escolas municipais, feita por alunos que, aos 14 anos, têm direito a voto. Abaixo de 14, o voto é do pai. ENCONTRO O PTB fez um encontro, domingo, em Boquim, organizado por José Trindade. Além dos filiados do partido e do deputado federal Jackson Barreto, também participou o deputado Bosco Costa, que foi votado pelo grupo. Debateu-se a questão daquela cidade e a sucessão municipal do próximo ano. COBRANÇA O pessoal do PTB cobrou de Bosco Costa empenho na CPI da Pistolagem, para punir os verdadeiros mandantes dos crimes que vêm ocorrendo em Sergipe. Alegou que até agora foram presos apenas os pequenos, mas os grandes continuam soltos. Foi lembrado, por exemplo, o caso do ex-vereador Carlos Gatto. FORÇA Os membros do PTB sugeriram a Bosco que em caso da Força Tarefa vir a Aracaju que reduza as dimensões da rede, para que os peixes grandes fiquem presos nela. O deputado Bosco Costa disse que ia mostrar aos sergipanos que a CPI da Pistolagem não vai terminar em pizza. Terá resultados satisfatórios. TRANSPLANTE O presidente da Federação Sergipana de Futebol e prefeito de Macambira, Carivaldo Marques, submeteu-se a um transplante renal, no Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo. O filho foi o doador. No momento ele está passando por alguns problemas, mas a equipe trabalha para a estabilidade do rim transplantado. REELEIÇÃO Um dos auxiliares diretos do prefeito Marcelo Déda declarou que até o momento ele não conversou com ninguém da equipe sobre reeleição. O auxiliar atua na área técnica e garante que o prefeito está mais preocupado em dar continuidade à sua administração e tocar as obras para frente. CONVOCAÇÃO Os deputados estaduais já têm garantida a convocação extraordinária de final de ano. Alguns parlamentares batalharam para isso. Segundo uma fonte do Governo, antes do final do ano os parlamentares serão chamados para votar em projeto de interesse do Estado. Notas JUDICIÁRIO É bom para a sociedade que o judiciário abra as portas e comece a falar para o povo. Há necessidade de democratizar um poder que amedronta. Torna-lo simpático à população, porque é nele que a sociedade ainda confia, apesar do excesso de autoridade praticado por um ou outro membro desse poder. Um juiz, numa cidade do interior, mete medo, enquanto deveria transmitir segurança. Alguns deles pensam que mandam em tudo e impõem um temor ao que possa vir de sua caneta ou do seu mau humor. IMPRENSA Há necessidade de abrir o judiciário, inclusive para a imprensa, porque é necessário que se divulgue o que vem ocorrendo num poder fechado, de pouco acesso e com muitas informações importantes. A abertura do judiciário é um avanço, para que a sociedade o veja com a transparência da correção. Quem tem o poder de mexer com a liberdade e o comportamento de uma sociedade, com um simples toque de caneta, não pode se amparar em um corporativismo pernóstico, que favorece à dúvida. DISTÂNCIA Os novos tempos, de um Brasil mais aberto, exigem que se reduza a distância entre um juiz, um promotor e a sociedade. Para que isso aconteça, é precisa que eles se sintam mortais comuns, integrado à comunidade, vinculado aos seus problemas e que sejam o porto seguro dos injustiçados e perseguidos. Toda essa mudança é de responsabilidade dos juizes novos, com mentalidade progressista e que procurem agir dentro de circunstâncias que proteja o cidadão, mesmo que ele cometa um delito de menor gravidade e que possa ser reintegrado à sociedade. É fogo O deputado estadual Gilmar Carvalho está decidido a retornar à CPI da Pistolagem, para responder ao que o secretário Luiz Mendonça. “Luiz Mendonça levou números para a Câmara Federal que não correspondem à realidade”, é o que assegura o parlamentar. Dezenas de políticos participaram, domingo, da procissão de Nossa Senhora da Conceição. À noite estavam jogando flores ao mar. O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, já declarou abertamente que é a favor da expulsão do deputado federal João Fontes do Partido dos Trabalhadores. Não se sabe se os hospitais vão respeitar a lei que deverá resultar do projeto do deputado Francisco Gualberto (PT), que proíbe a caução para os pacientes. É só esperar para ver. O deputado estadual Ulices Andrade (PSDB) espera que os pronunciamentos da Assembléia Legislativa não resultem em inimizades. Ulices entende que oposição e situação devem se respeitar e as brigas têm que ser no campo das idéias. Deve ocorrer, ainda esta semana, uma exposição na Assembléia legislativa, sobre os problemas que poderão ocorrer com a munic9palização do Deso. O projeto que faz com que a Prefeitura de Aracaju assuma a distribuição de água e serviços de esgoto são de autoria do vereador Antônio Góes. O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) acha que o projeto de reforma política que o Governo Lula está propondo, vai acabar com os partidos pequenos. Venâncio Fonseca acha, também, que muitas pessoas sem recursos, mesmo que tenha alguma liderança, ficará fora do pleito. O deputado José Milton (PFL) está propondo ao Governo que incentive o plantio de algodão, para gerar empregos e diminuir os custos da indústria. O ex-governador Augusto Franco teve um ligeiro problema de saúde, semana passada, mas já está tudo bem. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais