Conversa de João sem braço

0

É inquestionável que Sergipe deve muito ao ex-governador João Alves Filho (DEM), um tocador de obras que espalhou benefícios por todos os municípios sergipanos, principalmente nas duas primeiras vezes em que comandou o Estado. Na terceira, e última, o democratas deu sinais de cansaço administrativo e deixou os problemas se acumularem.

 

As rodovias estaduais praticamente se acabaram, faltava água dia sim outro também em cidades importantes como Tobias Barreto e Carira, a violência recrudesceu, a saúde entrou em crise, o servidor viu seus salários serem achatados e, segundo a Deso, Aracaju viveu 30 dias de rodízio no abastecimento de água no verão de 2005. O resultado de tudo isso foi a derrota de João, ainda no primeiro turno, para Marcelo Déda (PT).

 

Apeado do Poder, Alves Filho isolou-se da política por um bom tempo, levando alguns a pensar que ele retornaria cheio de projetos inovadores para tentar o quarto mandato. Mas não. Vive a espalhar velhas ladainhas e fazer promessas por ele mesmo não cumpridas, como garantir que resolve o problema de abastecimento de água de Aracaju em 30 dias e com recursos próprios. E por que não fez isso quando era governo? Talvez a sede do Poder esteja levando-o a achar que o povo é tolo a ponto de cair nessa conversa de João sem braço.

 

Pouca vergonha

 

Pelo menos 20,4% dos 3.500 funcionár5ios terceirizados do Senado são copeiros ou contínuos. É o que publica hoje O Globo. Pelos cálculos do jornal, dá mais de sete para cada um dos 81 senadores. No total, são 717, sendo 204 copeiros e 513 contínuos, que custam ao Senado R$ 2.400 por mês, cada um. A distorção foi constatada em auditoria interna, e só passará a ser corrigida com a realização de novas licitações. Imagine quanto o povo não paga pelos líquidos para encher tantos copos.

 

Fim da crise

 

A busca de crédito e a intenção do consumidor de levar para casa bens duráveis já voltaram ao nível anterior à crise financeira. Dois indicadores de retomada confirmam o cenário favorável para o segundo semestre. Em junho, a demanda por crédito supera a de outubro de 2008. Além disso, a disposição de compra de carro zero ou geladeira no segundo trimestre cresceu 20% em relação a igual período do ano passado. Legal!

 

Fique rico

 

A Mega-Sena de amanhã pode pagar um prêmio de R$ 32 milhões, segundo estimativas da Caixa Econômica Federal. As apostas para o próximo concurso podem ser feitas até as 19 horas desta quarta-feira. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 1,75.

Desde a criação da Mega-Sena, o maior prêmio saiu em 1999, quando um apostador de Salvador ganhou R$ 64,9 milhões.

 

Contra a greve

 

Quem esteve ontem no setor de marcação e consultas do Ipesaúde pode perceber a revolta dos beneficiários com o comando da greve dos médicos. Algumas senhoras chegaram a chamar de preguiçoso o presidente do Sindicato dos Médicos, José Menezes. A explicação mais lógica para a falta de apoio dos beneficiários ao movimento paredista talvez seja a forma deselegante como alguns profissionais de saúde do Instituto tratam os pacientes.

 

Menos combustível

 

O consumo total de combustíveis (álcool hidratado, gasolina tipo C, óleo diesel, e GLP) em Sergipe teve uma queda de -5,94% em maio passado quando comparado com abril. A informação foi prestada ontem pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Conforme o levantamento, no quarto mês de 2009 o Estado consumiu 51,3 mil metros cúbicos de combustíveis, registrando uma queda de -1, 38,% em relação ao mesmo mês do ano passado.

 

Carcinocultura

 

Debater a situação da ovinoculturacaprino no Nordeste, seus pontos fortes e fracos, e o que pode ser feito para estimular o crescimento do segmento na região.  Esses são os objetivos da Reunião Aprisco Nordeste, que será realizada nesta terça-feira em Aracaju. Aprisco é o nome dado ao projeto do Sebrae direcionado para os pequenos criadores de caprinos e ovinos. O encontro será aberto às 8 horas no Radisson Hotel, na Orla de Atalaia.

 

Selo de Qualidade

 

Na próxima quinta feira, a sociedade irá conhecer os empreendimentos sergipanos que foram contemplados com o Selo de Qualidade, uma iniciativa do Sebrae Sergipe. A entrega do Selo será às 20 horas no Spaço Nobre. O principal objetivo é valorizar às empresas que investem em qualidade e no bom atendimento como forma de garantir o sucesso de seus negócios. Nessa nona edição, 83 empresas aderiram ao projeto, sendo 32 do segmento de hospedagem e 51 do ramo de alimentação.

 

Locação cresce

 

O consumidor está alugando mais carros, principalmente em épocas de férias. Em julho, as contratações costumam aumentar em média 45% e a expectativa é que, neste mês, as locações superem em 15% o número de veículos alugados no mesmo mês do ano passado. Os veículos preferidos na hora de locar são aqueles que se encontram no chamado grupo B, ou seja, carros básicos com ar-condicionado.

 

De olho nas padarias

 

As panificações sergipanas que possuem fornos fora dos padrões estão na mira da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) e do Pelotão Ambiental da Polícia Militar. Segundo a Adema, existem algumas padarias no Estado que usam não apenas madeira proibida, como restos de material de construção que, por conta de produtos químicos, exalam substâncias tóxicas quando queimados. Neste caso, a orientação do órgão fiscalizador é interditar a panificação.

 

Dinheiro na mão

 

A compra à vista de carros zero quilômetro aumentou entre junho de 2008 e o mesmo mês deste ano. Segundo dados da Fenabrave, no sexto mês do ano passado 76,23% das compras foram financiadas, contra 64,21% em junho deste ano. O principal motivo para o aumento na participação dos pagamentos à vista, em detrimento do financiamento, foi a queda vertiginosa das operações de leasing. Apenas no segmento de automóveis, a participação conjunta dos financiamentos e leasing caiu de 59,5% para 56,27%, no período analisado.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários