Conversa com o nosso anjinho e diabinho

0

Ai… não sei o que faço? Essa pergunta vem sempre a nossa mente depois de uma conversa com o nosso anjinho e diabinho. A cena dessas duas figurinhas falando em nossos ouvidos, uma representando o bem, dizendo o que seria melhor para o nosso bem-estar e o nosso caráter, representa o anjo. A outra o diabinho, representa o mal, transmitindo orientações para obtermos mais prazer e vantagens, só que poderá nos prejudicar ou outrem no futuro e ainda pode ser que não.

O diabinho não se preocupa com as regras sociais e quer suprir as nossas necessidades de qualquer maneira. Às vezes, parece que temos duas pessoas dentro de nós, mas acho que tem ainda uma terceira, que somos nós, e que devemos tomar o controle das nossas decisões e ter o bom senso.
Esse tríplice embate gera conflitos árduos que pode ter um final feliz ou infeliz. Temos que tomar as rédeas das decisões e lançar àquela que encontramos sabedoria e bem. Quem manda é você e os louros da vitória ou o amargor da derrota quem vai sentir é você. Lembrando que algumas coisas se resolvem com o tempo e a decisão atual só gera resultados futuros.

Com as finanças é assim. Temos tantas vontades de consumo e queremos ao mesmo tempo ter dinheiro guardado para realizar futuros desejos, mas a decisão atual é de se satisfazer logo. Sem os conselhos dessas duas figurinhas nos soprando os prós e contras não saberíamos decidir.

E com a alimentação… que é a fonte da nossa saúde? Abrimos mão de ter uma excelente saúde por não resistir e comer exageradamente o que nos dá mais prazer. A dieta vai por água abaixo porque não resistimos a um suculento bife, doces, refrigerantes, bebidas. E que falar do prazer de engolir fumaça, o terrível cigarro que causa danos à saúde e a pessoa não consegue parar

 de fumar e se abster desse prazer por um futuro saudável.
A empatia entre as pessoas é um campo onde circula o anjinho e o diabinho. Gostar de alguém e desejar amar sem medir as futuras consequências em prol de momentos de prazer é um constante conflito do ser humano.
Sei que essas vozinhas nos deixam em alerta para tomarmos a decisão mais sábia ou quem sabe aproveitar e curtir também algumas coisas que muitos acham besteiras, mas que nos satisfazem e que não prejudica ninguém ou será que prejudica?

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais